Pular para o conteúdo principal

Que harmonia há, entre Cristo e Belial?


Diante de tanto sincretismo religioso, diante de tanta comunhão  da luz com as trevas  diante de declarações deturpadas de  alguns lideres que acabam associando  Jesus com as trevas, como temos visto e ouvido,  me lembrei desta parte de um sermão de Calvino e resolvi postar. Ele diz:
E que acordo há entre Cristo e Belial?  (2 Coríntios 6:14-18)

Nem mesmo os hebreus, entre eles, encontram concordância sobre a derivação etimológica do termo Belial; no entanto, o seu significado é plenamente óbvio. Pois Moisés fez com que uma palavra ou um pensamento de Belial significasse um pensamento ímpio e aversivo, e em muitas passagens, os criminosos, ou homens que se precipitavam no mal, são chamados filhos ou homens de Belial. Isto é o que levou Paulo a fazer, aqui, uso do termo, aplicando-o ao diabo, o principal de todos os praticantes do mal. Desta comparação entre dois cabeças, ele passa imediatamente aos membros, ou seja: "Assim como existe inimizade irreconciliável entre Cristo e Satanás, também deveis manter-vos livres de toda e qualquer conexão com a impiedade." Porém Paulo, ao dizer que o cristão não tem nada em comum com o descrente, não se refere a coisas tais como comida, vestuário, terra, sol, ar, como já ficou esclarecido anteriormente, senão que se refere àquelas coisas que pertencem particularmente à vida dos incrédulos, e das quais o Senhor nos separou.

E que concordância existe entre o templo de Deus e os ídolos? Até aqui Paulo tem proibido os crentes, em termos gerais, de associar-se com a impiedade. Agora ele cita a principal razão para tal proibição, ou seja, eles tinham cessado de considerar pecado a prática da idolatria. Em sua primeira epístola, Paulo atacara esta atitude licenciosa em Corinto, mas, provavelmente, nem todos eles haviam logrado êxito em levar a bom termo seus conselhos. Esta é a razão por que Paulo se queixa da dureza do coração deles, como a única coisa que os mantém afastados dele. Não obstante, ele não suscita novamente este assunto, mas se contenta com um pequeno lembrete, assim como fazemos com frequência quando tratamos com algo bem familiarizado. Porém, apesar de tudo, sua concisão não o impede de provocar um impacto contundente. Esta frase singular, na qual ele explica que não existe acordo entre os ídolos e o templo de Deus, está entremeada de veemência. Porquanto, é uma profanação sacrílega introduzir um ídolo ou qualquer espécie de culto idolátrico no templo de Deus. Ora, nós somos os genuínos templos de Deus, portanto é sacrilégio macular-nos com qualquer contaminação advinda da idolatria. Eis uma consideração que deveria ser recebida como se tivesse o peso de mil: "Se você é cristão, que interesse o prenderia aos ídolos, uma vez que você é templo de Deus?" Entretanto, Paulo, aqui, está combatendo a idolatria mais a nível de exortação do que de doutrina, como já disse, já que teria sido supérfulo tratar dela em toda a extensão, embora a atitude cristã para com ela sempre foi duvidosa e obscura.

Que comunhão há entre a luz e as trevas? – João Calvino (1509-1564)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Toffoli manda recado a Zanin

Zanin conseguiu angariar a antipatia generalizada e hoje é um estorvo na defesa do meliante Lula.O ministro Dias Toffoli está disposto a apagar a pecha que lhe foi impregnada de ‘petista’.

De antemão, usou o jornal Folha de S.Paulo para mandar um recado com endereço certo. O advogado Cristiano Zanin.

Caso ele assuma o plantão do Supremo Tribunal Federal (STF), não adianta entrar com habeas corpus em favor do ex-presidente Lula. Ele não concederá liminar, em hipótese alguma.

A preocupação atual do ministro é assumir sem problemas a presidência do STF.

Outro fator preponderante para o posicionamento de Toffoli, segundo fonte segura, é a aversão entre todos os ministros do STF ao próprio advogado.

Zanin conseguiu angariar a antipatia generalizada e hoje certamente é um estorvo na defesa do meliante petista.

Por outro lado, há quem diga que Toffoli não é petista. É ‘Dirceusista”.

Faz sentido. Zé Dirceu está solto.

Jornal da Cidade

Discurso de Janaína Paschoal causou pânico no establishment

O discurso de Janaína Paschoal na convenção do PSL, que lançou Jair Bolsonaro na disputa pela presidência da República, causou pânico na grande mídia e na esquerda, ou seja, no establishment. 
Foi notável que logo após a fala da jurista no evento, a grande mídia tratou de tentar joga-la contra o partido. Teve grande mídia dizendo que ela irritou aliados. Teve outra dizendo que ela criticou os eleitores de Bolsonaro.  No entanto, como já estamos cansados de saber, quando a grande mídia critica algo, é porque esse é o caminho certo.  Filipe Martins, no Twitter, explicou o porquê deste discurso ter incomodando tanto a velha imprensa. 
Confira em 7 tuítes:




Filipe G. Martins@filgmartin  · 
1. O discurso da Janaína está cumprindo um papel importante na transição da campanha do Deputado Jair Bolsonaro.