Pular para o conteúdo principal

Defesa de Danilo Gentili pede ao MPF que apure improbidade administrativa de Maria do Rosário


Maria do Rosário usou um órgão estatal em causa própria em sua tentativa de censurar Danilo Gentili. De repente, o caso desapareceu da mídia.

Enquanto a mídia em uníssono se reduziu a uma discussão sobre “respeito” na tentativa de censura promovida pela deputada Maria do Rosário (PT-RS) ao humorista Danilo Gentili, questões infinitamente mais graves, como a liberdade de expressão, passaram invisíveis aos olhares que deveriam ser perscrutadores dos jornalistas profissionais.

Agora, o advogado Maurício Bunazar, da defesa de Danilo Gentili, pede ao MPF que apure a prática de ato de improbidade administrativa por parte da deputada Maria do Rosário, em razão do uso da Procuradoria Parlamentar para defesa de interesses particulares.
Conforme este Senso Incomum já alertou, além da tentativa de censura, Maria do Rosário acionou, em causa própria, a assessoria jurídica de um órgão público, que possui funções e competências claramente delimitadas pela Constituição, para perseguição e censura de um cidadão, por razões de foro íntimo.
A Câmara dos Deputados, como demais órgãos públicos, não possui personalidade jurídica, ou seja, não age sozinha, mas sim em nome da União. Entretanto, possui personalidade judiciária, também chamada de capacidade anômala ou capacidade extraordinária, que confere à Câmara a possibilidade de defender em juízo suas atribuições quando violadas ou ameaçadas por outro Poder.
Simplificando, se algum outro Poder estiver violando ou ameaçando uma atribuição que só cabe à Câmara dos Deputados, esta pode recorrer à sua Procuradoria para defender suas prerrogativas constitucionais. Somente nesse caso a Câmara conta com a possibilidade de sua assessoria jurídica propor ação em seu nome.
O que Maria do Rosário fez, bem ao contrário do uso que cabe à Procuradoria Parlamentar, foi acioná-la para um fim particular (antes mesmo da discussão sobre sua tentativa de censura estar errada por si). Ora, Danilo Gentili, ao apontar a incoerência da deputada em um tweet, não estava ferindo, ameaçando ou violando as atribuições da Câmara. Com efeito, a Câmara dos Deputados não foi nada ameaçada pela existência de Danilo Gentili ou de suas piadas – parece inclusive mais ameaçada pelo mal uso e torrefação de dinheiro público, além de abuso, que fazem certos deputados.
Além de apuração e investigação, o advogado Maurício Bunazar, da defesa de Danilo Gentili, também representa ao Conselho de Ética da Câmara, cuja atribuição é justamente averiguar, ora, o uso ético dos mecanismos da Câmara dos Deputados.
Maria do Rosário poderia acionar um advogado, pago com recursos próprios de seu salário como deputada, caso tenha se sentido em risco com piadas que exibiram a nu suas contradições ao grande público. Contudo, não poderia usar um órgão público da União para agir contra um particular de que ela particularmente não goste – especialmente nesse caso, em que o órgão só deveria agir para proteger interesses da esfera de ação da Câmara dos Deputados em relação a outros órgãos, e nada mais.
Seria como se Danilo Gentili processasse Maria do Rosário não em nome próprio, mas acionando recursos de todo o SBT contra uma particular. Mas ainda assim não se chegaria nem ao começo do problema: o SBT não é um órgão público, não possui poder político sobre ninguém, e muito menos é pago com recursos públicos, como tudo que envolve a Câmara Legislativa é.
—————

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…

Pré-candidato, Collor diz que não se arrepende de confisco da poupança

Ex-presidente falou sobre a prisão de Lula: "uma injustiça"

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor (PTC), em entrevista à Folha de S.Paulo publicada nesta sexta-feira (13), afirmou que o confisco das cadernetas de poupança implementado por seu governo "era uma necessidade absoluta" e que "faria do mesmo jeito" se tivesse que voltar àquele momento.


"Era uma necessidade absoluta. Se voltando àquele momento, faria do mesmo jeito. Tem a questão do próprio impeachment, que é uma coisa interessante", disse, ao ser questionado se o gesto foi um equívoco.


"O que houve foi um bloqueio do dinheiro que circulava na economia. A inflação estava em 82% ao mês. Havia instrumentos de especulação financeiros danosos, tínhamos que criar um ambiente em que pudéssemos fazer um congelamento de preços, que é algo terrível, uma medida que a gente deve evitar o quanto possível", disse ele na entrevista.


O senador disse ainda que continuará com a pré-can…

Briga entre advogados de Lula se torna explícita e agora envolve familiares

12911
A humilhação a que o abobalhado Cristiano Zanin submeteu o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Sepúlveda Pertence, extrapolou os limites do bom senso e da discrição e já envolve parentes dos envolvidos. A indignação do filho de Sepúlveda, Evandro Pertence, segundo conta o jornal Estadão, foi estampada no seguinte torpedo disparado contra Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, num grupo de WhatsApp: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês”. Lamentável que, certamente por dinheiro – não há outra explicação - Sepúlveda se nivele por tão baixo.
Perdemos um grande jurista para o PT. É mais um estrago provocado por esta infame organização criminosa. É também a demonstração da notória inteligência da seguinte expressão popular: "Quem com porcos anda, farelo come."
Informação do Jornal da Cidade