Subscribe:

18 de abril de 2016

Vice-presidente da Câmara muda o voto após ser filmado entrando no hotel em que Lula está hospedado



O deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA), vice-presidente da Câmara - e que substituiria Eduardo Cunha numa eventual cassação do presidente - mudou nesta sexta-feira o voto que iria registrar no domingo: passou a apoiar o governo, contra, portanto, a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
O deputado ainda anunciou para a Agência Estado que mais 12 parlamentares do PP na Câmara votariam contra o impeachment. O partido já havia fechado questão a favor da saída da presidente Dilma.
Só que pela manhã o deputado foi filmado por integrantes do movimento “Nas Ruas”, quando entrava no Hotel Golden Tulip, em Brasília. Uma das integrantes do movimento, a executiva Carla Zambelli, chega a bater boca com Maranhão, questionando se ele seria o presidente caso Eduardo Cunha fosse cassado.
Carla conversa com o deputado na porta do Golden Tulip
Carla conversa com o deputado na porta do Golden Tulip Foto: Facebook / Reprodução
No vídeo, Carla acusa Maranhão de ser um dos investigados na Operação Lava-Jato.
- O encontro aconteceu por volta das 11h, na porta do Golden Tulip - confirma Carla.
Com efeito, Maranhão é um dos 32 integrantes do PP que são investigados. Na delação premiada, o doleiro Alberto Youssef apontou o deputado como um dos parlamentares que recebeu dinheiro da empresa GFD - usada pelo doleiro para distribuir propina. O deputado foi eleito vice-presidente da Câmara em fevereiro, com apoio de Eduardo Cunha.
Maranhão responde, ainda, a dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). À tarde, ele gravou um vídeo que foi postado no Twitter dizendo que “o Maranhão (estado do deputado) não merece este retrocesso”. “Vamos defender a nossa presidente, vamos defender o Brasil e salvar o Maranhão, o Maranhão não merece o retrocesso”.


 EXTRA fez três vezes contato com o assessor de imprensa do deputado, Marcos Roberto, e informou sobre o vídeo, do qual o gabinete não tinha conhecimento. O assessor informou que não sabia da visita do deputado ao hotel e que o vídeo poderia ser de outro dia. Ele informou também que até as 21h15 não havia conseguido falar com o deputado.

Extra Globo

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...