Subscribe:

31 de outubro de 2013

"Eu errei", diz pastor do Equador "Gostaria ainda de dizer que nem o bispo Macedo nem a Universal têm qualquer participação nos excessos que cometi na reunião de trabalho"

Por Unicom / Foto: Reprodução 


A Igreja Universal do Reino de Deus apoia o posicionamento da Universal do Equador sobre os excessos cometidos em reunião de trabalho conduzida pelo pastor Walber Barboza naquele país. O pastor admitiu, diante de colegas, membros da igreja e sua direção, que errou.
Leia tradução da nota divulgada pela Universal do Equador:
A Igreja Universal do Reino de Deus do Equador tomou conhecimento de episódio ocorrido em 25/9/2013, durante reunião de trabalho entre o pastor Walber Barboza e outros pastores.
A Universal do Equador lamenta a conduta do pastor Barboza, que dirigiu frases infelizes e agressivas aos presentes, e repudia suas afirmações, ditas por ele em nome próprio, jamais pela instituição.
No Equador, assim como nos quase 100 países onde está presente de modo formal, a Universal preza e exige de seus bispos, pastores e obreiros o comportamento respeitoso e cordial que cada qual merece.
Em sintonia com as orientações da Direção Espiritual da Universal, a igreja do Equador já tomou as providências cabíveis para que acontecimento como esse nunca mais se repita.
O pastor Barboza encaminhou pedidos de desculpas formais a todos os presentes e à Universal.
Igreja Universal do Reino de Deus do Equador
O pastor Walber declarou: “Reconheço que me excedi, proferi frases estúpidas. Minha intenção era positiva, de ensinar e motivar os pastores. Mas sei que, no calor do momento, fui infeliz na escolha e tom das palavras. Peço perdão a todos os que ofendi e constrangi. A Universal tem pressa de ajudar o povo do Equador e essa intenção não foi bem comunicada por mim.”
“Gostaria ainda de dizer que nem o bispo Macedo nem a Universal têm qualquer participação nos excessos que cometi na reunião de trabalho”, concluiu.
A nota original: http://iurd.ec/?p=8600
A Direção Espiritual da Universal entende que o episódio está resolvido e superado.
Assista ao vídeo com esclarecimento e pedido de desculpas do pastor Walber Barboza:
 Resumo do vídeo:
“Gostaria de destacar que o vídeo mostra apenas fragmentos de uma reunião de mais de 1 hora, escolhidos maldosamente para fazer de mim um monstro, que não sou. Ao pegar apenas pequenos trechos e editá-los, o vídeo distorceu completamente o sentido do que disse naquela ocasião. A pessoa responsável pela edição do vídeo quis prejudicar a mim e à Universal.”
“Reconheço que me excedi, que proferi frases estúpidas. Mas aquilo foi dito num encontro a portas fechadas, entre pessoas adultas. Minha intenção era positiva, de ensinar, de motivar os pastores. Mas sei que, no calor do momento, fui infeliz na escolha das palavras.”
“Por que eu estava tão exaltado naquele encontro? Porque a Universal tem pressa e tem imensa vontade de acertar e de ajudar o povo do Equador.”
“Gostaria ainda de dizer que nem o bispo Macedo nem a Universal têm qualquer participação nos excessos que cometi na reunião de trabalho. Muito pelo contrário. O bispo Macedo nos ensina a cada dia, com gestos e palavras, a tratar o semelhante com respeito, ética, o valor da família, da esposa e dos filhos.”
“Quero pedir sinceras desculpas por tudo que trouxe inconveniente a você membro da Universal, especialmente se alguém lhe perseguiu ou criticou por causa dele.”

Arca Universal

Reclamação de Dilma é desprezada nos EUA



PUBLICIDADE
 
RAUL JUSTE LORES
DE WASHINGTON

A reclamação direta da chanceler alemã, Angela Merkel, contra o grampeamento de seu próprio celular mudou a retórica do governo americano --e a baixa prioridade que o escândalo da espionagem recebia da Casa Branca.
A Alemanha já tem recebido propostas de acordos e desculpas que jamais foram oferecidos ao Brasil, como tem analisado a diplomacia brasileira.
Nem o cancelamento da visita de Estado da presidente Dilma Rousseff a Washington nem os protestos (moderados) da França e do México tiveram o impacto da reclamação alemã.
Por meses, diversos diplomatas americanos, em conversas reservadas com a Folha, atribuíam a reação de Dilma ao "cálculo eleitoral" pela campanha da reeleição em 2014 e ao "antiamericanismo" de setores do PT --acusações que não funcionam com a conservadora Merkel, recém-reeleita.
Em telefonema imediato, Obama prometeu a Merkel que "nem no presente, nem no futuro" seu celular seria mais grampeado.
O vice-presidente americano, Joe Biden, disse que não poderia dar essas garantias ao Brasil em agosto.
Uma das maiores defensoras dos sistemas de espionagem em massa, a senadora democrata Dianne Feinstein, que preside a Comissão de Inteligência do Senado, mudou o tom, dizendo que "se opõe totalmente à espionagem de aliados", e pediu uma revisão completa dos programas da Agência de Segurança Nacional americana.
Feinstein disse que se opõe totalmente à espionagem dos "líderes aliados, incluídos França, Espanha, México e Alemanha".
A senadora, no entanto, não citou o Brasil. Diplomatas brasileiros se questionam se EUA e União Europeia fecharão algum acordo, deixando o Brasil de lado.
Mas Merkel acabou reforçando a proposta brasileira na ONU (Organização das Nações Unidas) de um acordo multilateral.
Até o final do ano, o governo americano deve concluir o processo de revisão de seus programas de espionagem --o Itamaraty aguarda a resposta americana para compará-las às garantias oferecidas aos europeus.
DESTAQUE
Pela primeira vez em meses, a espionagem ganhou destaque e até abriu alguns dos principais telejornais americanos.
Mas, por enquanto, tanto apresentadores quanto comentaristas convidados repetem na TV os mantras de que "todo mundo espiona todo mundo" e que "a espionagem da NSA já salvou muitas vidas de atentados".
"Merkel é uma política cautelosa. A reação dela é sinal de que tem muita informação sobre o hackeamento", disse à Folha a diretora-executiva da fundação Bertelsmann, centro de estudos transatlânticos em Washington, Annette Heuser.
"Os europeus estão bem insatisfeitos com o descaso dele com a Europa, e o governo Obama continua a subestimar os efeitos do escândalo. A Europa se uniu pela sua rejeição à espionagem. Europeus, em geral, se importam muito mais com a privacidade que os americanos."

A Reforma Luterana, iniciada com a publicação das 95 teses de Martim Lutero, completou 496 anos.!



Rô Moreira

Vamos reler sua historiografia e refletir brevemente suas implicações para hoje!

A Reforma Luterana nasceu de um movimento iniciado em 31 de outubro de 1517, quando Martim Lutero, monge agostiniano, professor de teologia na universidade de Wittenberg, afixou na porta da igreja do castelo de Wittenberg   95 teses contra a venda de indulgências praticada pela  igreja da época. Para Lutero, a salvação do ser humano se dá pela graça de Deus e pela  fé em Jesus Cristo, e não pode ser conquistada  por ações humanas.

Em pouco tempo, as teses foram traduzidas do latim para o alemão e foram amplamente impressas e distribuídas, criando opiniões  favoráveis e contrárias ao  tema. Dentre dos que eram a  favor das  ideias de Lutero, estavam diversos  reis e príncipes.
Devido à divisão criada entre  fiéis da  Igreja Católica Romana e não aceitação das afirmações  feitas por Lutero, em 1521, o Papa Leão X excomungou o monge agostiniano. Mesmo sendo contra a vontade de Lutero, essa ação do Papa, acabou por consolidar a Reforma Luterana em uma nova Igreja, pautada em quatro pilares: “Somente pela graça de Deus somos salvos”; “Somente pela fé nos é dada a salvação”; “Somente através da sagrada Escritura tomamos conhecimento da salvação”; e  “Somente Cristo é o salvador”.
O pilar “Somente pela graça de Deus somos salvos” é contrário à  ideia disseminada, na época, de que a salvação era conquistada através do pagamento de indulgências. Lutero pregava que a salvação era dada através de Cristo e recebida pela Fé. Ou seja, a salvação era gratuita, um presente de Deus por meio de Jesus Cristo.
Em ”Somente pela fé nos é dada a Salvação”, Lutero retoma a ideia de que não é através de obras que somos salvos, mas sim através de Cristo, portanto, pela nossa fé. Dessa forma, ele mostra que não precisamos conquistar Deus através de favores, mas sim, por nossa  fé.
O pilar “SOMENTE ATRAVÉS DA SAGRADA ESCRITURA TOMAMOS CONHECIMENTO DA SALVAÇÃO QUE DEUS NOS DÁ” tem como preceito mudar a tradição disseminada no século XVI, que afirmava que a palavra do Papa e da Igreja Católica eram tão importantes quanto a da Bíblia. Através deste pilar , buscou-se dar ênfase às Sagradas Escrituras, reforçando que somente elas é que podem  levar ao caminho da salvação por meio de Jesus Cristo.
No último pilar, “Somente Cristo é o Salvador”¸ Lutero buscou recuperar o que diz a Bíblia: Cristo é o centro de tudo, é o único  fundamento da  fé e da salvação. Somente Cristo salva, perdoa e conduz o homem à comunhão com Deus. Pois o homem, por si só, não  tem  forças nem  recursos para salvar a si mesmo.
Ética e a Reforma Protestante:
A Reforma Protestante iniciou há 496 anos e de que maneira ela continua sendo atual para os nossos dias? Esse é o desafio a que nos propõe uma séria reflexão sobre ser um Cristão reformado e as implicações da Reforma protestante em nossas vidas:
Muito  vem  se  falando da necessidade de ética na política brasileira. Fatos recentes da política nacional indicam que esta é uma questão que não pode mais ser adiada.   É incrível que  tenhamos demorado  tanto para exigir ética na política. Agora há urgência para isto. E mais: não podemos separar a necessidade de ética na política da necessidade de ética na sociedade brasileira. Respeitar uma  fila, obedecer ao sinal  de  trânsito,  não  sonegar impostos,  não  aceitar  que nossos filhos colem na escola, não tentar subornar o guarda ao levar uma multa de trânsito, tudo isto é parte da mesma ética que queremos que os políticos pratiquem. Negar isso é caminhar para uma sociedade baseada na hipocrisia.
As pequenas “corrupções” de nosso dia são o adubo das grandes corrupções nacionais. Acabei de chegar de táxi e o  taxista perguntou que valor eu queria que ele colocasse no recibo. Insisti que escrevesse o valor indicado no taxímetro. Ele achou  isso muito estranho. Ao cedermos às pequenas tentações cotidianas, vamos adubando a grande árvore, cuja sombra de corrupção vai cobrindo  toda sociedade e  também a política.
Lutero afirma que não há como “contornar as tentações”; “temos de suportá-las até estar atolados nelas”; porém, oramos para não sucumbir aos seus apelos, para que não nos  “afoguemos nelas”. É assim que o cristão está sempre preparado para o ataque contínuo das tentações, ensina Lutero. Não estamos fadados a sucumbir às tentações. Somos pecadores sim. Mas também somos, pela fé em Cristo, pessoas  justas e santas.  Somos revestidos de poder para resistir ao mal e animados a agir com vigor para  transformar o que deve ser  transformado. Oremos para que não nos  falte a esperança que  luta, em  fé e amor , por uma sociedade mais ética. Oremos  também que a ética necessária na sociedade comece em nosso lar , em nosso local de trabalho. E que chegue, pelo nosso testemunho atuante, às práticas políticas.


A soberana predestinação de um povo, não somente de uma nação


 Rô Moreira

A predestinação e a eleição é a escolha da parte de Deus de pessoas que a Bíblia chama de um povo, "os meus eleitos e escolhidos", para viverem a vida eterna e, aqui na terra, desfrutarem das promessas do Senhor. É a escolha da parte de Deus por Sua única vontade. Nós sabemos que a predestinação e a eleição são assuntos geradores de polêmicas no meio da tradição da igreja. Mas o meu blog se sente com capacidade e autoridade suficiente para continuar pregando e instando sem cessar em todo o tempo e lugar. Sinto-me obediente ao chamamento e à escolha que me foi feito para pregar as verdades do evangelho. A predestinação e a eleição são o evangelho da absoluta soberania de Deus é o fundamento básico do cristianismo. A predestinação e a eleição começaram antes da fundação do mundo. Não foi por merecimento de alguém, nem por obras, nem por valores ou qualidades próprias, nem pela fé pessoal ou pela excelência de vida que alguém tenha diante de Deus, mas por desejo explícito de Deus, pelo beneplácito de Sua vontade e, naturalmente, por sua grande misericórdia. Deus predestina, chama, justifica e glorifica quem Ele assim determinar. Aliás, Ele já fez tudo com quem Ele quis. Desde antes da fundação do mundo foi assim. Esta é, em síntese, a doutrina da predestinação.
1. Deus escolheu e predestinou seus filhos desde antes da
fundação do mundo.
a) Deus nos escolheu nEle antes da fundação do mundo. (Ef 1:4) “assim como nos escolheu nEle antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis (1) perante ele; e em amor”
 b) Deus nos salvou e nos chamou antes dos tempos eternos. II Tm 1:9 "que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos,"
c) Deus nos escolheu desde o princípio para a salvação. II Ts 2:13 "Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade,"
d) Os vasos de misericórdia, Deus os preparou de antemão. Rm 9:23 "a fim de que também desse a conhecer as riquezas da sua glória em vasos de misericórdia, que para glória preparou de antemão (2)," e) Antes que Deus nos formasse no ventre de nossa mãe, Ele nos conheceu. Jr 1:5 "Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações.”
 f) Deus chama as gerações desde o princípio. Is 41:4 "Quem fez e executou tudo isso? Aquele que desde o princípio tem chamado as gerações à existência, eu, o SENHOR, o primeiro, e com os últimos eu mesmo.

" 2. Ser "Predestinado e Escolhido para a Salvação" não depende do nosso livre arbítrio, mas sim, da vontade de Deus.
a) Predestinados e escolhidos segundo a vontade dEle. Ef 1:11 "nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade,"
b) Não me escolhestes vós, mas eu vos escolhi. Jo 15:16 "Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda."
 c) Nos predestinou para sermos Seus filhos. Ef 1:5 "nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade,"
d) Eleitos segundo a presciência de Deus. I Pe 1:2 "eleitos, segundo a presciência(3) de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam multiplicadas."
e) Fui achado pelos que não me buscavam e me manifestei aos que não procuravam por mim. Rm 10:20 "E Isaías a mais se atreve e diz: Fui achado pelos que não me procuravam, revelei-me aos que não perguntavam por mim." 3. Crerão em Jesus Cristo somente os que estão ordenados (predestinados) para a vida eterna. a) Creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna. At 13:48 "Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se(4) e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna."
 b) Todo aquele que é da verdade, ouve a minha voz. Jo 18:37 "Então, lhe disse Pilatos: Logo, tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz."
c) Porque aos que antes conheci, também predestinei. Rm 8:29 "Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos."
d) Aos que predestinei, chamei; aos que chamei, também justifiquei, e aos que justifiquei, a esses também glorifiquei. Rm 8:30 "E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou."

 4. Só se salvarão os que têm os seus nomes escritos no Livro da Vida.
 a) Somente os que estão inscritos no Livro da Vida do Cordeiro. Ap 21:27 "Nela, nunca jamais penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação(5) e mentira, mas somente os inscritos no Livro da Vida do Cordeiro."
b) Será libertado o teu povo (os predestinados que têm o nome inscrito no Livro da Vida). Dn 12:1 "Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro."
c) Regozijai-vos porque os vossos nomes estão arrolados nos céus. Lc 10:20 "Não obstante (6), alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus."
 d) Não apagarei seu nome do Livro da Vida. Ap 3:5 "O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida; pelo contrário, confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos." 5. Cristo foi destinado desde antes da fundação do mundo para salvar unicamente os seus filhos (os predestinados).
a) Cristo foi destinado a morrer antes da fundação do mundo. I Pe 1:19,20 "mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós"

b) Cristo amou a Igreja e se entregou a si mesmo por ela (os predestinados). Ef 5:25 "Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela," PALAVRA FINAL: Homens destinados para a perdição fazem da graça de Deus libertinagem . Toda pessoa que nega a Soberania de Deus já é condenada. "Pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito, foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo".(Jd 4)

30 de outubro de 2013

"As três fases da Reforma Protestante"





"A antiga verdade que Calvino, Agostinho e o apóstolo Paulo pregaram é a verdade que eu também devo pregar hoje; do contrário deixaria de ser fiel à minha consciência e ao meu Deus. Charles H. Spurgeon"

A Reforma protestante foi o marco de uma nova fase da História da Humanidade. Com ela o Cristianismo retomou sua verdadeira identidade, contribuindo assim para a restauração do homem caído e para uma grande visão bíblica de valorização humana.

Mas a Reforma não aconteceu da noite para o dia. Foram séculos de pequenas manifestações e reações por parte daqueles que enxergavam uma igreja em decadência, que precisava urgentemente rever seus valores. Muitos foram ridicularizados, calados á força e mortos á fogueira da inquisição, isto é, a “igreja” estava tão decadente que dia a dia levava o Evangelho a empedernir a ponto de matar até mesmo seus próprios filhos.

Para a conclusão do propósito divino de restauração da Igreja de Cristo, a Reforma passou por três grandes processos em sua execução: A Reforma Teológica, a Reforma Litúrgica, e a Reforma Missionária, ou missiológica.

1º Processo: A Reforma Teológica: A reforma teológica significou o resgate da pureza do Evangelho e foi a base do retorno ás Escrituras. Foi o momento do rompimento definitivo com o paganismo religioso que a Igreja Romana havia abraçado e o estabelecimento dos valores e princípios da Bíblia, centrados em Cristo, sua Graça, na Fé verdadeira e na Glória somente a Deus. Estes cinco valores fundamentais conhecidos em Latim como Sola Scriptura, Solo Christus, Sola Gratia, Sola Fide e Soli Deo Gloria se tornaram o fundamento da Teologia Reformada. A Igreja Romana havia cometido um desvio teológico tão flácido e vexatório que nem mesmo o povo tinha acesso á leitura da Bíblia, excluindo assim uma prática nobre da igreja de Cristo (Atos 17.11). Os Bispos se auto intitularam papas. A instituição da intercessão aos mortos e a substituição do culto cristão pelas rezas e missas davam ar de que a verdadeira teologia havia sido destruída. No ano 416 d.C teve início ao batismo de crianças recém nascidas e pouco tempo depois, em 431, é estabelecido o culto a Maria, mãe de Jesus. Mas os desvios teológicos vão além com a oficialização do purgatório e com o culto às imagens. Por fim, a venda de indulgência, ou seja, pagar pela salvação foi o maior golpe da Igreja Romana contra a pureza do Evangelho.

Coube aos teólogos Martinho Lutero e John Calvino esse resgate bíblico. Lutero em 31 de outubro de 1517, afixou na porta da Igreja de Wittenberg, na Alemanha, suas 95 teses e Calvino com a sistematização teológica lançou a grande obra “Instituição da Religião Cristã” em 1536. Esses acontecimentos de comportamento guapo dos líderes cristãos deram início á reforma teológica na cristandade.

2º Processo: A Reforma Litúrgica: O vocábulo “Liturgia“, em grego, formado pelas raízes leit- (de “laós”, povo) e -urgía (trabalho, ofício) significa serviço ou trabalho público. Por extensão de sentido, passou a significar também, no mundo grego, o ofício religioso, na medida em que a religião no mundo antigo tinha um caráter eminentemente público. A liturgia é considerada por várias denominações cristãs o momento da adoração e celebração ao Deus vivo. É o culto ao Senhor, pelo povo do Senhor. Mas o Romanismo havia deturpado o culto também, e com as cansadas missas, cheias de artifícios religiosos, transformou o momento de devoção á Deus num período de tristeza e escravidão religiosa, sem vida e sem a graça de Deus. As missas como eram conhecidas, pareciam mais uma prisão obrigatória de um ritual que não oferecia ao cristão a oportunidade de uma nova experiência com Deus e seu Espírito, e nem mesmo transmitia a alegria da Salvação uma vez conquistada por Cristo. Faltava a Bíblia, a pregação poderosa pela unção, o compartilhamento da fé entre membros do corpo. Faltava a essência da verdadeira adoração, do tempo-momento, da edificação espiritual.

Os reformadores foram unânimes na Reforma litúrgica e começaram com a música, com o louvor ao Deus Trino. Lutero, exemplo de musicista compôs hinos que marcaram gerações. Louvores que ecoaram em toda a Europa.

Mas a liturgia envolvia também o momento do ensino da palavra. Nesse âmago o reformador suíço Úlrico Zwínglio revelou sua ousadia na exposição e ampla visão bíblica. Zwínglio morreu, mas o movimento iniciado por ele não morreu. As igrejas que surgiram como resultado do movimento iniciado por Zwínglio são chamadas de igrejas reformadas em alguns países.

A restauração do Culto ao Senhor foi o resultado do espírito jocoso de nossos reformadores.

3º Processo: A Reforma Missiológica: O que foi então a Reforma missiológica? O que isso teve haver com o processo da Reforma Protestante?

Acontece que a Igreja Romana havia perdido de vez a verdadeira visão missionária de pregação do Evangelho em todo o mundo. Suas preocupações políticas e econômicas cegavam a verdadeira responsabilidade para com os perdidos. A obra de expansão do Evangelho não era mais exequível, pois dera lugar á busca de conquistas territoriais e guerras religiosas.

O período da Reforma missiológica começa com John Knox (1515-1587) passando por ilustres homens como Moody, Hudson Taylor, Bunyan, George Whitefield e muitos outros. Mas ninguém se destacou tanto na restauração da visão missionária do que Guilherme Carey conhecido como o “pai das missões modernas”.

O sapateiro que tinha em sua oficina um grande mapa-mundi, olhou para o mundo com o coração, e levou o Evangelho ás vidas mais distantes, enfrentando os mais diversos desafios.

Além de atingir a Reforma missiológica, a atitude para com a Igreja abrangia ao mesmo tempo algo muito expressivo que havia também se deteriorado: A pregação relevante e seu poder transformador.

Enfim, a Reforma missionária definia os caminhos verdadeiros da Igreja de Cristo. Onde quer que esteja a Igreja do Senhor, estaria ali também um povo livre, de uma teologia pura e restaurada, da liturgia que exalta unicamente a Deus e não ao homem, e de uma chama missionária que jamais se apagou. (por: Alex Belmonte).

Pastor é apedrejado na praça da Rodoviária, em BH - Um homem que passava pelo local atingiu o pastor

Veja uma cena de violência que aconteceu nessa segunda-feira na Praça da Rodoviária, em BH. Um pastor foi apedrejado e teve a cabeça ferida.

29 de outubro de 2013

É proibido: A velha questão dos "usos e costumes" na Igreja..


Rô Moreira

Abordar esse tema é sempre complicado, não pela convicção que tenho acerca do assunto, mas pela forma como um assunto sério, por vezes, se torna motivo de chacota, brincadeiras e piadas.
Por isso decidi iniciar acerca desse tema com uma postagem emblemática. Exatamente de onde partiu os meus primeiros esclarecimentos acerca do assunto.
Há muitos anos recebi um exemplar do livro "É Proibido - O que a Bíblia permite e a igreja proíbe" do pastor Ricardo Gondim. Eu já não me apegava tanto à chamada "doutrina" dos usos e costumes. Jovem na igreja, cabeça pensante, questionava a forma como alguns assuntos eram levados tão a sério a ponto de gerar punição aos envolvidos. Conheço tantas histórias estúpidas que nem sei por onde começar. Vai desde um irmão, conhecido meu, excluído da igreja por que sua esposa, não crente, tinha uma TV e assistia a telenovelas. Nunca me esqueço de uma irmã idosa pedindo perdão na Santa Ceia por que assistiu ao funeral do Ayrton Senna pela TV. Jovens "de banco" por jogarem futebol, moças "de banco" por passarem base nas unhas ou aparar as pontas do cabelo. Estamos em 2013, era tecnológica, era da informação, esperava que estes assuntos fossem coisa do passado, mas não, ainda hoje perduram a "Teologia do Paletó e Gravata", a obrigação da saia entre outras coisas.
O chamado legalismo ainda é firme e resistente em algumas denominações, oprimem o povo, criam regras, regimentos internos esdrúxulos, situações constrangedoras às quais muitos membros ainda são submetidos.
Em tempos de clamor e urgência na salvação de almas, onde o inferno traga cada vez mais jovens, a igreja precisa rever seus preconceitos e fazer com que a Graça prevaleça.
  
Selecionei este trecho impressionante que abre o debate no livro "É Proibido - O que a Bíblia permite e a igreja proíbe" do pastor Ricardo Gondim.
  
Leia com atenção:  
Para Jeílson, pastor de uma igreja muito ativa e crescente, o dia começou como tantos outros. Ao acordar pela manhã, ajoelhou-se ao pé da cama e orou. Logo à mesa do café, começaram as muitas preocupações: notícias da congregação que rejeitava o novo obreiro; problemas com o pedreiro na construção do templo; finanças apertadas. No pequeno alpendre da casa pastoral, mais de uma dezena de irmãos já aguardava aconselhamento. As necessidades eram as mais diversas: ajuda para internar o filho doente; a nova convertida, proibida de participar dos cultos, queria saber como contornar a antipatia do marido; um ancião precisava resolver a situação da aposentadoria... Jeílson enfrentava com certa naturalidade aquele amontoado de dificuldades; seu dia-a-dia já era assim há anos. Ele só não se preparara para a notícia que receberia ainda naquelas primeiras horas do dia. "Miriam, sua filha mais velha", relatou-lhe sua esposa, "cortou o cabelo". Tudo, menos aquilo. Aturdido, sem acreditar no que lhe acontecera, Jeílson abandonou seus compromissos, deixou todos os irmãos esperando no alpendre e correu enfurecido pelo corredor até chegar ao quarto que ficava nos fundos da estreita casa pastoral. Miriam - constatou ele - aparara de fato as pontas do cabelo. Desde a infância de sua filha, Jeílson jamais permitira que uma tesoura tocasse nas mechas castanhas que agora, aos 18 anos de Miriam, já alcançavam a cintura. Totalmente descontrolado, Jeílson perguntou rispidamente, mas sem esperar resposta: "O que você quer comigo? Está querendo envergonhar-me, acabar com o meu ministério?". Movido por uma ira descomedida, desafivelou o cinto, dobrou em duas voltas e bateu em Miriam até que os vergões se desenhassem em suas costas e pernas. Envolvido pela mesma ira com que a surrava, desabafou: "Não vou tolerar uma desviada dentro da minha casa. Enquanto você morar aqui, não vou admitir que corte seu cabelo novamente, você está me ouvindo?". Ainda Ruborizado e com o coração acelerado, voltou ao alpendre para tratar dos seus assuntos ministeriais. Duas horas depois, recebeu a notícia mais devastadora de sua vida: Miriam havia derramado álcool sobre todo o corpo e ateado fogo. Jeílson correu mais uma vez, agora desesperado, e encontrou no mesmo quarto sua filha agonizando com quei4 maduras profundas. Naquele mesmo dia, à tarde, Miriam morreu no ambulatório de um hospital. Embora os nomes e alguns detalhes da história acima sejam fictícios, ela é verdadeira. Aconteceu em alguma cidade do Brasil. Pior, ela se repete, claro que sem os mesmos extremos, quase todos os dias em alguma família evangélica brasileira. Retrata exatamente a severidade com que algumas denominações brasileiras encaram o problema dos usos e costumes. Sei de muitas jovens que hoje vivem longe de suas igrejas e totalmente indiferentes à mensagem do evangelho porque sofreram exclusões e disciplinas públicas quando foram vistas usando calças compridas, um colar ou até mesmo brincos. Muitas vezes um jogo de futebol entre crianças ou soltar pipas ocasionam 45 minutos de repreensão do pastor. Em determinadas igrejas, raramente o sermão expõe a Bíblia, pois quase sempre começa com um versículo e acaba tratando do que pode e do que não pode. Alguns ficariam estarrecidos com o número de pessoas que sai pela porta dos fundos de suas igrejas, rejeitando e odiando o cristianismo, devido a esse rigor legalista sobre usos e costumes. Nossa igreja realiza, pelas ruas de São Paulo, um trabalho de assistência a mendigos, prostitutas e viciados. Chocam-nos encontrar inúmeros desviados que cresceram nas igrejas, mas, por não suportarem o fardo do legalismo, acabaram nas sarjetas das grandes cidades. Filhos e filhas de pastores estão entre alguns dos que perambulam pelas ruas do Brasil. Vítimas do legalismo religioso, cometem uma espécie de suicídio gradativo. Envolvidos em drogas, crime e prostituição, estão em pleno processo autodestrutivo. Esse jugo pesado, quando não aliena, gera também uma outra excrescência: a hipocrisia. Existem muitos que se acomodam ao sistema religioso e mostram-se coerentes com as exigências do pastor somente quando estão na igreja. Longe da fiscalização religiosa, porém, vivem noutra realidade. Esse largo contingente de evangélicos conseguiu desenvolver uma duplicidade comportamental. Na esfera privada agem e convivem com mais liberdade, brincam e riem, vestem-se de acordo com as últimas novidades da moda. Mas, quando vão à igreja, passam por uma metamorfose impressionante. Assumem um ar mais grave. Agem dentro do ambiente religioso de acordo com os códigos impostos pela liderança, mas com revolta. A cada palavra dita no púlpito, haverá sempre um árduo exercício de decodificação. Como defesa, desprezam os sermões legalistas que ouvem. O jugo apregoado não lhes diz respeito. Vivem uma espécie de hipocrisia involuntária, que os agride. Quase que invariavelmente a conversa durante qualquer refeição entre amigos pertencentes a essas igrejas gira ao redor de usos e costumes. As críticas ao sermão do pastor são sempre ácidas. O rigoroso discurso de alguns líderes hoje, mal sabem eles, faz parte do cardápio dos encontros entre os membros de suas igrejas. Esses líderes morreriam de vergonha se soubessem o que se comenta sobre eles, e em que situações eles são vistos nessas conversas: como ridículos. Ricardo Gondim.

Agora vejam o que eu encontrei para anexar a minha matéria
Eis as oito restrições comportamentais, de observância obrigatória para os membros de algumas  ADs porque a maioria estão mudando, mas ainda há este ranço que insistem em dizer que usos e costumes santifica alguém. Eis a íntegra da mesma:

E ser-me-eis santos, porque eu, o Senhor, sou santo, e separai-vos dos povos, para serdes meus 
(Lv 20.26). A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, reunida na cidade de Santo André, Estado de São Paulo, reafirma o seu ponto de vista no tocante aos sadios princípios estabelecidos como doutrinas na Palavra de Deus - a Bíblia Sagrada - e conservados como costumes desde o início desta obra no Brasil. Imbuída sempre dos mais altos propósitos, ela, a Convenção Geral, deliberou pela votação unânime dos delegados das igrejas da mesma fé e ordem em nosso país, que as mesmas igrejas se abstenham do seguinte:
1. Uso de cabelos crescidos, pelos membros do sexo masculino; 2. Uso de traje masculino, por parte dos membros ou congregados, do sexo feminino; 3. Uso de pinturas nos olhos, unhas e outros órgãos da face; 4. Corte de cabelos, por parte das irmãs (membros ou congregados); 5. Sobrancelhas alteradas; 6. Uso de mini-saias e outras roupas contrárias ao bom testemunho da vida cristã; 7. Uso de aparelho de televisão – convindo abster-se, tendo em vista a má qualidade da maioria dos seus programas; abstenção essa que justifica, inclusive, por conduzir a eventuais problemas de saúde; 8. Uso de bebidas alcoólicas.

Bom queridos, em qualquer tempo, lugar ou circunstância, devemos lembrar-nos que não se consegue fazer a obra do Senhor por força nem por meios violentos, ou por coação religiosa, resoluções ou imposições, mas a obra do Senhor se realiza pela intervenção criativa do próprio Deus, usando-nos livremente por intermédio de sua amorosa e gratuita Graça, por seu Espírito que em nós age poderosamente! Portanto, o que realmente tem valor para nós é ‘a fé que opera por amor’, por isso não nos justificamos pela Lei ou leis, para não sermos decaídos da graça e separados de Cristo (Gl 5.6).

28 de outubro de 2013

Falso testemunho? Para comprar MTV, Igreja Mundial pede para fiéis fingirem doença


Por DANIEL CASTRO, em 28/10/2013 · Atualizado às 06h00
Em carta encontrada em uma sala do templo da Avenida João Dias, na zona sul de São Paulo, a Igreja Mundial do Poder de Deus pede a fiéis para se "passarem por enfermos curados, ex-drogados e aleijados" e assim "conseguir convencer mais pessoas a contribuírem financeiramente para a aquisição do canal 32".
O canal 32 é uma concessão do Grupo Abril, usada até 30 de setembro para transmitir a programação da MTV Brasil em sinal aberto. Estaria à venda por R$ 500 milhões.
A carta, reproduzida abaixo, chama a atenção pelo "pragmatismo". Os interessados não precisam comprovar que tiveram alguma doença. Necessitam apenas ter disponibilidade para viajar "para dar seu testemunho de consagração e vitória". Recompensa-se o esforço com "uma ajuda de custo".
A carta tem um espaço em branco para o preenchimento do nome do bispo local, mas diz que se trata de um "pedido feito diretamente pelo apóstolo Valdemiro Santiago a todos os seus fiéis". Pede-se a destruição da carta após sua leitura. 
A carta obtida pelo Notícias da TV é uma impressão simples, embora colorida. Havia algumas dezenas delas na sala em que foram encontradas. 
A Igreja Mundial do Poder de Deus passa por grave crise financeira. Devendo entre R$ 13 milhões e R$ 21 milhões para o Grupo Bandeirantes, perdeu a locação de 23 horas diárias da Rede 21 e de três horas diárias nas madrugadas da Band. O espaço será ocupado justamente por sua principal rival, a Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo.
A igreja vem fazendo intensa campanha para viabilizar seu projeto de televisão. Pede "ofertas de R$ 100,00" durante a transmissão de cultos. 
Notícias da TV tentou durante duas semanas uma entrevista com alguma autoridade da Igreja Mundial. Na semana passada, a igreja se limitou a informar que o bispo Jorge Pinheiro, segundo na hierarquia interna, declarou que "a informação não procede".
Veja a carta:


Circular da IPDA proibe “Reteté” e campanha “A desmancha da macumba”

Uma circular da diretoria da IPDA, proibiu o movimento que ficou conhecido como “Reteté” ou “Canela de Fogo” em todo o ministério. A decisão, que foi tomada em 2011, é assinada pelo próprio missionário David Miranda, presidente do conselho deliberativo, e pela sua filha Débora Miranda, secretária do conselho. O texto orienta os dirigentes a chamarem de forma amável os irmãos que praticam o movimento para explicar que tais práticas são meninices de pessoas imaturas na fé e caso haja desobediência, o infrator ficará afastado conforme a gravidade da ocorrência.

Confira abaixo o resumo da decisão:
Está proibido:
  • Fazer roda de fogo, soprar, pular, dançar, movimentar-se ao som de instrumentos musicais ou marchar ao ritmo da música,
  • Os dirigentes promoverem campanhas contra a inveja e olho gordo, quebra de maldições, corredor de fogo, varões de branco, sapato de fogo, desmancha da macumba além de campanhas com água ungida.
  • Crendices em geral, amuletos como botijas, cântaros, vara de Arão, água ungida, pedra de Davi e chave da vitória.
  • Pregadores dizer “Eu determino” e “profetiza para o seu irmão”.
  • Cair no chão.
  • Revelar ou estipular o valor de ofertas.

27 de outubro de 2013

Para os irmãos que confundem santidade com costumes.



Infelizmente esse é um assunto que vira e meche volta à tona. Confesso que não gosto de falar sobre, pois acho que deveriam esta bem esclarecidos sobre estas questões. 
Muitas igrejas têm feitos todo tipo de proibições para com as mulheres nas questões de maquiagem e adornos. Com o argumento de que as irmãs devem ser simples como as pombas (Mt. 10:16), estas denominações proíbem e disciplinam qualquer vestígio de enfeites feitos pelas mulheres.
É comum escutarmos alguns irmãos falarem “minha igreja tem doutrina, lá mulher não usa maquiagem, brincos, pulseiras, etc.”. E falam isso com orgulho de pertencer a uma igreja que tem “doutrina”. O que há nessas afirmações é uma confusão entre as palavras “doutrina” e “costume”.
Às vezes pessoas são disciplinadas em certas igrejas por usar ou praticar coisas que aquela igreja julga que é proibido nas Escrituras, quando na verdade é apenas um costume local.
Mas, você pode perguntar: existem passagens que mostram como os homens e mulheres da Bíblia se vestiam e o que usavam? Será que é correto hoje usar tudo o que eles usavam? A Bíblia aponta um padrão para a vestimenta e adornos cristãos? Podem os irmãos e as irmãs se adornarem ou é isso pecado? E aqueles versículos que estas pessoas citam para proibir o uso de enfeites o que querem dizer? Neste capitulo vamos estudar sobre este assunto com detalhes.

I- COSTUME E DOUTRINA.

1.a- Já foi dito aqui que muita gente faz confusão entre “costume” e “doutrina”, a primeira coisa que devemos fazer é definir estes termos, pois existe diferença.
· Costumes estão ligados a usos, a uma prática habitual particular, se baseiam na cultura e na moda vigente naquele tempo e lugar.
· Doutrina. No Novo Testamento, a palavra mais usada para doutrina é didachê e significa: ensino, instrução, tratado. Para uma idéia ser doutrina cristã, é preciso que ela esteja exposta por todo o texto sagrado, e seja válida para todos os cristãos, ou seja, não é apenas algo local ou circunstancial, mas universal.
Observe a diferenças entre doutrina e costume.
· Quanto à origem: A doutrina é divina. O costume em si é humano.
· Quanto ao alcance: A doutrina é geral. O costume em si é local.
· Quanto ao tempo: A doutrina é imutável. O costume em si é temporário

1.b- A doutrina bíblica gera bons costumes, mas bons costumes não geram doutrina bíblica. Igrejas há que têm um somatório imenso de bons costumes, mas quase nada de doutrina. Isso é muito perigoso! Seus membros naufragam com facilidade por não terem a base espiritual da Palavra de Deus, se confiam nas próprias obras e acham que estão mais perto de Deus por não fazer ou não usar isso ou aquilo.

II- O QUE É VAIDADE.

2.a- Temos que definir também esta palavra e observar como ela aparece nas Escrituras Sagradas. É importante a gente se dar conta de que o termo ‘vaidade’, em português, não significa uma preocupação com a estética, como as pessoas pensam e usam a palavra dizendo: “ah, ela é cheia de vaidades!” O termo ‘vaidade’ em português provém do latim vanitas, o sentido básico desta palavra é: ‘em vão’.

1- Vaidade no Antigo Testamento.

a) No AT temos algumas palavras sendo usadas para vaidade. A expressão hebel(vaidade) usada no livro do Eclesiastes 1:2; 2: 11, indica: brevidade e ausência de substância, vazio (Jó 7: 16); coisa vã, que não produz efeito (Jó 9:29); engano (Jr. 16: 19; Zc. 10:2). [1] A The International Standard Bible Encyclopedia nos ajuda aqui com esta palavra e diz que as palavras "vão", "vaidade", "vaidades" são freqüentes na Bíblia. A idéia destas palavras é quase que exclusivamente de algo "vazio” e também “falsidade”.

1- A palavra mais traduzida por "vaidades", ou "vaidade" no AT é hebel, que significa um "sopro de ar, ou da boca", muitas vezes é aplicada à idolatria (Dt. 32: 21; 1 Rs. 16:13; Sl 31:6; Jr. 8: 19); aos dias do homem e ao próprio homem (Jó 7:16; Sl. 39: 5,11), e também aos pensamentos do homem (Sl. 94: 11); e a riqueza e tesouros (Pv. 13:11). No livro do Eclesiastes, onde a palavra ocorre muitas vezes, é aplicada a tudo: "Vaidade das vaidades, tudo é vaidade" (Ec. 1:2; 12:8).
2- Awen, que significa também "sopro", é também traduzida por "vaidade", mas em conexão com "iniqüidade" (Is. 58:9);
3- Shaw é outra palavra freqüente, é traduzida por vaidade e tem também a idéia de “falsidade, maldade” (Êx.20:7, Dt. 5:11; Sl. 31:6).[2]

2- Vaidade no Novo Testamento.

a) A palavra “vaidade” não ocorre freqüentemente no NT, mas em At. 14:15 temos a palavra grega mataios,[3] "vazio", traduzida como "vaidades" (de ídolos); encontra-se também mataiotês, como “transitoriedade” (Rm. 8:20): “A criação ficou sujeita à vaidade (fragilidade, transitoriedade). É traduzida também como “vazio”, “loucura” (Ef. 4:17; 2 Pd. 2:18).[4] Observe que nenhuma vez estas palavras estão sendo aplicadas a questões de se maquiar ou usar certos adereços como brincos, pulseiras, etc.

III- O QUE OS HOMENS E AS MULHERES DA BIBLIA USAVAM?
Os homens e as mulheres da Bíblia se enfeitavam e não era pouco. Eles usavam muitos adornos em várias partes do corpo. A seguir listamos alguns:

3.a- Os homens usavam:
· Anéis e colares (Gn. 41: 42; Ex. 35: 22; Et. 8: 2; Dn. 5: 29; Lc. 15: 22);
· Brincos (Ex. 32:2-3);
· Braceletes (Ex. 35: 22; 2Sm. 1:10);

3.b-As mulheres usavam:
· Pendente, pulseira (Gn. 24: 22, 47);
· Braceletes, colares (Ez. 16: 11);
· Brincos, coroa na cabeça (Ez. 16:12);
· Anéis no tornozelo (Is. 3 18);
· Cadeias para os passos (Is. 3: 20).

3.c- Observe com atenção que as mulheres e os homens da Bíblia usavam muitos enfeites, não havia a concepção de pecado para tal prática. Todos podiam usar os seus adornos, se vestir bem e se enfeitar para o dia a dia. Nas Escrituras isto nunca foi proibido. A relação de Deus e do povo de Deus com as jóias na Bíblia é muito interessante, preste atenção nessas passagens a seguir:
·
Êx. 3: 21-22- Deus diz que quando os israelitas saíssem da escravidão no Egito pedissem aos egípcios jóias e roupas para seus filhos usarem. Isso não aconteceria se os israelitas não usassem jóias e se Deus fosse contra as mesmas.
·
Êx. 35 4-5, 20-22, 30- 36:3- Veja que os objetos do Santuário que Deus mandou Moisés construir para ser sua casa de adoração, foram feitos cm as jóias do povo. Se jóias fossem algo pecaminoso Deus as usaria na Sua casa?
· Nm. 31: 50- aqui encontramos as jóias do povo sendo usadas como oferta expiatória para Deus. Deus aceitaria como oferta algo pecaminoso?
· Jó 42: 11- Como presente dos seus amigos após sua restauração Jó o homem justo e temente a Deus (Jó 1:1), recebe um monte de anéis. Para que isso se ele não usasse?
· Pv. 1:8-9- O escritor de provérbios compara o ensino dos PIS que é uma coisa muito boa, com diademas e colares, ou seja, compara com adornos, enfeites. Isto mostra que para ele os enfeites eram coisas importantes e boas. E não podemos esquecer que ele escrevia inspirado pelo Espírito Santo.
· Pv. 25:12- Uma pessoa sábia é comparada com jóias e brincos de ouro.
· Is. 61:10- Jerusalém é representada como se fosse uma mulher,que está recebendo as bênçãos de Deus (3), e estas bênçãos são comparadas com enfeites, com as jóias de uma noiva.
· Ez. 16: 1-14- Este texto é maravilhoso e esclarecedor. Deus compara Jerusalém com uma mulher, e como se Ele fosse um esposo que está feliz com sua mulher, lhe dá todo tipo de jóias, e ainda diz que ela enfeitada está com a gloria dele refletida (14).
· Ap. 21: 1-2- a Nova Jerusalém, que é um símbolo da Igreja glorificada, é comparada a uma noiva quando se enfeitava para o casamento.
3.d- Será que se as jóias fossem algo que Deus abomina e que os cristãos não deveriam usar o Senhor faria as comparações que acabamos de ler em sua Palavra, e daria e receberia as mesmas de seu povo? É óbvio que não. Todas estas passagens mostram que nas Escrituras nada existe de proibições com respeito as jóias, e que o povo da Bíblia as usava normalmente

