Subscribe:

30 de maio de 2013

Polícia prende dois integrantes da igreja do pastor Marcos Pereira

Homens são acusados de ameaçar mulheres estupradas pelo religioso para evitar que elas prestassem depoimento. Fiéis da Adud tentaram fechar os portões do templo para impedir o trabalho da polícia

Mais dois integrantes da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (Adud), a igreja do pastor Marcos Pereira, foram presos no início desta noite. Daniel Candeias da Silva, 29 anos, e Lúcio Oliveira Câmara Filho, 52, foram detidos com base em mandados de prisão preventiva expedidos pela Vara Criminal de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, e cumpridos por policiais da 64ªDP (Vilar dos Teles). Os dois, segundo a Polícia Civil do Rio, são acusados de coação de testemunhas, por terem feito ameaças contra vítimas de estupro que depuseram contra o pastor.
Marcos Pereira foi preso no último dia 7. Contra ele havia dois mandados de prisão por estupro. O religioso também é acusado de outros 20 abusos e passou a ser investigado por três homicídios. Pereira também foi alvo de um mandado de prisão preventiva por coação de testemunha. No início da noite, o delegado Delmir Gouveia, da 64ª DP, seguiu para o Complexo Penitenciário de Bangu para cumprir o mandado, que torna ainda mais difícil a obtenção de liberdade pelos advogados do pastor.
Os dois integrantes da Adud presos nesta quarta-feira são acusados de ameaçar de morte mulheres estupradas por Marcos Pereira. Eles teriam feito ameaças até pelo Facebook, afirmando que quem falasse morreria. O momento da prisão, em São João de Meriti, foi tenso. Com a chegada dos policiais, seguidores de Marcos Pereira tentaram fechar os portões do templo para evitar que os dois homens, que trabalhavam como evangelistas, deixassem o prédio.

O que dizem os depoimentos contra o pastor Marcos Pereira

Estupros

O pastor estuprava as vítimas com a "desculpa" de que precisavam ser salvas. Uma delas ouviu o pastor dizer que via "um espírito lésbico" a rondando. As vítimas contam que sentiam-se fragilizadas quando eram abordadas pelo pastor. Algumas chegam a se referir à “libertação espiritual”. A Delegacia Especial de Combate às Drogas investiga seis estupros que teriam sido praticados pelo pastor. Ele teve a prisão preventiva decretada por dois estupros. O delegado Márcio Mendonça afirma que outras vinte jovens podem ter sido estupradas por Marcos Pereira.

Você canta as Escrituras?

Bolsonaro Diz Que PT Tentou Compra- lo

29 de maio de 2013

ENTENDA O QUE REALMENTE É SER PENTECOSTAL, E DEIXE DE PALHAÇADA. ASSISTA O VÍDEO!

A verdade é uma Pessoa e não um conceito?


Hoje ouvi um renomado pastor falar que "para nós, cristãos, a verdade é uma Pessoa e não um conceito". Ele certamente está se baseando na declaração de Jesus "eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim" (Jo 14:6) e usando-a para questionar a validade de declarações teológicas acerca de Deus, de Cristo, da salvação, etc. É o velho argumento de que o Cristianismo é uma relação com Deus e não um conjunto de declarações teológicas ou proposições doutrinárias. 

Então, tá.

Eu concordo que o Cristianismo não pode ser reduzido a um conjunto de conceitos teológicos em detrimento da busca de um relacionamento pessoal e significativo com Deus mediante Jesus Cristo. Mas será que temos que excluir uma coisa em favor da outra?

O que é a declaração deste pastor, "a verdade é uma Pessoa e não um conceito," senão um conceito em si mesma? Se ele está dizendo a verdade, como acha que está, então a verdade é conceitual também. Ou não?


O próprio Jesus usou um conceito ou uma proposição ao dizer "eu sou o caminho, a verdade e a vida." Se isto aqui não for a verdade sob a forma de um conceito, o que mais será? Além do mais, se eu perguntasse ao ilustre pastor, "Tá. Mas, quem é Jesus, então?" - ele só poderia me responder a verdade usando conceitos, declarações, proposições, sentenças de sentido teológico.

Ah, outra coisa: se eu quiser conhecer esta Pessoa, que é a verdade, onde vou encontrá-la, como posso conhecê-la? Resposta: num livro, recheado de conceitos, na forma de declarações, afirmações, depoimentos, testemunhos e revelações, que é a Bíblia.

Esta raiva que determinados liberais têm contra a ideia de que existe verdade absoluta e que a mesma pode ser entendia e transmitida mediante conceitos, argumentos, declarações e proposições chega ao ponto de quererem separar Jesus do registro que foi feito dele pelos seus próprios apóstolos, a mando e orientação do próprio Jesus.

A Rede Globo prepara para uma nova microssérie para julho deste ano. A produção contará a história da maior igreja evangélica do país, a Assembleia de Deus.


BLOG DO HOLANDA

A Rede Globo prepara para uma nova microssérie para julho deste ano. A produção contará a história da maior igreja evangélica do país, a Assembleia de Deus.

A atração será baseada na tragetória dos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren até sua chegada ao Brasil em 1910, onde criaram a Assembleia.

Ainda não foram divulgados mais detalhes sobre a microssérie que é escrita por Nelson Motta.






Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/#ixzz2Xc2av5lI
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

O Remédio Universal | Sermão 834 | C. H. Spurgeon

28 de maio de 2013

Já nascemos Pelagianos!


Nada ofende tanto nossa sociedade, cultura... e muitas vezes a igreja de nossos dias,  do que atacar o ídolo justiça-própria. Vozes revoltadas logo se levantam com paixão avassaladora para defendê-lo. Eis a grande dificuldade hoje com as Doutrinas da Graça, pois ela não poupa o ídolo justiça-própria, então, se torna uma pedra de tropeço. A justiça toda suficiente de Cristo não deixa espaço para a auto-justiça. O ego se levanta então furioso. Esse não é um erro periférico, é um erro fatal!



Chegaram os vídeos do Encontro Nacional de Fé e Ciência no Mackenzie!

Foram palestras muito elucidativas e cativantes sobre a relação entre fé e ciência, proferias por cientistas brasileiros que são cristãos comprometidos com a visão cristã de mundo inclusive na academia.

Enquanto aguardamos o II Encontro a se realizar em 2014, seguem os vídeos:


Dr Jose Maria Bechara: Conectividade entre Ciência e Fé

Dr Marcos Nogueira Eberlin: A Teoria do Design Inteligente

Dr Johannes G. Janzen: A Ciência Refuta a Fé Cristã?

Dr Jan Carlo Delorenzi: A Interface entre Ciência e Fé

Essa é pra acabar. rs Edir Macedo diz que não concorda com milagre de Jesus.

27 de maio de 2013

Voltando ao Evangelho!

Tenho observado com apreensão em como a verdade do Evangelho simples está sendo mudada para satisfazer interesses e conveniências pessoais do igrejismo contemporâneo. Alguns de uma maneira consciente sabem do que estou falando, mas, mesmo assim, continuam o seu caminho de autoengano. Outros de maneira inconsciente. A Soberania de Deus é trocada por demônios que são expulsos em profusão e nunca saem – São amarrados ad infinitum e não vão embora. Seres com autonomia independente que fazem o que querem e Deus fica olhando impotente. Já ouvi gente dizer que não se pode orar em voz alta porque o diabo pode ouvir e tomar a benção, outros me disseram que há demônios vestidos de policiais controlando o trânsito para fazer os carros chocarem-se uns contra os outros! Outros vêem demônios em todo bocal de lâmpada! A espiritualidade cristã se resumiu a uma constante luta com Satanás e seus demônios e vez de ser um relacionamento de confiança em Deus e sua Palavra. Tiago esclarece de que cada um é tentado pela sua própria cobiça quando esta o atrai e seduz. A idéia da “brecha” que se dá ao diabo substitui a responsabilidade pessoal por nossos pecados. Os nomes dos demônios que nos fazem supostamente pecar nada mais são do que as obras da carne de que fala Paulo em gálatas. A “brecha” nada mais é do que brecha moral.Tudo isso se parece com os intermináveis campeonatos de futebol. Um círculo vicioso de medo e falsas soluções. Uma roda gigante sempre girando e que não sai do lugar. Visões de mundo mais próximas do paganismo do que da Bíblia! Maldições são “quebradas” e nunca desaparecem. Não vale mais o fato de que Cristo nos resgatou da maldição da lei como Gálatas, Hebreus e Romanos enfatizam com tanta clareza. O Velho Testamento é usado indevidamente para apoiar tais idéias, pois não se observa que ele tem sua concretização em Cristo: “Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias nos falou pelo Filho...”Heb.1:1-3. O contribuir não é mais uma oportunidade da graça de Deus e da espontaneidade do coração de quem crê, mas uma constante ameaça para quem não contribui com a “obra de Deus”. Versículos são tirados do contexto como se tira bolinhas de gude de um saquinho para jogar no pátio da escola! Não há qualquer conexão. "Texto sem contexto é pretexto para heresias" como se tem dito muito. Não se considera o contexto da Escritura. Não se considera que a Palavra de Deus é uma linda tapeçaria urdida por Deus para nos abençoar e transformar as nossas vidas.Em alguns lugares nem se lê mais a Bíblia. Carregar Bíblia debaixo do braço é fácil, carregá-la no coração é outra coisa! O que aconteceu com o ensino bíblico da graça de Deus em Jesus que perdoa e abençoa sem esperar nada em troca? Quem primeiro deu a Ele para que lhe venha a ser restituído? E a obra de Jesus que, conforme Hebreus, é perfeita e eficaz para sempre? O que move a obediência de muita gente hoje é o medo. O que move a obediência na graça de Deus é o amor e a fé. Realmente, precisamos voltar à Escritura. Meditar de novo e rever nossos conceitos de ser Igreja.Perguntar até que ponto nos desviamos do caminho. Ler o Novo Testamento e comparar com as práticas de hoje! Precisamos deixar de ser cristãos que crêem apenas por tabela – no que os outros disseram – e começar a examinar as Escrituras por nós mesmos, como os bereanos de Atos 17, para ver se as coisas são realmente assim...

Quem ama espera!




Por Rô Moreira!

O assunto sexo na atualidade tem atraído e muitos os jovens. E é uma pena a forma como ele é colocado, faz com que os mesmos se entreguem precocemente, sem amor e sem as prevenções necessárias. Não se fala de sexo com o intuito de informar sobre os perigos para evitar as contaminações de doenças sexuais ou a gravidez precoce. As motivações são outras, totalmente nocivas as famílias e aos futuros desses jovens, e aqueles que cederem a esses apelos da mídia, sofrerão as consequencias de suas decisões precipitadas.
Estava lendo uma matéria, que a edição de outubro-novembro da revista evangélica Relevant afirma que cristãos norte-americanos solteiros fazem sexo antes do casamento quase com a mesma frequência que os não-cristãos.
O artigo, que tem como manchete a frase “(Quase) Todo mundo já está fazendo”, citou vários estudos que analisam a atividade sexual dos jovens evangélicos. Fiquei surpresa quando vi que : 80% dos solteiros evangélicos entre 18 e 29 anos afirmaram que já tiveram relações sexuais.
E fiquei pensando. O que estes jovens tem aprendido dentro dos Templos hoje??

Vejo que muitos tem sido levado pela mídia, o slogan agora mudou, não é mais o slogan "Quem ama espera". Hoje, não querem mais esperar, pois "Quase todo mundo já esta fazendo" Para que esperar?? Ou então! Para que casar? Os jovens cristãos tem passado por veradadeira provas de fogo, alegam não aguentar a abstinência, pois a oferta é grande e isso esta acontecendo não fora do nosso meio, mas dentro.

Muitos esquecem que quando uma pessoa se entrega a outra precipitadamente, ocorre o efeito dominó. Eles viverão bons momentos, mas logo se apartarão e se entregarão a outras pessoas da mesma forma, isto é, sem compromisso algum. As meninas é que mais sofrerão, na maioria dos casos, elas se deixam levar por rapazes mais velhos e experientes, que ao seduzi-las, conseguirão tudo o que pretendem, até se encherem delas e as abandonarem.

O problema esta nesta liberdade desenfreada. Muitas com medo de decepcionar o seu namorado e seu futuro esposo acabam cedendo. Muitas mulheres se sentem violadas por que não souberam dizer "não" e se deixaram levar pelo o Slogan que "Quase todo mundo já esta fazendo".

Não ha casal crente ou incrédulo que com tanta sedução e aprovação em sua volta consiga manter-se casto. A mídia insiste em destruir a juventude completamente, só mostram o glamour dos bons momentos, mas o outro lado da história que é o sofrimento, só é apresentado as jovens meninas na prática, aí, só resta os pais lamentarem.
O acúmulo de informação nesta área tem provocado uma profunda crise entre os jovens cristãos evangélicos e a liderança não tem conseguido contornar essa situação com a facilidade de antes. O relativismo contribui para a carnalidade, e as verdades bíblicas acabam por não terem os efeitos esperados como antes. A prudência antes exigida nas igrejas é tidas atualmente como careta, o pastor perdeu muito de sua autoridade no que tange a esta situação, os pais também estão perdidos diante de tanta pressão.
Todo relacionamento tende a ter com o passar do tempo um aumento da intimidade, e por isso, principalmente as moças, devem ter a certeza que aquele rapaz é o que elas querem de verdade para suas vidas e assim juntos fazerem planos. E nisto incluo o voto de castidade entre os dois, diante de Deus. Oro para que Deus levante uma geração pura e santa, uma geração que vai esperar até casar para provar do sexo sem culpas e sem neuras e tenham um realacionamento saudável. Não sou tão liberal e creio no amor e respeito antes do casamento, digo isto a todos os jovens, não desperte o amor antes do tempo certo , aguentem firmes.
Gosto muito de poemas, deixo este para vocês que estão começando uma vida com propósitos de se unirem para uma aliança eterna com seu parceiro e com Deus, bjs a todos!

"Beije-me com os beijos de tua boca, porque melhor é o teu amor do que o vinho"
Seria algo assim mesmo, pensando em uma mulher. Se o homem que sabe apreciar um bom vinho ele saberia que uma mulher é a alma de uma vinícola, ela é a alma de um lindo amor!!

26 de maio de 2013

TEMPO FINDO, TEMPO CHEGANDO...

