Subscribe:

27 de julho de 2016

ASSESSOR DE EDINHO: "NÃO SOU LARANJA"

Brasil  15:20


O Antagonista localizou Keffin Gracher no interior de São Paulo, tocando a vida num 'food truck' de massas. Em longa entrevista, ele rebateu as acusações de que tenha montado uma empresa de fachada e garante que prestou todos os serviços para a campanha de Dilma Rousseff.
Leia a entrevista exclusiva...
Qual foi exatamente o serviço que você prestou para a campanha?
Eu editava os vídeos da presidenta em versão para envio de WhatsApp. Eu fazia a edição dos conteúdos dos vídeos e programas de governo para enviar via WhatsApp, para as pessoas que eram cadastradas pelo site da campanha.
Esse serviço não poderia ter sido contratado diretamente pela campanha?
Não, porque não faço disparo de WhatsApp. Eles (DCO) foram contratados, mas não deram conta do serviço por inteiro e aí entraram em contato. Eu já estava fazendo serviço para a campanha. Me procuraram e perguntaram se eu topava ajudá-los. O espaço de tempo era curto e eles não tinham know-how para isso.
Você falava lá com quem? Com o Dário?
Tinha o Dário e um representante comercial que fazia a venda do serviço.
A fiscalização na empresa dele descobriu que não há estrutura, que tudo é bem precário. Só tem um notebook e não há empregados registrados...
Envio de mensagem de texto, seja WhatsApp ou SMS, é feito por servidor. Só precisa do escritório aberto e um servidor contratado em qualquer lugar. E precisa do software. Mas o que acho interessante saber é (sic) as outras campanhas que ele prestou serviço. Ele chegou até a campanha da Dilma, pelo que eu sei, por que tinha prestado serviço para a campanha do Aécio.
A campanha presidencial?
Não sei te precisar, porque não conhecia eles. Mas eu queria ponderar com você que não sou nenhum ladrão, não sou nenhum laranja. Prestei diversos serviços na campanha e tenho como comprovar isso. Abri duas empresas, corretamente. Estou recebendo mensagens de pessoas me atacando, dizendo que sou ladrão.
Eu vi que você prestou outros serviços também. Você foi subcontratado por outras empresas?
Eu prestei serviço para muita gente no processo eleitoral. Eu montei uma estrutura para atender campanha. Se buscar, você vai ver na prestação de contas.
Mas só dá para identificar quando a campanha contrata você diretamente. Nesse caso, a gente só soube porque o Dário comentou que subcontratou o seu serviço. É mais difícil...
Emiti nota de tudo que recebi. Minha prestação de contas para a Receita Federal foi toda aprovada. O dinheiro foi todo legal. Não aceitei fazer serviço sem nota fiscal. Fiz diversos serviços, desde preparar material impresso de campanha até cuidar da comunicação digital, da arrecadação pela internet da campanha da presidenta. A campanha teve auditoria. Não sou criminoso.

O Antagonista

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...