Pular para o conteúdo principal

Partido da Guatemala, parabenizou Dilma pela vitória , três dias antes das eleições.



Circula pelas redes sociais um documento publcado no site do Foro de S.Paulo (veja o documento) em que um partido da Guatemala dá os parabéns a Dilma pela eleição, mencionando a diferença de votos, com a data de 22 de Outibro de 2014- antes da eleição, portanto, e em um momento em que ninguém apostaria no resultado final da eleição.

A Alternativa Nueva Nación (ANN) é um partido de extrema esquerda e “inimigo do imperialismo” da Guatemala que abriga ex-filiados a várias organizações de esquerda, principalmente militantes e ex-guerrilheiros das chamadas Forças Armadas Revolucionárias (FAR), que se dissolveram, em meados dos anos 90, após 30 anos de guerrilha contra diferentes governos do país — ditaduras militares ou eleitos.
No documento abaixo, dirigentes da ANN saúdam a vitória de Dilma Rousseff nas eleições, atacam “as manobras da direita mais conservadora” brasileira e saúdam, “como partido integrante do Foro de São Paulo e de seu Grupo de Trabalho”, partidos como o PT e o PCdeB.
Até aí nada demais, mas o curioso e estranhíssimo é que, em link que aparece no Google do próprio Foro de São Paulo quando se clica o nome da organização — confiram aqui –, o documento é datado de 22 de outubro de 2014 — três dias portanto, ANTES do segundo turno da eleição presidencial. E o documento menciona até a diferença de votos que separou Dilma de Aécio Neves.
O linguajar tijolal e monótono, recheado de velhos lugares-comuns , igualzinho ao dos partidos de esquerda de quando eu era estudante e tinha 18 anos de idade, muito antes da queda do Muro de Berlim, mostra entre várias coisas o desconhecimento dos “camaradas” guatemaltecos em relação às alianças do PT, porque o tempo todo co-atribuem o triunfo ao microscópico PCdoB — e não a aliados poderosos, e conservadores, do lulopetismo, como o PMDB e o PP.
Diz o documento:
Saudamos jubilosamente o triunfo da Companheira Dilma e do PT no Brasil
Da Guatemala, as e os companheiros integrantes dos organismos de Direção e Militância da Alternativa Nova Nação, Partido integrante do Movimento Revolucionário guatemalteco, com enorme alegria e satisfação constatamos que o povo brasileiro teve a capacidade de valorizar e respaldar os grandes avanços sociais, políticos e econômicos que se produziram no Brasil desde o triunfo dos Companheiros Lula e Dilma, na aliança construída pelo Partido dos Trabalhadores, PT, o Partido Comunista Brasileiro (sic), PCdoB, e outras forças, outorgando o triunfo eleitoral à Companheira Presidente Dilma Rousseff, com uma diferença de mais de três milhões de votos, nos quais se pode identificar claramente o respaldo dos setores populares do país irmão.
Esta aliança de partidos conseguiu também obter a maioria das cadeiras no Congresso e no Senado (sic) brasileiro, apesar das manobras da direita mais conservadora, com a cumplicidade do Partido da Social Democracia Brasileira, PSDB, que decidiu identificar-se com os setores mais ricos, e que com o apoio de forças da direita do Continente e das multinacionais da informação, tentaram construir um cenário de medo na população, o que inclusive produziu manipulações no mercado de valores do Brasil; mas o povo decidiu e o fez sabiamente.
Como Partido integrante do Foro de São Paulo e de seu Grupo de Trabalho, sentimo-nos orgulhosos por este triunfo das forças democráticas brasileiras, o que permitirá aprofundar as transformações sociais e econômicas, o combate à pobreza e desigualdade que o capitalismo predador construiu no Brasil no passado.
Também porque este triunfo do PT, do PCdoB e seus aliados possibilitará continuar na rota de integração latino-americana e caribenha.
Longa vida ao projeto político do PT e do PCdoB em favor do desenvolvimento e da democracia!
O triunfo de Dilma é do povo brasileiro e de todos os povos da América Latina e do Caribe!
Por uma Guatemala justa, digna e solidária.
Guatemala, 22 de outubro de 2014.


Folha Politica

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade