Pular para o conteúdo principal

BOLSA FAMÍLIA: REAJUSTE DO NOVO GOVERNO SUPERA O ANUNCIADO POR DILMA

Antes de ser afastada, Dilma Rousseff projetou aumento de 9% no programa.

Compartilhe e ganhe dinheiro. Clique e saiba como!
Dilma planejou aumento de 9% no programa
Dilma planejou aumento de 9% no programa
Já em vias de ser afastada pelo Senado Federal no processo de impeachment, Dilma Rousseff fez um importante discurso durante o Dia do Trabalho, 1° de maio, onde garantiu que o seu governo possibilitaria um aumento médio de 9% nos pagamentos do Bolsa Família, principal programa social do Brasil.
O anúncio foi feito durante um ato que teve bastante adesão dos militantes e favoráveis à presidente afastada. O evento ocorreu no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. Ao lado de aliados, Dilma garantiu: “Falam que o nosso governo parou, mas enquanto tentam fazer isso nós estamos aqui anunciando um reajuste de 9% no Bolsa Família”.
Ao contrário, no entanto, do que projetou Dilma Rousseff e simpatizantes do governo anterior, Michel Temer não apenas manteve o programa como, nesta quarta-feira, 29, anunciou um reajuste no pagamento até maior do que os 9% propostos por sua antiga companheira de chapa.
Ao lado do ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, opresidente interino anunciou um reajuste de 12,5% no Bolsa Família a ser implementado já a partir do dia 17 de julho.
Temer, por outro lado, se pronunciou no sentido de que deseja, em um futuro, tornar esse programa “desnecessário” para os brasileiros. Para isso, quer focar os esforços do seu governo na criação de novos empregos. Enquanto houver a extrema pobreza, segundo ele, programas da natureza do Bolsa Família seguirão indispensáveis.

Blastingnews

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Advogado desiste de defender Lula

Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um dos principais advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sepúlveda Pertence enviou uma carta ao petista, na sexta-feira passada, em que comunicou sua intenção de deixar a banca de defesa “com pesar”. Segundo dirigentes do PT, Pertence deixou claro que as divergências com outros advogados da causa motivaram a decisão. O manuscrito foi levado a Lula, preso em Curitiba desde 7 de abril, pelo filho de Pertence, Evandro.
Na quarta-feira, o advogado Sigmaringa Seixas se encontrou com Lula em Curitiba para falar que Pertence queria deixar a sua defesa. O ex-presidente foi reticente e disse que não aceitaria que o ex-ministro, seu amigo há 40 anos, saísse da causa.
Na sexta-feira, ao receber a carta de Evandro, Lula repetiu que era contra a renúncia de Pertence e não quis ler o documento, que ficou com ele. O petista e seu advogado devem conversar pessoalmente nos próximos dias para definirem se o medalhão permanecerá ou não na banc…

Com o bolso cheio e a moral esfacelada, Sepúlveda deixa a defesa de Lula

Lula não aceita e chamou Sepúlveda para conversar em Curitiba.
É oficial. O ex-ministro Sepúlveda Pertence não faz mais parte da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em carta, ele anunciou ‘com pesar’ sua intenção de deixar a banca de defesa. A missiva de Sepúlveda foi entregue ao presidiário por seu filho Evandro Pertence. O ex-ministro encerra assim um dos episódios mais tristes e vergonhosos de sua carreira. Sepúlveda enumera diversos episódios que teriam sido preponderantes para a sua decisão, mas o fato marcante foi sem dúvida a verdadeira humilhação a que foi submetido pelo advogado Cristiano Zanin. Segundo o jornal O Globo, Lula disse que não aceita a renúncia. Sepúlveda terá que comparecer a Curitiba para conversar com o petista. O encontro dever ocorrer no decorrer desta semana. Jornal da Cidade