Pular para o conteúdo principal

Padre pede desculpas após cantar e dançar "Show das Poderosas" no Recife.



    • O autor da performance, padre Hewerton de Castro Alves, pediu desculpas pela escolha do repertório
      O autor da performance, padre Hewerton de Castro Alves, pediu desculpas pela escolha do repertório
    O vídeo de um padre cantando e dançando uma versão de "Show das Poderosas", hit de Anitta, virou sucesso nas redes sociais e gerou controvérsia na paróquia Santa Luzia, no bairro de Areias, no Recife.
    O autor da performance, padre Hewerton de Castro Alves, pediu desculpas pela escolha do repertório durante uma cerimônia de formatura do curso de direito na Universidade Católica de Pernambuco, no dia 13 de janeiro.
    Durante sua participação no evento, Padre Hewerton gesticula, canta a letra com referência a Jesus e faz sinal de chifrinho após o verso "quando começo a louvar, eu te enlouqueço, eu sei". No final, após imitar Anitta com a palma da mão aberta em "pre-pa-ra", ele manda beijo "para as minhas fãs que estão aqui".

    Com mais 50 mil visualizações, a performance do padre não teria agradado a Arquidiocese de Olinda e Recife, principalmente por se tratar de uma música considerada sensual na versão original.

    Tão logo o vídeo começou a ser compartilhado, o padre foi chamado para uma conversa com o arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. Logo em seguida, Hewerton divulgou uma nota afirmando que a música é uma versão já conhecida e apresentada durante a Jornada Mundial da Juventude, durante a visita do Papa Francisco, em julho do ano passado. 
    Em comunicado, o padre se desculpou pelo ocorrido. "Creio que, de fato, não fui feliz em cantá-la em um culto de formatura, mas a intenção sempre, de minha parte, foi de trazer os jovens para mais perto da igreja. A intenção não foi jamais de afrontar ou escandalizar pessoa alguma", escreveu.

    Em contato com o UOL, a Arquidiocese afirmou que o padre não foi afastado de sua função.
     

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Descontrolada, Gleisi diz que o juiz Sérgio Moro é 'safado e sem-vergonha'; assista

A senadora Gleisi Hoffmann subiu à tribuna do Senado para defender a tentativa de tirar o ex-presidente Lula da cadeia com um habeas corpus ilegal concedido por um desembargador militante no plantão, contrariando o próprio Tribunal, as cortes superiores, e o CNJ. Descontrolada, Gleisi concentrou seus ataques no juiz Sérgio Moro, que ela chamou de "safado e sem-vergonha". Gleisi ainda garantiu que "O Brasil vai pagar muito caro, a democracia brasileira vai pagar muito caro. E eu tenho certeza de que vamos criar situações muito graves no Brasil ainda de instabilidade, a que nós não vamos conseguir dar direção e saída".



Assista: 

Leia também: