Subscribe:

15 de dezembro de 2013

A ativista que virou ‘Amélia’

Ex-integrante do Femen casa com militar e quer participar do Big Brother, que criticava

Rio - O colar de pérolas clássico, o cabelo escovado, a roupa comportada e o batom
vermelho parecem retratar uma legítima dona de casa norte-americana dos anos 1950.
 O visual ‘caretinha’ revela que a vida já não é mais de tanta contestação de valores.
 É não é mesmo. Sara Winter, 21 anos, a ex-integrante do movimento Femen —
que faz protesto com topless —, acaba de repetir o mais milenar do rituais: o casamento.
 E como o destino não poderia deixar de pregar peça, o eleito foi um militar do Exército.


Sara Winter se casou com o militar do Exército Itallo Marcel no dia 31 de outubro (Dia das Bruxas), em cerimônia civil que teve a presença dos seus pais
Foto:  Reprodução












“Casei no Dias das Bruxas (31 de outubro) porque adoro a data. Foi no cartório
e meus pais acompanharam. Fiz registro de união estável porque meu marido
(Itallo Marcel) é aluno da Escola de Sargentos das Armas. Enquanto ele não se
 formar, não podemos nos casar no civil. Mas mudei. Antes, por causa da quantidade
 de protestos do Femen, estava meio mendiga. Mas sempre gostei de me arrumar e nunca
 fui contra casamento”, explicou. Ela agora atua no Bastardxs, movimento social que tem
 entre as pautas o feminismo.
PAZ E AMOR
A Sara ‘paz e amor’ agora vende bolo de chocolate pelas ruas de Recife, para onde se
 mudou por causa do marido. Cada pedaço custa R$ 3. Os dotes culinários afloraram à
 medida em que ela viu a necessidade de ajudar nas despesas da casa. A cozinha,
opressão de tantas mulheres entediadas com a vida doméstica, se transformou em
 fonte de renda. “Virei ambulante e gritante porque aqui o mercado é no grito.
Tem gente que compra o bolo só porque eu digo que tem muita cobertura e amor
”, conta a jovem, que só não trabalha nos finais de semana. “É quando ele vem do
 quartel para casa e eu quero ficar com ele”, diz, apaixonada. Nos planos do casal
não estão filhos, por enquanto. Sara disse que o relacionamento que surgiu no
Carnaval, na Cinelândia, não vai impedi-la de continuar a exibir os seios.
BBB: antes contra, agora candidata
Sara quer entrar para a casa mais vigiada do Brasil. De ativista contra o Big Brother
 Brasil, ela passou a candidata ao programa da TV Globo, para onde já enviou seu
vídeo com a inscrição . Em janeiro, a jovem, ainda no Femen, invadiu o Santana
Parque Shopping, em São Paulo, com o corpo pintado e cartaz na mão,
para protestar  contra a “alienação social causada pelo programa”.
 No local, o público interagia com participantes do reality show numa estrutura de
 vidro. “Não gosto do BBB. Nunca assisti. Quando fiz o protesto, fui presa em três
segundos. Mas um amigo comentou: ‘Se você não pode mudar a estrutura por fora,
 tente fazer algo de dentro. Raramente tem alguém lá que ajuda a criar uma sociedade
 mais política-social. Talvez seja a oportunidade.”

O Dia online

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...