Subscribe:

8 de dezembro de 2010

Os opostos se atraem!



Por Rô

Li em uma matéria, que os opostos se atraem, não é que é verdade. Aposto que você já reclamou do fato dele (ou dela) ser tão diferente de você. Você é tão racional e seu amor tão emoção. É sempre assim, um tão organizado e o outro tão bagunçado, um tão ácido, o outro tão doce, um quer caminhar no parque ao entardecer, o outro quer pular de para-quédas, um quer ir a praia o outro pro campo, um quer descansar e outro uma vida se possível movimentada de segunda a sexta sem contar os Sabados e Domingo rssr.No sexo, um quer se deliciar com um sexo ousado selvagem e despojado, o outro... quer o carinho e os olhos nos olhos de um romântico papai-e-mamãe.

É isso ai, se você está se perguntando por que foi se apaixonar por uma pessoa tão diferente de você, a resposta pode estar nos genes.
É isso que diz a geneticista brasileira Maria da Graça Bicalho que participou de um congresso que reuniu a nata dos geneticistas do mundo. Ela explica que "a chave do mecanismo que leva as pessoas a procurar parceiros geneticamente diferentes está num trecho do genoma conhecido como Complexo Principal de Histocompatibilidade (MHC), responsável pelo sistema imune". Eita que nomizinho difícile este você não acha?? mas se você escolher um companheiro com o tal MHC o mais diferente possível do seu garante uma prole com defesas fortes.
Por mais que não resolva saber disso, ajuda a entender o porque muitos são levados a se apaixonar por tantas diferenças um do outro, isso é bom, seria muito chato se fôssemos sempre iguais, seria intediante demais rssr!
Paz e bjs!

15 comentários:

René disse...

Pois é, Rô,

Aprendi isso nas aulas de química, há alguns séculos! Um negócio de positivo e negativo se atraírem (vaga lembrança do que se trata).

Mas no relacionamento, isto fica bastante evidente. E é bom que assim seja, pra que um complete o outro, pra que um seja edificado pelo outro, e para que um seja freiado pelo outro. Assim, nossos excessos são podados e nos tornamos pessoas melhores (bom, deveria ser assim).

E, realmente, seria muito chato, um tédio, se fôssemos iguais.

Paz!

Regina Farias disse...

Rô,

Há quem diga que se a química não funcionar é só tentar a física rsss

Brincadeirinha...

Mas é mesmo verdade essa coisa da complementaridade do oposto em tudo, inclusive no sexo.

A natureza é perfeita. Tem que ser diferente para um complementar o outro he he

bj

Rê.

disse...

Pois é irmão René, não da pra ser iguais, já pensou?? quando você quiser uma opinião do outro, o outro pensa como você?? Imagine em outro as áreas. Xiiiii Deus me livre. Paz.

Rosa de Saron disse...

Gostei do texto. Muito interessante. Bjo Rô!

disse...

Rss Re, a física, a matemática e por aí vai. rsss

Cida Kuntze disse...

Oi Rô!
Desculpe não ter passado antes, mas minha filha estava doentinha, mas hoje acordou muito bem, já está muito melhor, graças a Deus!

Esse texto realmente é verdadeiro...rsrs. Eu e o meu esposo gostamos de muitas coisas que nos aproximaram, mas somos bem diferentes. Duas personalidades super diferentes e ao mesmo tempo que se encaixam bem.

Querida, um beijo.

disse...

Cida que bom que ela melhorou, minhas meninas eram assim, quando ficavam doentinhas eu até já sabia o que era, eram os dentinhos, quando começavam a sair, elas ficam mal pacas. Bjs.

Sergio disse...

Hola Rô,

es verdad. Los opuestos se atraen y se completan...

Te dejo saludos argentinos,

Sergio.

disse...

Paz Sergio!

Nair Morbeck Sobrinha disse...

Gosto da frase do teatro Mágico

"Os opostos se distraem
Os dispostos se atraem"

É bem mais por aí, acho que alguém muito diferente de mim, quer quer coisas totalmente diferentes das que eu quero, não está muito em sintonia comigo não..Quem não ajunta comigo espalha..Rs!Mas acredito que a diferença é algo maravilhoso para o crescimento mútuo..e entendi muito bem a pesquisa..Só uma opinião!

Amada te amo!
Shalom

disse...

Gostei dos dispostos se atraem. rssr
Nair, também te amo!

Paulo Sollo disse...

Legal!Gostei,parabéns!

Wendel Bernardes disse...

Oi Rô,
Eu acho que essa possibilidade de haver esse complemento é mesmo muito interessante!

Parece que mesmo com tantos fatores científicos e até morais, somos mesmo diferentes e foi assim que fomos criados...
Deus é glorificado nas diferenças, nas particularidades de cada cônjuge, e de cada ser.

Afinal,
se não fosse diferente...
Barbaridade!

disse...

rss Barbaridade tchê, não podemos ser totalmente iguais!

Luciano de Paula Lourenço disse...

Cara irmã Rô, bastante oportuno este texto. Sinceramente, quando olho a estrutura de um homem e de uma mulher vejo Deus ali presente, a sua mão determinando uma obra tão magnífica que somos nós, seres humanos. Quando alguém pergunta: “Prove-me a existência de Deus”. Eu digo pra essa pessoa: olhe pra você, veja a perfeição em sua estrutura: corpo, alma e espírito! Você é obra prima de Deus, jamais o acaso criaria uma pessoa dotada de inteligência com capacidade de raciocínio como o ser humano. Só um Ser supremo e indizivelmente inteligente e onipotente, a saber, Deus, criou você.
Deus formou o homem, mas não achou bom que ele vivesse só. Então, criou a maravilhosa mulher – “E disse o Senhor Deus: não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele”(Gênesis 2:18). Esta foi a decisão de Deus para suprir a carência afetiva e física do homem. Qualquer desvio deste principio contraria a decisão de Deus e constitui pecado! E Deus criou a mulher – “Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma de suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar. E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher; e trouxe-a a Adão”(Gênesis 2:22).
Observemos a simplicidade da declaração bíblica, ao dizer: “formou uma mulher”. Esta mulher foi formada como resultado da decisão de Deus de que não era bom que o homem estivesse só. Assim, biblicamente, para ser companheira do homem, Deus formou uma mulher. Qualquer distorção a este principio viola a decisão de Deus.
O Espírito Santo, ao inspirar Moisés, quando este escrevia o Livro de Gênesis, foi criterioso ao declarar que Deus criou macho e fêmea – “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou “(Gênesis 1:17). O “macho” a Bíblia chama de “homem”; a “fêmea” a Bíblia chama de “mulher”. O macho, o homem, é chamado de um ser do sexo masculino; a fêmea, a mulher, é chamada de um ser do sexo feminino. Para a Bíblia existem, apenas, dois tipos de sexo – ou a criatura é homem, ou, então, é mulher. Não existe a “coluna do meio”. Um homem e uma mulher, biblicamente, formam um casal. Apesar de serem diferentes, graças a Deus, se atraem e forma a sua obra prima: a família.
Um abraço, irmã Rô!
Luciano Lourenço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...