Subscribe:

28 de setembro de 2013

Não, Caio Fábio, Jesus não é sua chave hermenêutica!



Nas primeiras vezes que eu li o texto da Grande Comissão e vi Cristo dizendo
 que deveríamos ensinar os discípulos a obedecer tudo o que Ele ordenou,
 eu fiquei me perguntando onde o resto do Novo Testamento entrava nisto.
 Não bastaria ficarmos com aquilo que Cristo falou, e só? Se temos os ensinos
 do próprio Deus-Filho registrados, para que mais palavras de homens mortais?
 Com pouco tempo de fé, pude encontrar boas respostas para meus 
questionamentos infantis. Porém, muitas pessoas ainda estão confundidas 
com este assunto. Um exemplo de promotor deste tipo de confusão é Caio Fábio,
 que hoje tem arrebanhado para sua religião muitos seguidores e fiéis:

Eu estou em Jesus, eu não estou na Bíblia. [...] O cara que
 quiser que Jesuse a Bíblia toda deem certo tá danado. [...]
 Pela Bíblia é melhor a gente  acabar esse programa porque
 está todo mundo danado. [...] eu não ando  [conforme o texto bíblico],
 tanto quanto Jesus [...]. Quem quer andar com Jesus,
 é assim. Quem quer base bíblica, vira fariseu, joga pedra.[1]

Em outro lugar, Caio Fábio diz que aquilo na Escritura que não está afirmando 
ou que 1. Jesus é Deus, ou que 2. somos pecadores, não passa de capricho
 ignorando pelo Cristo: 
É estranho como Jesus e os apóstolos não usaram 
a Bíblia como  argumento de fé [...] Afinal, a Bíblia jamais seria a apologia
 de Jesus; posto que Jesus fosse o Verbo vivo e falando o que a Bíblia nem 
poderia sonhar em falar, revelar e dizer… Cristãos que vivem para defender 
a Bíblia ainda não conheceram Jesus mesmo! [...] Da Bíblia o que se pode dizer
 é que ela é fiel como Palavra apenas porque afirma que Jesus é Deus e
 eu sou dos pecadores o principal! O mais é um diletantismo ao qual Jesus 
jamais teria tempo e animo para se dar… Depois que o Evangelho entrou 
em mim a Bíblia passou a ser apenas um Testemunho, mas não o Testemunho! 
Sim, pois em mim o Testemunho é o do Espírito! [2]

Em outro momento, concordando que o Jesus dos evangelhos não se parece nada 
com o Jesus que Paulo apresenta em Romanos 9-11, chamando esta posição 
de “simples, sábia e sensata”, Caio Fábio diz que estes capítulos são
 “um apêndice de um surto paulino” que não se parece com nenhum outro 
escrito ou com a prática de Paulo. “Na minha opinião, Romanos 9, 10 e 11
 são totalmente dispensáveis. Sabe porque? A descrição de Paulo, 
tentando explicar o inexplicável, criou uma bananosa filosófica”.
 Ele ainda diz que as palavras negativas do texto, como “odiou”, 
não cabem, pois “não parecem com o todo de Jesus”
“Eu prefiro ficar com Jesus, que não sendo Paulo”, pregou coisas 
diferentes. “Isso é o poder dessa chave hermenêutica”, diz ele. 
”Meu amigo Paulo, eu lamento muito que você tenha tentado fazer 
essa viagem. Você não tinha nem linguagem. 
Você não tinha adequação”. ”É uma conversa que tem a ver com 
a dimensão de um homem judeu, psicologicamente maltratado,
 frustrado, perseguido, magoado”. Ele diz que vê, neste texto, 
“o surto do Paulo judeu”. Ele chama ainda, esta atitude de Paulo
 de uma “gafe” que empobreceu e enfeiou Deus. “quando Paulo
 coincide com Jesus, Paulo tá com tudo, quando Paulo fala como Paulo, 
eu olho um homem, um tempo, uma relatividade, uma circunstância”.
 Ele, literalmente, lança várias repreensões e conselhos ao apóstolo Paulo 
em vários momentos do vídeo [3].

A prerrogativa que ele e seus discípulos usam para tal posição é que eles
 possuem Jesus como chave-hermenêutica. Para eles, isso significa 
que só deve ser aceito como verdade Bíblica aquilo que for semelhante
 à imagem que eles possuem de Cristo. Se qualquer outro trecho 
da Escritura ensinar algo que, porventura, não pareça pertencer 
ao Cristo, então deve ser considerado anátema.

O que Caio Fábio e seus pupilos não conseguem perceber é que ter Jesus
como nossa chave hermenêutica significa que nós vamos ler toda a Escritura
procurando como cada ensino, cada doutrina e cada livro se relaciona com 
o Plano maior de Deus na redenção de Cristo, e não que vamos solapar tudo
 aquilo que não gostamos na Escritura com a desculpa de que 
“Jesus não pregaria isso”. Assim, uma constatação torna-se inegável: 
praticamente todos que advogam ter Jesus como chave hermenêutica 
são ímpios que leem a Escritura desconsiderando tudo aquilo que suas 
mentes carnais odeiam. Você encontra esta loucura nos blogs e comentários
 de tais homens. Ter Cristo como chave hermenêutica deveria nos motivar
 a encontrar como a história do Evangelho está prefigurada, confirmada,
 anunciada, ilustrada ou ensinada em cada página da Bíblia, e não nos
 fazer arrancar da Escritura tudo aquilo que a gente acha que Jesus não diria.
 Aqueles que dizem que as palavras de Jesus são mais importantes que
 as de Paulo, não entenderam as palavras de Jesus.

