Subscribe:

15 de julho de 2016

[Breve análise sobre o terrorismo do Estado Islâmico]



Em todos os novos ataques terroristas muçulmano muitos se perguntam:

Por que tanto ódio?

Seguem alguns motivos:

1. No ano 2000 (há 16 anos) a população mundial de muçulmanos era cerca de 20% de todos habitantes do planeta. Mais de um bilhão.

1.1. Nos primeiros mil anos de história do islã, ele avançou muito em territórios e população. E a cristandade recuou.

1.2. Mas por volta de 1680 fracassaram em expansão por causa dos surgimentos dos impérios coloniais europeus. O Ocidente avançou e então o islã recuou. O domínio colonial do Ocidente é uma grande espinha de peixe entalada na garganta dos muçulmanos, até hoje.

2. Nos últimos séculos, especialmente o 20, muitas nações muçulmanas aderiram certas culturas e tecnologias ocidentais. Ideias econômicas ocidentais, ideias políticas, sociais, moda, costumes etc.

2.1. A ocidentalização incomoda a cultura islâmica. E o grande culpado é a América e seus aliados.

2.2. Muitos muçulmanos veem a América como a encarnação do mal e da corrupção (crimes, violência, drogas, prostituição, pornografia, homossexualismo, ganância, injustiça, consumismo etc). E a TV, filmes, músicas e Internet disseminam esta cultura.

2.3. A cultura islâmica se vê ameaçada. Isto fomenta o ódio.

3. A América é aliada de Israel, e a maioria dos muçulmanos é inimiga mortal de Israel. Eles odeiam o judaísmo e cristianismo. O islã reivindica a Terra Santa.

4. A América tem presença política forte no Oriente Médio. E atua militarmente com uma força de coalização para combater o avanço de grupos islâmicos extremistas, como o Estado Islâmico.

5. O Estado Islâmico surgiu no Iraque e na Síria, países que sofreram influência política e bélica da América.

6. O Estado Islâmico cresceu como um braço da Al-Qaeda no Iraque (organização terrorista). Bin Laden era o mentor e porta-voz do ódio contra o Ocidente.

7. O Estado Islâmico tem combatentes ocidentais, milhares de extremistas por toda Europa. Há grupos jihadistas e simpatizantes por todo Ocidente.

8. O Estado Islâmico ameaça a estabilidade de alguns regimes do Oriente Médio, mesmo que o regime seja muçulmano. Ameaça as minorias islâmicas e cristãs.

9. O Estado Islâmico alega seu ódio por razões históricas, culturais e militares.

10. No caso dos vários ataques terroristas na França há uma explicação objetiva:
A França faz parte da coalização contra o Estado Islâmico.

11. Há mais razões:

a) Atacar a França é atacar os valores do Ocidente. A França é um país simbólico com seu slogan de liberdade, igualdade e fraternidade.

b) É o país da Europa que tem mais jihadistas.

c) A França assinou com o Reino Unido o chamado acordo Sykes-Picot, que em 1916 permitiu desmantelar o Império Otomano desenhando diferentes países com fronteiras artificiais. Por exemplo, Síria e Iraque. Assim, a França seria responsável por ter colocado fim ao sonho do califado perdido.

***

Além desses motivos, em setembro de 2014, o porta-voz oficial do Estado Islâmico, Abu Mohamed Al-Adnani, ordenou a seus partidários que executassem “todos os descrentes” ocidentais. Mas acrescentou um comentário curioso: “Especialmente, os sujos e desprezíveis franceses”.

Leia sua declaração:

“Bata com uma pedra na cabeça, ou mate com uma faca, ou atropele com seu carro, ou empurre de um lugar alto, ou asfixie, ou envenene.”


Frases Protestantes

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...