Pular para o conteúdo principal

Cunha cria CPI articulada por Feliciano para investigar a UNE

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou nesta quarta-feira (4) a criação de mais duas CPIs na Casa, entre elas a destinada a investigar a UNE (União Nacional dos Estudantes).
As assinaturas para a CPI foram recolhidas pelo deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), alvo recorrente de manifestações organizadas pela UNE.
No requerimento apresentado por Feliciano, ele afirma que o objetivo é investigar "atitudes tidas como suspeitas" em convênios da entidade estudantil com órgãos federais e na aplicação do dinheiro recebido a título de indenização pelos danos sofridos na ditadura militar.
O deputado também quer apuração sobre "a arrecadação e o destino da receita proveniente da confecção das carteiras de estudante nos últimos cinco anos".
Folha não conseguiu contato com a assessoria de imprensa da UNE na noite desta quarta.
O PT acusou Cunha, que também é alvo da UNE, de atropelar o regimento com o objetivo de perseguir seus adversários. O partido argumenta que na frente da CPI da UNE havia a que pedia investigação sobre "irregularidades, a falta de estrutura e a aplicação de verbas nas entidades de internação de adolescentes infratores". Cunha rejeitou criar essa CPI sob o argumento de que ela não tem o chamado "fato determinado" para a investigação.
A CPI da UNE começará a funcionar assim que os líderes partidários indicarem seus integrantes.
DPVAT
Cunha anunciou também a criação da CPI do DPVAT (seguro obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores), de autoria da deputada Raquel Muniz (PSD-MG). O objetivo é investigar suspeitas de irregularidades na concessão do seguro entre os anos de 2000 e 2015.
Muniz se notabilizou nas últimas semanas devido à prisão do marido, Ruy Muniz (PSB), prefeito de Montes Claros, um dia depois de ela votar a favor do impeachment de Dilma Roussseff com o discurso de que a gestão do marido mostrava que o Brasil "tem jeito".
Segundo a Polícia Federal, o prefeito é suspeito de inviabilizar o funcionamento de hospitais públicos e filantrópicos na cidade para favorecer um hospital privado que pertenceria aos seus familiares e ao grupo econômico deles.
Há hoje na Câmara três CPIs em funcionamento, da Funai, do Carf e da Máfia do Futebol. As duas novas entram no lugar da que investigou os Fundos de Pensão e da que tratou de Crimes Cibernéticos. Pelas regras da Câmara só cinco CPIs podem funcionar simultaneamente.
Folha de São Paulo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade