Subscribe:

17 de novembro de 2014

Dilma esta blindada mas lava jato ja atinge Lula em cheio admite estrategista da Presidencia




O jornalista Jorge Serrão, do site Alerta Total, afirma que, embora ainda haja possibilidade de blindar Dilma em relação aos escândalos de corrupção na Petrobras, o ex-presidente Lula já não goza mais da mesma proteção. Segundo o jornalista, mesmo que a presidente não seja diretamente implicada, as consequências serão devastadoras.

leia a baixo o texto de Jorge Serrão:

O santo nome de luiz Inácio  Lula da Silva só não figurou entre os cotados a prisão no desdobramento da Operçaõ lava jato(citado por dois delegados federais d epeso) para desmoralizar, completamente a figura instituicional da Presidencia da Republoica.
Brevemnete os escândalos vão atingi-los diretamente. Provas documentais vindas da Suiça e da Holanda, com aval do departamento de justiça dos EUa
( que investiga a Petrobras) serão letais para os corruptos. As manoifestações desde 15 de novembro, pró-empeachment, vão ganhar impulso.

Tal avaliação foi feita por imediatos do cumprimento desde ontem, dos 85 mandados judiciais d eprisão ou coerção tempora´ria e mais 123 ordens de busca e apreensão de documentos em grandes empreiteiras suspeitas de superfaturar margens de lucro em obras e serviço com o governo, principalmente nos contratos com a Petrobras para distribuir corrupção a politicos, lavando bilhões de dolares no Brasil e no exterior. Foi mais uam ordem judicial do juiz Sergio Moro, o homem de gelo, da 13a vara Federal em Curitiba.

Um integrante do governo. que só pode ser esquisofrêncico-teve a coragem de comentar por escrito, ontem a tarde, em um documento reservado, que " Dilma esta blindada". O mesmo interlocutor alega que Dilma não será prejudicada pelos problemas na Petrobras na gestão do antantecessor  Lula. Apesar da "blindagem de Dilma" o acessor próximo reconhece que a gestão da estatal durante o período Lula "ja esta atingida"

A recomendação interna é que Dilma faça um discurso elogiando as ações da PF e mostrando que ela, na luta contra  acorrupção, iniciou mudanças na mepresa, demitindo diretores. Outro conselho tático complicadíssimo é que Dilma estabeleça, urgentemente, uma separação entre as adminsitrações na Petrobras no "períoudo Lula" e no "períoudo Dilma."

Tal missão é impossivel na prática. No governo Lula, quanto os problemas ocorreram, Dilma ocupava nada menos que o cargo de "Presidente do conselho de administração da Petrobras".

O primeiro governo dilma acaba mal, sem ter começado direito. O segundo mandato dela já tem riscos concretos de nem acontecer. Nem um malabarismo jurídico no Supremo Tribunal Federal conseguirá evitar  em breve a desplocamação da Republica sindicalista do Brasil.
Por ironia, a salvação nacional é costurada apartir da Alemanha , pais que nos impôs vexaminosa goleada de 7x1 na Copa do mundo de 1014. Um magistrado da força tarefa, "germânica" adverte a seus pares. " A nova etapa do lava jato somente efeitos bombásticos.Arrastará a republica petista ao maior descrédito e fará com que Dilma fique mais isolada. Estamos no término de um dos mais venais e sacanais governos da Republica das bananas".

Os futuros  acordos de leniência, firmados pelo judiciário com empreiteiras que participaram do esquema de  corrupção e lavagem de dinheiro, tendem a ser fatais para dezenas  de importantes figurões políticos beneficiados. A Lava Jato no Petrolão cumpre o papel saneador que ficou incompleto no mensalão. Na ação penal  470 quem se ferrou, concretamente, foi rigoroso Joaquim Barbosa – forçado a aposentar a toga por pressões muito além da coluna cervical. O resultado prático do mensalão é sinônimo de impunidade, tendo apenas Marcos Valério como grande bode expiatório que continuará por bom tempo na cadeia, em troca de um silencio que pode ser quebrado a qualquer momento.
Na lava jato a coisa fica mais preta e suja que petróleo na cueca de petralha sofrendo de caganeira. Fio preso ninguém menos que o homem de confiança do reeducando José Dirceu na Petrobras, Renato duque , o diretor de serviços de 2003 a 2012, só sendo demitido no mesmo ano do diretor de abastecimento , Paulo Roberto costa, convertido em colaborador premiado do judiciário e do Ministério publico Federal. Aposta se que Duque acabará forçando a aderir à delação premiada. Acordo parecido (chamado de leniência, quando se refere a pessoas jurídicas) deve valer para diretores de grandes empreiteiras envolvidas nas falcatruas bilionárias. Em prisão domiciliar, Dirceu deve estar Pt da vida e preocupadíssimo com o que vem por ai.... Imagina o amigo Lula, chefão de todos....
O cataclismo politico é inevitável. Se Lula for afetado, Dilma fica Frágil para cair por tabela.  O mercado brasileiro fica desmoralizado perante o resto do mundo, com as maiores empresas (representativas do PIB) tendo seus dirigentes presos por corrupção, mesmo que temporariamente. Vem ai um inédito e gigantesco acordo de leniência (nunca antes visto na Historia do Brasil) entre o MPF, Judiciária e empreiteira. A moeda de trocas das relações dos nomes de políticos será uma espécie de perdão aos dirigentes das empresas  que acabarão condenadas a pagar multas milionárias, que, somadas, podem chegar a bilhões de reais (ou dólares). Isso só nos processos brasileiros. Sem falar, nos que já correm (civis e criminais) nos Estados Unidos.
O juiz Sérgio Fernando Moro, da 13ª vara Federal em Curitiba, tem um papel chave no saneamento  da lava jato. Ele e outros membros do judiciário, do Ministério Público, da Policia  e da receita Federal, que não aceitam mais o grau degradante da corrupção sistêmica no Brasil, merecem todo apoio individual e popular. Lugar de ladrão é na cadeia! Lugar de politico corrupto é no parlatório da penitenciaria. De preferência, pagando pena e pagando multas, com o patrimônio pessoal ou familiar, pelo que roubou do poder público. Qualquer coisa diferente disto é barbárie e impunidade. Os brasileiros não aguentam mais tanta sacanagem! Chega de pizza!
A República precisa ser reproclamada  com urgência urgentíssima, baseada em princípios verdadeiramente federativos, com democracia, gestão pública de qualidade e transparência absoluta sobre investimentos e despesas com o dinheiro público.
Luciana Camargo
Folha Política

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...