Subscribe:

14 de novembro de 2014

Marisa Lobo ganha na Justiça o direito de voltar a exercer a profissão

A cassação da licença profissional de Marisa Lobo foi anulada pela Justiça Federal no último dia 6 de novembro. Em maio de 2014, o Conselho Regional de Psicologia do Paraná cassou o registro da psicóloga por conta de seu posicionamento religioso.
Filiada ao PSC, Marisa Lobo é cristã e defende o atendimento psicológico para homossexuais que desejam deixar a prática. Ela explica que, ao contrário do que foi acusada, ela não oferece a “cura gay” e sim a possibilidade de homossexuais descontentes com sua condição receberem tratamento psicológico.
A defesa de Marisa Lobo alegou que o poder do Conselho tem limites e que ele não pode impor regras não previstas em lei e cercear as liberdades de expressão e de religião. Os argumentos foram aceitos pela Justiça que ordenou a anulação da decisão do Conselho.
Marisa Lobo afirma sofrer de perseguição religiosa: “Desde o começo eles (Conselho) inventaram a questão da cura gay, porque eu falo tecnicamente contra a ideologia de gênero e outras aberrações que o Conselho quer enfiar goela abaixo de todo o povo. O Conselho me perseguiu, porque eu o estava denunciando e não por causa de ‘cura gay’ – tanto que eles mesmos tiraram isto do processo e se focaram contra a questão da psicologia cristã. Então ficou claro que era um caso de perseguição religiosa”.
ASCOM PSC Nacional com informações do Portal Gospel Prime

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...