Pular para o conteúdo principal

Silas Malafaia cobra posição de Crivella sobre novo ministro do STF


O pastor é contra a nomeação de Luiz Edson Fachin feita por Dilma Rousseff
por Leiliane Roberta Lopes

Silas Malafaia cobra posição de Crivella sobre novo ministro do STFMalafaia cobra posição de Crivella sobre Fachin
Pelo Twitter o pastor Silas Malafaia cobrou o posicionamento do senador Marcelo Crivella a respeito da indicação de Luiz Edson Fachin ao Supremo Tribunal Federal.
Malafaia é contra a indicação feita pela presidente Dilma Rousseff por conta dos projetos defendidos pelo novo ministro. “Fachin defende direito da amante, poligamia, desapropriação de terras produtivas etc, etc… Quero ver se o senador Crivella vai apoiar ou não”, escreveu.
As acusações são referentes aos projetos já divulgados pelo Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), do qual Fachin era diretor.
Apesar de negar qualquer ligação com o PT, o novo ministro é acusado de entrar para o STF para defender temas que venham a beneficiar o partido ou seus ideais.
O senador Magno Malta já se posicionou contra a indicação de Fachin e faz parte da campanha que rejeita o jurista. Malafaia diz que já conhece o posicionamento de Malta e pede para que Crivella se posicione.
“Já conheço o voto do senador Magno Malta contra Fachin, quero saber se o senador Crivella vai ter a coragem de votar a favor desse individuo”, escreveu.
Os senadores passaram 12 horas sabatinando Fachin sobre os mais diferentes temas, Magno Malta, por exemplo, fez perguntas relacionadas à família e quis saber se o jurista é contra ou a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
“Tenho para mim que determinadas categorias foram mesmo pesadas para casais heterossexuais”, disse Fachin respondendo ao senador capixaba.
Para se fazer mais entendido ele completou a resposta dizendo: “Eu sou favorável a que haja lei e que na lei, se dependesse eventualmente da minha manifestação, seria favorável à atribuição de direitos civis. Vou usar uma expressão que pode ser um pouco profana: que não se deve heterossexualizar a homossexualidade. São coisas distintas, cada uma tem a sua esfera. E em relação ao casamento, foi um instituto que foi pensado e historicamente levado efeito para a heterossexualidade”, disse.
Fachin foi aprovado pela comissão do Senado com 20 votos a favor e 7 contrários. A votação foi secreta e Crivella se comportou gentil com o jurista durante a sabatina, sem cobrar os projetos em relação ao pagamento de pensão para amantes.

Gospelmais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Advogado desiste de defender Lula

Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um dos principais advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sepúlveda Pertence enviou uma carta ao petista, na sexta-feira passada, em que comunicou sua intenção de deixar a banca de defesa “com pesar”. Segundo dirigentes do PT, Pertence deixou claro que as divergências com outros advogados da causa motivaram a decisão. O manuscrito foi levado a Lula, preso em Curitiba desde 7 de abril, pelo filho de Pertence, Evandro.
Na quarta-feira, o advogado Sigmaringa Seixas se encontrou com Lula em Curitiba para falar que Pertence queria deixar a sua defesa. O ex-presidente foi reticente e disse que não aceitaria que o ex-ministro, seu amigo há 40 anos, saísse da causa.
Na sexta-feira, ao receber a carta de Evandro, Lula repetiu que era contra a renúncia de Pertence e não quis ler o documento, que ficou com ele. O petista e seu advogado devem conversar pessoalmente nos próximos dias para definirem se o medalhão permanecerá ou não na banc…

Com o bolso cheio e a moral esfacelada, Sepúlveda deixa a defesa de Lula

Lula não aceita e chamou Sepúlveda para conversar em Curitiba.
É oficial. O ex-ministro Sepúlveda Pertence não faz mais parte da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em carta, ele anunciou ‘com pesar’ sua intenção de deixar a banca de defesa. A missiva de Sepúlveda foi entregue ao presidiário por seu filho Evandro Pertence. O ex-ministro encerra assim um dos episódios mais tristes e vergonhosos de sua carreira. Sepúlveda enumera diversos episódios que teriam sido preponderantes para a sua decisão, mas o fato marcante foi sem dúvida a verdadeira humilhação a que foi submetido pelo advogado Cristiano Zanin. Segundo o jornal O Globo, Lula disse que não aceita a renúncia. Sepúlveda terá que comparecer a Curitiba para conversar com o petista. O encontro dever ocorrer no decorrer desta semana. Jornal da Cidade