Subscribe:

4 de outubro de 2013

TO SENTINDO ALGUMA COISA!

Neste mundo de “Verdades Urgentes”, temos cada vez mais problemas dinâmicos que demandam pessoas e atitudes dinâmicas, que por sua vez, adaptam a mentalidade do povo para este “novo mundo”, que é bem diferente daquele de Cristóvão Colombo.
Como uma coisa não se separa da outra, querer fazer distinção do “Mundo Secular” do “Mundo Gospel” é impossível, se é que existe este "Mundo Gospel" além do comercial. Uma “cosmovisão” equivocada e nem um pouco bíblica, como estes costumam dizer, “temos de separar o santo do profano”. A filosofia sempre impacta a teologia e muda a forma de interpretar a teologia de toda uma geração ou época, o seu modo de agir e conseqüentemente o culto dentro das igrejas. Foi assim com a idade média, moderna, iluminismo...

Pois bem, vivemos num mundo dinâmico de emoções e de reações adaptadas. Não valorizamos mais a razão como fonte ou ferramenta participativa da nossa “Vida Espiritual”. Sempre quando começamos algo que exige raciocínio alertamos os ouvintes: “Parem para pensar!” (Mario Sergio Cortella).

É como se vivêssemos como zumbis que não pensam em nada. Impressionante não!?

Uma pessoa PÓS MODERNA, entende que a razão não serve para nada, deseja apenas sentir a presença de Deus. “Fechar os olhos e chupar os dentes” Luiz Sayão.

Quem nunca ouviu dizer: “Fulano ficou doido de tanto estudar!”

Não parece absurdo alguém ser chamado de louco porque esta em busca de conhecimento? Depende, se você entende que conhecimento não serve para nada, realmente é insano buscar tal.

Quanto ao espiritual, aceitamos apenas ou valorizamos demais as emoções e sentimentos. Ninguém mais diz que ouviu argumentos que ele não teve como negar ou lendo a bíblia se converteu como St. Agostinho. Afinal o evangelho é por natureza um chamado. Mas o comum que virou uma espécie de “necessário”, é que tenhamos uma sensação diferente, um acontecimento fora do normal ou o famoso “mistério”, para a conversão ou experiência com Deus.

Deixemos de proza e vamos para o assunto:

A Bíblia da base para confiarmos em nossas sensações?
Alguns quando sentem algo, um calafrio, tem impressão sobre algum assunto, não hesitam em dizer:

“Fui revelado pelo Espirito,”
“Deus está me incomodando”
“To sentindo alguma coisa”

Afinal o que a bíblia diz sobre confiabilidade de sensações?
EMPIRISMO

2 Reis 3.22-24

“Quando se levantaram logo cedo na manhã seguinte, o sol refletia na água. Para os moabitas que estavam defronte dela, a ÁGUA PARECIA VERMELHA ― como sangue. “É sangue!”, gritaram.
“Os reis lutaram entre si e se mataram. Agora, ao saque, Moabe!”
Mas quando os moabitas chegaram ao acampamento de Israel, os israelitas os atacaram e os puseram em fuga. E os israelitas invadiram o território e arrasaram os moabitas.”

Temos aqui o relato de que a água “PARECIA” como sangue por causa do reflexo do sol. Os Moabitas foram enganados por seus olhos, pensaram ver algo que não existia!

Mateus 14.25-27
“Alta madrugada Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar. Quando o viram andando sobre o mar, ficaram aterrorizados e disseram: ‘É UM FANTASMA!’. E gritaram de medo. Mas Jesus imediatamente lhes disse: ‘Coragem! Sou eu. Não tenham medo!”.
Os apóstolos pensaram ter visto um fantasma, quando na verdade estavam observando Jesus. Até os apóstolos foram enganados por seus sentidos, mostrando que até eles estavam às vezes enganados em suas percepções. Não quero dizer que ao escrever, Mateus estivesse enganado ou ainda escreveu confiando em suas sensações. A passagem é um testemunho infalível, inspirada pelo Espírito Santo, dos acontecimentos, que no caso, relata como os discípulos se enganaram, incluindo Mateus.