Perdeu a prova do Enem porque parou pra orar








Fonte

26 de outubro de 2013

À espera de um milagre

Quadrilhas de pastores ladrões, dívidas milionárias com as tevês, administração amadora e investimentos equivocados na construção de grandiosos templos. O que está por trás da crise financeira da Mundial, uma das mais poderosas igrejas evangélicas do País

Rodrigo Cardoso – de ISTOÉ
Confira compilação com cenas do apóstolo Valdemiro Santiago e outros líderes da igreja pedindo contribuições aos seguidores:
IstoE_PastorWaldemiro_255.jpgChorar durante a pregação é um dos traços mais marcantes da performance de Valdemiro Santiago de Oliveira, o todo-poderoso da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), no púlpito. Criticado por abusar dessa prática, o autointitulado apóstolo tem motivos mais terrenos para derramar suas lágrimas atualmente. O império neopentecostal construído por esse mineiro de 49 anos, nascido em Cisneiros, distrito de Palma, a 400 quilômetros de Belo Horizonte, vive a maior crise da sua história. O mais recente indício de que a IMPD está fragilizada foi a decisão do Grupo Bandeirantes de encerrar, na semana passada, a parceria que mantinha com Valdemiro, que alugava quase a totalidade da grade da programação do Canal 21 e ocupava cerca de quatro horas diárias nas madrugadas da Band. Motivo do fim do acordo: atrasos no pagamento.

O PASTOR - Valdemiro Santiago criou um império religioso, viu seu rebanho se expandir por cerca de cinco mil templos e, agora, tenta colocar a casa em ordem ao ver sua igreja sangrar em milhões de reais
PASTOR 
Valdemiro Santiago criou um império religioso, viu seu rebanho se 
expandir por cerca de cinco mil templos e, agora, tenta colocar a 
casa em ordem ao ver sua igreja sangrar em milhões de reais.
Valdemiro até que tentou impedir o fato. De microfone em punho, o comedor de angu que cuidava de marrecos na roça antes de se converter evangélico usou toda a sua empatia com o povão. No início do mês, pôs o rosto no vídeo, caprichou na voz chorosa e iniciou uma campanha conclamando seus fiéis a ajudá-lo a arrecadar R$ 21 milhões para honrar compromissos com o aluguel de horários na mídia. A Mundial já devia R$ 8 milhões ao Grupo Bandeirantes referentes a setembro. No fim deste mês, outro boleto a vencer: R$ 13 milhões. A emissora paulista não confirma oficialmente, mas a Igreja Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo, concorrente direta da Mundial, teria entrado na disputa por esses horários e conseguido vencer a briga sobre a maior concorrente na disputa por almas. “Pegaram a gente em um momento de fraqueza”, diz uma liderança da IMPD. “Gastamos R$ 300 milhões com templos ultimamente e vivemos um tempo de estruturação e amadurecimento.”
PASTOR-01-IE.jpg
PODER 
Diante da crise, Valdemiro nomeou Jorge Pinheiro (acima), marido da irmã 
de sua esposa, para gerir o setor financeiro e administrativo da IMPD no 
lugar do bispo Josivaldo (abaixo), transferido para Lisboa
PASTOR-2-IE.jpg
"Cerca de 30% dos recursos que arrecadamos são desviados 
por bispos e pastores. Por mês, R$ 30 milhões saem pelo ralo"

