Subscribe:

31 de outubro de 2012

Nasce Um Herói Brasileiro



Nasce Um Herói Brasileiro




Ele usa capa preta, mas não é o Batman.
Tem pulso, mas não é o homem aranha. 
Usa o martelo, mas não é o Thor.
Ele é o ministro do STF Joaquim Barbosa. Um herói sem máscara. 
Mas por que um herói ? E quem ele esta salvando ou libertando?
É preciso voltar no tempo para entender o enredo. Depois de uma eleição para presidente da republica, em 2002, foi eleito àquele que viria ser chamado de o "filho do Brasil", talvez por ter a cara da pobreza, Luiz Inácio Lula da Silva.
Passada a euforia, o choro copioso do vencedor e aquela frase emblemática... " Mariza meu bem, não estudei ... mas conseguimos" (sic). 
Era hora de governar par todos os brasileiros de fato e democraticamente.E este foi o problema! 
Segue,abaixo,um dialogo da primeira reunião governamental dos "comunas" e guerrilheiros, com o chefe eleito, no palácio (eu juro que é fictício):
- Nós precisamos tomar o poder! Gritou um reacionário 
- Como assim??! ... Nós já tomamos posse democraticamente. ( argumentou o chefe.
- Esse é o problema! .. Nós somos guerrilheiros de esquerda, esqueceram! Fomos eleitos democraticamente mas não governamos democraticamente. Lembrou um, assumidamente, guerrilheiro.
- Estamos em guerra permanente contra as elites, contra burguês, contra o capitalismo, contra a liberdade de expressão, os religiosos, os "milicos", os americanos e contra os que são contra. Se não for assim, morreremos! 
- É isso mesmo!(Bradou um companheiro) Somos pró Cuba, pró Rússia, pró Venezuela, pró China, somos companheiros dos companheiros.
- Ah...tá!?!... acho que entendi... Tá decidido! Depois de tantos "prós" vamos governar "pros" companheiros.
(respondeu o "chefe" com aquela peculiar sabedoria Chavista- não o presidente da Venezuela mas o do seriado mexicano da tv).
-Deixa isso comigo! ..(disse o companheiro-mor recém empossado à ministro da casa civil).
Finda a reunião deu-se inicio o plano para os companheiros dos companheiros não largarem mais o osso.
A ordem foi aparelhar o Estado, infiltrar militantes, cooptar políticos corruptos, calar a mídia e usar a poderosa arma secreta de destruição em massa da democracia (todo comunista que se preze tem que ter uma arma secreta). O MENSALÃO!
Só não contavam com a astucia do mui amigo-companheiro Roberto Jeferson (uma espécie de Chapolim amarelo-tucano que se convertera aos vermelhos depois de um batismo em rios de dinheiro) foi ele quem botou um " mineirinho" no lugar da coca-cola no cuba-libre da comunistada.
A ressaca começou quando pela tv, o X9-dedo-duro-Juderferson viu um de seus pupilos escorregar sorrateiramente uma merreca , perto das malas , aviões e carros fortes prá dentro do bolso em rede nacional.
Pronto! Jeferson incorporou um ninja-ventilador e fez voar estrela do PT prá todo lado. E aí, meu irmão, foi briga de foice e martelada nas cabeças ou nos cabeças dos "comunas" comandados pelo escorpião rei, mas entre mortos e feridos escaparam todos. 
Depois disso, Dirceu e Jeferson, dois dos protagonistas do MMA AVVV (Meu Mensalão Acabou Agora Você Vai Ver) saíram do ring e foram para os bastidores para livrar a cara do... " eu-não-sabia". 
O delator saiu com um olho roxo, mas cantando o fantasma da ópera. E o "primeiro ministro" tornou-se uma eminência parda do governo, por trás das moitas e na moita.
Mas ficaram soltos na pista, os "pipas voadas" e os aloprados sem cabeça que, como um helicóptero desgovernado poderiam derrubar todo mundo.
Helicóptero, esse, pilotado por um careca, que antes de ser "caguetado "na CPI dos correios, era um ilustre "comi-quieto" (característica de um bom mineiro), co-pilotado, também, por um tesoureiro de voz pastosa (efeito causado por overdose de rivotril) e um publicitário baiano querendo tirar, desesperadamente, o fiófó da reta antes do meio-dia (tempos atrás era comum dizer que baiano era homem só até o meio-dia, depois disso ele dormia até o dia seguinte). Por muito pouco quase caiu, junto com o helicóptero desgovernado, a República.
Começa, então, uma operação que denominei de "soviética", (guerra fria de informações, intrigas, contra-propaganda etc.) que consiste em desqualificar a denuncia do mensalão, dizer que é intriga da oposição, golpe das elites e principalmente repetir exaustivamente que o mensalão foi uma peça de ficção. 
Assim, trataram de acalmar os aloprados prometendo - lhes impunidade e lembrando- lhes que o STF nunca condenou um político desde sua fundação. 
A operação incluiria usar a máquina governamental, pressionar ministros do STF e indicar no futuro, àqueles afinados com eles . 
-Mas.... e a mídia ? Perguntou um mensaleiro preocupado com tanta certeza. 
- Ah..! Essa, é que nem prostituta. É só perguntar quanto custa o "programa", e pagar. Disseram eles...
(só que esqueceram que nem todo mundo se prostitui.)
Alguém lembrou: 
- Mas tá cheio de tucano no STF.
- Calma!... No STF esta tudo sobre controle. Temos um negão que é nosso eleitor. Também tem o gringo levandoviski (cruzes!...parece mais jogador da seleção checa da copa de 70...todos os nomes terminavam com ....ovski...) 
Também prometeram os mais caros e renomados "adevagados" (é isso mesmo que você leu, a-de-va-ga-dos) profissionais do direito especializados em arrastar processos políticos até a prescrição. (já percebeu que são sempre os mesmos advogados?..). E mais a mãe de todas as leis; a lei do direito de permanecer em silêncio dos "inocentes".
Pronto! A partir daí, o presidente assumiu o controle do helicóptero desgovernado.
Mas por ironia do destino, um sorteio, em 2006, para a relatoria da denúncia do mensalão fez do "negão nosso" do PT, o Nosso Negão. Não deles," comunas", mas nosso! Dos brasileiros cansados do escárnio, da dissimulação, da impunidade. Logo, ele, um descendente de escravos, filho de pedreiro, mãe faxineira, aluno de escola pública do tempo dos "milicos" , mineiro comedor de angú, nascido nos cafundó de Minas Gerais, veio nos libertar da escravidão de uma chibata corrupta. 
Lá estava ele no caminho das brechas, das interpretações pró- réu da lei, dos datas vênias, da escuridade das trevas das recamaras obscuras da justiça. Veio libertar-nos e lavar a nossa alma do mar de " jacintos lamas" .
Não foi fácil! Foram sete anos. O revisor pediu vistas do processo. Protelar, procrastinar foi o plano B. Mas, lá estava o nosso herói sem mascara, implacável, destemido e tendo que, vez ou outra, "rodar" a toga. Dar a cara à bater. 
Até a publicação deste artigo o nosso herói negão, que fala alemão e mais outros três idiomas inclusive o português impecável, esta aplicando as mais justas penas nas chamadas dozemetrias e mesmo nesta fase final, que parecia ser mais tranqüila, seu colega de toga ministro "vampirovisk" vem sugando a nossa paciência ao deixar claro que esta ali desde o começo para fazer vistas grossa na, já ceguinha ,justiça.
Sei que, nosso herói, não vai ser presidente da República. Não porquê não queira ou não possa. Mas porque não vão deixar que um outro filho do Brasil de origem pobre, que sofreu preconceito, que saiu dos cafundós do Brasil, vindo para Brasília a capital do poder,ofusque o atual filho do Brasil, exatamente porque as coincidências param por aí e diferente do seu irmão por parte de Brasil, Joaquim Barbosa, preferiu construir sua história com ajuda dos livros, sem nenhum privilegio de cota racial ou partido político. 
Ele estudou, fez concurso, passou e venceu. Não deve nada a ninguém. É um herói sem máscara, sem rabo preso, sem medo. Ele é honesto. Ele é corajoso. Ele é bom. E os bons quando não se calam, os maus ficam incomodados. 
Obrigado excelentíssimo eminente ministro presidente do STF Joaquim Barbosa .
Forte abraço Rev. Ricardo Rodrigues  Enviado via iPad

Marcos Valério pede proteção e delação premiada


O empresário Marcos Valério, operador do mensalão, encaminhou em setembro para o Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de proteção, pois sua vida estaria correndo perigo, e ofereceu em troca delação premiada. O documento é mantido em sigilo e não foi anexado ao processo do mensalão, que já está em julgamento.
Um processo em separado foi aberto, mas é mantido em segredo por causa do risco relatado por Marcos Valério de ser assassinado. A petição será relatada pelo ministro Joaquim Barbosa, pois o processo do mensalão está sob seus cuidados. Mas ele deixará a relatoria desse caso assim que assumir a presidência da Corte.
O fax - revelado pela revista Veja - foi recebido pelo presidente do tribunal, ministro Carlos Ayres Britto. Ele foi logo encaminhado para o gabinete do ministro Joaquim Barbosa e, em seguida, para o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.
Seu teor é mantido em reserva. O processo não aparece nem sequer no andamento dos processos em tramitação no Supremo. Segundo integrantes do tribunal, o risco alegado por Valério seria a razão para a cautela. O tribunal não divulga nem o que estaria sob investigação. Conforme integrantes do STF, o documento não interfere no julgamento do mensalão, que já está na reta final. Não haveria, portanto, nenhum elemento novo, nenhuma prova nova que pudesse alterar o resultado do julgamento.
O advogado de Marcos Valério, Marcelo Leonardo, não quis falar sobre o assunto. "Sobre isso assumi o compromisso com diversas pessoas de não declarar nada, não falar nada." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Técnicas emocionais..num culto qualquer


