Pular para o conteúdo principal

Ao som de shofar, deputado decreta no Congresso que “governo dos ímpios caiu” Cabo Daciolo encerra as 7 voltas proféticas ao redor do Congresso




Todas as quartas-feiras pela manhã a Frente Parlamentar Evangélica se reúne em um dos auditórios da Câmara dos Deputados em Brasília para a realização de um culto. Esta semana, porém, um culto diferente ocorreu no exterior da casa de leis.



O deputado federal Cabo Daciolo (PTdoB/RJ), acompanhado por vários evangélicos encerrou as sete voltas ao redor do Congresso. Segundo ele, foi algo que Deus lhe pediu e seguiu o modelo de Josué comandando o povo de Israel ao redor das muralhas de Jericó.


Nas primeiras horas da manhã deste dia 5, o grupo fez orações, acompanhados pelo som de um shofar, instrumento que lembra as trombetas da narrativa bíblica. O parlamentar fez uma série de declarações proféticas. Fiel ao estilo pentecostal, na reunião em frente à rampa de acesso do Congresso também foram cantados louvores e muitos oravam em línguas.
“A guerra é espiritual, mas o meu Deus é maior. O nosso Deus nos dá autoridade e todo poder do inimigo”, lembrou Daciolo. Após citar algumas passagens das Escrituras, o carioca repreendeu “toda a fúria de Satanás em nome de Jesus”.



Segundo ele, “o governo dos ímpios caiu por terra” e agora seria estabelecido o “governo do justo”. Embora não tenha dados detalhes sobre como isso ocorrerá, quem acompanhou as sete voltas dadas por ele na última semana ouviu que Michel Temer cairá e que devem haver novas eleições no país. No dia 30 de março, ele anunciou no plenário da Câmara que faria um ato simbólico, dando sete voltas ao redor do Congresso para expulsar o “demônio da corrupção”.


Daciolo é conhecido por fazer discursos recheados de citações bíblicas e declarações fortes, tanto contra colegas deputados quanto contra o presidente da República. Em diversas ocasiões usou a tribuna para anunciar profecias. Algumas delas, como a destituição de Eduardo Cunha da presidência da Câmara e sua prisão, acabaram se realizando.
Assista:

Gospel Prime

Comentários

O Diabo Nao Ri disse…
O cabo Daciolo é um homem bem intencionado que carece de doutrinamento bíblico sólido. Ele tem coragem e não teme ser ridicularizado, mas tenho certo receio de que seja muito superficial. Tive um colega de trabalho que era assim. Criticava em altos brados os nossos chefes, "profetizando" ameaças à vida deles. Perdeu o emprego, claro. Espero que Deus o esteja usando mesmo assim.

Postagens mais visitadas deste blog

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Descontrolada, Gleisi diz que o juiz Sérgio Moro é 'safado e sem-vergonha'; assista

A senadora Gleisi Hoffmann subiu à tribuna do Senado para defender a tentativa de tirar o ex-presidente Lula da cadeia com um habeas corpus ilegal concedido por um desembargador militante no plantão, contrariando o próprio Tribunal, as cortes superiores, e o CNJ. Descontrolada, Gleisi concentrou seus ataques no juiz Sérgio Moro, que ela chamou de "safado e sem-vergonha". Gleisi ainda garantiu que "O Brasil vai pagar muito caro, a democracia brasileira vai pagar muito caro. E eu tenho certeza de que vamos criar situações muito graves no Brasil ainda de instabilidade, a que nós não vamos conseguir dar direção e saída".



Assista: 

Leia também: