Pular para o conteúdo principal

Fascismo perde: ação de censura contra Rachel Sheherazade vai pra vala

Fascismo perde: ação de censura contra Rachel Sherazade vai pra vala
Na noite de ontem, o juiz federal José Carlos Francisco, da 14ª Vara Cível Federal de São Paulo, rejeitou o pedido bizarro do Ministério Público Federal contra o SBT. Era uma ação judicial nojenta que queria censurar a jornalista Rachel Sheherazade por ter emitido uma opinião óbvia e que refletia a indignação da maior parte do povo brasileiro.
Relembre o momento:
A ação foi lançada no início de 2014, quando o projeto totalitário do PT estava em alta. O objetivo era calar todos os divergentes. Rachel Sheherazade foi escolhida como um símbolo para dizer: “se podemos censurar Rachel, podemos calar quem quisermos”.
Daí o MPF abriu uma ação civil pública fingindo que a jornalista teria praticado “incitação ao crime”. A ação também pedia para a emissora pagar o valor de R$ 532 mil de indenização por dano moral coletivo por supostamente defender tortura, estimular a “justiça feita pelas próprias mãos” e violar o princípio da dignidade humana. Como truque, o MPF queria obrigar a união a “fiscalizar” os programas do SBT. Vergonhoso.
Eles geralmente utilizam esse tipo de chantagem, dizendo que “como emissoras de TV são concessões públicas”, então alguns comentários podem ser “impedidos”.
O juiz José Carlos Francisco desmascarou o truque. Em sua sentença ele disse que “o exercício da liberdade de imprensa, próximo ou no extremo da tolerância com os intolerantes faz parte das sociedades democráticas.”
O juiz lembrou que a Constituição assegura o direito ao contraditório, “mesmo quando as opiniões possam ser consideradas como próximas da intolerância por determinados setores”, citando inclusive o fato de quem todos os telespectadores da emissora concordam com as afirmações.
Quanto ao pedido fascista para ocorrer uma “fiscalização maior” sobre o conteúdo do SBT, o juiz disse que já é feito um monitoramento de conteúdo. Ademais, o pedido feito contra o SBT por conta do comentário de Sheherazade não pode ser admitido por se tratar de censura prévia.
Na época da ação, a deputada bolivariana Jandira Feghali se uniu a outros parlamentares truculentos – como Ivan Valente – chegando ao cúmulo de requisitar a retirada da concessão da emissora. No fundo, tudo era intimidação para fazer com que o SBT se tornasse canal para propaganda petista. Não deu certo. Chorem, monstros!
Jandira chegou à monstruosidade de dizer: “Ou tira do ar a jornalista, ou recebe punição”.
Será que devemos comemorar a derrubada da ação? Sim, mas é muito pouco, pois o fantasma da censura segue nos rondando. Toda a ação foi anticivilizatória e fascista.
Precisamos discutir leis que garantam a liberdade de expressão e façam recair multas gravíssimas sobre pessoas que entrem com “ações” judiciais tentando calar os outros sem motivo.
Logo, nos contentarmos apenas com a derrubada da ação é se contentar com migalhas. Precisamos usar esse evento como modificação para abrir de vez a discussão sobre a liberdade de expressão, pois não é possível que um país civilizado dê espaço para abertura de ações censórias deste tipo.

Ceticismo Político

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade