Pular para o conteúdo principal

Postagens

Ministro do STJ também manda soltar Joesley Batista

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Nefi Cordeiro, concedeu liberdade ao empresário Joesley Batista na tarde desta segunda-feira (12). Alvo de prisão temporária na última sexta-feira (10) na Operação Capitu, da Polícia Federal, sob suspeitas de omissão de informações em sua delação premiada, Joesley Batista obteve a soltura sob o entendimento do ministro Nefi Cordeiro de que os fatos sob investigação são antigos e que a omissão não é motivo suficiente para a prisão, apesar de ser argumento para a suspensão do acordo de delação. Conforme noticiou a Renova Mídia, além do empresário Joesley, outros políticos detidos pela PF também foram soltos por decisão do mesmo ministro do STJ.
Postagens recentes

Gleisi diz que Bolsonaro foi eleito com ajuda dos EUA

Em entrevista a site argentino, Gleisi disse que “o julgamento de Lula deve ser anulado”. O site argentino Contexto entrevistou a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann. O resultado final da conversa foi divulgado no portal oficial do Partido dos Trabalhadores neste domingo (11). Em trecho da entrevista, Gleisi afirmou que a “prisão injusta de Lula e a campanha de divulgação de fake news pelo WhatsApp permitiram a vitória de Jair Bolsonaro“. Além disso, a presidente do PT apontou interferência dos Estados Unidos a favor do presidente eleito: Os Estados Unidos têm interesse em nosso petróleo e em nossa economia. Não tenho dúvidas de que as mãos dos americanos estiveram envolvidas nesse processo. Até mesmo Steven Bannon, que era conselheiro de Donald Trump, também foi consultor na campanha de Bolsonaro.
Renova Mídia

Twitter confirma que Bolsonaro não pagou para impulsionar conteúdo

A rede social Twitter encaminhou nesta segunda-feira (12) um ofício ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A resposta foi dada ao ministro Luís Roberto Barroso, relator no TSE da prestação de contas da campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro. Em trecho do documento, o Twitter afirma: As contas verificadas do candidato Jair Messias Bolsonaro e do partido político Partido Social Liberal (PSL) [@jairbolsonaro e @psl_nacional] não contrataram impulsionamento de qualquer conteúdo, seja este eleitoral ou não. Para chegar à constatação, a empresa disse ter feito uma averiguação interna, mesmo lembrando que não permite anúncios de campanha eleitoral no Brasil e em outros três países — Marrocos, Paquistão e Coreia do Sul. O ministro Barroso havia determinado na quinta-feira (8) a WhatsApp, Facebook, Twitter, Instagram e Google que respondessem, em um prazo de três dias, se houve contratação de disparos em massa a favor do candidato durante as eleições, seja por ele ou por qualquer outra p…

Folha, totalmente desnorteada, agora ataca até o visual simples de Bolsonaro

O jornal Folha de S.Paulo, outrora um veículo respeitável, ultimamente tem conseguido se superar na prática contumaz de Fake News e na extrema bizarrice. Uma lástima, infelizmente. Assim, o próprio jornal vai cavando a sua própria sepultura, sendo ridicularizado pela sociedade e perdendo o que lhe resta de credibilidade. A mais nova da Folha é a crítica, pasmem, ao visual de Jair Bolsonaro. A matéria publicada pelo jornal nesta segunda-feira (12) sustenta que “Bolsonaro adota visual simples como tática”. Para tanto a Folha teria ouvido ‘abalizados’ especialistas. Segundo a própria reportagem – sem nexo e sem qualquer importância no atual contexto – os tais especialistas são três. Uma historiadora, um cientista político e um consultor político. As análises do trio são subjetivas, superficiais, sobre um assunto absolutamente sem qualquer importância e, pior, equivocadas. Façam a crítica que quiser a Bolsonaro, mas a simplicidade sempre foi o seu 'estilo". Triste fim da Folha! d…

Paulo Guedes indica Joaquim Levy, Ivan Monteiro e Mansueto

Ao final de uma semana em que tomou conhecimento mais detalhado da realidade das contas do governo, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, também avançou na montagem de sua equipe. As informações são da jornalista Cristiana Lôbo em seu blog no G1. O economista Paulo Guedes acertou a presença de nomes já conhecidos na administração federal: Ivan Monteiro, Joaquim Levy e Mansueto Almeida vão participar do governo Jair Bolsonaro. Ivan Monteiro deve continuar na presidência da Petrobras na gestão Bolsonaro; Joaquim Levy, que está no Banco Mundial, deve ser o presidente do BNDES e Mansueto Almeida pode continuar na Secretaria do Tesouro ou ser o Secretário de Fazenda – cargo que corresponderia ao de ministro da Fazenda , mas que, com a nova estrutura administrativa, perde o status de ministro para ficar abaixo do ministro da Economia, que será de Paulo Guedes. Para dar resposta às tantas atribuições que terá a partir de janeiro do ano que vem, Guedes escolherá também o secretário de…

Lula terá de devolver 20 milhões de reais

SALVAR A ONG Movimento Transparência Partidária fez o cálculo: Lula e mais 1,2 mil candidatos impugnados terão de devolver 38,7 milhões de reais do fundo partidário e doações oficiais. Só a campanha de Lula terá de devolver 20 milhões. Foi a peça de ficção mais cara da história. Espera-se que alguém cobre.
O Antagonista

Escola Sem Partido não está relacionado com ensino religioso

Mais de 220 membros do Ministério Público assinaram uma nota técnica em defesa da constitucionalidade do projeto Escola Sem Partido. No texto, eles rebatem a acusação feita por seus adversários relativa ao suposto viés religioso do projeto. Segundo os signatários: O Programa Escola sem Partido nada tem a ver com o ensino religioso, de que trata o artigo 210, § 1°, da Constituição, segundo o qual ‘o ensino religioso, de matrícula facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental’. O que se explicita na proposta é a proibição de que, fora dessa hipótese ‒ em que, repita-se, a matrícula é facultativa ‒, o professor se aproveite da presença obrigatória dos alunos em sala de aula para promover suas próprias concepções, opiniões ou preferências religiosas. A proposta ressalva, porém (e não poderia deixar de fazê-lo), o direito das escolas privadas confessionais de promover os conteúdos religiosos, morais e ideológicos autorizados contratual…

A dúvida de Temer sobre o reajuste salarial do Judiciário

Temer ainda não decidiu se sanciona ou veta reajuste de 16,4% para ministros do Supremo, que trará impacto superior a R$ 4 bilhões nas contas públicas. O presidente do Brasil, Michel Temer, estaria aguardando o fim do auxílio-moradia, prometido como “compensação” ao aumento de 16,4% do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), com efeito cascata no funcionalismo. Segundo informações do Estadão, o presidente do STF, Dias Toffoli, estaria aguardando a sanção do aumento pelo presidente da República para pautar o julgamento do auxílio-moradia. O impacto nas contas públicas com o efeito cascata para outros órgãos da União e Estados é estimado em pelo menos R$ 4,1 bilhões. De acordo com O Antagonista, “o acordo é blefe, pois o impacto do reajuste é muito maior do que o fim do benefício”. O governo Temer orientou voto favorável. Senadores emedebistas defenderam que a medida não causará aumento para além do teto de gastos, que só permite a reposição da inflação, e que Judiciár…

Joaquim Levy será o presidente do BNDES

© Foto: Mike Theiler/Reuters

O ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy será o novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Atual diretor financeiro do Banco Mundial, Levy já está esvaziando suas gavetas na sede da instituição multilateral, em Washington (EUA), para se mudar para o Rio, substituindo Dyogo Oliveira no comando do banco de fomento brasileiro.

Segundo uma fonte que acompanha a formação da equipe de governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, Levy assumiria o cargo sob promessa de ampliar a interação do BNDES com os organismos multilaterais, como o próprio Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Eventuais parcerias para o banco brasileiro captar recursos junto a essas instituições permitiriam ampliar o montante a ser devolvido ao Tesouro no próximo ano.

A oficialização do nome de Levy para o cargo deve sair entre hoje e amanhã. O economista, que mora hoje nos Estados Unidos, estava em dúvida se aceitava o convite por…

Descubra por que Michelle Bolsonaro não foi ao Teleton Futura primeira-dama foi convidada pelo SBT para participar do programa

A futura primeira-dama Michelle Bolsonaro participou, neste último fim de semana, do projeto Vida Vitoriosa, que faz parte da Rede Multiplicando Amor, da Igreja Batista Atitude.
Por causa disso, Michelle não conseguiu ir ao Teleton, que teve a sua edição de 2018 nos mesmos dias. O SBT e a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) haviam convidado a esposa do presidente eleito Jair Bolsonaro na primeira semana de novembro para participar do programa.
O Vida Vitoriosa é um encontro que promete mudar a vida dos participantes. Nas redes sociais, foi possível ver Michelle envolvida com o projeto.

Pleno News