,
Uau!  Que dez anos incríveis!  Esse foi o pensamento que não me saiu da cabeça durante todo o dia de ontem...  Um dia diferente dos outros desta semana, e, de certo modo, diferente dos últimos mais de 3.000 dias. Acordei um pouco mais tarde (diferente do madrugar que marcou os outros dias desta semana).  Não cheguei ao escritório assoberbado e nem correndo para entrar em classe... Haviam apenas algumas poucas pendências que precisaram de atenção... Não encontrei coisas esperando solução, e sim rostos amigos com expressão agridoce, metade carinho, e a outra metade saudades -- pelo menos era assim que meu coração olhava para os colegas do CPAJ com quem investi os últimos 10 anos de ministério institucional.
O dia anterior já tinha sido cheio de emoções.  Cedinho eu já havia entrado em sala para dar a aula final da matéria Identidade Eclesiológica, da Pós-Graduação em  Revitalização e Multiplicação de Igrejas -- um tempo tocante com pastores-alunos queridos e minha última aula ministrada como diretor do CPAJ. É claro que passei do tempo, assim, depois de me despedir dos alunos meio que segurando as lágrimas (tanto por causa do meu sentimento "de despedida",  quanto por ter ouvido os pastores-alunos falando de coisas profundas do coração, corri com meia hora de atraso para a última reunião da Câmara de Pós-Graduação do CPAJ--outra reunião de despedida...
Cheguei ao meu escritório e lá já me esperavam pacientemente os irmãos-colegas. Comecei a reunião ainda como presidente.  Depois de uma oração pelo pastor Valdeci Santos, falei algumas palavras de agradecimento aos colegas -- sentimentalidades autenticas que não vou tentar reproduzir aqui, mas deixo apenas na lembrança daqueles irmãos que significam tanto para mim. Agradeci porque foram instrumentos da graça de Deus em minha vida... De lambuja eu conto para vocês aqui apenas duas partezinhas: buscando alívio no humor, eu agradeci porque nestes anos todos eles sempre acabaram deixando o seu director "bem, na fita"; e aí emprestei algumas partes de uma canção para expressar como me sinto quanto àqueles irmãos -- a tradução dessa canção eu transcrevi abaixo para vocês terem um "peek":

You Give Me Strength (Snow Patrol)
Hoje tive de segurar as lágrimas
Porque não sei nem começar a dizer
Como vocês afetaram esse "menino"
Nos últimos dez anos ou mais
Amigos, juntos vimos de tudo,
De triunfos a tombos,
E mesmo quando tivemos nossos ossos quebrados,
Nossos corações estiveram colados.
O tempo escorre, com suas mãos cansadas,
Nas nossas mãos cansadas,
Ainda teremos muitos anos até Aquele dia,
E ainda teremos muito mais a dizer...
Vocês me dão força,
Uma força que sozinho nunca tive,
Quando as coisas ficavam bagunçadas
E eu meio que perdia o rumo,
Vocês me tiravam e moviam
Daquelas situações escuras...
Não tive dúvidas,
Quando pude ver seus rostos.
Amigos, juntos vimos de tudo, 
E quando as coisas não faziam sentido,
Vocês ajudaram a iluminar o caminho
E encontrar a beleza ao final...
Então me deixem elevar vocês,
Como vocês me elevaram,
O tempo é demais para não dizer,
Vocês precisam saber que eu sempre soube,
Vocês me dão força,
Uma força que sozinho nunca tive,
Quando as coisas ficavam bagunçadas
E eu meio que perdia o rumo,
Vocês me tiravam e moviam
Daquelas situações escuras...
Não tive dúvidas,
Quando pude ver seus rostos.
Depois de usar pedaços dessa música para me dirigir a eles eu pedi para orar e isso eu fiz agradecendo por cada um dos meus irmãos presentes ali, agradecendo por suas vidas e agradecendo ao bondoso Deus por momentos específicos de amizade e proximidade com cada um deles, nominalmente.  Terminada a oração ouvi algumas palavras carinhosas e encorajadoras do pastor Heber Carlos de Campos. Então, recorrendo ao humor outra vez, passei a presidência da reunião e daquele colegiado ao Vice-diretor que agora, com minha saída, assumiria o exercício da direção.  Fiz algo que sempre quis fazer, desde os tempos em que me encantava em assistir ao Capitão Kirk ou ao Capitão Jean Luke Piccard ("Star Trek" e "Star Trek, The Next Generation", para os não-iniciados), virei-me para o pastor Mauro Fernando Meister e disse solenemente: "Number one, you now have comand..." [Número um, você agora tem o comando!].  Só faltou ouvir dele: "Warp speed ahead!"
Depois dos abraços fraternos, o restante do corpo docente (a Câmara de Pós-Graduação é composta apenas dos Coordenadores e Titulares) foi chamado.  Vi entrarem na sala os professores mais jovens, cada um deles trazido ao CPAJ debaixo de minha direção -- faltaram apenas dois dos colegas amados, os pastores João Alves e Augustus Nicodemus, ambos membros também da Câmara, mas ausentes naquele momento por motivos de força maior, ainda que tão próximos do coração. Com o corpo docente estavam também nossos valiosos colaboradores, a Sunamita, o Hothir, a Márcia e o Rafael.  
Meu coração já se apertava outra vez, mas o difícil foi quando vi entrarem com uma linda cadeira de madeira clara -- eu já imaginava o que vinha pela frente...  Pastor Valdeci explicou que, seguindo uma tradição de outras antigas escolas teológicas reformadas, eles estavam me presenteando com uma cadeira, a qual representava a minha cátedra no CPAJ e seguiria comigo como lembrança permanente.  Ele leu os dizeres da placa afixada nesta linda cadeira: O selo do CPAJ era acompanhado das seguintes palavras, "Rev. Davi Charles Gomes, PhD. Em honra ao trabalho prestado, com excelência e dedicação, na direção do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper - 2004 a 2013. Corpo Docente - CPAJ". 
Aí é que ficou difícil segurar as emoções, pois os colegas me fizeram sentar na cadeira e posar para uma foto final com o corpo docente assentado e perfilado ao meu redor.  Ainda que encabulado por estar sendo honrado desta maneira, assenti e senti profunda gratidão por aqueles homens a quem eu desejo tanto honrar neste momento de despedida e que resolveram me fazer aceitar ser honrado por eles de um modo que eu normalmente teria dificuldade em aceitar -- a honra é somente de Cristo e estes são homens que honram sempre a Cristo, mas neste momento eles desejaram honrar, em submissão a Cristo, a um irmão menor cuja maior honra foi servir a eles durante estes dez anos e com eles servir à causa do Reino de Cristo e à Igreja Presbiteriana do Brasil!
Finda a reunião, ainda embargado, segui com eles até um restaurante bem simples, próximo ao CPAJ, para alguns momentos de comunhão informal.  Juntaram-se a nós ali os queridos pastores Augustus Nicodemus e Fernando Almeida.  O partir do pão, em profunda comunhão, ainda tinha um gosto de despedida, mas, em outro sentido, talvez pela escolha do lugar cotidiano e despretensioso, teve também o sabor gostosamente cotidiano das milhares de vezes em que comemos e comungamos juntos à mesa...
Concluído o almoço, caminhamos juntos de volta ao CPAJ.  Alguns colegas foram tomar um cafezinho melhor em um lugar próximo dali, outros tinham compromissos diversos.  Caminhei de volta com os pastores Mauro, Jedeías, Augustus e Fernando.  Conversei um pouco com o pastor Fernando, que é chefe de gabinete da Chancelaria do Mackenzie e que está auxiliando pastor Augustus e eu na transição de cargo e então seguimos, os dois, para o Edifício João Calvino, aonde nos esperavam o pastor Augustus Nicodemus e todos os capelães do Mackenzie, para um encontro de transição.  
Fui carinhosamente recebido pelo querido Augustus, que me apresentou cada um dos capelães e então fez uma apresentação de um relatório dos últimos dez anos de seu trabalho como Chanceler do Mackenzie. Ainda que eu tenha estado tão próximo do Augustus e da Chancelaria nestes anos, e que tenha regularmente substituído o Chanceler quando de suas ausências, estando, portanto, bem inteirado das ações que ele sempre desenvolveu, confesso que assistir àquela apresentação me deixou orgulhoso de meu amigo, colega e predecessor no cargo.
A apresentação, que resumiu as principais ações, desafios e vitorias para o Reino, desenvolvidas na chancelaria nos últimos dez anos, me fez lembrar o quanto foi feito, admirar a fidelidade com a qual Augustus desenvolveu seu ministério ali, e concordar com os membros do Conselho Deliberativo do Instituto Presbiteriano Mackenzie que na semana anterior também receberam este relatório com tanta apreciação e respeito. Também fiquei muito feliz em lembrar como o meu querido amigo Augustus deixa seu cargo diante de tantos protestos de admiração e respeito, da parte de seus chefes (o Conselho de Curadores e o Conselho Deliberativo do Instituto Presbiteriano Mackenzie), de seus colegas na direção do IPM e da UPM, e de seus colaboradores.
Pastor Augustus Nicodemus Gomes Lopes deixa seu cargo por iniciativa sua e sob os afetuosos protestos de seus chefes, seus colegas e seus colaboradores. Também sob os meus protestos.  Mas não  protestos negativos ou carentes de compreensão. Ele segue em frente porque deseja novos desafios, porque ouve o canto atraente e saudoso de seu trabalho pastoral-acadêmico, porque sente de Deus a tranqüilidade de que sua tarefa, pela graça maravilhosa de Deus, foi fielmente cumprida -- eu creio que conheço bem esse sentimento, pois é assim que deixo o CPAJ. Ao menos, isso é o que eu percebo claramente, mesmo que não presumindo falar por ele!
Após a apresentação pelo Chanceler Augustus Nicodemus, ele solicitou que cada capelão fizesse uma apresentação de dez minutos, relatando a mim e aos colegas os ministérios que eles têm desenvolvido nos diferentes campi e nas diferentes áreas de atuação da capelania do Mackenzie.  Fiquei contente em ver o quanto eles fazem, e a importância que seus ministérios têm para a comunidade Mackenzie, para a Igreja Presbiteriana do Brasil, em nome de quem eles atuam, e para o Reino, sob cuja autoridade maior eles ministram.
Como não poderia deixar de ser, ao término das apresentações, o pastor Carlos Henrique (capelão institucional), escolhido por seus pares para falar em nome deles, manifestou-se com palavras de honra e gratidão ao amigo Augustus -- em momentos ele estava claramente comovido...  Foram palavras bonitas de admiração, respeito e afeto -- tudo isso claramente visto nos olhares e nas palavras de todos os outros capelães. Presentearam Augustus com uma linda lembrança e deram a ele a oportunidade de também manifestar-se.  Então, pastor Carlos Henrique concluiu com palavras que eu creio resumiam todo o sentimento.  Ele disse: "Pastor Augustus, estamos muito tristes com a sua saída..."  Mas graciosamente adicionou algo que fez bem ao meu coração, e ao do pastor Augustus também, "...mas estamos também felizes que é o pastor Davi que vem para continuar conosco o que o senhor, e sobretudo, O Senhor, tem feito."
Isso tudo foi antes de ontem, na quinta-feira, 23 de maio de 2013. Após a reunião com o chanceler e os capelães, fiquei alguns minutos com Augustus em seu gabinete e então descemos os dois para a garagem, juntos com o pastor Fernando.  Dirigi até minha casa e chegando lá fui com minha querida até a casa de meus pais para um pouquinho mais de conforto do coração. Pastor Wadislau me ouviu falar do dia, expressou seu apoio paterno e então nos despedimos.
Com um dia tão cheio de emoções, Adriana e eu resolvemos esticar um pouco a noite e fazer um pouco de trabalho braçal ali no sítio aonde moramos... Com botas de borracha e capas de chuva, carrinho de mão, pás e enxadas, gastamos um pouquinho de tempo e energia espalhando algumas pedras na lama de nossa estrada interna que tinha sido danificada pelas chuvas do dia anterior. Esse trabalho duro e braçal faz bem ao corpo e à alma de vez em quando, especialmente quando emoções estão à flor da pele.  É claro que a Adriana só empurrava o carrinho de mão quando estava vazio, e que eu não deixei que ela pegasse na enxada ou na pá... Quando cansei fomos dormir, eu e aquela que é a minha recompensa pelo trabalho com o qual me afadigo debaixo do sol (Ecclesiastes 9).
De volta ao começo, ontem acordei mais tarde, 8h da manhã, ao invés das 5:30h dos dias anteriores. Escrevi logo no início sobre os rostos amigos que encontrei quando cheguei ao CPAJ para meu último dia de expediente à frente da instituição.  Entrei em meu escritório e busquei conforto na lembrança de que o CPAJ não pertence a mim, não pertence nem aos meus colegas, nem mesmo aos seus alunos, à JET ou à IPB -- pertence a Cristo, Aquele que é Senhor meu, de meus colegas, de meus alunos, do Mackenzie, da JET, da IPB e de todas as coisas...  Assim, não há, realmente, despedida, pois prossigo, prosseguimos, servindo ao mesmo Senhor e na mesma seara.
Logo que cheguei, fui ao escritório do pastor Mauro, chamá-lo para o escritório que deixaria de ser meu naquele dia...  No caminho de volta encontrei o pastor Emílio Garófalo Neto, primo querido, pastor abençoado e professor de mãos cheias -- ele estava se despedindo após uma semana ministrando aulas de pós-graduação como professor visitante do CPAJ.  Um cafézinho com Mauro, saudações fraternas e afetuosas do Hothir e da Sunamita, um abraço apertado do Valdeci... Aí chegou a hora de prosseguirmos para uma churrascaria para o almoço oficial de despedida.  Chegando lá, qual não foi a surpresa, além de todos os parceiros no CPAJ, ali se ajuntaram a nós o presbítero Solano Portela, amigo e Vice-presidente da Junta de Educação Teológica, e o pastor Roberto Brasileiro, amigo e presidente do supremo concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil. Só faltaram o amigo Tarcízio, preso em afazer familiar, e o amigo Augustus, no Recife, pregando o evangelho, como sempre, e o Jedeías, na Paraíba, cuidando da expansão de nossa igreja...
Que gostoso estar à mesa com todos os colegas!  Mas que difícil segurar o coração quando Mauro começou seu breve discurso, seguido do presbítero Solano e do pastor Roberto.  Cada um disse palavras pessoais, afetuosas e reconhecendo supostos méritos e qualidades em mim que eu mesmo não reconheço -- palavras de que não sou digno, exceto que em Cristo e usado por Ele, passamos a receber dele uma dignidade que em nós nunca teríamos. Ao mesmo tempo, os três oradores aquietaram meu coração ao deixar claro que aquilo não era senão o término de uma fase do ministério que juntos executamos no Senhor e para o Senhor -- nossa luta e nossa colaboração continua!  Isto é o que, em resumo, eu ouvi deles, e isso confortou meu coracão!
Voltamos ao CPAJ e o pastor Mauro e eu fomos ao seu escritório escrever uns últimos documentos que deveriam levar as nossas duas assinaturas.  Então chegou a hora de partir, com pressa, pois estava atrasado para uma consulta no final da tarde.  Falei ao telefone com pastor Roberto Brasileiro, despedi da Sunamita e do Hothir, daí do Rafael e da Márcia, e o amigo Mauro, agora respondendo sozinho pela direção do CPAJ, resolveu me acompanhar nesta última longa caminhada deixando a instituição na qual tive a honra de servir nos últimos dez anos.  Ele carregou a cadeira que eu levava comigo e fomos até o estacionamento. Lá nos abraçamos e dissemos palavras de irmandade em amor, as quais ficam só para nossos corações.  Apressamos a despedida e dissemos, "até a semana que vem..."
No caminho de volta para casa, falei ao telefone com vários desses queridos (usando o hands-free do carro, é claro, pois não ia quebrar a lei...). Conversei com Solano, com Mauro, com Valdeci e Jedeías, falei com Sunamita também.  Cheguei em casa e encontrei o carinho da Adriana, dos filhos Daniel e Rafael, dos pais, Wadislau e Elizabeth e do mano Daniel.  Todos me aguardavam prontos para ouvir sobre esse último dia e para me encorajar e confortar: celebração e emoção.
Aí,  antes de dormir fiquei pensando em compartilhar com quem tiver interesse este relato.  Mais que isso, quis uma oportunidade de honrar e agradecer as várias pessoas que têm feito parte de minha história, e de fazer isso em meus termos, em registro escrito, neste momento de transição. 
Vou ter três dias de descanso na próxima semana e daí o feriado.  Estarei fazendo preleções no encontro Fiel Jovem durante o próximo fim de semana.  Na segunda-feira, dia 3 de junho próximo estarei junto com Augustus celebrando seus dez anos na chancelaria com ação de graças a Deus e então tomando posse como o XIII Chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie. A cerimonia de ação de graças e posse ocorrerá às 12h naquele dia.  
Se você está lendo esse relato, não procure nele e não veja nele mais do que uma mera expressão de um coração grato a Deus, repleto de afetos e emoções, pronto para os novos desafios, mas, sobretudo, dependente da graça do Senhor!  Graça esta que me faz levantar a voz a Ele em gratidão pelas muitas pessoas que têm sido para mim bênçãos e companheiros nesta maravilhosa aventura de viver coram deo!

A Ele a glória, o poder e a honra, sempre!

Davi Charles Gomes

Mogi das Cruzes, 25 de maio de 2013

_____________________________________________________

A Deus, pelos irmãos, irmãs e colegas, minha gratidão...
  • por  minha esposa e filhos: Adriana, Rafael e Daniel;
  • por meus pais, Wadislau e Elizabeth;
  • por meus irmãos, Deborah e Daniel;
  • por meus familiares, Joarez e Marisa, John, Márcia, Flavio, Bianca, Andrea, Deborah e Claudio;
  • por meus sobrinhos: Matthew, Felipe, Timothy, Leticia, Davizinho, Nicoli, Ruth, Jonathan, Luca;
  • por minha igreja, família IPP, e meus colegas de conselho, Wadislau, Heber, Alderi, Márcio, David e Rinaldo;
  • pelo pastor Roberto;
  • por toda a JET, a de agora e as duas anteriores;
  • por Solano, Eli, Jaime, Damócles;
  • pela CRIE: Eliezer, Solano, Ludgero, Roberto;
  • pelo Conselho de Curadores do IPM e pelo Conselho Deliberativo;
  • pelo chanceler Augustus;
  • pelos gestores do Mackenzie: Mauricio, Solano, Anaor, Jose Paulo; Wallace; Benedito e Marcel;
  • pelos colaboradores no CPAJ: Sunamita, Andrea, Marcia, Hothir e Rafael,
  • pelos colegas, irmãos e companheiros -- meus pares:

Alderi,
Augustus,
Daniel,
Fabiano,
Heber,
Heber Jr,
Jedeías,
João Alves,
João Paulo,
Leandro,
Mauro,
Tarcízio,
Valdeci.
Fonte

Um encorajamento de John MacArthur aos Pentecostais Fiéis

macarthur-pentecostais

Neste vídeo, John MacArthur convoca aqueles de dentro do movimento pentecostal tradicional a levantarem a sua voz contra as heresias e aberrações dos pregadores da prosperidade, dos falsos curandeiros e dos falsos cheios do Espírito em movimentos neopentecostais e pentecostais. Junte-se a nós nesse protesto e que todos possamos voltar ao evangelho!



O que é verdadeira espiritualidade? Deus promete saúde e prosperidade a todos os crentes? Como os dons espirituais atuam? Respondendo a essas perguntas, John MacArthur faz um exame do movimento carismático e de seu efeito na igreja de Cristo. “Minha principal preocupação”, afirma o autor, “é conclamar a igreja para um compromisso firme com a pureza e a autoridade das Escrituras e, por meio desse compromisso, fortalecer a unidade da igreja verdadeira”. Este lançamento é uma exortação para que os leitores conheçam o que Palavra de Deus ensina acerca de milagres e revelações. Convidamos você a fazer parte da nossa comunidade. Através do nosso Informativo Fiel, enviamos conteúdo gratuito e promoções exclusivas para as milhares de pessoas que participam da nossa comunidade online. Clique aqui para baixar Transcrição Muitos de vocês sabem sobre a Conferência “Strange Fire” (Fogo Estranho) que acontecerá de 16 a 18 de Outubro. Tivemos um estouro de pessoas tentando se inscrever para a Conferência. Mas pensando sobre essa conferência, eu gostaria de comunicar algo: A conferência irá abordar as aberrações, as heresias e as terríveis formas de manipulação e engano que muitos no movimento carismático exerceram sobre pessoas ingênuas. É trágico. Porém, quero dizer isto: sei que há muitas pessoas no movimento pentecostal tradicional que amam a Cristo; há muitos pastores que estão servindo ao Senhor da melhor forma que sabem, que amam a igreja e que não querem qualquer participação com essas aberrações que dominam os programas carismáticos na TV. Eu quero encorajá-los. Sabemos que vocês estão por aí. Sabemos que vocês querem honrar ao Senhor e ser fiéis a Palavra de Deus, mas aqui está o que gostaríamos de vê-los fazendo: vocês precisam começar a falar contra essas pessoas. Precisam juntar-se a nós nisso. Queremos convocar uma grande força de dentro do movimento pentecostal tradicional. Uma força de pessoas que veem essas mesmas aberrações e que querem se distanciar dos falsos curandeiros e dos pregadores da prosperidade. Vocês precisam fazer isso para seu próprio bem e para integridade do seu próprio ministério. Vocês precisam escolher de que lado estão. A sã doutrina é sempre definida em contraste com a doutrina incorreta. As convicções sobre quais são as doutrinas verdadeiras são sempre esclarecidas quando as distinguimos das doutrinas falsas. Pessoas fiéis em igrejas pentecostais ou carismáticas precisam firmas suas convicções. Vocês precisam falar, para que tenhamos um comprometimento conjunto a fim de ver essa falsificação exposta pelo que realmente é. Queremos que vocês sejam nossos parceiros nessa batalha. Por John MacArthur. © 2013 Grace To You. Website: gyt.org. Original: John MacArthur’s Encouragement to Faithful Pentecostals Tradução e Legenda: Vinícius Musselman Pimentel. Ministério Fiel © Todos os direitos reservados. Webiste: www.ministeriofiel.com.br e www.voltemosaoevangelho.com. Original: Um encorajamento de John MacArthur aos Pentecostais Fiéis Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Voltemo ao Evangelho

25 de maio de 2013

Pastor Samuel Câmara sobre desligamento da CGADB: 'ditadura e perseguição política'

Nesta quarta-feira (22), a Mesa Diretora da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) desligou da instituição, o pastor Samuel Câmara por suposta quebra de decoro

A decisão, por sete votos a três, veio depois do parecer do Conselho de Ética e Disciplina da instituição, que julgou como falta de decoro as atitudes do pastor na Assembleia Geral Ordinária (AGE) realizada em Maceió em 2012.
Samuel Câmara teria tumultuado a reunião da AGE, pedindo para que ao invés de levar o voto por aclamação as alterações estatuárias sugeridas, que se fizesse por votação nominal para dar segurança jurídicas às decisões tomadas em Assembleia, segundo informou o pastor Geremias do Couto.
“O que queríamos era uma votação clara, precisa, mostrando o verdadeiro resultado dos votos no plenário”, diz Samuel em seu Facebook.
Para Câmara, a decisão foi uma arbitrariedade e comparou a ação com a ditadura e perseguição política. “Infelizmente optaram, mais uma vez, por cometer uma arbitrariedade. Rito sumário como nas piores ditaduras. Fica caracterizada a perseguição política e a determinação de tirar do caminho e atropelar qualquer um que levante a sua voz contra os desmandos da administração que há 25 anos comanda a CGADB.”
A arbitrariedade a que ele se refere são os processos e a decisão do desligamento, uma sanção que não está prevista pelo Estatuto e o Regimento Interno da CGDAB.
“Diante desta atitude arbitrária, repito o nosso lema: ‘Porque Deus não nos deu um espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor e de moderação’, 1 Timóteo 1.7”, declarou.
O pastor afirma que vai recorrer da decisão. “Vamos recorrer da decisão, com tranquilidade. Eles buscam promover mais uma cisão. Nós buscamos a unidade assembleiana. Insistimos que nos cubram com as suas orações.
O processo de quebra de decoro também incluiu os pastores Jônatas Câmara, Sóstenes Apólos e Ivan Bastos. Os processos contra Sóstenes e Jônatas foram suspensos devido à ausência destes por razões de ordem médica; e contra o Ivan, ele deve ser julgado pela AGO por pertencer à Mesa Diretora da CGADB.

24 de maio de 2013

Samuel Câmara foi expulso da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB)...


A  mesa diretora da CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus do Brasil) decidiu  expulsar o pastor Samuel Câmara da convenção, que é a maior e mais conhecida dentre as ligadas à Assembléia de Deus. A decisão do desligamento aconteceu devido a acusação de que Câmara e outros três pastores teriam quebrado o decoro durante a reunião da Assembléia Geral Extraordinária que aconteceu entre os dias 6 e 8 de Junho de 2012 no estado de Alagoas. 
A mesa diretora, formada por 10 pastores da CGADB, decidiu por 7 votos contra 3 pelo desligamento de Samuel Câmara. 
Câmara afirma que foi um ato de “arbitrariedade” pois, segundo ele, o Regimento Interno da CGADB ”não prevê esse tipo de sanção para a acusação de quebra de decoro alegada contra mim e os demais pastores já mencionados” informou que irá recorrer da decisão. Confira a nota oficial do pastor no Facebook:
Enquanto a situação não é resolvida, o pastor Samuel Câmara não é mais membro da CGADB e por isso não pode participar dos eventos da mesma e tão pouco voltar a concorrer para a cargo algum da convenção.
Portal do Holanda

Pastor agradece Daniela Mercury por ajudar a comprovar que homossexualidade é comportamento



Ele aproveita a situação para apresentar a visão bíblica sobre homossexualidade
Internautas estão compartilhando um texto de um líder evangélico após o anúncio de Daniela Mercury sobre seu casamento homossexual. O pastor presbiteriano Ageu Magalhães publicou em seu blog o texto intitulado ‘Daniela Mercury, obrigado...’, que a cantora baiana auxilia na comprovação de que a homossexualidade é uma opção de comportamento, e não uma predeterminação genética.
A postagem começa citando o relacionamento gay de Daniela Mercury assumido publicamente nas redes sociais. “O que achei muito interessante (e por isso meu agradecimento no título do post) foi que Daniela, sem querer, mostrou que homossexualismo não é predeterminação genética, mas opção de comportamento”, justifica. Ele acrescenta a informação de que Daniela já foi casada durante 15 anos com duas pessoas do sexo masculino.

“A questão é: Se Daniela Mercury nasceu homossexual, por que insistiu tanto na heterossexualidade, vivendo durante 15 anos com homens? Teria ela agido contra a própria natureza, violentando seus desejos homossexuais e submetendo-se a uma união infeliz? Certamente não”, o pastor questiona.

Na sequência ele apresenta o ponto de vista bíblico sobre homossexualidade. “A natureza caída potencializa o ser humano à prática pecaminosa sexual”, diz Ageu. “Aliás, do ponto de vista bíblico, é mais que escolha. É condenação, por consequência do afastamento de Deus”, escreve citando o livro de Romanos (Rm 1:26-27).

“A natureza caída nos tornará propensos a determinados pecados, mas nem por isso devemos nos render a eles. A comunhão com Deus nos liberta destas propensões e nos dá uma vida de castidade e santificação”, ele explica na sequência.

O pastor Ageu Magalhães finaliza apresentando a visão cristã sobre a santidade através de um ponto de vista bíblico. Para isso, ele acrescenta vários versículos na conclusão do artigo em seu blog. Trechos bíblicos como no capítulo seis de Romanos e nos livros de Colossenses, Tessalonicenses, 1 Coríntios e 1 João.
Fonte: Christian News

23 de maio de 2013

JÁ TEM UM CULPADO PELO TUMULTO DO BOLSA FAMILIA. A CAIXA


27/05/2013
 às 21:07

Presidente da CEF pede desculpas por confusão com Bolsa Família! Só isso?

