Pular para o conteúdo principal

Homem transgênero mostra evolução de sua gravidez nas redes e declara: “Profundamente abençoado” Trystan Reese, de Portland, nos EUA, está no oitavo mês de gravidez e quer inspirar jovens da comunidade LGBT


Trystan Reese, durante a gestação, ao lado do marido Biff Chaplow (Foto: Reprodução Instagram)
Como um homem transgênero, o norte-americano Trystan Reese se sente “profundamente abençoado” de poder gerar seu filho biológico, fruto do relacionamento com o marido Biff Chaplow. Em sua 35ª semana de gestação, ele tem descrito a experiência como verdadeiramente bonita. E por isso tem usado seu Instagram, onde é seguido por mais de 3 mil pessoas, para compartilhar a evolução de seu bebê.

“A ideia real de gerar e criar um bebê tem sido muito excitante e divertido. E dividir isso com as crianças e com Biff tem sido uma experiência maravilhosa para toda a família”, disse Trystan, de 34 anos, à People.

O casal, que vive em Portland, nos EUA, já tem dois filhos, que eram sobrinha e sobrinho de Biff. Ambos foram adotados em 2011, depois que sua irmã não teve condições de cuidar dos dois. Depois de enfrentarem duras e decisivas batalhas nos tribunais para conseguir a guarda de Riley, 9, e Hailey, 7, o casal decidiu considerar uma gravidez biológica quando chegasse a hora de expandir a família.
Riley, 9, e Hailey, 7, os filhos adotivos do casal (Foto: Reprodução Instagram)


“Embora eu tivesse coragem de fazer isso tudo de novo quantas vezes fosse preciso, acho que nós gostaríamos de tentar aumentar nossa família de um jeito menos estressante”, disse Biff, 31. “Decidimos checar se conseguiríamos então ter um filho biológico, já que Trystan é transgênero, nasceu com um corpo feminino.”

Há alguns anos, desde que decidiu fazer sua transição, Trystan vinha se submetendo à terapia de reposição hormonal. Mas eles descobriram que se esse processo fosse interrompido, seu ciclo recomeçaria e, assim, ele poderia engravidar com segurança. “Nós gostaríamos de fazer isso junto e não cercado de tanta dor – bom, dor emocional. Apesar de que tenho certeza que em breve vou sentir uma breve e forte dor física.”

Trystan engravidou em 2016, porém, perdeu o bebê após seis semanas de gestação. A perda o fez apreciar ainda mais a segunda gravidez. “Sem ansiedade”, garantiu. "Tem sido fascinante. É realmente incrível o que nossos corpos são capazes de fazer. Acho realmente fenomenal fazer parte desse processo de gerar um filho e de ser um homem ao mesmo tempo.”
Trystan Reese em um momento íntimo de sua gravidez (Foto: Reprodução Instagram)


A expectativa do casal é poder ainda mostrar a outros jovens da comunidade LGBT que eles pode, sim, construir sua própria família. Por isso, não hesitam em compartilhar sua história nas redes. “Quando eu me revelei transgênero aos meus pais, realmente achei que estava escolhendo entre viver minha vida de maneira autêntica como um homem trans ou encontrar alguém que me amasse e com quem eu pudesse construir uma família”, conta Trystan. “Escolhi viver autenticamente e pensei que estava desistindo de todo o resto. Por isso, a minha esperança é que a gente consiga mostrar às pessoas que existem um milhão de formas de ser uma família, há um milhão de maneiras de viver uma vida autêntica. Tudo é possível.”

Revista Marie Claire
http://revistamarieclaire.globo.com/Noticias/noticia/2017/06/homem-transgenero-mostra-evolucao-de-sua-gravidez-nas-redes-e-declara-profundamente-abencoado.html?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=compartilharDesktop

Comentários

Homem não. Uma mulher num corpo de homem...somente uma mulher gera filhos e isso é fato...

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileiros são acusados de machismo e racismo na Copa da Rússia

Em vídeo viral, um grupo de homens se aproveita do fato de uma jovem russa não saber português para assediar a moça





A Copa da Rússia mal começou e algumas atitudes de torcedores brasileiros provocaram reações inflamadas na internet. Em um vídeo publicado na noite de sábado (16/6), alguns homens se aproximaram de uma jovem estrangeira, aparentemente russa, e fizeram uma gravação com ela. Nas redes sociais, o ato foi apontado como uma demonstração de machismo e racismo. Entre outros impropérios, o grupo cantou “essa buceta é bem rosinha”, referindo-se à cor da mulher. A moça, que obviamente não entende uma única palavra em português, cantou junto a eles, sem ter noção do desrespeito. A objetificação pela qual a estrangeira passa – uma pessoa é reduzida aos órgãos genitais – foi considerada ofensiva pelos internautas. Além do machismo alarmante, tendo em vista que um grupo de adultos achou por bem fazer comentários grotescos sobre o corpo de uma desconhecida na rua, há indícios de racismo…

Veja a lista dos deputados que querem uma CPI para acabar com a Lava Jato

O PT está no centro da articulação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com o objetivo de investigar a suposta venda de “proteção” em delações premiadas por parte de advogados e delatores. Trata-se da "CPI das delações", com potencial para afetar os trabalhos da operação Lava Jato e até extingui-la. 

Segundo o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (PT-RS), trata-se de uma investigação sobre a "indústria da delação". Os pontos de partida serão as delações dos doleiros Vinícius Claret, o Juca Bala, e Cláudio de Souza, integrantes do esquema comandado por Dario Messer, chamado de “doleiro de todos os doleiros”, que acusam o advogado Antonio Figueiredo Basto, um dos maiores especialistas do País em colaborações premiadas, de cobrar uma “taxa de proteção” de US$ 50 mil mensais (cerca de R$ 185 mil) de outros integrantes do esquema entre 2005 e 2013.
Veja quem são os deputados que assinaram o pedido: 


URGENTE: Fachin pede para 2ª Turma julgar mais um pedido de liberdade de Lula no dia 26

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu para ser incluído na pauta  do dia 26 o julgamento do pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.  O julgamento será na Segunda Turma, integrada por cinco ministros. Caberá ao presidente  do colegiado, Ricardo Lewandowski, marcar uma data para o recurso ser analisado.  No recurso, a defesa do petista pede o efeito suspensivo da condenação do Tribunal  Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) até que os recursos sejam julgados.
Fachin tinha pedido à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, um parecer sobre o  assunto. Essa manifestação ainda não chegou ao STF. Na segunda-feira, Fachin recebeu o  advogado de Lula, Sepúlveda Pertence, em audiência. O advogado pediu rapidez no  julgamento do recurso.
Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo TRF-4 por corrupção passiva  e lavagem de dinheiro, no caso do triplex do Guarujá. Ele cumpre a pena desde o  início de abril na Superintendência da Polícia Federal…