Pular para o conteúdo principal

IRMÃO DE ATIRADOR MORTO DIZ QUE ELE TROCAVA MENSAGENS DE AMOR COM ANA HICKMANN Fã de apresentadora tentou matá-la. Ele foi morto por cunhado de Ana. Assessora levou tiros.

Na noite deste sábado, um homem chegou até a um hotel luxuoso de Belo Horizonte, Minas Gerais, dizendo que era irmão do atirador que teria tentado matar a apresentadora Ana Hickmann, da TV Record. Em entrevista ao 'Brasil Urgente', da TV Bandeirantes, o parente do atirador dizia que ele trocava mensagens de amor com a loira. A polícia trabalha com a hipótese do homem ter problemas mentais. O atirador foi identificado como Rodrigo de Pádua. De acordo com seu irmão, ele era uma pessoa muito boa, porém reservada, pouco saia de casa. O homem afirmou ainda que o atirador que tentou atacar a apresentadora nunca teve arma. 
O atirador morada, na verdade, na cidade de Juiz de Fora. Segundo seu irmão, ao ficar sabendo da chegada de Ana em Belo Horizonte, ele se deslocou e comprou hospedagem para o hotel de luxo, ficando próximo à comunicadora. Atualmente, Ana Hickmann apresenta o 'Hoje em Dia', matinal do canal de Edir Macedo. "Eles mataram o meu irmão", desabafou o homem a um batalhão de jornalistas, que faziam inúmeros questionamentos, como se o atirador tomava remédios, se teria problemas mentais, entre outros.

O atentado aconteceu por volta das 15h. Rodrigo de Pádua abordou o cunhado de Ana, dizendo que era amante de Hickmann. Com uma arma em punho, ele fez o cunhado levá-lo até o quarto da loira. Chegando lá, o atirador começou a xingar a comunicadora por ela não estar mais correspondendo a seu amor. A famosa e seu assessor foram obrigados a deitar de costas na cama, enquanto Rodrigo fazia ameaças. 
No quarto também estava Andrea, outra assessora da apresentadora. O cunhado de Ana começou uma luta corporal com o bandido. Disparos foram feitos. Dois tiros pegaram na mulher do assessor. Um na barriga e outro no braço dela. Ela foi levada para um hospital da região, onde passou por uma cirurgia de emergências. As primeiras informações dão conta de que a cirurgia já teria acabado e Andrea passa bem.
Após a luta corporal, o assessor da comunicadora tomou a arma de Rodrigo de Pádua. Ele deu três tiros na cabeça do bandido. 
Blastingnews

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Advogado desiste de defender Lula

Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um dos principais advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sepúlveda Pertence enviou uma carta ao petista, na sexta-feira passada, em que comunicou sua intenção de deixar a banca de defesa “com pesar”. Segundo dirigentes do PT, Pertence deixou claro que as divergências com outros advogados da causa motivaram a decisão. O manuscrito foi levado a Lula, preso em Curitiba desde 7 de abril, pelo filho de Pertence, Evandro.
Na quarta-feira, o advogado Sigmaringa Seixas se encontrou com Lula em Curitiba para falar que Pertence queria deixar a sua defesa. O ex-presidente foi reticente e disse que não aceitaria que o ex-ministro, seu amigo há 40 anos, saísse da causa.
Na sexta-feira, ao receber a carta de Evandro, Lula repetiu que era contra a renúncia de Pertence e não quis ler o documento, que ficou com ele. O petista e seu advogado devem conversar pessoalmente nos próximos dias para definirem se o medalhão permanecerá ou não na banc…

Com o bolso cheio e a moral esfacelada, Sepúlveda deixa a defesa de Lula

Lula não aceita e chamou Sepúlveda para conversar em Curitiba.
É oficial. O ex-ministro Sepúlveda Pertence não faz mais parte da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em carta, ele anunciou ‘com pesar’ sua intenção de deixar a banca de defesa. A missiva de Sepúlveda foi entregue ao presidiário por seu filho Evandro Pertence. O ex-ministro encerra assim um dos episódios mais tristes e vergonhosos de sua carreira. Sepúlveda enumera diversos episódios que teriam sido preponderantes para a sua decisão, mas o fato marcante foi sem dúvida a verdadeira humilhação a que foi submetido pelo advogado Cristiano Zanin. Segundo o jornal O Globo, Lula disse que não aceita a renúncia. Sepúlveda terá que comparecer a Curitiba para conversar com o petista. O encontro dever ocorrer no decorrer desta semana. Jornal da Cidade