É o fim da picada! O presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, veio a público nesta segunda para pedir desculpas. Admitiu que a CEF errou no caso da liberação antecipada de recursos do Bolsa Família, o que está na raiz de uma monumental confusão. Só um pedido de desculpas seria até aceitável se a Caixa não tivesse fornecido à imprensa uma informação falsa sobre a data da liberação de recursos. Não fosse o jornalismo provar por A + B que as coisas não se deram como sustentava a direção do banco, as hipóteses conspiratórias as mais ridículas estariam ainda em curso.
A presidente Dilma e José Eduardo Cardozo chegaram a falar em crime. Maria do Rosário acusou a oposição. Pois é… Exceção feita a Dilma, deveriam todos pedir demissão, não é? Leiam o que informa a Folha.
*
O presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, admitiu nesta segunda-feira (27) que o banco repassou informação equivocada sobre a liberação de todos os pagamentos do Bolsa Família na véspera dos boatos que levaram milhares de famílias a buscarem agências para sacar os benefícios. Na ocasião, todos os benefícios, em um total de R$ 2 bilhões, foram liberados de uma só vez nas contas das 13,8 milhões famílias atendidas. Os pagamentos são habitualmente feitos com base em um calendário previamente estipulado, que prevê o pagamento em um dia determinado por mês de forma escalonada.
Os boatos, entre eles sobre o fim do programa, levou milhares de pessoas a caixas eletrônicos no fim de semana dos dias 18 e 19 de maio, causando confusões e filas em 13 Estados. Segundo afirmou nesta segunda (27), o presidente da instituição soube que as liberações foram anteriores aos boatos apenas na segunda-feira (20), depois da corrida às agências para sacar o benefício. “Tive a informação na segunda-feira e mandei fazer um levantamento exaustivo do que ocorreu. Qualquer presidente de empresa faria o mesmo.”
Para a oposição, essa liberação é a provável causa dos tumultos. O PSDB, inclusive, pediu nesta segunda-feira ao Ministério Público que investigue a mudança na liberação de recursos do programa. Na mesma segunda-feira em que Hereda afirma ter ficado sabendo da antecipação, o vice-presidente de Governo da Caixa, José Urbano, foi a público reafirmar o dado errado e inicial — que a liberação ocorrera no sábado (18), para aplacar os boatos e evitar um caos maio
Essa informação inicial só foi desmentida pelo banco na última sexta-feira (24), após a Folha revelar que uma dona de casa de Fortaleza tinha recebido o dinheiro antecipado na sexta, e não no sábado.
(…)
Por Reinaldo Azevedo

22 de maio de 2013

Audio das escutas da Polícia com conversa do Pastor Marcos Pereira

Pastor Marcos é flagrado pela polícia em escutas ‘picantes’ com fiéis de sua igreja


Foto: Divulgação / Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias

Rafael Soares
Tamanho do texto A A A
Em escutas autorizadas pela Justiça que já estão sendo investigadas pela polícia, o pastor Marcos Pereira é flagrado em conversas picantes com fiéis da Assembleia de Deus dos Últimos Dias.
Em uma das quatro conversas a que o EXTRA teve acesso com exclusividade, o pastor, antes de se despedir de uma fiel que falava com ele do seu celular de seu carro, avisa: "Tô com saudade do seu rabo". Marcos foi preso no último dia 8 acusado de dois estupros de fiéis. A polícia ainda investiga se o pastor estuprou outras 20 mulheres que moravam na igreja.

Em quatro conversas obtidas pelo EXTRA, pastor mostra intimidade com fiéis
Em quatro conversas obtidas pelo EXTRA, pastor mostra intimidade com fiéis
Em outro diálogo, uma mulher insinua que "o pastor ia gostar" de uma lingerie que ela usou: "Ontem coloquei um negócio muito legal que o senhor ia amar, eu acho", ela diz. Marcos ri e avisa: "Fica ligada, fica ligada". A mulher tranquiliza o pastor: "Mas era por baixo". Em depoimentos à polícia, vítimas do pastor afirmaram que ele mandava que fiéis fossem a seu gabinete na igreja sem roupas íntimas.

Em conversa, pastor marca encontro com fiéis no apartamento de R$ 8 milhões na Av. Atlântica
Em conversa, pastor marca encontro com fiéis no apartamento de R$ 8 milhões na Av. Atlântica Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo
O apartamento na Av. Atlântica, em Copacabana onde, segundo vítimas, o pastor realizava orgias com fiéis também é mencionado em uma das escutas. Na conversa com uma fiel, ele combina a ida dela para o local e diz que ela pode levar outra mulher, "aquela sem vergonha, a Fabiana".
Uma fiel também se oferece para ajudar o pastor a tomar banho: "Vem embora logo", responde ele.

Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/pastor-marcos-flagrado-pela-policia-em-escutas-picantes-com-fieis-de-sua-igreja-8460128.html#ixzz2U1jiHiEW

Mackenzie terá novo chanceler


AGRADECIMENTO

Em 13 de outubro de 2003, quando eu era membro do Conselho de Curadores do Mackenzie por nomeação do Supremo Concílio da IPB 2002, fui designado para a honrosa função de décimo segundo Chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie. São passados agora quase dez anos de muitas lutas, vitórias, acertos e erros. Apesar destes últimos, acredito ter cumprido a missão que me foi dada pela IPB, pelo que agradeço o apoio que recebi da IPB, do Mackenzie e de todos com quem tive o privilégio de trabalhar.

Em 3 de junho de 2013 estarei passando o bastão para Rev. Dr. Davi Charles Gomes, que será o décimo terceiro Chanceler do Mackenzie, mercê de Deus. Estarei saindo, em seguida, para os Estados Unidos, para fazer o pós-doutorado na área de Novo Testamento no Westminster Theological Seminary, na Filadélfia.

Aos que desejarem conhecer mais acerca de Dr. Davi Gomes, sugiro este post em seu blog acerca da transição.

Assim, mais uma vez, agradeço a todos do Mackenzie com quem trabalhei mais de perto estes dez anos. Rogo a Deus que continue a abençoar a todos vocês e ao Mackenzie, instituição honrada e abençoada por Deus, que tem, por isto, sido canal de bênçãos para milhares de jovens ao longo de sua existência.

Rev. Dr. Augustus Nicodemus Lopes.

21 de maio de 2013

Em resposta a declaração de Daniela Mercury, que defende prisão para homofóbico.

Refutando as doutrinas das igrejas orgânicas.






Por Denis Monteiro

Tentarei ser breve em minhas respostas às citações feitas pelos adeptos deste modelo de igreja.


IGREJA ORGÂNICA: "As igrejas orgânicas se reúnem principalmente nos lares dos seus membros, como fazia a igreja no primeiro século."



RESPOSTA: Temos que entender o motivo do porquê. Não se podia ter igrejas (templos) construídos na época dos apóstolos até o fim de 380 d.C com a oficialização da religião do império. Os primeiros cristãos mudavam as cidades, mexiam com o sistema, eram intelectuais... Podemos dividir esse período em: “Período Apostólico” (30-70 d.C), “Período Sub-apóstólico” (70-135 d.C) e “Período dos Mártires e da Institucionalização da Igreja” (135-313 d.C). O termo “Apóstolo” significa “enviado”, em grego. Missionários itinerantes, que tiveram contato com Jesus de Nazaré. Foram testemunhas oculares. Até o ano 100 d.C os cristãos ainda são bem desconhecidos. Os romanos os confundem com os judeus. Aos poucos, o cristianismo vai mostrando sua existência. Era o início da “Grande Igreja”.

O Cristianismo nasceu e desenvolveu-se dentro do quadro político-cultural do Império Romano. Durante três séculos o Império Romano perseguiu os cristãos (época das perseguições), porque a sua religião era vista como uma ofensa ao Estado representava outro universalismo e proibia os fiéis de prestarem culto religioso ao soberano. Aos poucos se propagou em Roma e pelo império. 

As principais e maiores perseguições foram as do imperador Nero, no século I (morte de Paulo, Pedro), a de Décio no ano 250, a de Valeriano (253-260) e a maior, mais violenta e última a de Diocleciano entre 303 e 304 que tinha por objetivo declarado acabar com o cristianismo e a Igreja. O balanço final desta última perseguição constituiu-se num rotundo fracasso, Diocleciano, após ter renunciado, ainda viveu o bastante para ver os cristãos viverem em liberdade.

No século IV, o Cristianismo começou a ser tolerado pelo Império, para alcançar depois um estatuto de liberdade e converter-se finalmente, no tempo do imperador Teodósio (379-395), em religião oficial do Estado (380). O imperador romano, por esta época, convocou as grandes assembleias dos bispos, a saber, os concílios e a Igreja puderam então dar início à organização de suas estruturas territoriais.


As Catacumbas, as galerias escavadas, que eram usadas como esconderijo ou sepultura, exclusivamente por cristãos... As galerias muitas vezes têm dois ou três metros de altura e, de um a dois metros de largura, porém algumas vezes são menos espaçosas. É o lugar de ajuntamento onde os cristãos primitivos se reuniam para adorarem ao seu Deus e Salvador. (As catacumbas de Roma; Beijamim Scott; CPAD)

Infelizmente, as catacumbas de Roma não servem de inspiração para algumas igrejas, para que realizem seus cultos. Analisemos um texto: "Porque, se entrar na vossa sinagoga algum homem com anel de ouro no dedo e com traje esplêndido, e entrar também algum pobre com traje sórdido." (Tiago 2.2)



Veja que o autor do texto toma o sentido judaico de igreja para aplicar à igreja aonde é direcionada a carta. A palavra "sinagoga" tem como sentido construções onde aquelas assembleias judaicas solenes eram organizadas. Ou seja, percebe-se que antes mesmo das perseguições se concretizarem, possivelmente já havia um lugar de reunião como descreve Tiago, irmão do Senhor. 


IGREJA ORGÂNICA: "...aplicam suas ofertas no cuidado dos necessitados e na plantação de novas igrejas orgânicas, ao invés de aplicá-los em manutenção de templos e em salários de ministros profissionais."



RESPOSTA: A forma que estão aplicando as ofertas é bíblico, e isso eu reconheço (Tg 1.27; 1º Tm 5.16). Mas dizer que as ofertas não são para a manutenção de templos e salários dos ministros, é antibíblico. Vejamos algumas passagens que nos provam ao contrário:

"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja MANTIMENTO na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos," (Malaquias 3.10 - ênfase do autor). 


"Os presbíteros que governam bem sejam tidos por dignos de duplicada honra, especialmente os que labutam na pregação e no ensino. 18 Porque diz a Escritura: Não atarás a boca ao boi quando debulha. E: Digno é o trabalhadordo seu salário." (1ª Timóteo 5.17,18)



IGREJA ORGÂNICA: "..suas reuniões são participativas-livres - todos participam ativamente (ministram e são ministrados) - não há clérigos; qualquer irmão pode trazer uma palavra, orar, compartilhar um cântico, uma poesia etc. (com base em 1 Cor. 14.26-27)."


RESPOSTA: Bom, como provado no argumento acima, a pessoa responsável por trazer a mensagem e/ou o ensinamento era e é o presbítero (pastor). Não existe base bíblica para que não haja uma hierarquia eclesiástica, pois a Bíblia nos mostra claramente que havia os apóstolos (homens que andaram com Jesus) e diáconos (homens encarregados de servi a mesa (Atos 6). Quanto a oração não há restrição bíblica para que haja na igreja, conquanto que seja com ordem e decência. A onde que os apóstolos ensinaram que temos que ficar recitando poesia dentro da igreja?


IGREJA ORGÂNICA: "Cristo é o Cabeça das igrejas orgânicas e dirige diretamente as reuniões, por meio do Espírito Santo e não por meio de liturgias fixas."



RESPOSTA: Sim, cremos que Cristo é o cabeça da Igreja, cremos porque a Bíblia nos diz. Sobre a liturgia, ela é bíblica e os adeptos da igreja orgânica, citando 1º Coríntios 14.26,27, deram um tiro no próprio pé, pois o que Paulo fez é uma ordem litúrgica: "Portanto, meus irmãos, o que é que deve ser feito? Quando vocês se reúnem na igreja, um irmão tem um hino para cantar; outro, alguma coisa para ensinar; outro, uma revelação de Deus; outro, uma mensagem em línguas estranhas; e ainda outro, a interpretação dessa mensagem. Que tudo seja feito para o crescimento espiritual da igreja." Veja que a palavra "outro" define a ordem que se deva seguir ou respeitar, como provado pelo próprio Paulo: "Portanto, façam tudo com decência e ordem." Nós, reformados, presamos pela liturgia e cremos que, por intermédio dela, Deus age por seu Espirito. A palavra liturgia significa, segundo o tradicional dicionário, o culto público e oficial instituído por uma igreja; um ritual ou cerimonial religioso. A palavra liturgia tem sua origem primeira no grego leitourgia, que significa serviço, ritual ou de outra natureza; um serviço prestado a alguém em necessidade, executar um serviço (religioso). Os escritores do N.T. adotaram a terminologia em relação à compreensão cristã da responsabilidade perante Deus e da solicitude generosa pelos seres humanos. A palavra substantiva e seus correlatos verbais e nominais aparecem no Novo Testamento cerca de 15 vezes.[1][2]


IGREJA ORGÂNICA: "...pastores são simples pais de família, maduros na fé e na idade (presbíteros), exemplos para os demais; são voluntários..."

RESPOSTA: Sim, tais pastores têm que ser pais de família (1º Tm 3.1-6). Já sobre o pastor ser "velho", por achar que a idade cria experiência, engano (O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento. Pv 1.7) Timóteo, filho na fé de Paulo, era jovem e pastor (1º Tm 4.12). Ser pastor não é ser voluntário como em uma ONG. Ser pastor é um chamado Divino, um dom dado por Deus. Paulo aos Efésios deixa isso bem claro: "E ele deu uns [para] pastores" (Efésios 4.11). 


"Igreja genuína é toda aquela que proclama a Palavra fielmente e ministra os sacramentos dignamente. abandoná-la constituiu falta mui grave." João Calvino.
Notas:
[2] Hb 1.7 (leitourgouz), 1.14 (leitourgika); 8.2 (leitourgon), 8.6 (leitourgiaz); 9.21(leitourgiaz); 10.11 (leitourgwn); At.13.2 (leitourgountwn); Lc1.23 (leitourgiaz); IICo9.12 (leitourgiaz); Fp2.17 (leitourgia), 25 (leitourgon), 30 (leitourgiaz); Rm 13.6 (leitourgoi); 15.16 (leitourgon); 15.27 (leitourghsai).
*As citações sobre a "igreja orgânica" foram extraídas do site: http://www.igrejaorganica.net
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...