Pular para o conteúdo principal

Anderson Silva quebra a perna, abandona a luta e Chris Weidman mantém o cinturão Por Redação



O sonho de recuperar o cinturão acabou de uma forma triste e dramática para o ex-campeão Anderson Silva contra o Chris Weidman na madrugada deste domingo (29/12) na MGM Grand Garden Arena, em Las Vehas, nos Estados Unidos. O brasileiro, no segundo round tentou um chute e acertou o joelho do adversário e abandonou a luta. O lutador foi levado direto para um dos hospitais próximos ao evento para imediatamente ser operado e iniciar o tratamento.
Anderson Silva lutava com seriedade, sem baixar a guarda, tentando não dar margem para uma nova surpresa. Mas a estratégia foi por terra de uma forma que ninguém seria capaz de imaginar: o brasileirotentou um chute baixo, acertou em cheio o joelho de Weidman e fraturou a perna, sendo forçado a abandonar o combate.
O maior lutador da história do MMA saiu do octógono numa maca, com a perna imobilizada. A interrupção aconteceu no segundo round. Weidman segue sendo o campeão, mas a grande dúvida agora é sobre o futuro de Anderson: será o Spider capaz de voltar de uma contusão tão séria?
O brasileiro Anderson Silva passou quase seis meses sendo criticado e escutando que não deveria ter provocado tanto Weidman, quando foi nocauteado pelo americano no UFC 162, em julho, em Las Vegas.
Foi possível ver a perna do campeão virando num ângulo assustador. Após a vitória, Chris Weidman disse que não sabe quem será seu próximo rival, mas pediu para que, antes de se falar num novo desafio, o público respeitasse Anderson Silva. “Ele foi um dos melhores de todos os tempos. Não sei o que vai acontecer agora, mas gostaria de lembrar que ele foi um dos melhores.” Vitor Belfort, que estava à beira do octógono, tem quase garantida a chance de devolver o cinturão ao Brasil – a próxima luta valendo o título deverá ser confirmada ainda nesta madrugada pelo presidente do UFC, Dana White.
Ronda finaliza Miesha de novo e mantém o título
Ronda finaliza Miesha de novo e mantém o título
A americana Ronda Rousey venceu a primeira revanche do UFC 168. Ao caminhar para o octógono com cara de poucos amigos e muito concentrada, Ronda já dava claros indícios que não teria tanta dificuldade para repetir sua vitória contra Miesha Tate, em 2011, no extinto Strikeforce, e continuar com o cinturão da categoria peso-galo do UFC.
Pelo menos uma marca de Ronda caiu: todas as suas vitórias até hoje tinham ocorrido no primeiro round. A campeã, porém, mostrou ser superior em todo o combate, dominando sua arquirrival. Miesha foi muito aguerrida, mas a técnica de Ronda se sobressaiu. O triunfo veio no terceiro round, mas da maneira de costume: com uma chave de braço perfeita, o golpe que rendeu a ela todas as suas sete vitórias na carreira.

 Rádio Gospel FM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade 

Filho de Lula mergulha na depressão: "Meu mundo caiu"

O jovem Luís Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, está vivendo em estado de profunda depressão. A informação extremamente abalizada e fidedigna é da respeitabilíssima coluna Radar, da Revista Veja. O quadro depressivo teria se agravado após a prisão do ex-presidente. Luleco, como é conhecido o rapaz, é réu na Operação Zelotes, juntamente com o pai. Os seus advogados já conseguiram adiar o seu interrogatório por quatro vezes. Fortes rumores indicam que Lula, de dentro da cadeia, tenta conseguir através do deputado petista e atual presidente do Corinthians, Andrés Sanches, um time na Europa para o garoto trabalhar. Há quem diga que o seu estado tem se agravado bastante em função do temor de ser preso. Lula quer afastá-lo do Brasil.

Jornal da Cidade