Pular para o conteúdo principal

Carol Celico e Kaká se separam após nove anos

Confirmação foi dada pela assessoria do jogador nesta segunda-feira, 3. "Estão separados, mas não posso dar detalhes, é algo particular", disse.



Após rumores de crise e uma aparente reconciliação, Kaká e Carol Celico não estão mais casados. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do jogador ao EGO nesta segunda-feira, 3. "Eles estão separados, mas não posso dar nenhum detalhe. É algo particular deles", disse. O casal tem dois filhos, Luca, de cinco anos, e Isabela, de três, e começaram a namorar em 2002. O casamento aconteceu em 2005.
Fontes do EGO contam que a mudança de Kaká para os Estados Unidos, onde defenderá o time de futebol Orlando City, teria sido um dos motivos para que o casal colocasse um ponto final na relação.
Mais cedo, Carol Celico esteve assistindo aos desfiles do primeiro dia da São Paulo Fashion Week, quando usou um vestido com decote matador. Apesar de falar com a imprensa sobre moda e filhos,Carol disse que não falaria mais sobre o casamento.
A última aparição do casal foi no último dia 26 de outubro. O registro de Carol e Kaká ao lado dos filhos em uma festa foi postado no perfil de Carol no Instagram.
Procurado pelo EGO após a confirmação da deparação, o assessor de imprensa de Carol Celico não quis comentar o assunto.
No último dia 18, Carol postou no Instagram, uma foto mostrando um pingente com as letras R - inicial do nome verdadeiro de Kaká, Ricardo -, L e I dos filhos Lucca e Isabella. "Agora vou carregar todos os dias no meu coração as iniciais dos amores da minha vida'. Apesar disso, Carol apagou a foto do Instagram. Já Kaká, não posta fotos ao lado da ex-mulher há dois meses.
Carol Celico passou o último fim de semana no Rio de Janeiro, já o jogador, esteve em São Paulo com os filhos.
Após rumores de crise e uma aparente reconciliação, Kaká e Carol Celico não estão mais casados. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do jogador ao EGO nesta segunda-feira, 3. "Eles estão separados, mas não posso dar nenhum detalhe. É algo particular deles", disse. O casal tem dois filhos, Luca, de cinco anos, e Isabela, de três, e começaram a namorar em 2002. O casamento aconteceu em 2005.
Fontes do EGO contam que a mudança de Kaká para os Estados Unidos, onde defenderá o time de futebol Orlando City, teria sido um dos motivos para que o casal colocasse um ponto final na relação.
Mais cedo, Carol Celico esteve assistindo aos desfiles do primeiro dia da São Paulo Fashion Week, quando usou um vestido com decote matador. Apesar de falar com a imprensa sobre moda e filhos,Carol disse que não falaria mais sobre o casamento.
A última aparição do casal foi no último dia 26 de outubro. O registro de Carol e Kaká ao lado dos filhos em uma festa foi postado no perfil de Carol no Instagram.
Procurado pelo EGO após a confirmação da deparação, o assessor de imprensa de Carol Celico não quis comentar o assunto.
No último dia 18, Carol postou no Instagram, uma foto mostrando um pingente com as letras R - inicial do nome verdadeiro de Kaká, Ricardo -, L e I dos filhos Lucca e Isabella. "Agora vou carregar todos os dias no meu coração as iniciais dos amores da minha vida'. Apesar disso, Carol apagou a foto do Instagram. Já Kaká, não posta fotos ao lado da ex-mulher há dois meses.
Carol Celico passou o último fim de semana no Rio de Janeiro, já o jogador, esteve em São Paulo com os filhos
Casamento abalado e rumores de separação
Em junho deste ano, a revista 'Caras' informou que Carol e Kaká haviam se separado. Na época, o jogador curtiu uma temporada em Fernando de Noronha sem a companhia da mulher. Apesar dos rumores, o casal apareceu em uma foto postada pela mãe de Carol, ironizando a informação. "Kaká e Celico separados pela ... Isabella no meio", escreveu Rosangela Lyra na legenda da foto onde os dois apareciam se beijando.
Em setembro, Carol deu uma entrevista à revista 'Época' e admitiu ter passado por uma crisa no casamento com o jogador. "Qualquer relacionamento - seja de um ano ou 10 - tem crise. E toda crise pode vir para o bem. Aproveitei para surfar a onda e amadurecer como pessoa e no relacionamento. A gente tem crise todos os anos, isso é normal", disse à publicação.
Carol Celico e Kaká em festa em São Paulo (Foto: Instagram/ Reprodução)Carol Celico e Kaká (foto de arquivo)

Ego.Globo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Descontrolada, Gleisi diz que o juiz Sérgio Moro é 'safado e sem-vergonha'; assista

A senadora Gleisi Hoffmann subiu à tribuna do Senado para defender a tentativa de tirar o ex-presidente Lula da cadeia com um habeas corpus ilegal concedido por um desembargador militante no plantão, contrariando o próprio Tribunal, as cortes superiores, e o CNJ. Descontrolada, Gleisi concentrou seus ataques no juiz Sérgio Moro, que ela chamou de "safado e sem-vergonha". Gleisi ainda garantiu que "O Brasil vai pagar muito caro, a democracia brasileira vai pagar muito caro. E eu tenho certeza de que vamos criar situações muito graves no Brasil ainda de instabilidade, a que nós não vamos conseguir dar direção e saída".



Assista: 

Leia também:

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…