Eu, sinceramente, não entendo como uma pessoa inteligente pode cair em
 erro tão crasso. 
A igreja está fundamentada na doutrina dos Apóstolos (Ef 2:20). 
Nós não vimos Jesus pessoalmente, eles sim.
 Por isso que Pedro e João podiam falar sobre 
“as coisas que vimos e ouvimos”, pois eles estavam lá, e atestaram
 com sangue o que pregaram. Assim, como alguém comentou
 no meu Facebook certa vez, só pode ser um louco aquele que 
cisma em separar o ensino Bíblico do ensino de Jesus, a autoridade
 bíblica da autoridade de Jesus e a visão bíblica da visão de Jesus. 
Os discípulos precisam de toda a Escritura, e não de parte dela.
 É um verdadeiro insulto a Jesus dizer que nada, a não ser parte do 
que foi registrado de Sua Revelação ao longo da  história bíblica 
– a encarnação – vale a pena considerar como Palavra do Senhor.
 É como se dissessem que amam tanto suas esposas que não se importa
 com as mães, amigos, família, conversa ou qualquer coisa que não seja 
ela própria. Estes caem na condenação de Jesus, através de Paulo,
quando condena aqueles que, dizendo ser apenas de Cristo, se recusavam 
a ouvir o que diziam os apóstolos (ver 1 Co 1:10-17).

Cristo prometeu aos seus apóstolos não apenas que o Espírito Santo os faria
“lembrar de tudo o que vos tenho dito” (Jo 14:26), mas também 
que o Espírito Santo “vos ensinará todas as coisas” (Jo 14:26) 
“vos guiará a toda a verdade” (Jo 16:13). Os apóstolos receberam 
de Cristo, através do Espírito, mais daquilo que o Senhor desejou 
que soubéssemos. O próprio Jesus deixou claro que ensinaria 
mais aos Apóstolos mesmo após Sua morte e ascensão.
 Paulo deixa isso claro aos Gálatas: “Irmãos, quero que saibam que
 o evangelho por mim anunciado não é de origem humana. 
Não o recebi de pessoa alguma nem me foi ele ensinado; pelo contrário, 
eu o recebi de Jesus Cristo por revelação” (Gl 1:11-12). 
É por isso que o apóstolo Pedro podia dizer que 
“o mandamento do Senhor e Salvador” 
foi “ensinado pelos vossos apóstolos” (2 Pe 3:2), além de dizer que
 os escritos de Paulo estavam equiparados com todo o Antigo 
Testamento, chamando-os de“Escritura” (2 Pe 3:16). Paulo podia dizer: 
“Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento 
do Senhor o que vos escrevo” (1 Co 14.37). O apóstolo agradecia a Deus 
sem cessar pelos Tessalonicenses: “ao receberem de nossa parte a palavra de Deus, 
vocês a aceitaram não como palavra de homens, mas segundo verdadeiramente é,
 como palavra de Deus” (1 Ts 2:13). Paulo ensinava “não com palavras ensinadas
pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito” (1 Co 2:13). 
Paulo não poderia ser mais claro: “Cristo fala por meu intermédio” (2 Co 13:3).

Outros livros também entram neste escopo. 
O próprio Paulo, em 1 Timóteo 5:17,18 diz fazer uma citação da “Escritura”
e segue fazendo duas referências: uma a Deuteronômio 25:4 e outra a Lucas 10:7 
(usando até o mesmo fraseado grego)! Para o apóstolo, os escritos 
neotestamentários dos evangelhos também eram Palavra de Deus. 
Tanto os Evangelhos como as Epístolas no Novo Testamento vêm a nós com 
a autoridade de Jesus, e Ele quer que nós ensinemos essas coisas aos discípulos.

“Somos seguidores de Cristo ou de Paulo?”, podem perguntar alguns. 
“Como podemos seguir o ensino de outros homens além de Jesus?”, 
já me foi questionado. Respondo, com sinceridade, que Cristo é meu único Senhor.
 No entanto, tudo o que sabemos sobre Cristo vem de Paulo e dos outros discípulos
de Cristo. Se não acreditarmos nestes, não nos sobra nada dAquele. 
Como alguém pode dizer que só segue Jesus, e não os apóstolos, se todos 
os registros que possuímos sobre Jesus provêm dos apóstolos e de 
seus companheiros? Cristo nunca escreveu sobre si. 
Tudo o que temos sobre Ele passou pela mão de seus discípulos primitivos.

Crer em Jesus está definitivamente ligado a crer nos Apóstolos e em seus 
companheiros. Se você não acredita na doutrina de Paulo, de Tiago, de Pedro,
 de Lucas, de Marcos, de Mateus, de João e de Judas, como você pode acreditar
nos registros que alguns deles fizeram do Messias? Se Paulo disse algo 
em Romanos ou aos Coríntios que foi fruto de seus preconceitos ou de sua 
criação judaica, por que ele não poderia ter feito o mesmo ao instruir Lucas 
em seu registro do Evangelho? Se Pedro não é digno de toda a nossa confiança, 
ou se sua doutrina é inferior ou secundária, como podemos dar tanta atenção 
àquilo que Marcos aprendeu dele e registrou no Evangelho? Se Tiago poderia
errar, por que não Mateus? Se João se enganou em suas epístolas ou no Apocalipse,
 por que acreditamos em seu registro da vida do Logos? A verdade que muitos tolos
 ignoram é que, ou você aceita o Novo Testamento por completo, até a última letra,
 ou você não tem Jesus, não tem cristianismo, não tem Bíblia, não tem fé e não tem
 salvação. Ou temos o Novo Testamento por completo ou não temos 
Testamento nenhum.

Deve-se admitir, então, que se vamos ter uma religião não doutrinária,
 ou uma religião doutrinária fundamentada meramente em verdades gerais, 
isso significa que não somente temos que nos livrar de Paulo, 
da igreja primitiva de Jerusalém, mas também de Jesus: 
Infelizmente, ainda há, em pleno século XXI, quem tente opor
  Jesusaos outros escritores bíblicos. Como disse Gresham Machen,
 tem-se a impressão que o liberal substitui a autoridade da Bíblia pela
 autoridade de Cristo. Tal homem diz que não pode aceitar o que ele 
considera um ensino imoral do Antigo Testamento ou um argumento
 sofisticado de Paulo, em oposição os simples e morais ensinos de Jesus.
 Assim, ele se considera o mais puro verdadeiro cristão, uma vez que, 
rejeitando todo o restante da Bíblia, ele só depende de Cristo[4].

Paulo deixa claro que as suas epístolas também são coisas que Jesus agora nos ordena,
 de tal modo que “aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem,
 mas a Deus” (1 Ts 4:8). Você entendeu bem o que acabou de ler? Você nega a
 Deus se ignora todo o escopo do Novo Testamento! Como comenta Thomas Edwards: 
“Quem se recusa a ouvir os apóstolos de Cristo recusa-se a ouvir o próprio Cristo
 e atrai sobre si seu descontentamento”[5]. Homens como Caio Fábio e sua corja,
 que tratam o que é revelado após Jesus como contaminado com o machismo,
 judaísmo ou o diabo que for de Paulo estão, na verdade, negando a Deus. 
O destino dos que tal coisa fazem é certo e inequívoco, a menos que se 
arrependam de sua blasfêmia. Parafraseando o que o Dr. Jay E. Adams diz sobre
 Paul Tillich, durante uma das suas preleções na Conferência Fiel para Pastores 
e Líderes, em 1989: “Ler ou ouvir um sermão de Caio Fábio é ouvir o que 
o inimigo tem a dizer”[6].

Notas:
[1] FÁBIO, Caio. Pra eles, sou um herege, pois eles estão na bíblia, e eu estou
em Jesus! Disponível em: <http://youtu.be/GuCjSuACYMc>. Acesso em: 3 jun. 2013.
[2] FÁBIO, Caio. A Bíblia serve a Jesus, não Jesus à Bíblia! 
Disponível em: <http://www.caiofabio.net/conteudo.asp?codigo=05222>. 
Acesso em 5 jun. 2013.
[3] FÁBIO, Caio. Caio, esse trecho da carta de Paulo não parece com Jesus. 
Por isso odeio a Jesus! Disponível em: <http://vimeo.com/75018092>. 
Acesso em 28 set. 2013.
[4] MACHEN, Gresham. Cristianismo e Liberalismo. São Paulo, SP: Sheed
 Publicações, 2012, p. 43,68.
[5] EDWARDS, Thomas. A commentary on the first epistle to the
 Corinthians. London: Hodder & Stoughton, 1903, p. 384.
[6] Referência muito bem lembrada por Alan Rennê Alexandrino Lima, no Facebook.

***
Por Yago Martins
Fonte: Yago Martins
Vi lá no Revista Monergista


22 comentários:

Elça disse...

Infelizmente, Caio Fábio é quem surtou e não tem adequação de palavras. Tudo o que ele fala É pura heresia.

Jesus mesmo disse que as Escrituras Sagradas testificam dele. A Palavra deDeus, toda ela é inerrante, infalível e a fonte da Verdade.

Caio Fábio se baseia nele mesmo, por isso tanto idiotice! Tornou-se um homem ridículo e sem credibilidade alguma. Espero que As pessoas se dêem conta de que tudo leque ele fala é heresia.

Rô, seus argumentos baseiam- se na Palavra de Deus . Continue a pregar a verdade do Senhor.

Prossigamos em crescer na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

Conspiracy Brazil Rock disse...

Acho que o pior surto é detonar as pessoas sem ouví-las assisti o video e não achei que ele falou algo errado ou heresia. A mãe de todas heresias é ler a bíblia sem Jesus sob o olhar farisaico do ódio e da religiosidade, da hipocrisia e com o sentimento que somos melhores do que Caio, ou qualquer um... não somos! Somos todos dependentes da graça libertadora do amor de Deus, sem querer ser piegas ou defender Caio, só penso que ele é meu herói marginal, pois tem tutano e coragem para encarar e demonstrar o que significa o movimento evangélico e naquilo que se tornou o movimento evangélico hoje.

disse...

Não seja tolo, você acha que é só o Caio que fala contra os lobos devoradores? Querido vOcê precisa sair deste seu mundinho de caiolatria e olhar a sua volta, há muita gente boa de Deus ainda no sitema evangelico que não se dobraram ainda, viu? ou você acha que fazemos o que na blogosfera quando denunciamos os lobos? O seu problema é que você não inclui o seu herói que ja morreu de overdose de heresia a muito tempo e hoje só vive falando mal do meio que ele vive, mas fora porque ele foi esperto, montou uma Igreja fora da Igreja rsrssr, mas é um seguimento religioso também com cnpj e ele é o papa-mor e só você e seus seguidores cegos não vêem. rs
O que mais fazemos é combater heresias de homens como Caio, Silas, Waldemiro e companhia, na Blogosfera Cristã, não isentamos ninguém porque temos amizades, nosso negócio é com o inegociável que é a plavra de Deus. A verdade, é inegociável. Prezamos por ela. Paz queridão!

Wésley Câmara disse...

A paz, amada irmã. Tenho um propósito de nesse ano fugir de discussões que partem de premissas inverídicas, pois a discussão já começa sem sentido, mas quero lhe perguntar algumas coisas, pois acredito em sua seriedade.

Ultimamente vejo um "complô" contra algumas pessoas que batem de frente com o sistema religioso (mesmo alguns deles fazendo parte dele), mostrando a todos que o Evangelho independe da religião. Com isso, parece que mechem em um formigueiro, pois se unem várias páginas, pessoas e blogs ao mesmo tempo para atacar essas críticos. Ou seja, Caio Fábio, Ed René Kivitz, às vezes Ariovaldo Ramos são usados como Judas a serem malhados.

As perguntas que faço são:
- Por que essas críticas (como este texto) são feitas com tanta similaridade em vários locais diferentes, quase que simultaneamente? É algo combinado? Seria um acordo para atacar aqueles que estão trazendo algum tipo de impacto? Pois em termos de probabilidade, seria mais fácil ganhar na Mega-sena da virada?
- Por que o povo adora apontar supostos hereges, mas quando alguém chega tentando ser imparcial (mostrando que as pessoas que os acusam de hereges os julgam por no máximo meia dúzia de vídeos, sendo que possuem blogs/sites com milhares de textos, possuem milhares de vídeos, centenas de mensagens e centenas de livros) essas pessoas não respondem, dão uma de "joão sem braço", fazem que não viram ou pior: censuram! Pois é. Acredita que há pessoas que bloqueiam o perfil do facebook para esses que questionam? Acreditam que banem de grupos e bloqueiam comentário em páginas? Qual a semelhança da censura com Jesus? Realmente esses devem atacar mesmo o Caio Fábio, pois onde já se viu dizer que Jesus é nosso parâmetro né? Que heresia! E nosso Ego? Não vou citar perfis pessoais, para não ser indelicado, mas páginas como Yago Martins, Reforma que Passa (assim como grupo de mesmo nome) são exemplos de cristãos que estão caminhando para serem "Talebans protestantes", pois a arrogância e prepotência muitos já adquiriram.
- Em vários desses locais, foi só questionar o que os "hereges" realmente afirmam e a partir daí refletir no Evangelho onde está a heresia, que esses problemas citados ocorreram. Dediquei minutos para escrever aqui este comentário, pois sei que por ser uma blogueira madura e responsável, já aprendeu (assim como aprendi) que quando lançamos uma crítica temos que estar preparados para as argumentações que possam surgir. Se não sabemos ouvir, se não temos mansidão, paciência e acima de tudo, amor, nem deveríamos nos dedicar a isso.

Eu talvez deveria ter partido direto para as sadias e mansas discussões em relação ao seu texto, irmã, do qual discordo de vários pontos, mas visto que as últimas tentativas que fiz em outros locais com pessoas que pregam a "teologia do medo e da culpa", que se uniram para atacar os mesmos supostos hereges, não foram proveitosas e foram ignoradas e/ou censuradas, resolvi apenas deixar essa crítica reflexiva. Talvez eu volte para questionamentos mais "teológicos".

Obs: Não sou caiólatra ou caiete. Nunca fui a uma reunião dele e não concordo com 100% do que ele afirma (ainda bem, pois quem concorda com tudo que outro fala é sinal que se tornou um mero repetidor de opiniões prontas), mas o que é certo, é certo. E considero ele um dos poucos que ainda pregam o Evangelho genuíno, sem teologias fundamentalistas (embora seja "moderado", para um fundamentalista esse tipo de pessoa é sempre "liberal") e sem dogmas. Todos podemos discordar, mas devemos ser imparciais e honestos ao afirmar que ele defende alguma coisa, pois fica chato e injusto quando não entendemos algo e atribuímos a uma pessoa a nossa não compreensão. Ele é responsável pelo que afirma e não, pelo que interpretam.

Abraços e fique na paz. Desculpe se exagerei em alguma crítica. Não tive jamais a intenção de ofender.

disse...

Bom, te respondo por mim, eu sou atacada também, não só pelos os seguidores do Caminho da Graça barata, mas pelos kivizetes, pelos Malafaiets, pelos valadetes,pelos seguidores do RR Saores, do Edir Macedo, do René Terra Nova, poratnto vocÊ pode ver que não atacamos, mas simplemente mostramos os erros doutrinarios de todos estes. Não e´só os erros dos "religiosos" como você diz. Pois estes "Ariovaldo, Ed René, Caio e outros, são religiosos também. O problemas é que os fãs não se agradam, podemos mostrar a verdade que não adianta, fã e fã e sempre irá defender seus idolos mesmo que estes ídolos zombem de Deus. Por isso te digo, que não existem dois lados, os evangelicos e os não religiosos. São todos iguais, ou seja, do mesmo saco. Pois pra mim não há nada de bom que se possa reter destes homens, eu os desprezo. 1 Tessalonicenses 5:21- diz. Examinai tudo. Retende o bem.

EXAMINAI! Por eu examinar que dispenso certos ensinamentos de homens que apostataram faz tempo.
Não há o que reter de uma fonte que jorra água doce e salgada. Ou é doce ou amarga!
Tiago 3.11-12 - Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?
Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos?
Sei que para alguns posso está parecendo radical. ..Mas se esquecem que, através do que parece bom, do que parece ser piedoso, pode está um grande mal, digo isso do Caio, Ed René, e companhia, que para mim não são diferentes dos que se dizem evangelicos ou religiosos como você disse.

Wésley Câmara disse...

Ter Jesus como chave hermenêutica não só é real, como é óbvio. É isso que os apóstolos faziam e o que Lutero defendia. Mas a questão principal é que quando vamos dedicamos um texto como esse para criticar alguém, devemos desprender um tempo imenso e muita dedicação na coleta de dados (ler diversos textos no site e assistir vários vídeos sobre o mesmo assunto). Acompanhar alguns programas inteiros também é uma atitude inteligente. Enfim, não precisa ser um "seguidor" do Caio para saber que a maioria do que foi atribuído a ele neste texto não corresponde ao que Ele diz. Exemplos:

1 - Quando ele afirma que Jesus é a chave hermenêutica, significa que não é o sistema humano de origem grega, de natureza Aristotélica (HERMES-nêutica) que dita a interpretação das escrituras e sim, Jesus (o que Ele disse claramente e principalmente como Ele incorporou o que disse). Para interpretar o sermão da montanha, por exemplo, Caio afirma que não é com enorme exegese, com análises do grego, que se entende o que Jesus disse e sim, vendo nos Evangelhos como Ele incorporou tudo aquilo. É a vida de Jesus explicando cada ensino. Ter Jesus como a chave hermenêutica significa crer que Ele é o Verbo, a Palavra de Deus encarnada e que as escrituras testificam de Jesus, de Gênesis a Apocalipse. Sendo assim, tudo o que for coerente com o Evangelho, é Palavra de Deus para nós; o que não é coerente (exemplo: o apedrejar adúlteros, guardar sábado, criar lista de "pode e não pode", pagar com a mesma moeda, o uso de objetos sagrados...) era apenas sombra, arquétipos, simbolizações, que se tornaram obsoletos diante da plenitude da divindade (Jesus). Portanto, quando leio o final do Salmo 137 vejo que não é um espírito condizente com Jesus, então é uma sombra ou uma expressão de uma alma angustiada e não devo ser guiado por isso.

2 - Ele afirma a todo momento que nosso fundamento são os apóstolos e os profetas, sendo Cristo a pedra angular. Ou seja, toda a estrutura, as paredes, o telhado dessa construção espiritual só existem devido a essa pedra, que é Jesus. É ele quem guia os ensinos apostólicos e consequentemente, a nossa base de fé. Os ensinos apostólicos não estão divorciados do Evangelho e ele elogia Paulo sempre! Muitos citam uma crítica dele a Paulo pelo fato do apóstolo ter tentado colocar em palavras humanas algo tão grande (desígnios de Deus), que não cabe na nossa compreensão e muito menos em nosso vocabulário. Discordo dele que tenha sido um "surto de Paulo". O apóstolo procurou explicar o inexplicável, mas considero muito válido. Agora fazem um "auê" com essa crítica dele é um exagero.
Outra observação que ele faz dos ensinos apostólicos é: Jesus é o Evangelho e os apóstolos fizeram a aplicação deste evangelho. Não há contradição, só há muitas adaptações a diferentes contextos culturais (Ex: uso do véu).

3 - Ele diz que a bíblia tem a grandiosidade de carregar durante tanto tempo a revelação escrita da trajetória histórica de Cristo. Um livro escrito por tantos, em tanto tempo e continua atual. Diz ainda que ela traz a revelação que é possível para o homem compreender (por isso diz ser um livro do homem), mas que a real Palavra de Deus é muito mais profunda e foi revelada em sua plenitude em Cristo. Engana-se quem acha que ele não crê na bíblia, pois a maior crítica dele aos "crentes" é que segundo ele, o povo não lê a bíblia. E quando lê, é de forma sistematizada, como aprenderam com seus líderes. Afirma também que é impossível seguir a bíblia toda e Jesus. E isso é uma verdade, ou seria possível seguir Moisés e Jesus ao mesmo tempo, sendo que um ensinava praticamente o "olho por olho e dente por dente" e outro o "Perdoar e amar os inimigos, oferecendo a outra face quando levar uma bofetada"? Jesus veio para deixar como sombra muitas coisas que estão na bíblia. Não sei qual heresia tem nisso.

Uma vez esclarecido o que ele realmente diz, as críticas podem acontecer.

disse...

Querido não precismaos ir no site dele, pra sabermos que Jesus é mensagem central da Biblia,capiche?? O Caio não trouxe novidade alguma. Para quem diz que não e´do caminho da graça barata, você defende o guru muito bem, eu desprezo o que Caio Fabio fala. Qualquer bom teologo derruba aS faláciaS de Caio Fabio.Ele é arrogante e jamais aceitará ser questionado por um menino de 21 anos, ficou feio pra ele.

Copa Cidade Sol 2011 disse...

Te saúdo com os votos de que a Graça e a Paz que emanam do nosso Deus permaneça superabundando em tua vida, Rô!

Olha, eu tô até sem ânimo pra comentar, pela profusão de ideias que esse post desencadeou. Mas, vou tentar. Minha vida tem sido mudada, desde que a descortinei, revolvi o charco, o lodo das falácias pentecostais que me tentaram avassalar. Os instrumentos foram muitos, todos da internet, porque no mundo aqui fora, pessoas, igrejas, todos estão nivelados pela mediocridade de um sistema evangelicalista falido. Passei pelo Genizah, conheci o Caio (sim, sou jovem e não o conheço do seu tempo de ministério antigo), cheguei até aqui, nas "Mulheres Sábias"... no fim das contas, cada um destes, muito contribuíram para que eu e tantos outros criassem a coragem de rechaçar e denunciar, de chegar na casa dos nossos pais e rejeitar tudo o que nos ensinaram, porque administraram a eles ensinamentos espúrios e estes, por ignorância, repassaram a nós, mas agora há uma esperança para mim e para eles, por meu intermédio. Deixa eu retomar, que estou até confuso! Cada um, de alguma forma, foi um tijolo dessa perpétua construção dos eternos aprendizes que somos, querendo apenas chegar ao verdadeiro Cristo e servi-lo melhor, por meio de um verdadeiro evangelho. Mas eis que esses tijolos, de repente, se revoltam uns contra os outros, e tudo que é o outro é maldito, pois "não há proveito fora de mim". Um tijolo diz que o outro é igual aos que ficaram fora da construção. Mas os que ficaram fora são de péssima qualidade! Será que eu me confundi tanto assim? Caio, Ariovaldo, Edir e Malafaia podem ser postos num mesmo saco, ou descer como água digna do mesmo ralo? Depois desse post, penso que pode ser horrível para você, pensar em dividir espaço na formação de pessoas cristãs, com homens como o Caio Fábio, mas acredito que sejam detalhes (se for pensar na realidade mais macro possível) de aprofundamento e tendência teológica que os separam, não a ponto de fazê-los diametralmente opostos.

Rô, minha leitura de fora percebe, por exemplo, que o Wésley não comentou nada com má intenção. Talvez ele seja até parecido comigo. Eu te sigo pelo Facebook (pela conta da minha esposa, porque não fiz para mim), visito seu Blog, o que espero que seja suficiente para você entender que não sou "caiólatra", seguidor do "Caminho da Graça barata", não tenho "papa-mor", ou "guru", nem me acho "cego" ou "tolo" (foram tantas as pedras atiradas, que até me perdi). Eu fico um tanto aturdido com essas rivalidades. Entenda como é difícil para quem vem do zero absoluto do pentecostalismo, desconfiando das coisas desde cedo, mas sendo chamado em casa de "ovelha negra", "aquele que espalha, ao invés de ajuntar", alijado da Graça, por não "falar em línguas", chegar a um arcabouço sólido de conhecimento teológico. Cada um de vocês que exerce esse papel de denúncia é muito importante. Acredite, pode não parecer, visto que você já imergiu no processo e não consegue se distanciar dele, as palavras de Caio e Ariovaldo soam revolucionárias e são uma luz para muita gente, porque, pasme (sim, é verdade), tem gente que acredita na Universal e no casal Hernandes!!! Eu entendo que cada um que prega a coisa mais subversiva que pode haver, que é "abram os olhos", "não enxerguem pela visão alheia", "desmascarem os lobos", "toquem, sim, nos ditos 'ungidos'", está fazendo um serviço ao Reino e cada um é parte nesse crescimento. Quem não é, são os que dizem o contrário e esses, nós, que saímos da meninice, já reconhecemos de relance.
...

Copa Cidade Sol 2011 disse...

...
Enfim, não queria ser tão prolixo. Não espero uma resposta educada, acredite. Quem começou pelo Genizah, já conhece a mania persecutória dos blogueiros de militância apologética, que, com razão, vivem sempre armados. Mas, só queria que vocês todos entendessem que o fato de eu, o Wesley e outros estarem aqui, já demonstra uma boa intenção, de chegar a um Evangelho salutar, que não vem engarrafado, mas exige muita inclinação de espírito, estudo, consciência e, principalmente, amor. Não somos inimigos.

Enfim, eu nem sei se vais ler esse comentário. Se fosse eu, de verdade, não o faria, porque nem imagino o tempo que leva manter um espaço como esse e ainda dar conta da vida "offline" que todos temos. Foi só um desabafo. E não sei o que tirarias da minha tagarelice, mas, desde já, não há nenhuma intenção em ofender ou machucar de qualquer forma. Peço perdão, de antemão, pela possibilidade disso.

Um abraço e que Deus nos ajude a sermos sábios, cada dia mais.

Eliel.

disse...

Copa Cidade Sol 2011, eles não pregam subersão, eles pregam heresias, eles distorcem a palavra e diz que crê somente nas palavras de Jesus, mas eles mesmos chamam Jesus de mentiroso, Caio e Ed René creem que todos serão salvos.Isso é dizer que Jesus mentiu ao falar de inferno. Eu os desprezo. Ariovaldo prega socialismo travestido de evangelho, ele coloca a força no homem, no sistema/socalismo quando na verdade só o evagelho tem poder de acabar com as injustiças sociais. Pois ele tranforma o homem, atraves do evangelho acontece a metanóia e o homem deixa de ser corropido e corruptor. Quanto ao Yago, o Caio foi sim deselegante com um jovem de 21 naos que o refurou biblicamente, ele sem ter o que argumentar só desprezou o jovem, e o chingou, fiquei envergonhada por ele, sabe aquela coisa de vergonha alheia?? eu senti, acho que por ele ser um homem experimentado deveria se comportar como homem e não como um moleque chingando um jovem, ficou feio demais, foi ridículo o comportamento do Caio, ele só se enterrou mais ainda perante a opinião publica. Gostei muito do artigo do Yago. Achei ele bem coerente e biblico.

Eliel Lopes disse...

Muito me dignifica sua resposta, Rô. Admiro seu trabalho e aprecio discussões, embora, às vezes, me sobressaltem demais. Vou ler mais coisas do Yago. E continuo por aqui, procurando fazer com que o meu caminho se una ao Caminho, enfim.

Eliel.

Wésley Câmara disse...

um... Quem chama Jesus de mentiroso? Rsrs. E um bom teólogo derruba as "falácias" dele? Pode ser. Só precisamos aguardar então aparecer esse tal, pq por enquanto os "teólogos" inescrupulosos (desculpe-me o termo, mas preciso ser sincero sem ser indelicado) apenas distorcem informações para poderem rotular e em seguida, classificarem como herege. Mas enfim, continuam valendo os questionamentos que fiz nos 2 comentários anteriores...

Ah, muito se fala que Kivitz é universalista (mesmo diante de tantas evidência contrárias que não direi aqui por não ser o tema do texto) e Caio Fábio tbem. Tem um vídeo que Caio tira onda com o universalismo. Em dezenas de outros ele diz pra esses barganhadores da fé se converterem ou serão condenados naquele dia. E depois ele diz que todos serão salvos? Acho que falta honestidade ou, na melhor das hipóteses, informação da nossa parte. Se falamos algo que quem preza por questionar cada frase para ver se é verdade (como os irmãos de Bereia) sabe que é uma "inverdade", perdemos rapidinho a credibilidade. Como "blogueiros" devemos ter cuidado com isso, pois confiança perdida é quase irrecuperável. Fica a dica!

O Caio chamou o Yago pra ir lá, o rapaz cai fora e quem é que não tem o que argumentar? Até um "zé ninguém" como eu dou risada das distorções do Yago (como disse no comentário anterior) e um cara com a bagagem do CF ficaria sem resposta? É, ele pode ser falho, pecador, errar muitas vezes, mas acho que não estamos falando das mesmas pessoas. Infelizmente o Yago acha que é quem (pelo menos ainda) não é. E quando alguém o refuta, ele bloqueia, censura. Não é assim que se cresce. Digo por experiência própria e tenho mais 2 ou 3 amigos que sofreram o mesmo. Fazero o que. É aí que começamos a analisar humildade e maturidade. O CF realmente exagerou nas críticas ao menino, que infelizmente prova a cada dia que realmente ainda é um menino.

Por favor, não interprete minhas palavras com arrogância ou prepotência, pois isso é exatamente uma das coisas (geradas inclusive por algumas vertentes teológicas) que mais condeno. Mas entenda como um questionamento que devemos fazer, pensar, entender, pesar e só depois de ter um argumento plausível para explicar tais pontos é que devemos nos posicionar, a fim de evitar críticas vazias e superficialidades injustas.

Eu não desprezo o que ninguém fala, pois o evangelho me ensina justamente o contrário: julgar o discurso e não, o orador. Até uma mula fala quando precisa, pq um homem não pode falar. O que ele falar que eu considerar heresia, refuto biblicamente. E pronto. Se o Malafaia pregar uma verdade, não deixará de ser verdade por ter saído da boca dele.

Abraço e um Feliz 2014, se não desejei ainda. :)

Bárbara Simões disse...

"Aqueles que dizem que as palavras de Jesus são mais importantes que
as de Paulo, não entenderam as palavras de Jesus."
Acho que vcs esquecem que Paulo por mais que fosse um Apóstolo, ele era humano. Não tô defendendo o Caio, mas concordo com o colega ali de cima. Seria bom observar o contexto, antes de criticar. Dá uma passadinha no Papo de Graça, leia outros textos, vejo outros vídeos e com certeza vc vai perceber que o bicho não é herege assim como falam rsrs... Se é que já não se faz isso né, pq pelo que vejo vc esta se preocupando mais em criticar e apontar as supostas heresias dos outros do que perder(ganhar) seu tempo falando mais do Amor e com amor. Tem muito rancor nesse coraçãozinho aí minha amada. Não concorda com o que um pregador diz? Ignore. Mas faça a sua parte que é pregar o verdadeiro Evangelho. Jesus não precisa de defesa, nunca precisou. Ele é e pronto. Quem quiser acreditar bem, quem não quiser amém mas também não fique criticando a pregação alheia. Cada um dará conta de si. É muita gente incomodada com a verdade, viu? Preferem defender essa religião, medo, culpa, pecado do que ouvir a Verdade que Cristo pregou. Ela é tão simples e pura que vcs não conseguem aceitar de tanta religião que ensinaram vc a viver.
Quer abrir os olhos do povo? Faz um Blog falando sobre o amor de Cristo e sua Graça? É isso que liberta! Já prestou atenção na sua frase pros comentários? "Fiquem a vontade para comentar, e façam uma blogueira feliz rsrs Please!" Tenha dó querida, pare de se alimentar de polêmica! Tá se preocupando muito com os "hereges" pra quem tanto os critica. Advogada de Jesus e dos Apóstolos vc? Seu galardão deve estar cheio rsrs

Bárbara Simões disse...

"Guru babão decadente herege" como pode uma pessoa se dizer evangélica e odiar tanto assim tratando o outro dessa forma? kkkkkk vejo que a única coisa que posso fazer por ti é orar rsrs... Vc mesma se contradiz! Nega ser amargurada, mas suas palavras espirram isso claramente! A primeira coisa que deve fazer qnd acorda é assistir os vídeos dele, do Malafaia, Feliciano. Qndo ve que não tem notícia polêmica até chora, né? rsrsrs... Eu citei no meu 1 comentário o ato de perder tempo falando sobre essas coisas. Sendo assim não vou entrar em contradição e continuar a alimentar sua sede por discórdias, não quero fazer parte do seu circo de fofocas sobre heresias que vc tanto critica, mas só sabe falar é disso! Fique na paz de Deus filhona, te deixo este versículo para sua reflexão: "Porque, quando você julga os outros e faz as mesmas coisas que eles fazem, você está condenando a você mesmo. Nós sabemos que Deus é justo quando condena os que fazem essas coisas. Mas você meu amigo, faz AS MESMAS coisas que condena nos outros! Você pensa que escapará do julgamento de Deus? Ou será que você despreza a grande bondade, a tolerância e a paciência de Deus? Você sabe muito bem que Ele é bom e que quer levá-lo a se arrepender. Mas o seu coração é duro e teimoso, e por isso você está aumentando ainda mais o castigo que vai sofrer no dia em que o castigo e os julgamentos justos de Deus forem revelados.” (ROMANOS 2 v. 1-5)

disse...

Amargurada eu? rsrsr
Mas querida ele critica todos, não é?
Ou não estamos falando do mesmo Caio?? existe outro?? Caio vive a criticar a todos queridona, ele vive disso, vive da sombra dos EVANGELICOS, e tem um seguimento religioso tbm, tem cnpj, Caio ESPERTALHÃO formou uma igreja fora da Igreja vc pensa que vive o evangelho diferente de todos, REALEMNTE VIVE SIM, mas heresia travestida de evangelho. Portanto antes de vim dizer que eu critico porque tenho "rancor??" Querida???? rsrssr quem esta cheio de rancor é o seu guru babão decadente herege, que fala contra o Evagelho revelado a Paulo pelo próprio Senhor Jesus. Para o Caio nem Romanos 9, 10 e 11 não nos é mais necessário.rs rs

Filha pare de ser ovelha fã do Caio, escolha um guru menos amargurado pra seguir rs. Tenha dó querida, pare de alimentar hereges filha, aqui eu não alivio nem ele, nem Ed René e nem Silas e CIA, nenhum destes, pois são todos iguais. Sou advogada de Jesus não, mas amo a palavra de Deus e faço uso dela. Ah e sobre o "comente faça uma blogueira feliz"eu coloquei esta chamada,porque adoro lê comentários de fãs de hereges e lobos como vc.rsrssr Volte sempre fia. rs rs E não esquente cabecinha comigo não, eu gosto de ser polêmcica, obrigada por tanto amor a minha pessoa, gente boa de Deus é outra coisa rs rs. Fica zangadinah coma Rô não. Desculpa se derrubei sua vaca Sagrada.
Preponderância Quântica! kkkkkkkkkk.

disse...

Pra você Bárbara Simões caiete. Deixo esta palavra: Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra: os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam de mãos dadas com eles; e é o que deseja o meu povo. Porém que fareis quando estas coisas chegarem ao seu fim? – Jeremias 5:30,31.

Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça. – João 7:24
Ou não sabeis que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deverá ser julgado por vós, sois, acaso, indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis que havemos de julgar os próprios anjos? Quanto mais as coisas desta vida!
Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti -lhe face a face, porque se tornara repreensível. Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar -se, temendo os da circuncisão. E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles. Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos... Gálatas 2:11,14.
A luz da Palavra de Deus, aprendemos que não devemos julgar caluniosamente (Mt 7.1,2), mas devemos julgar no sentido de discernir, provar, examinar e emitir opinião embasada na Palavra (Mt 7.15; Jo 7.24; etc.). Por isso, julgo, examino, provo, pois o espiritual discerne bem tudo (1 Co 2.15). Portanto, nem todo juízo é errado. Pode-se julgar mal ou julgar bem. Portanto queridão, nunca mais diga que não podemos julgar segundo a reata Justiça.

Jesus às Portas!Ele vem!!!!!!! disse...

Rô,

Posso ser sincera sem querer ser arrogante?Você é um daqueles insensatos,tolos relatados na bíblia,os quais com o tempo vão se tornando obstinados em seguir com a insensatez,não ouvindo ninguém no caminho.Você diz que despreza o Caio mas não tem o cuidado,a paciência de examinar o que ele ensina para depois julgar com bom senso.Tudo bem que nem tudo devemos aceitar dos homens,mas e quanto aquilo que é bom,que edifica... Você está cega de orgulho,prepotência,minha irmã!Está sofrendo da mesma doença desses teólogos que acham que são os donos da verdade,são os 'guardiões' do estudo sobre Deus (teologia)... Querida,tudo que o Caio falou é a mais pura verdade.Você não entende porque o seu orgulho e prepotência (que já podem ser constatados logo de cara quando lemos o seu perfil)não lhe permitem. Desça desse pedestal querida!Não seja tola!A bíblia nos manda desprezar a profecia se essa não for de Deus e não o profeta (homem). O Yago ,ficou atacando o Caio direto pela internet e você esperava o quê?Quantas vezes o apóstolo Paulo não teve que defender o seu ministério por conta de pessoas como você e o yago que o chamam de herege? Sabe qual o mal de vocês é julgar as pessoas pela a aparência;comportamental,pela maneira de falar,de se vestir... Todo julgamento de vocês é baseado pelo aquilo que vocês enxergam por fora.Coisa de fariseu... Vocês julgam o Caio de usar palavras chulas,prestando a atenção e focando só nos erros "comportamentais" vocês perdem as coisas boas,proveitosas... Só Jesus conhece o coração dos homens.Julgar aparências é coisa de fariseu,de quem não lavou os olhos com a graça de Deus.Como Jesus disse:"se teus olhos forem bons todo o seu corpo terá luz,mas se forem maus todo o seu corpo estará em trevas ou seja,a pessoa que só vê o mal nas coisas ,nas pessoas de forma moralista e não com paz,com tolerância com os erros humanos (quem não erra),paz não deve ter.Pense nisso!Poderia dizer muitas coisas,mas sei que nem vai valer a pena,já que você decidiu dentro de você a não ouvir o óbvio.Você só ouve aquilo que está condicionado aos ensinos e teologias de homens que se fecharam para a sensatez e se incharam na prepotência de se acharem os guardiões do estudo sobre Deus.Eles têm a letra ,eu tenho Jesus como a chave hermenêutica,sem a qual fica impossível compreender o que é ultrapassado na bíblia daquilo que é válido para nós,pois como o Caio disse e com toda a razão,que muitas coisas que estão na bíblia não servem mais,caducaram... Só em Jesus se pode compreender isso.Abraço!

disse...

Não querida, você esta enganada, por eu examinar é que desprezo. Não retenho nada de hereges. Pois não gosto de comer peixe com espinha, pois dá trabalho,e porque cada árvore se conhece pelo seu próprio fruto; pois não se colhem figos dos espinheiros, nem se vindimam uvas dos abrolhos.Lucas 6:44
Tiago 3:11 Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa? E analiso sim, tudo que ele fala e ensina de errado, você que é tola que não analisa nada, e julga o Yago e a mim por analisarmos. E prepotente é o Caio, que se perdeu sem argumento para um menino de 21 anos e só fez xingar, vergonhoso, este é o senhor que diz ter Jesus? Nós que somos prepotentes?

O que o Caio Fabio fala edifica?? Ele é contraditório, perdido mais que cego no meio de tiroteio e cá pra nós, já era de se esperar! Que declinace! Fico imaginando Um debate com o menino de 21 anos, rs seria a corda no pescoço do seu guru, haveria muita apelação, distorções, opiniões própria, hermenêuticas de si mesmo! Achometros, e muito pouco verdadeiro Evangelho! E tem mais, não me importo nenhum um pouco se pareço ser prepotente pra os demais seguidores do Caio, assim como os seguidores do Silas e companhia, pois vocês são fãs e fãs são assim mesmo são inflamdos na defesa de hereges, são todos iguais, o que me importa é a minha consciência perante a palavra de Deus, eu não vivo de emoção e de discurso bonito como vocês. E quem disse que não temos Jesus?? Temos a sua palavra. E fazemos uso dela, por isso incomodamos, hoje todos que fazem uso dela (Biblia) são chamados de fundamentalistas, prepotentes e tolos. Estamos acostumados com isso. Paz!!

Betto Coutinho disse...

Resumindo: o grande, colossal problema do brasileiro é que ele não consegue deixar a idolatria de lado, nunca se liberta dela, seja política, seja esportista, seja midiática e a pior delas é a religiosa, porque trocam determinados ídolos por outros, e se o cara, na sua IRreligiosidade, nãi era i idólatra antes, quando se converte ou se 'converte', elege algum ser humano falho, pecador, para ser seu ídolo, somente por conta de verborragias sem fim e um amontoado de falácias.

Ronald disse...

O Evangelho segundo Caio Fábio é uma versão light do evangelho bibliânico/judaico, em uma fórmula que ele chama de chave hermenêutica. Trata-se de uma varinha de condão capaz de neutralizar todos os absurdos escriturísticos de Gênesis a Apocalipse, incluindo toda a cultura e literatura mitológica.

Ronald disse...

Não ficou feliz?

Apaixonado disse...

não consegui ser seu post inteiro, argumentos muito fracos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...