Pular para o conteúdo principal

Obama nomeia `cristão´ transgênero para ser seu conselheiro nas questões da fé Barbara Satin, um homem que se identifica como mulher, é assistente de religião da Força Tarefa LGBT e membro do conselho da Igreja Unida de Cristo — uma denominação aberta à comunidade gay nos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, nomeou um ativista transgênero cristão para fazer parte do Conselho Consultivo do Presidente sobre Parcerias Baseadas na Fé e na Vizinhança. A nomeação, anunciada no último mês, vem causando preocupação entre a liderança evangélica do país.
Barbara Satin, um homem que se identifica como mulher, é assistente de religião da Força Tarefa LGBT e membro do conselho da Igreja Unida de Cristo — uma denominação aberta à comunidade gay nos EUA. Satin também tem preenchido a diretoria do grupo Gerações GLBT, que defende gays, lésbicas, transexuais e bissexuais desde 1999.
"Faz sentido ver o presidente nomeando um ativista transgênero como seu conselheiro de fé. Seria uma grande surpresa se ele nomeasse alguém com valores tradicionais", disse Travis Weber, diretor do Centro para a Liberdade Religiosa no Conselho de Pesquisa da Família.
Obama tem sido um forte defensor das questões LGBT nos Estados Unidos. A nomeação do ativista transgênero vem em meio a uma grande controvérsia sobre leis que limitam a liberdade de religião e retém fundos para escolas que proíbam transexuais de usarem o banheiro de sua preferência.
"O fato de Obama nomear alguém para o conselho de parcerias baseadas na fé que seja um ativista, como ela é, se encaixa na agenda da administração Obama", acrescentou Weber. "A agenda LGBT tem sido parte dos programas do Departamento de Estado no Exterior, juntamente à ameaça do Departamento de Educação de reter o financiamento das escolas."
O Conselho é encarregado de identificar as melhores práticas para a prestação de serviços sociais, "avaliando a necessidade de melhorias na implementação e coordenação das políticas públicas relacionadas com organizações baseadas na fé e na vizinhança", fazendo recomendações de política para o presidente e outros funcionários do governo.
O grande problema é que o conselho não representa a comunidade de fé dos EUA, de acordo com John Stemberger, presidente do Conselho de Política Familiar da Flórida.
"Esta é mais uma evidência de que Obama está tentando uma revolução moral, fingindo que as porcentagens da América são tão diversas como o seu conselho de fé. Não é uma representação proporcional da América", disse ele.
Stemberger acredita que esta nomeação possa gerar debates mais amplos. "Isso está diretamente relacionado com o debate dos banheiros transgêneros. É uma tentativa de empurrar os conservadores tradicionais da fé nesta questão. Nenhuma religião do mundo abraçaria essa agenda moral, pelo menos não em sua forma ortodoxa."

CPAD News

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade 

Filho de Lula mergulha na depressão: "Meu mundo caiu"

O jovem Luís Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, está vivendo em estado de profunda depressão. A informação extremamente abalizada e fidedigna é da respeitabilíssima coluna Radar, da Revista Veja. O quadro depressivo teria se agravado após a prisão do ex-presidente. Luleco, como é conhecido o rapaz, é réu na Operação Zelotes, juntamente com o pai. Os seus advogados já conseguiram adiar o seu interrogatório por quatro vezes. Fortes rumores indicam que Lula, de dentro da cadeia, tenta conseguir através do deputado petista e atual presidente do Corinthians, Andrés Sanches, um time na Europa para o garoto trabalhar. Há quem diga que o seu estado tem se agravado bastante em função do temor de ser preso. Lula quer afastá-lo do Brasil.

Jornal da Cidade