Confessa vai....foi bem melhor que o local que você frequenta! kkk

30 de outubro de 2012

Em defesa de Dirceu, Lewandowski abandona o tribunal




O julgamento chegou à sua temperatura máxima. Ricardo Lewandowski acaba de deixar o tribunal. Exigiu uma retratação de Joaquim Barbosa e não obteve. Qual é o ponto?

Havia a expectativa, e não mais do que isso, de que Joaquim Barbosa faria a dosimetria hoje do núcleo banqueiro. Barbosa, no entanto, resolveu votar o núcleo político, e Lewandowski estrilou. Afirmou que estava havendo uma mudança da ordem de votação. E que argumento ele tinha a seu favor? O que a imprensa havia noticiado… É o fim da picada.

O tribunal já havia decidido que o relator decide a sequência. O óbice levantado por Lewandowski era descabido. Tentando conquistar o apoio dos pares, dizia: “O advogado do réu não está presente”. Não estava. Mas fora convocado, lembraram todos os ministros.

O revisor exigiu a retratação porque o relator o acusou de atuar para obstruir o julgamento, o que, convenham, está aos olhos de todos.

Barbosa diz que não se retratava, e Lewadowski abandonou o plenário.

Melhor assim.

Por Reinaldo Azevedo

31 de Outubro - Um dia a se pensar




Dia 31 de Outubro comemora-se o Dia da Reforma Protestante. É uma data que todas as igrejas evangélicas deveriam ter no seu calendário como um dia de reflexão. Mas tenho certeza que esse dia passará em branco em uma grande parte delas e o pior: irão comemorar uma festa pagã e diabólica, com uma roupagem gospel, como fazem em outras datas comemorativas do nosso calendário brasileiro.
Poucas serão as igrejas que irão se debruçar sobre a história juntamente com seus membros e contar o que aconteceu no dia 31 de outubro de 1517. A igreja de hoje, principalmente a igreja brasileira, com raras exceções, está muito longe dos ideais reformatórios de Martinho Lutero. Haja vista que na blogosfera, muitos tem se levantado contra a podridão da igreja brasileira, protestando veementemente e conclamando aos quatro ventos a necessidade de uma reforma urgente.
Propagam-se todos os dias sobre o grande avivamento que a igreja brasileira está passando. Sinceramente eu estou querendo enxergar isso. Manchetes de jornais estampam em letras garrafais que o número de evangélicos no Brasil cresce assustadoramente e logo teremos um país de maioria evangélica. Confesso que tenho medo disso. Se for esse tipo de evangélicos que estamos vendo hoje, melhor regredirmos ao século 20, onde éramos minoria com mais comprometimento.
Que país de evangélico é esse que temos uma das piores rendas do mundo, perdendo até mesmo para países bem menores que nós? Na educação ocupamos o 88º lugar. No índice de corrupção estamos na 73ª posição. Nesse ponto temos que constatar que a igreja tem um papel preponderante, principalmente em época de pleitos eleitorais. Muitos pastores vendem seus rebanhos inteiros para interesses particulares. A falta de uma lei específica deixa os líderes a vontade para fazerem o que bem querem com o dinheiro dos fieis e vemos o quanto isso está desmoralizando ainda mais a igreja brasileira.
Partindo do princípio que Jesus falou sobre sermos sal e luz do mundo, vemos que é falácia essa ideia que estamos fazendo a diferença no nosso país. O sal tem o poder de conservar, preservar, dar sabor. E o que vemos hoje é uma podridão lamentável, provando que o sal que se espalha por aí é insípido e a prova disso é que vemos cada dia mais são os escândalos que vem acontecendo dentro das igrejas evangélicas. É o sal, conforme disse Jesus, que seria pisado pelos homens por não prestar para nada.
Estamos criando uma geração de crentes anômalos, raquíticos na fé, cegos, aleijados, surdos. É essa geração que dizem que o Brasil é do Senhor Jesus. São esses que promovem as festas mundanas dentro das igrejas e saem em passeatas gritando palavras de ordem, mas não vivem o verdadeiro Evangelho. São  criaturas geradas por pastores aloprados, cheiradores de Bíblia, palhaços de púlpitos, cafetões da prosperidade que não medem esforço em mundializar, internacionalizar e universalizar seus rebanhos ávidos por falsas promessas.
As mensagens pregadas hoje fazem todos os reformadores revirarem nos túmulos, qual tamanha falsidade dos ensinamentos. Criaram a pessoa do pastor intocável, o ungido de Deus, o super pastor que tem a autoridade de te cobrir espiritualmente, seja qual for seu problema. Voltamos a praticar o que tanto criticávamos no catolicismo. Ninguém namora, casa e ou faz qualquer tipo de negócio sem primeiro consultar sua cobertura espiritual.
Não precisamos de um país inteiro evangélico. Isso é utopia. Precisamos de evangélicos compromissados com as escrituras. Que odeiem o pecado. Que desafiem os pastores de lobos. Que perturbem esse sistema diabólico que a cada dia vem assolando nosso país.
Sabemos que estamos na última hora. Jesus está voltando e os sinais a cada dia comprova mais isso. Enquanto Ele não vem, temos que estar prontos para responder em alto e bom som a razão da nossa fé. Ainda existem alguns Luteros espalhados por essa nação!
Que Deus continue nos dando força para defendermos como Lutero e tantos outros: Sola Scriptura, Solus Christus, Sola Gratia, Sola Fide e Soli Deo Gloria.

 Luciano Santos

Reforma é coisa séria, e Halloween não é brincadeira




Muita gente não sabe, mas o Dia das Bruxas, o Samhain ou Halloween, Ano Novo céltico (31 de outubro), tem uma conexão com o Dia de Todos os Santos da Igreja Católica Romana. Este era originalmente celebrado em maio, e não no primeiro dia de novembro.

No ano 608, o imperador romano Focas apaziguou o populacho dos territórios pagãos recentemente conquistados, permitindo-lhe combinar o antigo ritual de Samhain com o Dia de Todos os Santos. E, assim, o panteão de Roma, templo edificado para a adoração de uma multiplicidade de deuses, foi transformado em igreja.

Foram os imigrantes europeus, especialmente os irlandeses, que introduziram o Halloween nos Estados Unidos. Hoje, o Dia das Bruxas
 é muito importante para os lojistas, inclusive no Brasil. Salém, em Massachusetts (Estados Unidos), é a sede da bruxaria norte-americana. Ali celebra-se, na época do Halloween, o Festival da Assombração, para expandir a temporada turística de verão. Tudo parece uma grande brincadeira, mas — conscientemente ou não — os participantes dessa festa estão se envolvendo com o ocultismo e o satanismo.

Por outro lado, algumas denominações evangélicas, além de realizarem festas similares às juninas (o que já é um absurdo), estão promovendo também, no fim de outubro, uma espécie de Halloween, decorando o ambiente com abóboras, etc. Elas alteram o nome da brincadeira satânica para Jesusween ou Elohin! Aos pastores destas igrejas quero apresentar um motivo melhor para festejar.


Em vez de comemorarem o Dia das Bruxas, os pastores que se prezam deveriam se lembrar da Reforma Protestante. Na manhã de 31 de outubro de 1517, véspera do Dia de Todos os Santos, Martinho Lutero — sacerdote romanista, professor de teologia e filho de um minerador bem-sucedido — começou a questionar de modo mais contundente a Igreja Católica e a atacar a autoridade do papa.

Lutero, então, afixou na porta da Catedral de Wittenberg (pronuncia-se vitemberk) um pergaminho que continha 95 declarações. Estas, conhecidas como teses, eram quase todas relacionadas com a venda de indulgências (pacotes caros pagos pelo perdão, inclusive das pessoas que já haviam partido para a eternidade).


Em junho de 1520, Lutero foi excomungado por uma bula — decreto do papa que continha o seu selo oficial. Em dezembro do mesmo ano, com ousadia, ele queimou esse documento em reunião pública, à porta de Wittenberg, diante de uma assembleia de professores, estudantes e o povo. No ano seguinte, foi intimado a comparecer ante as autoridades romanistas, em Worms. E declarou: “Irei, ainda que me cerquem tantos demônios quantas são as telhas dos telhados”.


No dia 17 de abril de 1521, Lutero apresentou-se à Dieta do Concílio Supremo, presidida pelo imperador Carlos V. Para escapar da morte, teria de se retratar. Mas ele não faria isso, a menos que fosse desaprovado pelas próprias Escrituras. E asseverou perante todos: “Aqui estou. Não posso fazer outra coisa. Que Deus me ajude. Amém”.

Considerado herege, ao regressar à sua cidade Lutero foi cercado e levado por soldados ao castelo de Wartzburg, na Turíngia, onde ficaria “guardado”. Ali, ele traduziu o Novo Testamento para o alemão, obra que, por si só, o teria imortalizado. Ao regressar a Wittenberg, reassumiu a direção do movimento a favor da Igreja Reformada, e a partir daí os princípios da Reforma Protestante se espalharam por toda a Europa, com ajuda de homens de valor, como Ulrico Zuínglio, João Calvino, Jacques Lefevre, João Tyndale, Tomás Cranmer, João Knox, etc.

Assim como muitos teólogos estão fazendo hoje, os católicos romanos haviam substituído a autoridade da Bíblia pela autoridade da igreja. Eles ensinavam que a igreja era infalível e que a autoridade da Bíblia procedia da tradição. Os reformadores afirmavam que as Escrituras eram a sua regra de fé, de prática e de viver, e que não se devia aceitar nenhuma doutrina que não fosse ensinada por elas. A Reforma devolveu ao povo a Bíblia que se havia perdido, passando a considerá-la a fonte primária de autoridade.

Nesses tempos difíceis, em que muitos estão brincando com o pecado e até com festas satânicas, quantos cristãos sérios estão dispostos a protestar contra as heresias verificadas entre nós (2 Pe 2.1; At 20.28), à semelhança de Lutero?

Ciro Sanches Zibordi

http://cirozibordi.blogspot.com.br/2012/10/reforma-e-coisa-seria-e-halloween-nao-e.html

29 de outubro de 2012

Vitorioso em São Paulo, Lula não consegue 'virada' em 5 cidades que visitou no 2º turno


Apesar de ter conseguido eleger Fernando Haddad (PT) prefeito de São Paulo, após “virada” sobre o tucano José Serra, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não conseguiu repetir o feito em outras cinco cidades nas quais se envolveu diretamente na campanha.

No segundo turno, Lula, recém-recuperado de um câncer na laringe, participou de comícios e eventos de campanha em 12 cidades do país. No Estado de São Paulo, foi a Santo André, Mauá, Campinas, Diadema, Jundiaí, Guarulhos e Taubaté, além da capital. No restante do país, o ex-presidente visitou Fortaleza, João Pessoa, Salvador e Cuiabá.


Foto 1 de 124 - 24.out.2012 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou de comício ao lado do candidato do PT à Prefeitura de Cuiabá, Lúdio Cabral (à esq.), e disse que os ricos não "dependem" dos prefeitos e que quem se dispõe a assumir o cargo tem que ter "sabedoria política"Flávio André de Souza/Mary Juruna/Divulgação
Os candidatos apoiados por Lula chegaram em desvantagem no segundo turno em cinco dos 12 municípios visitados pelo ex-presidente. Apenas na capital paulista o candidato apoiado por Lula conseguiu reverter o placar do primeiro turno e vencer o pleito no segundo. Em Salvador, Cuiabá, Campinas e Taubaté, os candidatos de Lula foram derrotados.
Na capital baiana, onde Lula fez comício no último dia 24 junto com a presidente Dilma Rousseff, ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT) encerraram o primeiro turno praticamente empatados, com 40,2% e 39,7%, respectivamente. No segundo turno, o herdeiro de Antonio Carlos Magalhães sagrou-se vitorioso, com 53,5% dos votos, ampliando a vantagem para o petista.

Em Cuiabá, a disputa no primeiro turno também foi acirrada, com 44% dos votos para Mauro Mendes (PSB) e 42,3% para Lúdio (PT). Lula esteve na capital mato-grossense também em 24 de outubro e, a exemplo do que ocorreu em Salvador, sua presença não surtiu efeito: o candidato petista foi derrotado pelo socialista, que aumentou a diferença entre ambos (54,6% a 45,3%).
Já em Campinas, Márcio Pochmann, ex-presidente do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) na gestão de Lula, foi derrotado com folga por Jonas Donizette, que obteve 57,7% dos votos válidos no segundo turno. O ex-presidente participou de comício com Pochmann, novamente ao lado de Dilma, em 20 de outubro.
Em Taubaté, a presença de Lula no último dia 25, a três dias das eleições, não alterou o quadro desfavorável para o candidato petista Isaac do Carmo, que obteve 25,5% dos votos no primeiro turno, ante 48,7% de Ortiz Júnior (PSDB). No segundo turno, o tucano venceu com 62,9% dos votos.

Candidatos de Lula sofrem viradas

O ex-presidente ainda viu dois de seus candidatos em que apoiou diretamente tomarem viradas. Em Fortaleza, visitada por Lula em 23 de outubro, Elmano de Freitas (PT), que terminou o primeiro turno um pouco a frente de Roberto Claudio (25,4% a 23,3%), acabou derrotado no segundo, após o socialista obter 53% dos votos válidos.

Em Diadema, reduto histórico petista e região em que Lula tornou-se líder sindical, o petista Mario Reali, candidato à reeleição, sofreu derrota acachapante para o novato Lauro Michels (PV), de apenas 30 anos.
O candidato verde saiu de 41,9% dos votos válidos no primeiro turno para 60,4% no segundo. Já Reali, que obteve 46,7% votos na primeira fase da disputa, conquistou apenas 39,6% do eleitorado no segundo turno, perdendo cerca de dez mil votos.
Apesar das derrotas, sagraram-se vitoriosos os candidatos apoiados por Lula em Santo André, Mauá, Guarulhos, Jundiaí e João Pessoa. Todos eles lideraram a disputa no primeiro turno e confirmaram o favoritismo no segundo.
CIDADECANDIDATO DE LULAELEITOHOUVE VIRADA?
São PauloFernando Haddad (PT)Fernando Haddad (PT)Sim
GuarulhosSebastião Almeida (PT)Sebastião Almeida (PT)Não
Santo AndréCarlos Grana (PT)Carlos Grana (PT)Não
DiademaMário Reali (PT)Lauro Michels (PV)Sim
MauáDonisete Braga (PT)Donisete Braga (PT)Não
CampinasMárcio Pochmann (PT)Jonas Donizette (PSB)Não
JundiaíPedro Bigardi (PC do B)Pedro Bigardi (PC do B)Não
TaubatéIsaac do Carmo (PT)Ortiz Júnior (PSDB)Não
SalvadorNelson Pelegrino (PT)ACM Neto (DEM)Não
FortalezaElmano de Freitas (PT)Roberto Cláudio (PSB)Sim
João PessoaLuciano Cartaxo (PT)Luciano Cartaxo (PT)Não
CuiabáLúdio Cabral (PT)Mauro Mendes (PSB)Não
fonte Uol

28 de outubro de 2012

Conhecido no caso dos dólares na cueca, José Guimarães será líder do PT




Irmão de Genoino, Guimarães ficará com liderança do PT
Foto: Agência O Globo / Ailton de Freitas

Irmão de Genoino, Guimarães ficará com liderança do PTAGÊNCIA O GLOBO / AILTON DE FREITAS
SÃO PAULO E BRASÍLIA — O prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad, cedeu nesta quarta-feira às pressões do PT e entregou para o partido duas pastas de orçamento robusto. Anunciou que o ex-tesoureiro da campanha eleitoral de Dilma Rousseff, o deputado federal José de Filippi, assumirá a Saúde e o atual líder do PT na Câmara dos Deputados, Jilmar Tatto (SP), ficará à frente dos Transportes.
As indicações foram costuradas na terça-feira, em encontro de Haddad com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a indicação de Tatto, poderá ser antecipada a posse de José Guimarães (PT-CE) como novo líder do partido na Câmara. Ele é irmão de José Genoino, ex-presidente do PT, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a seis anos de 11 meses de reclusão, no julgamento do mensalão. No auge do escândalo, em 2005, um assessor de Guimarães foi preso num aeroporto em São Paulo com dólares na cueca.
Guimarães já seria líder pelo rodízio
Guimarães disse nesta quarta-feira que está pronto para assumir o cargo em fevereiro, mês previsto para a troca na liderança, mas que, se preciso, assumirá antes. Atual vice-líder do PT na Câmara, Guimarães (CE) afirmou que assume a liderança dentro do esquema de rodízio estabelecido há anos pelo PT. Perguntado se a situação do irmão poderia reverter sua indicação, ele disse que não:
— O certo é eu assumir em 1º de fevereiro. Mas estou pronto para qualquer momento. E isso (a condenação de Genoino) não tem nada a ver.
No dia da decisão do Supremo, Guimarães defendeu o irmão, afirmando que toda a família, em especial a mãe de 88 anos, estava indignada com a decisão do STF.
A bancada deverá ainda decidir se antecipa a posse de Guimarães ou se outro deputado ocupará a vaga de líder interinamente. O mandato de líder da bancada é de um ano — de fevereiro de um ano a fevereiro do outro.
Para assumir a vaga de secretário de Transportes de São Paulo, Tatto deverá se licenciar do cargo de deputado, assim como José de Filippi. De acordo com a ordem de suplência, devem assumir no lugar dos dois os deputados Iara Bernardi (terceira suplente) e Hélcio Antonio da Silva (quarto suplente). O primeiro suplente, Vanderlei Siraque, já está exercendo o mandato e o segundo, o próprio Genoino, deverá assumir, com a renúncia do deputado Carlinhos Almeida (PT-SP), eleito prefeito de São José dos Campos (SP).
O PT vinha cobrando de Haddad, desde o início deste mês, postos-chave na administração municipal. No início, Haddad se mostrou propenso a não seguir indicações políticas. Para Finanças e Planejamento, por exemplo, preferiu fazer indicações mais técnicas. Em Transportes, também estudava um técnico para a área, mas foi aconselhado por dirigentes do PT a entregar a secretaria para Tatto.
Tatto foi secretário de Transportes na gestão de Marta Suplicy (2001-2004) e abriu mão da pré-candidatura de prefeito, na disputa deste ano, em favor de Haddad. A pasta de Transportes era reivindicada pelo PP, de Paulo Maluf, que agora, segundo líderes petistas, deve aumentar a pressão pela pasta da Habitação. Na semana passada, após encontro com o secretário-geral do PP, Jesse Ribeiro, o presidente municipal do PT, Antonio Donato, garantiu que a sigla terá um cargo de primeiro escalão na prefeitura. Nesta semana, Haddad se reuniu com o ministro Aguinaldo Ribeiro (Cidades), do PP, para discutir o espaço da sigla na prefeitura de São Paulo.
— As escolhas são minhas. Eu aceito sugestões, mas a decisão final é minha — disse nesta quarta-feira Haddad.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/conhecido-no-caso-dos-dolares-na-cueca-jose-guimaraes-sera-lider-do-pt-6739702#ixzz2CO5cFDUy
© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Homenagem do filho de Joelmir Beting


Jornalista, comentarista de economia e política do Grupo Bandeirantes, Joelmir Beting morreu na madrugada desta quinta-feira (29) à 0h55 em São Paulo. Ele sofreu um acidente vascular encefálico hemorrágico no domingo, considerado "irreversível". A notícia da morte do jornalista comoveu artistas e colegas de profissão. "Ele foi o melhor jornalista que um filho pode ter como pai", lamentou seu filho Mauro Beting, que recebeu a notícia quando trabalhava na Rádio Bandeirantes e a veiculou ao vivo. Ouça à homenagem abaixo.



26 de outubro de 2012

“Dirigentes do PT querem me denegrir”, alerta Silas Malafaia




O pastor assembleiano foi informado por pessoas próximas de que o partido estaria tramando algo para manchar sua reputação.
pastor Silas Malafaia está em estado de alerta e enviou uma mensagem para que os evangélicos do Brasil saibam que ele poderá ser vítima de uma ação difamatória que partirá de dirigentes do PT.
Em nota enviada à imprensa, o pastor garante que foi informado por pessoas próximas de que o Partido dos Trabalhadores estaria procurando algo para manchar sua imagem diante de todos os brasileiros.
“Fui informado por gente da mais alta confiança, que está infiltrada em órgãos de informação, imprensa e política partidária, que altos dirigentes do PT estavam preparando um plano a fim de denegrir-me diante da opinião publica e, como resultado, tentar calar a minha voz e prejudicar minha influência no meio do povo evangélico”, escreve Malafaia.
No primeiro momento o pastor ficou pensando no que poderia acontecer, até que nesta quarta-feira (24) ele recebeu um pedido vindo de um órgão federal solicitando algumas documentações, informações estas que podem fazer parte do plano para denegrir sua imagem.
Malafaia acredita que se qualquer erro for encontrado em seus documentos os interessados plantarão notícias para tentar acabar com sua influência na vida de milhares de pessoas, evangélicos e não evangélicos, já que ele é uma das personalidades mais influentes do país.
No comando do programa Vitória em Cristo há 30 anos, Silas Malafaia não tem papas na língua e usa todo o seu poder midiático para alertar a população brasileira sobre possíveis ações que possam vir a ferir não só a fé cristã como também a Constituição Federal.
Por seus posicionamentos fervorosos ele tem colecionado inimigos políticos entre eles o PT.
“Como tenho exaustivamente declarado, não sou contra ou a favor de nenhum partido político. Apoio pessoas. Minhas posições têm a ver com os princípios em que creio e dos quais não abro mão”, garante o pastor.
Leia a nota completa:
“Denúncia gravíssima: altos dirigentes do PT querem me denegrir
Na segunda-feira (22/10) fui informado por gente da mais alta confiança, que está infiltrada em órgãos de informação, imprensa e política partidária, que altos dirigentes do PT estavam preparando um plano a fim de denegrir-me diante da opinião publica e, como resultado, tentar calar a minha voz e prejudicar minha influência no meio do povo evangélico.
Quando recebi a informação, fiquei quieto pensando qual seria a melhor maneira de manifestar-me, pois na terça-feira (23/10) viajei para pregar em um congresso em Londres. Nesta quarta-feira (24/10), ao receber em meu escritório um pedido de informações detalhadas para um órgão federal — que agora, por uma questão de estratégia, não quero revelar, mas tenho o documento em mãos —, o sinal amarelo acendeu, pois há mais de três anos faço o mesmo procedimento e só agora estão me pedindo informações tremendamente detalhadas.
Eu já sei a razão disso! É para ver se encontram alguma falha, por menor que seja, a fim de produzirem uma notícia de impacto para me denegrir. Isso eles sabem fazer muito bem, assim como, por serem Governo, também controlam instituições públicas que podem agir até ao arrepio da lei para produzir fatos. Depois o acusado, denegrido, que se vire na Justiça para provar sua inocência.
Não uso factoide nem dados mentirosos para produzir qualquer notícia que venha a denegrir alguém. Estou me precavendo de uma possível retaliação perversa devido às minhas posições firmes. Como tenho exaustivamente declarado, não sou contra ou a favor de nenhum partido político. Apoio pessoas. Minhas posições têm a ver com os princípios em que creio e dos quais não abro mão.
Ficarei admirado se essa informação for verdadeira. Como alguns membros do PT podem ser tão medíocres uma vez que eu mesmo já votei no Lula, em 2002, no 2º turno? Em seu programa eleitoral dei depoimento a favor dele. Fui até membro do Conselho de Desenvolvimento da Presidência da República. Agora, por minhas posições firmes contra Haddad, querem me retaliar. Se o PT resolver escolher esse caminho, acredito que ele terá a repulsa dos evangélicos e das pessoas de bem em geral neste país, pois não vamos ficar calados.
Este documento está sendo enviado para jornalistas, líderes do PT no Senado, Secretaria Geral da Presidência da República e todos os membros da mais alta corte do país, o Supremo Tribunal Federal. Não vou deixar que ninguém jogue a minha reputação na lama por interesses escusos e medíocres na tentativa de calar a minha opinião.
Silas Malafaia”

Vi no GospelPrime

Pastores maçons mandaram nos tirar da igreja

Record gera polêmica ao colocar gay em “A Fazenda de Verão”




Record gera polêmica ao colocar gay em “A Fazenda de Verão”
Em meio a uma campanha de evangélicos na internet contra a Rede Globo, por causa da novela Salve Jorge, a Rede Record agora também é criticada por segmentos da igreja.
Enquanto o bispo Edir Macedo, dono da Record, publicou em seu blog um texto que convocava os evangélicos a não deixar a “entidade” por trás de São Jorge entrar em suas casas, convidava-os a assistir a reprise de Rei Davi, que vai ao ar no mesmo horário. Glória Peres, autora da novela global, diz que tudo não passa de uma estratégia de marketing da Record, emissora que é dirigida por pastores da Igreja Universal do Reino de Deus.
Alguns meses atrás a atriz Tássia Camargo, que possui 35 anos de carreira deu uma entrevista ao jornal O Dia falando sobre porque se arrependeu da troca da TV  Globo pela Record. Ela rompeu seu contrato com a emissora em 2007. “A minha maior decepção foi a Record. Não foi a novela, nem o autor. Foi achar que a emissora era outro campo de trabalho, que não é. Aquilo é uma ditadura de pastores, uma coisa horrorosa. Só fui para lá porque a Globo não ia me contratar e, nessa época, por coincidência me chamaram”, afirma.
Na mesma época, o autor Lauro César Muniz, 74, que assinou a novela “Máscaras”, disse em entrevista para a “Folha.com” que a Record trata melhor os personagens homossexuais do que a Globo. “(Trata) Muito bem. Nas novelas todas em que aparecem, há personagens que são apresentados com dignidade, normalidade” afirmou. A novela Balacobaco, que substitui Máscaras desde o dia 4 na grade da Record mostra dois personagens abertamente gays, vividos pelos atores Léo Rosa e Thierry Figueira.
Na última semana, começaram a serem divulgados os nomes das pessoas que participarão de “A Fazenda de Verão”, novo reality show da Record apresentado por Rodrigo Faro. O programa, que estreia dia 31 já está gerando polêmica. O motivo é a presença de um publicitário gay e uma garota bissexual entre os 16 selecionados.
Na disputa pelo prêmio de R$ 1 milhão está o publicitário paulista Haysam Ali, de 24 anos. Ele se define como uma pessoa brincalhona e bondosa, e conta que já foi alvo de preconceito por conta de sua orientação homossexual.
A Record também divulgou o nome do empresário e modelo carioca Dan Wainer, de 31 anos, que já estampou capa de revista gay, e contou que resolveu “testar sua capacidade de se relacionar com pessoas diferentes” na atração.
Os comentários nas redes sociais e nos sites que divulgam detalhes de “A Fazenda de Verão” mostram a indignação de muitos evangélicos, embora não haja, por enquanto, nenhuma campanha de boicote ao programa.
“Edir Macedo, como outros, perderam a grande chance de levar a palavra genuína de Deus às pessoas, preferiram o cheiro do dinheiro do poder e o que eles podem fazer e comprar. Triste”, assina uma internauta de Santos/SP.
Já um leitor que assina como Estevão, declarou “Pois é, uma emissora que prega Deus, amor, oração, milagres etc… fazendo um espetáculo destes… Pregar é fácil, mas viver o evangelho é muito difícil… Pregar o evangelho na prática é ter uma programação voltada para o respeito e amor… na Record só se vê violência… mentiras etc… e nosso povo espiritual não vê isto? Seguem cegamente a emissora com o intuito de derrubar a Globo, vista por eles [IURD] como  obra do capeta, dá para entender?”.
Com informações R7, O Dia e IG
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...