Subscribe:

26 de setembro de 2011

Vivendo a falsa felicidade - Ao término do jogo, o rei e o peão voltam para a mesma caixa."




Por Amanda 

(minha filha)


Texto baseado no provérbio Italiano: "Ao término do jogo, o rei e o peão voltam para a mesma caixa".

Ele acorda as 8:00 horas da manhã, toma café com tudo que tem direito e se dirige para garagem. Hoje ele vai com seu Lamborghini, porque o idiota do motorista não levou sua Ferrari para lavar no lugar em que ele mandou. Sai irritado como sempre para chegar na sua Empresa às 9:00 horas.
Chegando, o porteiro diz oi, mas ele passa direto. Afinal para que falar com pessoas que não tem nada a oferecer além de uma falsa felicidade pelas suas vidas simples? Dá bronca na secretária por ter trazido café e não capuccino como exigido.
Ele não percebe que apesar de todo dinheiro e todo poder adquirido graças a ele, mesmo com seus cinco carros, ele não passa de um humano qualquer como o porteiro e a secretária.

A única diferença é que um é chefe e o outro é empregado por circunstâncias da vida, pelo mundo capitalista e talvez até sorte. Afinal não é qualquer um que nasce no "berço de ouro". E põe ouro nisso! Diamantes e esmeraldas também! Mas do que adianta se nunca lhe foi ensinado o valor da vida e que a felicidade se encontra nas coisas mais simples como um sorriso. Do que adianta sair por aí esbanjando e se engrandecendo por causa de uma fortuna e um poder que não lhe merece porque foi conquistado pelo suor do outro?
Enquanto ele se acha melhor que todo mundo e feliz por isso, ele acorda as 8:00 horas todo dia irritado, reclamando do fim de semana na praia com a sogra e da secretária incompetente, e o pobre acorda todo dia as 5:00 horas para pegar duas conduções e ainda assim chega no trabaho em que terá que aturar pessoas como ele. Ele chama isso de "falsa felicidade", já eu chamo de "estado pleno durável", ou como preferir, a real felicidade. Não é aquela alegria momentânea de algo legal que aconteceu, e sim, você sentir que esta alegria está sempre com você, porque você reconhece o sentido da vida e das coisas que nela existem. Dinheiro traz sim muitas alegrias, até felicidade, se você sabe dar importância as coisas aparentemente simples e que todo mundo sempre esquece, mas de verdadeira importância como a saúde, família e o amor ao próximo. Quem será que vive a falsa felicidade agora?

É uma pena saber que existam tantas pessoas como ele, e que algumas se dão conta disso das piores maneiras: quando perdem a saúde ou pessoas importantes. Mas coitada mesmo daquelas que nascem assim, vivem uma vida na verdade triste e não podem nem se dar conta disto depois da morte, somente deixando lembranças ruins à outras pessoas - talvez essas se dêem conta disto. Não adianta fingir, todos somos iguais, da terra viemos e no final é para lá que vamos voltar. Essas é a única coisa certa da vida.

25 de setembro de 2011

Pr. Silas Malafaia chama Blogueiros de FILHOS DO DIABO!






Por Rô Moreira


Após assistirmos o Bispo Edir Macedo chamar quase todos os cantores Evangélicos de endemoninhados, agora foi à vez de vermos o pastor Silas Malafaia fazer o mesmo com os blogueiros cristãos.

Isto tudo porque estes denunciam os salteadores do templo, homens mercenários, amantes de si mesmo, irreconciliáveis, lobos devoradores que fazem do templo o seu covil. Sim, estes que denunciam dia e noite e clamam pela sã doutrina. Silas os chamam de filhos do diabo.

Silas esquece que todos os cristãos são filhos de Deus e que ele não tem nenhum poder e muito menos moral para isso. Quem é ele?? E que autoridade ele tem sobre a igreja de Jesus?? Ele faz da casa de Deus um comércio da fé e ainda diz que há pastores que o inveja? Usa o nome de Jesus para os seus próprios deleites e o pior é que tudo isso acontece com o consentimento das suas próprias ovelhas, que ainda o aplaudem.

Ele deveria saber que ninguém irá calar a igreja de Jesus. Pois não somos levados por vento de doutrinas, nem por métodos feitos por homens mercenários levados pela cobiça, pelo engano e pela mentira. Somos, sim, a igreja invisível, a igreja de Jesus que clama pelo Evangelho puro e simples. Somos a voz que clama no deserto, que clama alto e em bom tom “raças de víboras, arrependei-vos, pois vos é chegado o Reino dos céus”.

Nosso consolo é isso mesmo Silas, de que em breve o Justo Juiz julgará a todos. E é nisso que esperamos, que todos daremos conta de cada palavra. Até o profeta Silas a de se dobrar diante dEle.

" onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.” – 2 Co 3.17



Lamentável!



23 de setembro de 2011

Porque o amor é mais forte do que a morte!


Eu estava assistindo ao ótimo filme “Compromisso precioso”, quando me dei conta de que conhecia algumas outras histórias também verídicas de casais que superaram situações de dificuldade no casamento. Casais que decidiram continuar amando tanto na saúde como também na doença, tanto na alegria como na tristeza, tanto no amor como na dor. Estou aqui hoje para compartilhar 3 dessas histórias.

