Subscribe:

27 de maio de 2011

Em busca do livro perdido (uma experiência de libertação)

A capa do livro era muito semelhante a esta imagem
“A face oculta do mal”, seria esse o título? Já tentei de todas as maneiras encontrá-lo, digitei diversas vezes na barra de pesquisa da internet, já conversei com muitos amigos, já cacei em sebos e livrarias e nada! Do nome da autora, eu também não me recordo. O livro é autobiográfico e para facilitar minha recriação da história, vou chamar a personagem principal de Tânia.

Desde criança, quando ia dormir em seu quarto, Tânia percebia a chegada daquelas vozes. Ela ficava muito assustada. Mas, aos poucos, ela foi percebendo que um outro grupo de vozes logo se aproximava e trazia para ela uma paz que sempre inundava seu quarto. Aquele segundo grupo de vozes expulsava as primeiras e, então, ela adormecia tranquilamente. Muitas foram essas noites da sua infância, até que ela se habituou a chamar pelas vozes que a protegiam. Assim ela cresceu, chamando as vozes boas de meus “anjos protetores”.

Em algum momento, já na escola, uma amiga apresentou a ela o Evangelho e foi quando Tânia conheceu um pouco sobre a Bíblia e Jesus. Mas algo acontece e essa sua amiga precisa se mudar. Isto a impede de continuar seu discipulado e, com o passar do tempo, tudo aquilo fica para trás rapidamente.

Um dia, ela lê sobre um curso de “controle da mente”. Decide participar. Havia muitos alunos na sala e o professor os inicia na meditação transcendental. Era um curso sobre como encontrar um nível de meditação mental ao ponto de você criar um refúgio, um abrigo dentro de você para descansar dos problemas do mundo. Tânia fecha os olhos e começa, sob a orientação do professor, a imaginar um lugar lindo em sua mente: um jardim, um lago, uma pequena queda dágua, uma casinha... Tudo perfeito. Nesse momento, o professor pede aos alunos para escolherem um “guia imaginário”, que irá sempre aconselhá-los nesse lugar de refúgio. Cada aluno deveria escolher o seu “guia”. Poderia ser um tio, uma tia, Gandhi, Marx, Jesus... Ela lembrou da amiga que, há muitos anos, havia falado sobre o Evangelho e sobre Jesus. Então, para Tânia, ninguém melhor do que Jesus para ser o seu amigo naquele lugar de refúgio e abrigo. Terminada a sessão, o professor alertou para que os alunos não a repetissem em casa, pois, devido aos perigos de serem iniciantes, eles poderiam acabar tendo experiências desagradáveis.

Em casa, porém, ela repetiu a sessão de “controle da mente”. Tudo perfeito: a natureza, o abrigo... mas, quando Jesus apareceu de novo, ele estava por trás de um pano que se suspendia e permitia que ela visse seus pés, pernas... mas quando chegou na altura do tórax, ela viu que a roupa branca que Jesus vestia estava toda suja de sangue! Finalmente, ela viu o rosto de Jesus, mas, agora, transfigurado num rosto de lobo, um lobo com sua boca cheia de sangue! Ela despertou do transe assustada, mas, quando contou o ocorrido ao professor do curso, ele a tranquilizou dizendo que Jesus estava querendo testá-la, para saber se ela o amava realmente ou se ela se deixaria levar pelas aparências. O fato é que os anos passaram e Tânia se acostumou a ver esse Jesus, que ora lhe aparecia com um rosto humano e ora lhe aparecia com a fisionomia de um lobo com a boca sempre suja de sangue.

