Subscribe:

9 de maio de 2016

Nervoso, Reale diz que impeachment seguirá



Autor de peça jurídica contra a presidente Dilma Rousseff disse que não há nenhuma base legal para a anulação do processo
Reale / Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilRealeFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O advogado Miguel Reale Júnior, um dos atores do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, disse que a decisão que anula a votação do assunto na Câmara não tem base jurídica e não terá “consequência nenhuma” para barrar a tramitação no Senado.

A decisão sobre a anulação foi assinada nesta segunda-feira (9) pelo presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), em resposta ao pedido da Advocacia-Geral da União, que apontou "vícios" no processo.

“O processo já tinha tido andamento. É uma justificativa absolutamente absurda”, criticou Reale. "Não vai ter consequência nenhuma, porque o processo já está no Senado e por lá ficará", afirmou Reale, claramente nervoso, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

O jurista acredita que, por estar no Senado, a decisão de Maranhão, chamado por Reale de "figura opaca", possa ser ignorada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB).

"Eu acho difícil a votação [no Senado] não acontecer. Essa Casa não pode ser feita de palhaça", justificou.

Assista: "Não tem pé nem cabeça", diz Reale sobre anulação.

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...