Subscribe:

19 de fevereiro de 2017

JOICE HASSELMANN X REINALDO AZEVEDO: NÃO É BRIGA NA DIREITA, POIS AZEVEDO É TUCANO!






Eu poderia começar dizendo que há mais uma grande briga dentro da direita. Mas estaria sendo muito impreciso. Joice Hasselmann, a “musa do impeachment”, gravou um vídeo questionando as mudanças radicais na postura de Reinaldo Azevedo, cobrando coerência, expondo a necessidade de insistir nas pautas daquelas antigas manifestações que derrubaram o PT, estranhando o fato de que o ex-colega da Veja, agora, só faz atacar o MBL, a Lava Jato, Sergio Moro e as manifestações.

Azevedo respondeu com baixaria, insinuações levianas, ataques ad hominem. Vejam o excelente vídeo de Joice, e depois a lamentável resposta de Reinaldo Azevedo, que afundou de vez mesmo, para a tristeza de todos que, um dia, já o admiraram:


Agora vejam a grosseria, a desonestidade, a egolatria de Reinaldo Azevedo na resposta, preferindo falar dos atributos físicos da jornalista, do uso da linguagem menos rebuscado, dando a entender que ela usou o corpo para chegar onde chegou, tudo, menos rebater o conteúdo e explicar as evidentes mudanças de comportamento:





Reinaldo começa em sua egotrip dizendo que não costuma responder pessoas pouco famosas que querem aparecer o atacando, mas vejam que curioso: pelo próprio critério de Azevedo, o vídeo de Joice já tem mais de 80 mil visualizações, e quase 10 mil curtidas para apenas 500 “descurtidas”. O vídeo afetado, personalista, vaidoso ao extremo e ofensivo de Reinaldo teve até agora 20 mil visualizações, com 1.200 curtidas e 3 mil “descurtidas”. E ainda teve que desativar a parte dos comentários.

Reinaldo tem se mostrado realmente um tucano empedernido e incurável. Entrou num buraco e não para de cavar. Perdeu qualquer pulso da população brasileira. Atira em todos da direita com um ódio evidente, que não chega a demonstrar nem pelos petistas. E não é exatamente o mesmo que fazem os tucanos, como FHC, que detesta Bolsonaro, mas demonstra simpatia por Lula?

Acho tudo isso lamentável, fui colega de ambos na Veja, mas não vou bancar o “isentão” aqui. Reinaldo Azevedo passou de qualquer limite aceitável. Perdeu-se. Acabou.

Rodrigo Constantino

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...