Ela se tornou uma famosa parapsicóloga, reconhecida internacionalmente e requisitada para prestar consultas para personalidades do mundo inteiro. Porém, certa vez, Tânia foi chamada para participar de uma sessão de cirurgia mediúnica. Ela foi e ali viu que os “médicos”, que fariam a intervenção, ficavam mais próximos à mesa do paciente que se encontrava deitado sobre ela. Havia, também, os médiuns que se davam as mãos ao redor da mesa da cirurgia e começavam a falar em línguas incompreensíveis. Após alguns minutos sem conseguirem incorporar nenhuma entidade médica, uma daquelas pessoas que orava, disse: “Alguém está impedindo a manifestação do espírito do Dr. Fulano... e ele me disse que é você”, e apontou para Tânia. Surpresa, disse que iria embora. Mas, pela primeira vez, ela se questionou sobre o porquê que ela impediria uma manifestação sobrenatural. Tentou ainda participar de outras sessões de incorporação, mas sempre sem sucesso. Procurou algumas pessoas, conversou com outros parapsicólogos e ouviu as mais diversas explicações. Nenhuma a satisfez. O fato é que ela fora atingida em sua vaidade e perdera a sensação de controle que, até então, ela tinha da sua vida. Lembrou-se daquela amiga que, há muitos anos, apresentara-lhe o Evangelho, procurou por ela e descobriu seu telefone. Essa amiga estava morando em L'Abri na Suiça. Tânia telefonou e contou tudo o que havia acontecido desde que se separaram. Antes de desligarem o telefone, sua amiga lhe propôs que viesse a L'Abri, porque lá era um lugar onde ela poderia encontrar pessoas dispostas a responder suas perguntasas e ajudá-la. Ela foi.

Schaeffer com seus alunos
A comunidade L'Abri (“o abrigo”) começou na Suíça em 1955, quando Francis e Edith Schaeffer decidiram abrir a casa em que moravam, para ela ser um lugar onde as pessoas pudessem encontrar respostas satisfatórias às perguntas que faziam e verem uma demonstração prática dos cuidados de Jesus Cristo ali, vivendo com eles em família. Foi chamado L'Abri, porque eles procuraram dar um abrigo contra as pressões de uma época implacavelmente secular. Tânia fora enviada por Deus para aquele lugar, bem em meio à crise que se estabelecera nas suas tantas certezas de outrora. 


Edith e Francis Schaeffer
Logo foi apresentada a Edith Schaeffer. Ao final de tudo o que compartilhou com Edith, esta, mais uma vez, lhe expõe o Evangelho, tece algumas considerações sobre as dúvidas de Tânia, ora com ela e lhe presenteia com o Evangelho de João: "Tânia, aproveite os dias que você passará aqui para ler e meditar neste Evangelho... Mas eu queria mais uma coisa, quando você ouvir aquelas vozes más e chamar as vozes boas para lhe ajudar... bem, eu queria que, nesse momento, você orasse pedindo que Jesus lhe mostre a verdade que você não vê”. Ela aceitou o conselho de Edith.

Alguns dias depois, Tânia precisou sair de L'Abri para fazer compras na cidade. Em determinado momento da viagem, aquela sensação ruim, aquele medo, o pavor, que sempre acompanhava as vozes más, estava se aproximando dela mais uma vez. Mas como sempre fazia, chamou pela presença reconfortante e libertadora dos seus “anjos protetores”, que eram as vozes boas. Como sempre, uma paz maravilhosa lhe invadiu e, imediatamente, ela pode sentir os seus opressores indo embora. Tânia estava feliz novamente. Aquela presença ali, ela podia sentir como que se espalhando para fora do carro e se estendo por toda a floresta. Mas veio-lhe à mente a imagem de Edith e o que elas haviam concordado em fazer... Estava tão bom, tão agradável aquele momento, que Tânia não queria atrapalhar por causa de uma tolice: “Peça para Jesus lhe mostrar a verdade que você não vê”, esta frase de Edith, entretanto, ia e vinha insistentemente como as batidas de um martelo irritante. Até que Tânia cedeu: "Por que não?", pensou. Ela encostou o carro fora da pista, fechou os olhos e orou: “Jesus, se há uma verdade que eu preciso conhecer nisso tudo, mostra para mim”! De repente, ela sentiu que alguma coisa acontecera. As vozes e a presença dos seus anjos protetores reagiram àquela pequena oração. Ela levantou o rosto e pode ver que, finalmente, os seus anjos haviam sido revelados a ela: eram lobos com suas bocas completamente ensanguentadas e ela pode ver centenas deles na floresta, olhando para ela. Apavorada, Tânia ligou o carro e retornou para L'Abri, chorando e repetindo por todo o caminho: “Jesus, Jesus, me perdoa. Eu não sabia o que eu estava fazendo”!

Este post é para compartilhar essa linda experiência de conversão de Tânia. Um post dedicado a um livro perdido e às impressões profundas que ele deixou em mim sobre o poder libertador do meu Senhor e Salvador Jesus.

Casal 20

19 comentários:

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

Ô MEU AMIGO e minha também amiga ,embora ainda desconhecida ZOINHO VERDE > Casal 20....kkkkk
Que linda historinha de transformação do MAL em BEM para àqueles que procuram em JESUS,as RESPOSTAS.
“Peça para Jesus lhe mostrar a verdade que você não vê”...LINDO!
Vou colocar esta frase no meu blog.
AMEI! Obrigada por partilhar conosco.
Um grande abraço e fica com DEUS.

Marcello Comuna disse...

Meu Deus Casal! Lindo demais!

Eu conheço uma história real e parecida com essa. Aconteceu com um primo de um amigo. Resumidamente foi assim.

Marcos tinha um conhecimento inicial do evangelho. Porém, após a morte de um amigo, Marcos começou a questionar a justiça de Deus. Em uma noite, esse amigo morto de Marcos apareceu para ele o "evangelizando". Contava coisas sobre o paraíso, de como era bom estar com Jesus e os anjos.As visitas do amigo morto passaram a ser uma rotina, sempre trazendo paz e sensações agradaveis. No entanto, Marcos começou a se aprofundar nas Escrituras, quando tinha dúvidas, seu amigo morto o orientava. Até que um dia Marcos leu que o próprio satanás se disfarça de anjo de luz para enganar os eleitos.

Marcos entrou em conflito, orou a Deus sobre aquela situação e aguardou a chegado do amigo morto para mais uma noite de conversa. Quando finalmente o amigo chegou, Marcos o questionou novamente a sua comunicação com alguém morto. O amigo o respondeu dentro das doutrinas kardecistas, mas dessa vez Marcos continuou o questionamento e citou a passagem sobre satanas se disfarçando de anjo de luz. Nesse instante a casa caiu. Em um piscar de olhos o amigo se transformou em uma figura horripilante, mas Marcos não hesitou, deu uma ordem de retirada em nome de Jesus e aquele espírito nunca mais retornou.

Marcos se aprofundou no evangelho e segue para o alvo.

Satanás é demasiadamente astuto, precisamos estar sempre alertas.

Abraços fraternos!

Casal 20 disse...

Clélia, linda essa história mesmo.

Por todos esses anos, ela ficou pregada em mim. Quem sabe, um dia, eu acho o livro de novo...

Abraços sempre afetuosos.

Casal 20 disse...

Marcelo, impressionante essa história que você contou.

Maravilhoso poder o do nosso amado Jesus, que revela a verdade a quem não vê!

Abraços sempre afetuosos.

disse...

Pois é meu amigo, muitos pintam Jesus como acham que ele é. Tem gente o vendo como lobo com a boca ensanguentada e outros o vê como cheirador de sangue queimado e é muito triste porque estes se deixaram levar por muitos estudos e esqueceram de pedir a Jesus que o mostrasse a verdade. Muito bom Fabio.

Marco Antonio disse...

‎O livro seria "A Face Atraente do Mal", de Johanna Michaelsen, Editora Candeia? Pesquisei e encontrei esse. A capa da edição antiga é bem parecida com a da foto.

Perfume de Cristo disse...

Como é maravilhoso o verdadeiro encontro com Jesus!"Peça para Jesus lhe mostrar a verdade que você não conhece".
E somente Ele pode mostrar a Verdade que Liberta,pois é o próprio libertador.Que serva abençoada foi essa amiga que a discipulou .Amei o post.

Em Cristo,
Cláudia Mariz

Adilson J. da Silva disse...

Parabebs Rô, pela boa postagem. O importante nesse testemunho é descobrirmos a importância das pessoas terem, em juventude, um econtro com o Evangelho de Cristo. Como se percebe, a leitura do livro perdido, funcionou como um verdadeiro instrumento de evangelização. Creio que é por isso, que Cristo nos orienta a não impedirmos as crianças de se apromoximarem do Evangelho, achando que é coisa para "adultos" apenas!

Paz Rô.

Casal 20 disse...

Marco Antonio!!!

Exatamente! Muito obrigado. Que alegria ver a capa original. Vou correr e comprar para ler de novo!

A Blogosfera permite essas bençãos mesmo. Esse livro merece ser lido e presenteado a todos quanto têm sinceramente buscado ao Senhor.

Abraços sempre muito afetuosos e cheios de gratidão.

disse...

Tomara que seja o mesmo Marco Antonio. Parece ser bom demais este livro. Assim fica a dica.

Adilson e Claudia, isso que eu chamo de ter experiência com Deus. Jesus lhe mostrou a verdade, e esta verdade é ele mesmo. Paz

noni disse...

Olá Rô, eu tenho o livro e é realmente muito bom, mudou a minha vida depois que o li.
Chama-se A FACE ATRAENTE DO MAL, como disse o querido Marco Antonio, se houver uma maneira que eu possa emprestar para tirar cópias, eis-me aqui à disposição.
Bjus, fiquem na paz de Cristo e um bom fim de semana a todos.

Mulheres INDO disse...

oi Rô brigado pelo comentário.msn meu é raquel.missao@hotmail.com me add fica com DEUS.

Nascida do Coração de Deus disse...

Paz minha querida!!!
Muitas saudades de vc lá no meu bloguinho, faz tanto tempo que vc não vai lá nem deixa seus comentários....
Mas vim aqui hj pra lhe dizer que vc é uma pessoa muito especial, e Deus esta te usando para sua obra, faço parte da equipe de Louvor da minha igreja e tem sido pura benção.
Que Deus sempre te ABENÇÕE

Suely - HD disse...

Olá Rô,
Boa noite,

Não conheço este livro, mas vou também pesquisa-lo.
Parece que o Marco Antonio encontrou uma literatura q talvez seja a mesma mencionada em seu artigo.
Caso seja, nos confirme tá?

Ah! Gosto muitoooo do seu blog, muitas matérias boas p/ ler...

Parabéns e Parabéns

beijos
Su

♥ Rita de Cássia,a menina dos olhos de Deus♥ disse...

Oi Rô querida,boa noite!
Hoje eu vim aqui para dizer que vc é muito importante para Deus e também pra mim.Gosto muito de vc minha irmã em cristo.
Olha eu desejo a vc e sua familia um final de semana abençoado por Deus.
Beijosssssss.

disse...

Oi Rita sei que gostas sim, eu também gosto muito de ti mana, sei que amas o Evangelho e sempre sou alimentada em seu blog. Dá gosto de ler seus textos, os seus os da Clélia da Cida e da Fabi amo os blogs de vocês mas não estou conseguindo fazer comentário em todos os blogs. Já tem uma semana que estou tentando, foi depois da manutenção do google que ficou assim. bjs

disse...

Noni, Suely, mulheres Indo, Claudia e Fabi vou tentar comentar lá. Bjs

Eduardo Medeiros disse...

boa história.

nesses anos todos que eu tenho de igreja já ouvi centenas de testemunhos parecidos com esse. tem aqueles folclóricos do irmão que foi arrebatado e la no céu viu uma gaveta com os cabelos que as irmãs cortavam aqui na terra...e aí daquele que não acreditasse; afinal de contas, a experiência "comprovava" as doutrinas daquela época.

engraçado é que nunca mais ouvi ninguém dizendo que foi arrebatado e viu cabelo cortado no céu. acho que o anjo se cansou de tanto guardar cabelo...

há anos, um desses tais "arrebatados" fez uma tremenda sacudida na igreja que eu era membro. aquele fogo pentecostal caíndo, a "glória do senhor" descendo e ou só olhando a cara do indivíduo...

no final ele chamou várias pessoas para irem à frente e a mim também. eu disse que não ia, que estava bem no meu lugar. ele me jogou uma "praga de crente" dizendo que deus ia acabar com minha incredulidade.

pelo visto, a praga que ele jogou em mim funcionou ao contrário...

p.s não estou negando a "realidade" do fenômeno, estou dizendo que as pessoas sensíveis ao espiritual podem "ver" e "ouvir" muita coisa que só existe em suas cabeças.

Isabela Vieira disse...

O nome do livro é a face atraente do mal, de Johana Michaelsen....eu tb o procuro, tinha, mas emprestei e nunca me devolveram....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...