Subscribe:

14 de novembro de 2015

Estado Islâmico assume autoria de atentados na França

O Estado Islâmico publicou neste sábado (14) um comunicado em que assumiu a autoria da série de atentados que deixaram 127 mortos em Paris na sexta-feira. 
No comunicado, o grupo jihadista diz que a França é o "principal alvo" do grupo. 
"Oito irmãos carregando coletes suicidas e armas automáticas alvejaram áreas no coração da capital francesa que foram especificadamente escolhidas antes: o Stade de France durante uma partida contra a Alemanha na qual o imbecil François Hollande estaria presente; o Bataclan, onde centenas de idólatras estariam juntos numa festa da perversidade; além de outros alvos no 10º,  no 11º e no 18º arrondissements", diz a nota.
"A França e todos aqueles que seguem seu caminho devem saber que permanecem o principal alvo do Estado Islâmico."
"Alá (...) lançou o terror contra seu coração", diz o grupo, que chama Paris de "a capital da abominação e da perversão"."Paris tremeu sob seus pés [dos terroristas]."
A nota termina com um alerta de que "este não é nada mais do que o começo de uma tempestade e uma advertência para aqueles que queiram meditar e tirar suas conclusões".
No Twitter, o Al-Hayat Media Centre, ligado ao Estado Islâmico, havia postado um vídeo em que o grupo jihadista pedia ataques contra a França. O vídeo não tem data e sua veracidade não pôde ainda ser confirmada.
Na gravação, um militante diz que a França "não viverá em paz até que os bombardeios continuem". "Vocês terão medo até de ir ao mercado", diz ainda.
"É um ato de guerra que foi cometido por um exército terrorista, um exército jihadista, o Daesh, contra a França", disse Hollande, usando a sigla em árabe para o Estado Islâmico. "É um ato de guerra que foi preparado, organizado e planejado no exterior, com cumplicidade de dentro da França."
Hollande prometeu uma resposta "implacável" aos atos de terror e decretou três dias de luto nacional.

Ampliar
Terror na França47 fotos
37 / 47
13.nov.2015 - Espectadores do amistoso entre França e Alemanha, realizado no Stade de France, em Paris, se abraçam após explosões que deixaram três mortos em um portão do estádio. O presidente francês, François Hollande, também estava presente na partida e foi removido às pressas, enquanto outros ataques deixaram um total de 120 mortos na capital francesa, mais de cem deles na casa de espetáculos Bataclan Leia mais Christophe Ena/AP
Ampliar
Jornais internacionais destacam os ataques em Paris10 fotos
1 / 10
14.nov.2015 - O jornal norte-americano destaca, na edição impressa deste sábado, imagens da tragédia e a declaração de estado de Emergência em todo país Leia maisReprodução

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...