afirma um alto dirigente da IMPD do Rio de Janeiro
Quisera Valdemiro Santiago, porém, que seus problemas fossem revezes restritos apenas ao campo administrativo da sua igreja. Em São Paulo, o líder evangélico é alvo de uma investigação do Ministério Público estadual e da Polícia Civil. Desde janeiro de 2013, diligências feitas pelo Grupo Especial de Delitos Econômicos (Gedec) e pela Divisão de Investigações sobre Crimes contra a Fazenda, da Polícia Civil, apuram um suposto crime de lavagem de dinheiro e ocultação de bens, direitos ou valores. O dono da Mundial virou alvo das autoridades quando elas descobriram que a Fazenda Santo Antonio do Itiquira, localizada em Santo Antônio do Leverger (MT), um conglomerado de 10.174 hectares de terras ocupado por milhares de cabeças de gado, foi comprado por R$ 29 milhões à vista pela empresa W. S. Music, cujos representantes são o apóstolo e sua mulher, a bispa Franciléia. O caso, que pode configurar uso do dinheiro de fiéis para enriquecimento pessoal, corre em sigilo.
01.jpg
A Mundial, fundada em 1998 – antes dela, Valdemiro fora pastor na Igreja Universal por 18 anos (leia quadro) –, viveu um avanço muito grande em um curto espaço de tempo. De 500 templos em 2009, hoje a denominação computa mais de cinco mil unidades, segundo seus membros. Acontece que a vida de uma igreja não se resume ao púlpito ou aos cultos. Administrativa e financeiramente falando, a IMPD não evoluiu. “Cerca de 30% dos recursos que arrecadamos são desviados. Por mês, R$ 30 milhões saem pelo ralo”, afirma um alto dirigente da denominação, lotado no Rio de Janeiro. De acordo com ele, a devoção em torno dos cultos, espécie de pronto-socorro espiritual, onde fiéis garantem ter alcançado a cura divina para alguma enfermidade graças à intercessão de Valdemiro, trouxe notoriedade à igreja e atraiu quadrilhas de pastores que se infiltraram em seus templos para se apropriar das doações. “Há dois anos e meio, por exemplo, o Valdemiro descobriu uma dessas quadrilhas no ABC paulista liderada pelo bispo e por seus auxiliares e os expulsou.”
PASTOR-03-IE-2293.jpg
PREGAÇÃO 
Com fama de milagreiro, Valdemiro fez fama ao se aproximar 
dos mais humildes. Abaixo, sua esposa, a bispa Franciléia
PASTOR-04-IE-2293.jpg
Esse mesmo dirigente lembra do dia em que, ao manobrar seu carro na saída de um culto, uma fiel bateu no vidro para alertar que pessoas traíam a confiança do líder evangélico: “Pastor, está vendo esse carnê da Mundial? A conta corrente aqui escrita não é a da igreja. Estão distribuindo carnês falsos para o povo pagar! Avisa o apóstolo, por favor!” Ou seja, o dinheiro estava sendo desviado num esquema paralelo ao de Valdemiro. Professor da pós-graduação de Ciências da Religião da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Ricardo Bitun se deparou com essa prática ao ir a campo para a confecção de sua tese de doutorado. Intitulado “Igreja Mundial do Poder de Deus: Continuidades e Descontinuidades no Neopentecostalismo Brasileiro”, o estudo defende que Valdemiro foi o único dissidente da Universal que conseguiu alcançar sucesso. E assim o fez graças, principalmente, à remasterização da cura divina, uma prática bastante difundida no Brasil nos anos 1970. “Um bispo me contou que havia pastores infiltrados em igrejas e até mesmo bispos cobrando propinas de pastores”, diz Bitun.
02.jpg
SUSPEITA 
Uso do dinheiro de fiéis para enriquecimento pessoal, como a compra de uma 
fazenda de R$ 29 milhões (à esq., o documento  de compra em seu nome), 
é investigado pelo Ministério Público e pela Polícia Civil de São Paulo
Valdemiro é um líder religioso onipresente no altar e nos programas televisivos e demorou a perceber que estava sendo traído por pessoas muito próximas a ele – e do alto escalão da igreja. Havia um grupo próximo a Josivaldo Batista de Souza, que era considerado o número 2 da Mundial, agindo como lobos em pele de cordeiro. “Ele se deu conta de que o problema advinha da concentração de poder em torno dessa turma”, diz um membro da hierarquia paulista da Mundial. “Era gente pedindo avião para fazer não sei o quê, para ter programa na televisão não sei onde, para abrir igreja em um grotão aí…” Segundo esse integrante da IMPD, Valdemiro cometeu erros próprios de líderes que sobem muito e rapidamente. “Ele se cercou de um estafe pequeno que blindava o acesso a ele. E, assim, passou a ouvir pouco outras opiniões. Precisa amadurecer.”
PASTOR-05-IE-2293.jpg
FLAGRA 
Membros da Mundial chegaram a clonar carnês para desviar 
o dinheiro que era arrecadado dos fiéis nos cultos
Diante das dívidas, dos calotes e das traições, o líder da IMPD está tentando conter a sangria da sua igreja do jeito que pode. Transferiu para Lisboa o pastor Josivaldo, um ex-membro da Universal que o acompanha desde o começo dos trabalhos da denominação em Pernambuco, segundo Estado onde ele fincou sua bandeira. Para substituir Josivaldo, que era responsável pela gestão administrativa e financeira e cuidava do dia a dia da Mundial, além dos bispos e pastores, Valdemiro achou por bem recorrer a um familiar. Empossou o bispo Jorge Pinheiro, marido da irmã da sua esposa Franciléia. Para tentar se reequilibrar financeiramente, conta um bispo paulista, ele decidiu se desfazer de duas Cidades Mundiais, como são chamados os megatemplos da IMPD, em São Paulo e no Paraná. Elas se encontram fechadas pelos órgãos públicos locais, após pouco tempo de funcionamento, por não preencherem requisitos para receber o público. Um claro erro de avaliação que onerou a igreja. “A Cidade Mundial paulista está fechada desde fevereiro de 2012. Mas Valdemiro, todo mês, tem de pagar R$ 5 milhões das parcelas da compra dela”, diz o bispo. Missionário da IMPD, o deputado estadual Rodrigo Moraes (PSC-SP), que foi designado pela igreja para fazer “a coisa caminhar” junto aos órgãos públicos, segue na sua empreitada. “Não recebi o comando de parar o trabalho ainda. Mas a vontade do apóstolo é que fala mais alto”, afirma. Templos pequenos e mal localizados, que não condiziam com a orientação de Valdemiro, também deixaram de ser usados. “Cerca de 15% deles tiveram de ser fechados ou reestruturados”, diz uma liderança da igreja. Pode ser uma saída para que a fama de caloteiro não suplante a de apóstolo milagreiro.
PASTOR-07-IE-2293.jpg
NA JUSTIÇA 
Faz três meses que a Mundial não paga o aluguel do imóvel (acima), 
localizado em Pirituba (SP): ação de despejo e cobrança de R$ 34 mil. 
À esq., Cidade Mundial em São Paulo, que será fechada
PASTOR-06-IE.jpg
Não são poucos os templos ocupados pela IMPD que têm problemas com aluguel atrasado ou ações de despejo em curso na Justiça. Em Pirituba, por exemplo, bairro da capital paulista, o proprietário impetrou na justiça uma ação de despejo contra a igreja por não receber o aluguel de seu imóvel desde julho. E cobra, ainda, o pagamento de R$ 34.538,64. De acordo com um de seus representantes legais, essa é terceira vez que a justiça é acionada desde 2010, quando o local passou a ser ocupado pela Mundial. “Não entendo a falta de organização da igreja. Não acredito que ela não tenha caixa para pagar o aluguel”, diz ele, que prefere não se identificar. “Esses problemas diminuíram 70% nos últimos tempos”, garante Dênis Munhoz, advogado da Mundial. À frente também do cargo de vice-presidente da Mundial, Munhoz refuta a ideia de a denominação viver uma crise, argumentando que a IMPD é a evangélica que mais cresce no Brasil. Sobre as quadrilhas de pastores, afirma: “Se existe esse problema, a igreja sempre tomou as providências rapidamente.” Prefere, no entanto, não comentar a perda dos espaços no Canal 21 e na Band. Quem falou sobre o assunto foi o presidente da IMPD, o deputado federal José Olímpio (PP-SP). “Estamos pagando muitas prestações, os valores de aluguéis aumentaram, temos muitas obras em andamento e acabou atrasando alguma coisa. Aí, deixa de pagar um mês e vira um problema para a mensalidade seguinte”, diz.
03.jpg
Para se ver livre de mais problemas, Valdemiro, que, procurado por ISTOÉ, não se manifestou, entregou os horários que possuía na Rede TV! e na CNT. Deixou também de alugar espaço em dezenas de retransmissoras de diferentes estados e recuou no projeto de ocupar a programação de tevês da Argentina, Colômbia e do México. “Muitas vezes, é melhor dar um passo atrás para, depois, dar um maior à frente”, diz o alto dirigente da Mundial do Rio. “Valdemiro me disse que estava, inclusive, vendendo a sua fazenda no Mato Grosso.” Essa informação não foi confirmada pelo presidente nem pelo vice-presidente da IMPD. Mas, na atual situação, receber R$ 33 milhões, valor estimado da Fazenda Santo Antonio do Itiquira, seria como um milagre para o líder evangélico.
Fonte: ISTOÉ

Nota:

Este é o destino de quem usa o nome de Deus para enriquecimento, que torce as Escrituras, usa de textos isolados para enganar o povo, usao o povo como massa de manobra, usa esta massa de manobra para entrar na política, usa esta política para se defender da mídia, usa a mídia para difundir sua pregação que torce a Palavra, entrando assim num looping de falcatruas e se “arrudeia” de outros lobos como ele mesmo. Seria bom se fosse apenas isto, mas se ele não se arrepender e tornar de seus caminhos, coisas piores o aguarda nas trevas eternas.
 
João 10:10, “o ladrão não vem somente para roubar, matar e destruir” fala desses caras, deses homens maercenários e ladrões.

Ladrões, roubadores, e filhos do Diabo.

Vi aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...