Eles estavam na banheira e conversavam, enquanto ele declarava o seu amor por ela. Ele a acariciava e distribuía seus carinhos pelo corpo de sua amada. Estava tudo perfeito naquela noite. As palestras daquele Encontro para Casais da Igreja tinham sido muito boas. O tema naquele dia fora: verdade no casamento. Agora, era chegado o “momento do quarto”. Evidentemente que as crianças estavam na casa dos avós, assim aquelas noites do Encontro de Casais prometiam ser uma gostosa nova lua de mel. Contudo, inesperadamente, ela abaixou a cabeça e começou a chorar. “O que foi, meu amor? Disse alguma coisa que você não gostou?" - perguntou o marido. “Eu não posso continuar... eu estou mentindo para você...”, respondeu ela. Ali, sem entender bem o que estava acontecendo, ele a virou para limpar as lágrimas da sua esposa. Então, olhando nos olhos dele, ela confessou: “Eu me apaixonei por outro homem... e você sabe quem é ele! Foi durante o curso que fizemos e eu quis largar tudo por causa dele. Ah! Como eu desejei estar com ele!...”. Aí ela contou ao marido como que ela achava que aquilo havia sido algo mútuo entre ela e o outro. Ao fim de tudo, ela disse: “Mas eu não quis seguir adiante... Eu sabia que era apenas uma paixão... e eu também pensei em tudo o que temos, em tudo o que podemos ser, nós dois, nossos filhos... Querido, eu decidi que não queria continuar, mas eu preciso do teu perdão”. Sim, naquela noite, ele a perdoou e eles também renovaram os votos que fizeram um ao outro no dia em que casaram e estão juntos até hoje.

Há muito tempo, eu estava trabalhando no serviço de aconselhamento cristão por telefone. Era na época da minha faculdade. Toda sexta-feira, eu passava a madrugada ali, ao lado do telefone, atendendo as chamadas de pessoas desesperadas, depressivas, pessoas que queriam cometer suicídio, etc. Mas foi uma daquelas ligações que me marcou profundamente a caminhada cristã, porque naquela chamada tive a plena convicção de que não era eu quem falava, mas o Espírito Santo falou em mim. Na ligação, ela disse que o marido havia tido um caso e ela, então, havia colocado ele para fora de casa. Mas, já havia certo tempo, ele se arrependera e desejava voltar. Ela me disse: “Mas não há mais nada aqui dentro. Eu não tenho dúvida de que ele se arrependeu... mas eu não o amo mais, está tudo morto dentro do meu peito. Ele matou tudo o que eu sentia por ele. Mesmo que eu voltasse para ele, eu não tenho mais nada aqui”. Naquele momento, eu pedi para orar por ela. Oramos e durante a oração Deus me mostrou o que eu deveria falar para ela: “Você acredita na Bíblia”? “Sim”, ela disse. “Você acredita que Jesus realmente ressuscitou Lázaro que já estava morto há 4 dias”? “Sim, claro que eu acredito”, disse ela. “Então, me responde, o que é mais difícil: ressuscitar um morto de quatro dias, que até já cheira mal, ou ressuscitar sentimentos? O que é mais difícil?”. Neste momento, ela começou a chorar do outro lado da linha. “Se você crê que Jesus ressuscitou Lázaro, porque você não pede para Deus ressuscitar seus sentimentos mortos”? Choramos os dois, ali naquela madrugada, dois estranhos que nunca haviam se falado ou se visto antes. Mas éramos dois cristãos que críamos no poder de Deus. Oramos especificadamente pela ressurreição dos sentimentos dela, porque na ressurreição da carne ambos já acreditávamos. Antes de desligar o telefone, ela disse que iria ligar para o marido, pedindo para que ele voltasse.

Ronald J. Sider talvez seja mais conhecido no Brasil pelo seu livro “O Escândalo do Comportamento Evangélico - Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?” - mas, na verdade, eu o conheci pela leitura do “Cristianismo Genuíno”, em que ele afirma que “somos responsáveis pelos casamentos uns dos outros”. E lembrei-me deste livro, nesta semana, por causa do filme do qual falei no primeiro parágrafo. Não me recordo dos detalhes e nem dos nomes reais dos envolvidos (são mais de 10 anos que o li!), contudo você verá como que uma simples história pode nos marcar tanto. Diz assim: Carlos e Beatriz viveram anos de um feliz casamento até que Beatriz começou a apresentar sinais do mal de Alzheimer. A família toda se uniu em torno da mãe e sabiam que iriam superar essa luta no final das contas. Mas a doença evoluiu, mesmo após uma cirurgia de lobotomia, e Carlos viu que não haveria mais nada a fazer senão se adaptar aquela situação. Então ele reformou toda a casa para que sua esposa pudesse viver ali de modo mais seguro. Além disso, Carlos pediu a diminuição nas horas de trabalho, porque queria ficar mais tempo com Beatriz. A doença era alternada entre momentos de lucidez e de total apatia de sua esposa. Os filhos e o marido foram vendo, com o correr dos anos, que Beatriz já não os reconhecia e nem mais os chamava pelo nome. A situação ficou tão delicada que Carlos teve que interná-la no hospital para investir em novos tratamentos. Um dia, Beatriz morreu. E no dia de seu velório, o melhor amigo de Carlos finalmente lhe disse: “Carlos, eu nunca entendi por que você insistiu nestes anos todos em estar ao lado de Beatriz. Tudo bem os primeiros anos, mas ela nem mais sabia o que estava acontecendo a sua volta e, mesmo assim, por todos estes anos você percorria quilômetros para vê-la e estar ao lado dela no hospital. Você era novo e podia ter se dado uma nova chance"... Neste momento, Carlos interrompeu as palavras do amigo: “Ela nunca foi um peso para mim. Ela foi a mulher com quem me casei e a quem eu prometi cuidar fosse na alegria ou na tristeza, fosse na saúde ou na doença. Toda vez que eu olhava nos olhos dela, eu sabia que ela ainda estava lá, aquela jovenzinha a quem, um dia, eu pedi em casamento ao pai dela. Eu a amava naqueles dias e decidi continuar a amá-la até que a morte nos separasse”.

“Compromisso precioso” é mais uma dessas histórias de crente. Dessas histórias de gente como a gente: pecadores de carne e osso que, de uma hora para a outra, se veem em situações de limite, situações em que só a fé em Jesus pode superar obstáculos. A esposa do filme, Helen, sofre de Alzheimer e, claro, é sempre nessas horas que aparece a outra: linda, cheia de saúde e valorizando o bom marido que você é (no caso do filme, John). Nestas horas, precisamos decidir amar a aliança na qual um dia empenhamos nossa palavra, amor, corpo e alma. 

Na cena abaixo, é neste momento de crise que John é chamado por um amigo a ouvir uma pregação de Billy Gran. Depois disso, John resolve voltar para casa e "conversar" com sua esposa Helen. Depois dessa conversa, ele ainda irá até a casa da "quase outra". E esta diz para John uma frase emocionante para as nossas vidas: "Não é estranho? Foi a sua fidelidade que me atraiu e é ela que te leva embora agora". Não deixe de assistir ao video abaixo. Certamente, Deus irá abençoar a tua vida. 
 
Abraços sempre afetuosos do Casal 20.


21 de setembro de 2011

Um Chamado Ao Inconformismo.



“E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”.
Romanos 12:2

Por Marcello Comuna
Uma igreja relevante é uma igreja inconformada com o curso desse mundo. Um cristão relevante idem.
A prescrição é clara: Não se acomode, não aceite, não se conforme e não se contamine com o caráter  distorcido do presente século.

As palavras de Paulo nos lança direto para estrada apertada da responsabilidade de sermos sal e luz do mundo. Subverte nossa consciência a ir de encontro com o fracasso de um sistema competente em gerar riquezas, mas antagônico em distribuí-las. Romanos 12.2 coloca o dedo em riste diante a nossa natureza preguiçosa e covarde que idolatra toda zona de conforto.

Alguns entendem que a expressão “não se conformar com esse mundo” refere-se apenas a prática de pecados que estão na moda. Contudo, esse trecho das Escrituras nos lança além.
Um cristão que limita sua inconformidade a abster-se de certas práticas imorais está muito aquém de entender o quê Paulo quis dizer.

Antes de sermos cristãos somos cidadãos. Porém, há um senso comum da incapacidade de reação do nosso povo a opressão imposta pelo poder público. O rolo compressor do descaso com a educação e alienação cultural imobilizou a massa cidadã comum que, simplesmente não sabem fazer valer seus direitos, não sabem cobrar seus representantes. Contanto que não falte futebol, carnaval e cerveja, o pão e circo contemporâneo, a nossa revolta não passa dos nossos lábios demagogos.

“...transformai-vos pela renovação da vossa mente...”

Cristo não faz sua obra pela metade. A renovação de mente proposta por Paulo abrange mais que um padrão moral, abrange um padrão de justiça. É incompleta uma renovação mental que te leva apenas a abandonar os sete pecados capitais. É preciso ir além.

Temos a honrosa e nobre missão de fazer apologia do Evangelho do Reino e da Salvação entre os homens. Uma renovação de mente passa por uma consciência cidadã de inconformismo social com as injustiças do sistema vigente.

Como citado anteriormente, o povo foi furtado na educação. Hoje temos essa letargia como conseqüência. E a juventude presente segue alienada, nos dando um vislumbre caótico do que será nosso futuro. Os seguidores de Cristo foram chamados para dar gosto e iluminar o mundo em todas as esferas. As mazelas com educação, saúde e segurança pública também são responsabilidades da igreja. Relevância social agora!

Porém, deixo claro e afirmo pela história, envolver-se politicamente não é o caminho que a igreja precisa traçar para alcançar a relevância social. A igreja deve exercer seu poder como cidadã, uma cidadã de quase  151 milhões de pessoas (católicos e protestantes). Como instituição, a igreja tem isenção de impostos para fazer obra social. Se você é líder de uma igreja e acha que não é dever da sua instituição envolver socialmente com as demandas da sociedade, então seja ético, abra mão desse incentivo governamental. Pague imposto! 

Contra a PL122 a igreja mostrou sua força como cidadã, porém, permanece apática diante de outras demandas importantes da sociedade, como a luta dos bombeiros e dos professores. Heróis que sem dúvidas merecem nosso apoio. A igreja permanece sentada atrás da mesa com a sua covardia na mão. Uma igreja irrelevante socialmente é uma igreja conformada com esse mundo. Nossa zona de conforto é uma zona de pecado. Você peca quando se omiti!


“Pois tive fome, e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber;
era forasteiro, e não me recolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo e preso, e não me visitastes”. Mateus 25:42-43

Precisamos acolher os mais necessitados individualmente e também no coletivo de forma social.


“Ao que ele respondeu: Digo-vos que, se estes se calarem, as pedras clamarão”. Lucas 19.40

Para nossa vergonha, a igreja tem que colocar o saco dentro da viola diante das obras dos kardecistas, por exemplo. E antes que você refute a afirmação alegando que a motivação deles é equivocada, lembro-te que fé sem obras é morta, logo, sua fé sem movimentação é hipócrita e sem vida. A igreja precisa se arrepender da sua demagogia e hipocrisia!

As pedras já estão clamando.

Minha oração é para que a igreja realmente seja inconformada, renove sua mente e meta a mão na massa não somente quando se sente ameaçada em sua zona de conforto.

Deus abençoe.

19 de setembro de 2011

Benny Hinn é um bom referencial para o povo de Deus? (2)




Nos dias 13 a 15 de março de 2009, Benny Hinn esteve no Brasil. Ele se apresentou no Anfiteatro Pôr-do-Sol, em Porto Alegre-RS. Na ocasião, o evento trouxe à capital gaucha muito mais que um irritante congestionamento. Um dos seguranças da cruzada me enviou um e-mail que veio a confirmar o que pastores sérios, residentes nos Estados Unidos, já vinham denunciando, principalmente Hank Hanegraaff, em seu livro Cristianismo em Crise, publicado pela CPAD, em 1996.

“Paz, pastor Ciro. Em primeiro lugar, peço-lhe perdão, pois há algum tempo o critiquei por falar contra as heresias de Benny Hinn. Mas ele, neste momento que escrevo (dia 14 de março de 2009), está fazendo uma cruzada aqui em Porto Alegre. Trabalhei como segurança do evento ontem à noite (sexta-feira) e o que vi serve de alerta para outros irmãos.

Primeiro, vi o que um “homem de Deus” faz com uma equipe de seguranças... Parecia que eles tinham saído de uma cocheira ou jaula...

Segundo: os “milagres” que eles promovem no meio do povo, antes de o Benny Hinn se apresentar, é puro teatro, isto é, serve somente para atrair a atenção do povo; eles escolhem uma ou duas pessoas que se dizem enfermas e promovem a tal “cura”... O engraçado disso é que eles veem as cadeiras de rodas, mas nem chegam perto dos paralíticos.

Terceiro: fiquei ao lado do palco do Benny Hinn, ao lado da equipe dele, e em nenhum momento os vi em meio ao povo orando, como disseram para nós. Pelo contrario, alguns seguranças dele, de paletó, ficaram um mostrando faca para o outro, no momento da mensagem; além disso, conversaram o tempo todo. Depois que Hinn começou o show de derrubar as pessoas, os seguranças foram ao palco para ficarem caindo o tempo todo...

Quarto: vi com meus olhos as pessoas doentes serem mandadas de volta para seu lugar sem ao menos receberem uma oração, pois quem seleciona os “agraciados” é, talvez, o mais violento dos seguranças. Vi uma criança com problema mental sendo barrada pelo tal segurança, e a mãe aos prantos pedindo para o Benny Hinn orar pelo filho dela. Havia uma mulher da equipe dele que fazia orações no meio do povo; foi ela que mandou a mãe levar o filho de volta; nem ela orou.

Revoltei-me, pois eu vi tudo isso diante de meus olhos. Além disso, vi muitos paralíticos sendo impedidos de chegar perto do palco pelos brutamontes (seguranças). Para que ter oito homens, todos lutadores, de academia, cheios de armas, ignorantes e mal-educados? Hinn não é um homem de Deus? Paulo, Pedro e Jesus precisavam de seguranças?

Por isso, hoje, nem quis ir para aquela “palhaçada”. Ontem, tirei o colete da segurança, guardei-o no carro e fui embora, muito triste, mas também muito aliviado por Deus ter me mostrado todas essas coisas.

Em resumo, sabe o que vi ontem? Um homem show, com sua roupa branca, cabelos duros de tanto laquê, um sorriso cínico, um olhar penetrante, cantando e animando uma plateia que parece hipnotizada. Os músicos são dele, os hinos é ele quem escolhe, os cantores são dele, o tradutor é dele, os aparadores são dele... Além disso, há um “bando de gorilas” seus tirando uma “onda” do povo de Deus, brincando com doenças, derrubando pastores, empurrando senhoras. Enfim, vi um espetáculo, com muita luz, som e efeitos (ou defeitos) especiais...
Espero, de alguma forma, ter contribuído para que outras pessoas não venham a ser enganadas por esse falso profeta.”
Em nosso meio, pecados no âmbito moral costumam ser considerados mais graves do que a heresia e a apostasia. Considero estes mais deletérios do que aqueles. Mas, para quem ainda tolera as falsas doutrinas e os modismos de Hinn por achar que ele tem uma vida ilibada, a imagem acima, do The National Enquirer, fala melhor que milhares de palavras.
Definitivamente, o show-man Benny Hinn não é um bom referencial para o povo Deus, principalmente para os jovens pregadores. Olhemos para o Pregador-modelo, o Senhor Jesus Cristo (Hb 12.1,2). Ele nos deixou o exemplo de uma vida santa (Jo 13.15; 1 Pe 2.20), a fim de que andemos como Ele andou (1 Jo 2.6; At 10.38).

Com temor e tremor,

Ciro Sanches Zibordi

16 de setembro de 2011

A Igreja Cristã na China: o refúgio para os sobreviventes da repressão comunista e do capitalismo desenfreado!

Há mais pessoas indo à igreja na missa católica no domingo na China 
do que em toda a Europa.

Por Tim Gardam Radio 4's
God in China
11 de setembro de 2011
Título original: "Cristãos na China: Está o país em crise espiritual"?

Muitas das igrejas da China estão transbordando com o número de cristãos que se multiplica no país. No passado, a repressão comunista levou as pessoas a se converter - a causa agora seria o capitalismo desenfreado?

É impossível dizer quantos cristãos existem na China de hoje, mas ninguém nega que os números estão explodindo.

O governo diz que são 25 milhões: 18 milhões de protestantes e seis milhões de católicos. Estimativas independentes concordam que todos estão subestimando esses números. Uma estatística conservadora é de 60 milhões. Já existem mais chineses na igreja em um domingo do que em toda a Europa.

Os novos convertidos podem ser encontrados entre camponeses nas aldeias rurais remotas até os sofisticados jovens de classe média nas cidades em expansão.

Clandestinidade

Há uma complexidade nas estruturas do cristianismo chinês, que é pouco compreendida no Ocidente. Para começar, o catolicismo e o protestantismo são designados pelo Estado como duas religiões distintas.

Ao longo do século 20, o cristianismo foi associado ao imperialismo ocidental. Após a vitória comunista em 1948, os missionários foram expulsos, mas o cristianismo era permitido nas igrejas sancionadas pelo Estado, desde que os cristãos dessem a sua lealdade primariamente ao Partido Comunista.

Mao Tsé Tung, por outro lado, descreveu a religião como "veneno". E a Revolução Cultural da década de 1960 e 70 fez diversas tentativas para erradicar a religião. Na clandestinidade, o cristianismo não apenas sobreviveu, mas tendo seus próprios mártires chineses, cresceu em força.

Desde 1980, quando a crença religiosa foi novamente permitida, as Igrejas oficiais gradualmente foram criando mais espaço para si.

Os cristãos se reportam a “Administração Estatal para Assuntos Religiosos”. Eles são proibidos de tomar parte em qualquer atividade religiosa fora de seus lugares de culto e devem usar o slogan, "Ame seu país - Ame sua religião."

Em troca, o partido promove o ateísmo nas escolas, mas compromete-se "em proteger e respeitar a religião, até que a própria religião desapareça".

Igrejas domésticas

Protestantes e católicos são divididos em Igrejas oficiais e não oficiais.

A oficialmente sancionada Associação Patriótica Católica nomeia seus próprios bispos e não é permitido ter nenhuma relação com o Vaticano, embora os católicos estejam autorizados pelo Estado a reconhecer a autoridade espiritual do Papa.

Há uma imensa igreja católica clandestina apoiada pelo Vaticano. Pouco a pouco, o Vaticano e o governo se aproximam. A maioria dos bispos são agora reconhecidos por ambos (Estado e Vaticano), com nenhum dos lados admitindo maior soberania sobre o outro.

No entanto, há poucos meses, o governo chinês voltou a ordenar bispos em oposição ao Vaticano, que, por sua vez, excomungou um deles.

Mesmo assim, seria errado simplesmente achar a igreja oficial como sendo uma farsa.

No oeste das montanhas de Pequim, visitei a aldeia de Hou Sangyu onde a Igreja Católica tem se destacado desde o século 14.

A fé das pessoas mais velhas resistiu à invasão japonesa e a Revolução Cultural. A clínica da aldeia era dirigida por freiras, uma da Mongólia Interior, um reduto católico.

E é das aldeias que a Igreja Católica recruta seus ordenandos jovens, para realizar treinamento para o sacerdócio.

O Haidian Christian Church, em Pequim, foi completamente re-construído para lidar com um número crescente de convertidos

A Igreja Protestante oficial está crescendo mais rápido do que o catolicismo.

Na manhã da Páscoa, no centro de Pequim, vi cinco cultos, cada um deles frequentado por mais de 1.500 fiéis. Na Escola Dominical, as pessoas não cabiam nos templos e estavam ouvindo da rua.

No entanto, estes números são diminuídos por causa das não-oficiais "igrejas domésticas", que se espalham por todo o país. A Igreja oficial teme que o fervor das igrejas domésticas possa provocar uma reação por parte do Governo.

O que as autoridades do Governo Chinês consideram inegociável é a recusa das igrejas domésticas em reconhecer qualquer autoridade oficial sobre elas.

O Estado teme a influência do evangelismo zeloso americano e algumas dessas igrejas domésticas têm essas características teológicas americanas, mas, em muitos outros aspectos, parece ser um movimento nativo Chinês - carismático, enérgico e jovem.

Um educado jovem cristão descreveu sua igreja para mim: "Temos 50 jovens profissionais nesta igreja. Todos eles estão trabalhando no mercado aí fora, estão todos muito ocupados em seus empregos, você não tem tempo de se socializar, e mesmo se você está socializando, você está colocando uma máscara. Por isso, na igreja, as pessoas se sentem animadas, elas se sentem bem-vindas. Elas sentem que as pessoas realmente as amam, por isso elas querem verdadeiramente se juntar à comunidade, um monte de gente veio à igreja por causa disso."

Curso Alpha de casamento

Um acadêmico chinês, que tem relacionamento próximo ao governo, me disse que o governo prefere ignorar as igrejas domésticas, pois, ao contrário do Falun Gong, elas não são vistas como uma ameaça. Mas onde uma igreja ultrapassa a linha, como aconteceu em Pequim este ano, tendo seu culto nas ruas, então as autoridades vão reprimir.

Em algumas áreas, o Estado tem procurado mobilizar o cristianismo em sua "grande idéia" de uma "sociedade harmoniosa" - o slogan que domina a vida pública chinesa. Tem havido um interesse oficial no Curso Alpha de Casamento evangélico ocidental, por causa do alarme à taxa de divórcio entre os jovens chineses.

O que deve perturbar a maioria das autoridades é a razão pela qual tantos estão se voltando para as igrejas.

Eu ouvi pessoas falando uma e outra vez de uma "crise espiritual" na China - uma frase que foi até mesmo usada pelo Premier Wen Jiao Bao. O Premier tem visto as velhas certezas do marxismo-leninismo se transmutarem na sociedade capitalista mais visceral na terra.

Para os jovens que estão nessa correria de conseguir riqueza, a confiança (deles) nas instituições, nos indivíduos, nas gerações, está caindo.

Como um dos filósofos chineses mais eminentes da religião - Professor Ele Guanghu, na Universidade Renmin, em Pequim, disse para mim: "A adoração de Mammon ... tornou-se objetivo de muitas pessoas. Eu acho que é muito natural que muitas outras pessoas não vão ficar satisfeitas... vão buscar um sentido para suas vidas, daí, quando o cristianismo cai em suas vidas, elas vão aproveitá-lo muito bem."

Tradução: Casal 20 (com auxílio da querida amiga Prissy).

15 de setembro de 2011

Pr. Silas Malafaia repreende Bispo Macedo, citando o herético Benny Hinn como exemplo

O pr. Silas Malafaia agiu corretamente ao chamar a atenção de Edir Macedo, entretanto cometeu um equívovo ao citar o norte-americano Benny Hinn.

Esta semana Edir Macedo desferiu ataques aos cultos de igrejas pentecostais, comparando alguns cultos pentecostais a cultos afros

O pastor Silas Malafaia postou em seu canal do Youtube, nesta sexta-feira (16/set) antes mesmo do programa Vitória Em Cristo ir ao ar, no sábado (17/set) o vídeo onde repreende severamente Edir Macedo por sua postura anti cristã em comparar cultos de igrejas pentecostais a sessões de umbanda.

Todavia, ao puxar a orelha de Macedo, Silas Malafaia erra ao citar como exemplo de ‘cair no Espírito’ o que ocorre nas pregações do herético pregador norte americano Benny Hinn.

O pregador Benny Hinn foi durante algumas vezes exposto publicamente pelo ortodoxo e renomado Reverendo David Wilkerson (que partiu para a eternidade recentemente), devido suas heresias. Em um vídeo postado no Youtube mostra Benny Hinn proferindo maldições àqueles que se levantarem contra seu ministério. Noutro trecho Benny Hinn diz que Jesus apareceu-lhe fisicamente e estava com ele no palanque, em Nairóbi (Quênia). Aberrações estas que mereceram repúdio por parte de Wilkerson, que classificou as loucuras de Hinn como doutrinas de demônios.

Abaixo tem o vídeo onde Macedo é repreeendido por Malafaia:

Rô. Lembram quando eu disse no meu post sobre ovelhas fãs que um lider iria dá uma resposta a outro lider?? Cada um puxa para o Seu lado. Então, esta aí. Lamentável estas disputas.



Holofote.net


Link

14 de setembro de 2011

Profetisa alertou Ana Paula Valadão sobre futuras calúnias contra ela e sua família


A revelação foi dada em abril deste ano durante o Congresso de Pastores em Belo Horizonte

Profetisa alertou Ana Paula Valadão sobre futuras calúnias contra ela e sua família

Em abril deste ano a cantora Ana Paula Valadão recebeu uma profecia que veio a se cumprir na última semana quando osvídeos mostrando bispos da Igreja Universal do Reino de Deus dizendo que a líder do grupo Diante do Trono estava possessa por demônios.

Uma semana depois do 12º Congresso de Louvor e Adoração Diante do Trono, que aconteceu na sede da Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte, aconteceu no mesmo local o Congresso de Pastores Diante do Trono e no meio das ministrações do dia 24 de abril, Ana Paula Nóbrega, integrante do DT, declarou que naquele momento teve uma visão de vários homens que iriam caluniar a Ana Paula Valadão e sua família pelas cenas [do Congresso de Louvor] que foram transmitidas na TV.

Uma dessas imagens foi a cena usada pelos produtores do programa “Nosso Tempo” transmitido nas madrugadas da Rede Record e apresentado por bispos da IURD para dizer que a cantora estava caindo por possessão demoníaca ao ser ungida por um pastor.

Assista:


Gospel Prime

13 de setembro de 2011

Edir Macedo diz que cantores Evangélicos são todos endemoniados




Por Rô Moreira


Li uma matéria no Blog Amigo de Cristo , em que Edir Macedo critica os cantores Evangelicos. Disse que 99% dos cantores, pricipalmente a cantora Ana Paula Valadão esta possessa de demônios. As coisas não andam muito bem para o lado dos Neopentecostais.

Fiquei pensando: Será que na lista dele estão incluídos os cantores da Line Record?? Ou só os da concorrência??

Muitos cantores indiganados se manisfetaram no twitter , dizendo que que aigreja universal não é Evangélica.( André valadão).

A cantora Eyshila disse que um homem que é a favor do aborto não vale sua atenção.
Mauro Henrique, vocalista da banda Oficina G3 chamou Edir pra briga rss e disse: "vem expulsar o demônio em mim".
Vários membros e fãs de ana Paula Valadão também se manisfestaram em defesa dos cantores Evangélicos.

Eu não sei porque o espanto, a IURD sempre disse que os membros de outras denominações são endemoniados, só a igreja deles que tem gente boa de Deus.
A IURD vive um sincretismo religioso ferrenho, se alguém tiver alguma dúvida, faça uma visita na sexta feira na sessão do descarrego, o que acontece lá, é de assustar até os próprios espiritas.

Ele sempre usou os apetrechos da macumba como: arruda, sal, água e testemunhos de ex mães de santo, agora ele atingiu o coração da bruxaria ao chegar até a cruzeiro das almas( aquela cruz gigante que tem dentro do cemitério). Lamentável!

Só Rindo, pra não chorar!!

Eis aqui o vídeo em que Edir Macedo exorta sobre Ana!



Avivamento ou Apostasia?



Diferente do que muitos cristãos pensam, quando a Escritura menciona os “últimos tempos”, “últimos dias” e termos parecidos, ela está se referindo a toda a história do mundo a partir da primeira vinda de Jesus Cristo e não somente aos últimos momentos da história antes de sua segunda vinda.
Nos Atos dos Apóstolos, “Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras. Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo esta a terceira hora do dia. Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel: E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos jovens terão visões, e os vossos velhos sonharão sonhos; e também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e minhas servas, naqueles dias, e profetizarão”. (Atos 2.14-18) Pedro menciona que Joel havia profetizado a efusão do Espírito para acontecer nos últimos dias. Portanto, os últimos dias já haviam chegado.
Em sua carta, Pedro diz: “… sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo, o qual, na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, masmanifesto no fim dos tempos por amor de vós”. (I Pedro 1.18-20) Pedro lembra aos cristãos que eles foram salvos não por dinheiro, mas pelo sacrifício expiatório de Jesus Cristo. Isso aconteceu, diz Pedro, no fim dos tempos.
Em sua carta aos Coríntios, Paulo escreveu: tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos”. (I Coríntios 10.11) Paulo menciona que ele e seus contemporâneos já haviam chegado aos fins dos séculos. Ele não poderia estar falando dos últimos momentos da História do mundo, bem antes da vinda de Jesus Cristo porque ele escreveu isso há cerca de vinte séculos.
Em sua carta a Timóteo, ele escreve: “Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos; pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios, sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder. Afasta- te também desses. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; sempre aprendendo, mas nunca podendo chegar ao pleno conhecimento da verdade”. (II Timóteo 3.1-7) Aquilo que Paulo diz que viria nos últimos dias, era o que já havia começado a acontecendo em seu próprio tempo. Pois ele menciona tais homens que ele disse que viria nos últimos tempos como já estando ativo e inclusive manda que Timóteo se afaste deles.
Quando a Bíblia fala nos últimos tempos ou nos últimos dias, a premissa é que a História da Humanidade está centralizada na pessoa de Jesus Cristo. Quando fala nos primeiros tempos está uma referência toda a História antes da vinda de Jesus Cristo. Quando fala nos últimos tempos está uma referência toda a História depois da vinda de Jesus Cristo. Como profetizou Isaías:
“Mas a terra, que foi angustiada, não será entenebrecida; envileceu nos primeiros tempos, a terra de Zebulom, e a terra de Naftali; mas nos últimos tempos a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, na Galiléia das nações. O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz… Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Do aumento deste principado e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para o firmar e o fortificar com juízo e com justiça, desde agora e para sempre; o zelo do SENHOR dos Exércitos fará isto”. (Isaías 9.1-2,6-7)
O Evangelho de Mateus narra o cumprimento:
“E, deixando Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima, nos confins de Zebulom e Naftali; Para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaías, que diz: A terra de Zebulom, e a terra de Naftali, Junto ao caminho do mar, além do Jordão, A Galiléia das nações; O povo, que estava assentado em trevas, Viu uma grande luz; E, aos que estavam assentados na região e sombra da morte, A luz raiou. Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus”. (Mateus 4.13-17)
O motivo pelo qual muitos pensam que quando a Escritura menciona os últimos dias, ela esteja se referindo aos últimos momentos da história antes de segunda vinda de Cristo é que a palavra dias se referir, para muitos, parece se referir necessariamente a um período curto de tempo. Mas o uso da palavra pela própria Bíblia mostra que ela não precisa necessariamente indicar um período curto de tempo, mas pode se referir a um período de séculos de duração. Vemos isso já nos primeiros capítulos de Gênesis: “E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos, e morreu”. (Genesis 5:5). Todos na genealogia de Gênesis 5 viveram durante muitos séculos. E a palavra dias - do hebraico yom - é usada pra se referir a esse longo período de tempo.
Sendo assim, nos últimos existiram muitos avivamentos e muitas apostasias. Oremos a Deus para que Ele envie avivamento.

Por Frank Brito © Voltemos Ao Evangelho

11 de setembro de 2011

Escolha a “barbárie moderada” quem quiser! Eu escolho o signo da Cruz! Ou: Cristãos estão sendo caçados no Egito sob o silêncio





Por Reinaldo Azevedo


Demorou, mas os bananas de pijama se manifestaram contra o massacre de 24 cristãos por forças de segurança do Egito, ainda que o tenham feito de um modo acovardado, pusilânime. Barack Obama, a mão invisível - e pouco me importa se voluntária ou não - que dá suporte ao extremismo islâmico que ganha terreno no Oriente Médio (incluindo o Norte da África), mandou seu porta-voz dizer algumas palavras regulamentares. Segundo Jay Carney, “o presidente está profundamente preocupado com a violência no Egito que levou à perda de vidas de manifestantes e de forças de segurança”. Mais: “Chegou a hora de todas as partes darem mostras de moderação para que os egípcios possam avançar juntos na elaboração de um Egito forte e unido”. Não me diga!

Chanceleres de governos europeus (Reino Unido, Espanha e Portugal) também expressaram a sua preocupação. Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, que não chega a ser notável nem como o idiota rematado que é, também mobilizou seu porta-voz, Martin Nesirky: “O secretário-geral está profundamente triste pela perda de vidas no Cairo na noite passada. Ele convoca todos os egípcios a permanecer unidos e a preservar o espírito das mudanças históricas do início de 2011″.

Não houve um só banana, desse enorme cacho, com coragem moral para levantar a própria voz e condenar pessoalmente o massacre, como se fazia contra Muamar Kadafi e se faz hoje contra Bashar Al Assad, um tarado sanguinário, sim, mas que enfrenta uma guerra civil, a exemplo do tarado sanguinário já deposto, o de Trípoli. A questão é saber por que os tarados sanguinários do Egito merecem tratamento especial.

A verdade, já escrevi aqui, é que cadáveres cristãos rendem poucas perorações humanistas, embora seja o cristianismo a religião mais perseguida do mundo - a rigor, é a única cassada e caçada em vários cantos do planeta. Um cadáver cristão jamais atingirá a altitude moral de um cadáver palestino, por exemplo, porque lhe faltam as carpideiras da ideologia e do vitimismo profissional. Os cristãos não aprenderam, por exemplo, a divulgar mundo afora fotos de crianças perseguidos por seus algozes, um dos elementos obrigatórios da iconografia e do “martiriologia” palestinas. E, com isso, não estou negando que sofram. É que estou abordando aqui um aspecto da formação da opinião pública. Israelenses também são ruins nesse negócio de marketing do vitimismo. Cristãos e judeus parecem ficar bem só no papel de culpados, não é mesmo?

A cobertura que a imprensa tem dispensado ao massacre dos cristãos não é menos asquerosa. Mundo afora se fala em “violência sectária”. Como? “Violência sectária” de quem exatamente? Desde o início da chamada “revolução egípcia”, templos e casas dos cristãos têm sido incendiados, como se tem denunciado neste blog. Milícias muçulmanas os têm expulsado de suas aldeias. Trata-se de uma ação organizada, sistemática. Mas Obama manda dizer que todos devem dar provas de “moderação”. Vai ver, consoante com o símbolo que carregam e que se vê aí no alto, a moderação dos cristãos consiste na humilhação silenciosa. Sempre que alguém pede moderação à vítima, sinto no ar o cheiro da canalhice moral.

Está em curso no Egito uma “limpeza” religiosa, conduzida pela Irmandade Muçulmana, cuja “vocação democrática e pluralista” foi descoberta só por intelectuais ocidentais. E é o que vai acontecer na Síria se Assad, o carniceiro, cair. Escolha o seu carniceiro quem quiser. Eu escolho o signo que abre este post porque escolho a civilização. Não flerto com a barbárie moderada. Deixo isso para Obama e os demais bananas de pijama.

Os cristãos do mundo inteiro têm de se organizar para defender seus irmãos de fé. Até porque o cristianismo não tenta se impor como religião única em nenhum lugar do mundo. Assim, a defesa do cristianismo é uma das formas que assume a defesa da liberdade.



Vamos orar povo de Deus !

Sincretismo, O Abandono Do Verdadeiro Evangelho - Hernandes Dias Lopes



Rô Moreira

Esta semana eu estava assistindo um programa aqui no Rio, que se chama Balanço Geral comandado por Wagner Montes.

Foi quando ele parou o programa para o Bispo da IURD entrar e fazer a oração, foi quando vi eles com um vidro de água, um vidro de sal e arruda dizendo que levariam para o cemitério, porque uma irmã testemunhou que lá no cemitério em frente o cruzeiro existe uma entidade espiritual. E eles iriam levar aquela água , o sal e arruda para orar lá no cemitério e depois levariam os apetrechos para igreja. Isso ninguém me contou eu assisti junto ao meu marido, fiquei tremendamente arrasada pois muitos ainda defendem isso tudo. A IURD é puro sincretismo, ela vende macumba como religião Evangélica. Acordem Povo de Deus!



"Sola Gratia, Sola Scriptura, Soli Deo Gloria, Solus Christus"




10 de setembro de 2011

Em entrevista ao "TV Fama", Gretchen confirma que tornou-se garçonete nos EUA


  • Reprodução/Caras

    Gretchen virou garçonete em lanchonete em Orlando, nos Estados Unidos

    Gretchen virou garçonete em lanchonete em Orlando, nos Estados Unidos

Gretchen, que se casou há dois meses e foi morar nos Estados Unidos, confirmou, em entrevista ao programa "TV Fama", que tornou-se garçonete. A cantora conta, no programa que vai ao ar às 20h desta quinta-feira (29), que sua união com o chef de cozinha Fernandez terminou e que, por conta disso, passou a trabalhar como garçonete: "Estávamos trabalhando demais. Não deu certo", diz.

Após abandonar a carreira de cantora no Brasil, ela passou a trabalhar no "Netto´s Cafe", lanchonete situada em Orlando. Sobre a nova profissão, a cantora diz não ter vergonha e afirma: "Se tivesse que me prostituir para dar comida aos meus filhos, eu faria".

Um turista brasileiro tirou uma foto de Gretchen e a publicou no Facebook.


Fonte

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...