Pular para o conteúdo principal

TEMER MANDA SUSPENDER PATROCÍNIO DA CAIXA A EVENTO EM APOIO A DILMA E IRRITA PETISTAS

Michel Temer não deixou banco público dar ajudinha a evento em apoio à Rousseff.



O presidente em exercício Michel Temernão vai deixar fácil o caminho para a afastada Dilma Rousseff. De acordo com informações da Folha de São Paulo em matéria publicada nesta quinta-feira, 19, o peemedebista simplesmente mandou suspender o Patrocínio da Caixa Federal a um encontro que envolve blogueiros contra o impeachment. Além de comentaristas da internet que chamam o impedimento de golpe, o evento em apoio à Dilma teria ativistas. Com isso, o novo presidente conseguiu uma economia de R$ 100 mil aos cofres públicos. A informação de que a Caixa Federal tinha sido autorizada a dar o dinheiro em forma de patrocínio para o evento chegou a ser publicada no 'Diário Oficial da União' no mês de março, mas acabou revogada. 
O evento tem o nome de '5º Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais' e estava marcado para acontecer entre os dias 20 e 22 de maio na capital de Minas Gerais, Belo Horizonte. A própria presidente afastada fará discurso em um dos dias do encontro, que não foi cancelado depois da falta de um patrocínio tão importante. Por enquanto, Dilma mantém também o seu discurso para esta sexta-feira, 20. Em um grupo da internet sobre a organização, a presença da líder governamental afastada do poder é dada como o ponto mais importante. Rousseff discutirá, segundo os organizadores, a defesa da democracia, além de acusar a mídia brasileira, que teria colaborado para o "golpe". 
De acordo com a decisão de Michel Temer, a suspensão do dinheiro que ajudaria um evento considerado petista faz parte da nova organização da comunicação e da publicidade do governo. Ele anunciou ainda que irá olhar todos os contratos recentes feitos envolvendo publicidade com veículos que promovam informação, sejam sites, canais de televisão ou os simples blogs. Segundo a avaliação do peemedebista, o interesse público será levado em consideração. Com isso, sítios de opinião devem perder espaço. 
Temer também já faz uma certa pressão em seus Ministros, solicitando que eles já enviem o plano do que precisam para publicidade. 


Blastingnews

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Descontrolada, Gleisi diz que o juiz Sérgio Moro é 'safado e sem-vergonha'; assista

A senadora Gleisi Hoffmann subiu à tribuna do Senado para defender a tentativa de tirar o ex-presidente Lula da cadeia com um habeas corpus ilegal concedido por um desembargador militante no plantão, contrariando o próprio Tribunal, as cortes superiores, e o CNJ. Descontrolada, Gleisi concentrou seus ataques no juiz Sérgio Moro, que ela chamou de "safado e sem-vergonha". Gleisi ainda garantiu que "O Brasil vai pagar muito caro, a democracia brasileira vai pagar muito caro. E eu tenho certeza de que vamos criar situações muito graves no Brasil ainda de instabilidade, a que nós não vamos conseguir dar direção e saída".



Assista: 

Leia também: