Pular para o conteúdo principal

A 'BOQUINHA' PARA VIÚVAS DE LULA E JANETE

Brasil  14:03


O Antagonista apurou que pelo menos 19 conselheiros indicados pela Previ (Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil) para ocupar um assento em órgãos de governança das empresas participadas pelo fundo são ligados aos antigos governos petistas.
Eles participam de uma reunião por mês e ganham, por isso, entre R$ 5 mil e R$ 50 mil.
Na lista, há até investigados pelos rombos em fundos de pensão:
Ambev - Paulo Assunção de Souza, ex-representante dos funcionários no Conselho de Administração do Bando do Brasil;
BRF - Renato Proença Lopes, diretor de participações da Previ, indicado pelo BB;
Embraer - Cecília Mendes Garcez Siqueira, ex-diretora administrativa da Previ;
Frasle - Adézio de Almeida Lima, ex-vice-presidente de crédito do BB;
Gerdau - Hayton Jurema da Rocha, ex-diretor de marketing e comunicação do BB;
Itausa - José Maria Rabelo, ex-diretor-superintendente da Previc;
Jereissati Part. - Arlindo Magno, ex-diretor da Previ;
Kepler Weber - Sérgio Ricardo da Silva Rosa, ex-presidente da Previ;
Neonergia Cosern - Roberto Francisco Casagrande Herdeiro, ex-diretor de Investimentos da BB Previdência;
Neoenergia - José Alípio dos Santos, ex-diretor do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre;
Neoenergia - Maria das Graças Conceição Machado Costa, ex-diretora de Saúde e Rede de Atendimento da Cassi;
Neoenergia - Aires Hypolito, ex-diretor do BB;
Paranapanema - Luiz Carlos Siqueira Aguiar, ex-diretor de Investimentos da Previ;
Rumo Logística - Joilson Rodrigues Ferreira, ex-diretor de Participações da Previ;
Sauipe - Odali Dias Cardoso, ex-presidente do Conselho Fiscal da Previ;
Tupy - Francisco Cláudio Duda, ex-diretor de Mercado de Capitais e Investimentos do BB;
Vale - Marcel Juviniano Barros, ex-diretor de Seguridade da Previ;
Vale - Robson Rocha, ex-vice-presidente de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Sustentável do BB;
Vale - Dan Antônio Marinho Conrado, ex-vice-presidente de Varejo, Distribuição e Operações do BB.]

O Antagonista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Filho de Lula mergulha na depressão: "Meu mundo caiu"

O jovem Luís Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, está vivendo em estado de profunda depressão. A informação extremamente abalizada e fidedigna é da respeitabilíssima coluna Radar, da Revista Veja. O quadro depressivo teria se agravado após a prisão do ex-presidente. Luleco, como é conhecido o rapaz, é réu na Operação Zelotes, juntamente com o pai. Os seus advogados já conseguiram adiar o seu interrogatório por quatro vezes. Fortes rumores indicam que Lula, de dentro da cadeia, tenta conseguir através do deputado petista e atual presidente do Corinthians, Andrés Sanches, um time na Europa para o garoto trabalhar. Há quem diga que o seu estado tem se agravado bastante em função do temor de ser preso. Lula quer afastá-lo do Brasil.

Jornal da Cidade

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Advogado desiste de defender Lula

Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um dos principais advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sepúlveda Pertence enviou uma carta ao petista, na sexta-feira passada, em que comunicou sua intenção de deixar a banca de defesa “com pesar”. Segundo dirigentes do PT, Pertence deixou claro que as divergências com outros advogados da causa motivaram a decisão. O manuscrito foi levado a Lula, preso em Curitiba desde 7 de abril, pelo filho de Pertence, Evandro.
Na quarta-feira, o advogado Sigmaringa Seixas se encontrou com Lula em Curitiba para falar que Pertence queria deixar a sua defesa. O ex-presidente foi reticente e disse que não aceitaria que o ex-ministro, seu amigo há 40 anos, saísse da causa.
Na sexta-feira, ao receber a carta de Evandro, Lula repetiu que era contra a renúncia de Pertence e não quis ler o documento, que ficou com ele. O petista e seu advogado devem conversar pessoalmente nos próximos dias para definirem se o medalhão permanecerá ou não na banc…