João 12.28-29
“Pai, glorifica o teu nome!’ Então veio uma voz dos céus:
‘Eu já o glorifiquei e o glorificarei novamente’. A MULTIDÃO QUE ALI ESTAVA E A OUVIU, DISSE QUE TINHA TROVEJADO; OUTROS DISSERAM QUE UM ANJO LHE TINHA FALADO”.

Então, eles ouviram um trovão, Anjo ou a voz de Deus? Todos que ali estavam, se confundiram e não chegaram a um consenso. As pessoas amparadas por suas percepções estavam unânimes em suas interpretações errôneas. Eu e você, com acesso a infabilidade das escrituras, sabemos que foi Deus quem havia falado. Aproveitemos esta rica oportunidade.

1 João 1.1-3
“O que era desde o princípio, o que OUVIMOS, o que VIMOS com os nossos OLHOS, o que temos contemplado, e as nossas MÃOS TOCARAM da Palavra da vida
(Porque a vida foi manifestada, e nós a VIMOS, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada);
O que VIMOS e OUVIMOS, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.
Estas coisas vos escrevemos, PARA QUE O VOSSO GOZO SE CUMPRA.”

Esta é a passagem favorita dos empiristas, dizendo que todos temos de VER, SENTIR,TOCAR COM AS MÃOS, mas será se aqui prova realmente o que eles defendem?
Se entendermos o contexto, veremos que o propósito de João aqui, assim como no evangelho (Jo 1), é dizer que o que era no principio, ou seja, o verbo (Jo 1), que todos nós (apóstolos) presenciamos seu ministério terreno, o projeto da redenção, te anunciamos através destas palavras. Presenciamos a vida e anunciamos palavra de vida eterna. Em outras palavras, testifico minhas palavras uma vez que fui testemunha ocular dos fatos.

Se ainda não nos convencemos, voltamos aos primórdios, aos fundamentos.
O que é fé?
“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Hebreus 11:1”
Em apenas uma frase temos resumido o que é fé. Poderíamos sem dúvida alguma acrescentar alguns verbos de correlação sem ferir ou estrangular o texto:
“fé é as prova das coisas que não se vê, não se sente, não se percebe, não se escuta....”

Gostaria de terminar, se é que ainda não ficou claro o quanto prejudicial uma religião empírica pode ser, com uma exortação final sobre uma lógica evolução escatológica do quadro que aflitos presenciamos. Já ouvi argumentos que dizem que o que comprovam estas práticas ou buscas, são os resultados alcançados:
“deu certo com fulano”
 “aconteceu com siclano”
“minha vida financeira mudou”
“deus ta agindo grandemente!”

O que João e Mateus nos diz novamente é que falsos profetas e o próprio Anti-Cristo, vai operar milagres grandiosos que irão enganar as nações.

“E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela FIZERA OS SINAIS, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre. Apocalipse 19:20”

“Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não PROFETIZAMOS nós em teu nome? e em teu nome nãoEXPULSAMOS DEMÔNIOS? e em teu nome não FIZEMOS MUITAS MARAVILHAS?
E então lhes direi abertamente: NUNCA VOS CONHECI; APARTAI-VOS DE MIM, vós que praticais a iniqüidade. Mateus 7:22-23”

Portanto, resultados não comprovam a veracidade destas doutrinas, antes, a leitura fiel da Palavra de Deus.
Abandonemos e pelo discernimento do Espírito Santo possamos repudiar igrejas pragmáticas, empíricas, norteadas por um evangelho espúrio (Gal 1:6), que perdeu a verdade da palavra de Deus. Se assim eles desejam, vamos continuar sim, com nossas igrejas “frias” e “antiquadas”, se Deus assim nos permitir (Tg 4:13-17)!

“Porque me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram”. João 20.29

PEDRO FERNANDES

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...