Pular para o conteúdo principal

Apoio de David Luiz à abstinência sexual surpreende, diz criador de ação


Jogador divulgou no Twitter hashtag da campanha Escolhi Esperar.
'Casar virgem hoje é quase um escândalo', diz fundador de movimento.

Flávia Mantovani Do G1, em São Paulo
David Luiz repassou no Twitter foto em que aparece fazendo o gesto do "Escolhi Esperar" ao lado de adepta da campanha (Foto: Reprodução/Twitter)David Luiz repassou no Twitter foto em que aparece fazendo o gesto do "Escolhi Esperar" ao lado de adepta da campanha (Foto: Reprodução/Twitter)
Por ser rico, famoso e do mundo do futebol, o jogador David Luiz, de 27 anos, surpreende as pessoas quando divulga a campanha pela abstinência sexual até o casamento, diz o fundador do movimento “Eu Escolhi Esperar”, Nelson Jr.
O zagueiro da seleção brasileira já divulgou nas redes sociais posts com a hashtag #EscolhiEsperar, ligada à campanha que defende a abstinência do sexo antes do casamento. No último deles, de 21 de junho, David Luiz retuitou uma foto postada por Nelson Jr. em que ele aparece com uma apoiadora do movimento fazendo um gesto com a mão ligado à campanha. Ele namora uma portuguesa, Sara Madeira.
David Luiz mostra apoio a campanha 'Escolhi Esperar' no Twitter (Foto: Reprodução/Twitter)Tuíte do jogador cita campanha
(Foto: Reprodução/Twitter)
“Desde o fim do ano passado ele já havia postado nossas frases, nossas publicações. Quando veio para o Brasil agora, escrevi para ele dizendo que o admirava e que queria presenteá-lo com material da campanha. Achei que ele nem ia responder, mas ele respondeu de imediato dizendo que iria adorar”, conta Nelson Jr., que é pastor no Espírito Santo e fundou o movimento em 2011. Ele conta que o craque acabou se confundindo e fez o gesto com a mão direita, e não com a esquerda, que representa o casamento. "Mas o que valeu foi a intenção."
Segundo Nelson, o Eu Escolhi Esperar não é uma campanha pela virgindade, mas pela preservação até o casamento. “Existem pessoas que não são mais virgens, mas decidem aderir à nossa campanha”, diz. Ele também afirma que o movimento é cristão, mas não tem ligação com nenhuma igreja específica. Segundo Nelson, há evangélicos e católicos entre os seguidores.
Antigamente casar virgem era bonito. Hoje é quase um escândalo. Os jovens sentem vergonha, se sentem extraterrestres. A campanha é para que eles vejam que não são os únicos"
Nelson Jr., fundador do Eu Escolhi Esperar
Ele afirma que não sabe se David Luiz pertence a alguma religião, mas diz que o considera um “simpatizante” da causa.
Para Nelson Jr., a divulgação da campanha pelo jogador ajuda a colocar o tema em debate. “Ele levanta o tema do romance, do casamento, dos valores que estão faltando nessa sociedade permissiva demais. A libertinagem sexual hoje é muito grande”, diz.
Segundo ele, a ideia é que os jovens que decidem esperar pelo sexo após o casamento se sintam incluídos. “Antigamente casar virgem era bonito. Hoje é quase um escândalo. Os jovens sentem vergonha, se sentem extraterrestres. A campanha é para que eles vejam que não são os únicos”, afirma.
Kaká e Bernard
Nelson Jr. diz que a campanha tem cerca de 2,5 milhões de seguidores nas redes sociais, e que mais de 200 mil pessoas já assistiram às palestras e cursos sobre sexualidade e vida sentimental organizados por eles em todo o Brasil. Afirma, ainda, que já deu palestras nos EUA, no Haiti, na Guiné Bissau e na Inglaterra, e que tem convites para divulgar o movimento na Austrália, Portugal, Itália e Japão.
Ele diz que uma das inspirações para criar o movimento foi o exemplo do jogador Kaká. “Ele não tinha vergonha de assumir que iria se casar virgem”, diz. Segundo ele, outro jogador da seleção brasileira, o atacante Bernard, também simpatiza com a causa.
Para ele, o fato de jogadores de futebol aderirem à campanha colabora para preservar sua vida pessoal. “Tem as famosas Marias Chuteiras, cuja vida se resume a correr atrás dos famosos do futebol. Quando o atleta toma uma postura dessas se preserva desse tipo de emboscada”, afirma.

G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade