Subscribe:

26 de maio de 2016

Menina 'defende' capitalismo em questão de prova, leva nota zero e mãe questiona: 'Escola sem partido?'


Uma mãe do Rio de Janeiro, indignada com a nota zero levada pela filha em uma questão de prova, decidiu compartilhar em seu Facebook como conseguiu reverter a avaliação do professor, fazendo com que a menina obtivesse o ponto perdido.
A introdução da questão dizia: "O processo de globalização, que vive o mundo de hoje, propõe como elemento de estabilidade social, econômica e política, o velho paradigma das leis de mercado. (...) sobrevive só quem tem competência". Em seguida, vinha o enunciado: "Considerando o texto acima, podemos afirmar que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Justifique tal afirmativa".
Com a resposta a seguir, a aluna levou nota zero: "Não concordo que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Muito pelo contrário. O capitalismo amplia empresas, gerando assim, empregos. O capitalismo dá oportunidades a todos, diferente do comunismo e socialismo que não deu certo em nenhum país. A exclusão não está relacionada ao capitalismo, porque ele não gera pobreza. Fica pobre quem quer, pois ele gera oportunidades. E também tem a meritocracia, que deve ser vista como um plus na sociedade, pois quando se recebe uma oportunidade é possível alcançá-la com mérito e dedicação".
Depois de ver a correção da prova, a mãe, então, decidiu questionar a escola, que voltou atrás, concedendo a pontuação máxima da questão. "Escola sem partido? Minha filha contestou 'que o capitalismo fundamenta a lógica imoral (sic) da exclusão' e levou um zero. Só obteve o ponto nesta questão manipuladora pois fui à direção da escola questioná-los", escreveu no Facebook.
Até o momento de publicação deste post, a publicação já contava com quase 11 mil compartilhamentos.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/viral/menina-defende-capitalismo-em-questao-de-prova-leva-nota-zero-mae-questiona-escola-sem-partido-19380565.html#ixzz49nDJsYtb

1 comentários:

Frederico Sotero disse...

MÃE QUE ACREDITA EM PAPAI NOEL VAI A ESCOLA OBRIGAR PROFESSOR A RECONHECER DOUTRINAÇÃO CAPITALISTA COMO VERDADE CIENTÍFICA

Qual nota você daria para uma aluna que acredita que o mundo se resume ao Epcot Walt Disney World Resort Center (Disneylândia) e condomínio fechado onde ela deve morar?

Eu daria nota ZERO para estudante que fosse tão manipulado a ponto de escrever que "o capitalismo dá oportunidades a todos"; "ele [capitalismo] não gera pobreza"; "fica pobre quem quer, pois ele [capitalismo] gera oportunidades"; "quando se recebe uma oportunidade é possível alcançá-la com mérito e dedicação".

O estudante que não reconhece as falhas e distorções do sistema capitalista, principalmente morando no Brasil, demonstra de forma cabal a falência do sistema educacional brasileiro. E outra demonstração da desqualificação generalizada é a mãe entender que a crítica à exclusão provocada pelo sistema capitalista é doutrinação socialista ou comunista. Talvez essa mãe inocente não saiba que o 1% da população que vive no topo da pirâmide fica com 50% da riqueza mundial, enquanto 50% da população mundial vive na pobreza e, inclusive, 25% na extrema pobreza, ou seja, abaixo da linha da pobreza (US$1,25/dia).

E o pior é que a mãe conseguiu que a escola alterasse a nota para TOTAL, pois neste LIXO EDUCACIONAL BRASILEIRO, o cliente tem sempre razão!

Estes são os direitistas que acreditam que o mundo é a Disneylândia, o Shopping e a simbiose Alfaville-Alfavela (versão moderna da Casa Grande e Senzala).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...