Pular para o conteúdo principal

Temer recebe 20 deputadas após críticas sobre ministério masculino

Presidente em exercício foi criticado por montar ministério sem mulheres.Deputada Josi Nunes (PMDB-TO) disse que ele indicará mulher 'mais à frente'.


Michel Temer recebe parte da bancada feminina da Câmara em audiência no Palácio do Planalto (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)Temer recebeu parte da bancada feminina da Câmara em audiência no Palácio do Planalto (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)


Após ser alvo de críticas por montar um ministério sem a presença de mulheres no primeiro escalão, o presidente em exercício Michel Temer se reuniu na manhã desta quinta-feira (19), no Palácio do Planalto, com 20 deputadas de 11 partidos aliados ao seu governo. Atulamente, a bancada feminina da Câmara é formada por 52 deputadas.

Ao final da audiência, a deputada Josi Nunes (PMDB-TO) relatou que, durante a audiência, o presidente em exercício sinalizou que, "um pouco mais à frente", pretende reformular novamente a Esplanada dos Ministérios e, então, irá nomear uma mulher para o primeiro escalão.

"Eu coloquei [na reunião] que, na mesa de decisão dos ministérios, é preciso ter uma mulher. Ele [Temer] disse que ficará com este grupo de ministros, mas o processo está em andamento. Ele deixou claro que haverá a formação de um novo ministério, um pouco mais à frente, e ele vai trabalhar nesta questão da mulher", contou Josi Nunes.

""Sim, ele vai nomear uma representante mulher [para o primeiro escalão]. Ele ainda está formatando o governo. Era preciso diminuir a máquina do governo neste momento para dar uma resposta à sociedade. Mas as políticas para as mulheres não serão paralisadas. Não é porque não há um Ministério da Mulher que teremos uma paralisação ou retrocesso", complementou a deputada do PMDB.

Na tentativa de contornar o mal-estar gerado com a montagem de um ministério exclusivamente masculino, o peemedebista passou a nomear, nos últimos dias, mulheres para cargos importantes do segundo escalão do governo.

Nesta semana, por exemplo, foram anunciados os nomes de Maria Silvia Bastos para a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), instituição subordinada ao Ministério do Planejamento, e o de Flávia Piovesan para o comando da Secretaria de Direitos Humanos, pasta que ficará vinculada ao Ministério da Justiça e Cidadania.

Temer também chegou a buscar uma mulher para ocupar a Secretaria Nacional de Cultura, que passou a ser subordinada ao Ministério da Educação. No entanto, depois de algumas das mulheres convidadas para a vaga terem recusado assumir o posto, o presidente em exercício deciciu indicar o secretário municipal de Cultura do Rio, Marcelo Carelo, para a secretaria.

Presidência da Câmara
A deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) afirmou à imprensa que, durante a audiência com Michel Temer no Palácio Planalto, pediu que ele apoie a candidatura de uma deputada para a presidência da Câmara. Segundo ela, esse seria um gesto do presidente em exercício para "trazer a feminilidade para o lado do Congresso".

Já a deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ) disse ter sugerido a Temer o nome da presidente do PMDB Mulher, Fátima Pelaes, para o comando da Secretaria de Política para as Mulheres, vinculada ao Ministério da Justiça.

Veja a lista de deputadas que participou da reunião desta quinta com Temer no Planalto:

DEM
Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO)

PMDB
Dulce Miranda (PMDB-TO)
Elcione Barbalho (PMDB-PA)
Josi NunesP(PMDB-Tocantins)
Laura Carneiro (PMDB-RJ)
Marinha Raupp (PMDB-RO)

PP
Conceição Sampaio (PP-AM)

PR
Christiane de Souza Yared (PR-PR)

PRB
Rosangela Gomes (PRB-RJ)

PSB
Creuza Pereira(PSB-PE)
Keiko Ota (PSB-SP)
Maria Helena (PSB-RR)
Teresa Cristina (PSB-MS)

PSDB
Geovania de Sá (PSDB-SC)
Mara Gabrilli (PSDB-SP)
Mariana Carvalho (PSDB-RO)

PSL
Dâmina Pereira (PSL-MG)

PTB
Cristiane Brasil (PTB-RJ)

PTN
Renata Breu (PTN-SP)

PV
Leandre (PV-PR)

G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Toffoli manda recado a Zanin

Zanin conseguiu angariar a antipatia generalizada e hoje é um estorvo na defesa do meliante Lula.O ministro Dias Toffoli está disposto a apagar a pecha que lhe foi impregnada de ‘petista’.

De antemão, usou o jornal Folha de S.Paulo para mandar um recado com endereço certo. O advogado Cristiano Zanin.

Caso ele assuma o plantão do Supremo Tribunal Federal (STF), não adianta entrar com habeas corpus em favor do ex-presidente Lula. Ele não concederá liminar, em hipótese alguma.

A preocupação atual do ministro é assumir sem problemas a presidência do STF.

Outro fator preponderante para o posicionamento de Toffoli, segundo fonte segura, é a aversão entre todos os ministros do STF ao próprio advogado.

Zanin conseguiu angariar a antipatia generalizada e hoje certamente é um estorvo na defesa do meliante petista.

Por outro lado, há quem diga que Toffoli não é petista. É ‘Dirceusista”.

Faz sentido. Zé Dirceu está solto.

Jornal da Cidade

Discurso de Janaína Paschoal causou pânico no establishment

O discurso de Janaína Paschoal na convenção do PSL, que lançou Jair Bolsonaro na disputa pela presidência da República, causou pânico na grande mídia e na esquerda, ou seja, no establishment. 
Foi notável que logo após a fala da jurista no evento, a grande mídia tratou de tentar joga-la contra o partido. Teve grande mídia dizendo que ela irritou aliados. Teve outra dizendo que ela criticou os eleitores de Bolsonaro.  No entanto, como já estamos cansados de saber, quando a grande mídia critica algo, é porque esse é o caminho certo.  Filipe Martins, no Twitter, explicou o porquê deste discurso ter incomodando tanto a velha imprensa. 
Confira em 7 tuítes:




Filipe G. Martins@filgmartin  · 
1. O discurso da Janaína está cumprindo um papel importante na transição da campanha do Deputado Jair Bolsonaro.