Subscribe:

6 de setembro de 2013

Presidiárias doam seus cabelos para mulheres com câncer

As detentas do presídio de segurança máxima de Mabel Basset, em Oklahoma, nos EUA, estão doando seus cabelos para as mulheres que estão em liberdade, mas passando pela dura realidade do câncer. Batizado de Locks of Love (em português, “Mechas de Amor”), o projeto que facilita a confecção de perucas vem mudando a perspectiva de vida das presidiárias, que deixam claro o orgulho que sentem em lutar por esta delicada causa.
Atrás das grades, a ação mostra que nem sempre os erros cometidos no passado impedem as pessoas de tomarem boas atitudes pelo próximo. “Esta é uma oportunidade de mostrar que, apesar de estarmos presas, ainda temos uma mentalidade positiva para ajudar a comunidade”, declarou Rhonda Robirds, uma das participantes que doaram suas mechas.

No presídio, os cortes de cabelo ficam sob o encargo das próprias detentas, que, antes de serem enviadas para o presídio de segurança máxima, atuavam em salões de beleza – elas mesmas se colocaram à disposição para cumprir a missão. Segundo a Marie Claire, a campanha de solidariedade já existia no território norte-americano, mas ganhou força ao ser levada, pela primeira vez, para o ambiente carcerário.
Engana-se quem acredita que somente em outros países os detentos vêm surpreendendo a sociedade, participando de ações nobres. No Brasil, país que tem a 4ª maior população carcerária do mundo, vários projetos são desenvolvidos com estas pessoas. De oficinas de reaproveitamento de resíduos a projetos de reflorestamento das matas, o CicloVivo divulgou recentemente que os presidiários do Rio de Janeiro vão tocar em frente um projeto de piscicultura nas unidades prisionais.
Por Gabriel Felix – Redação CicloVivo

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...