Pular para o conteúdo principal

“Gay cristão” terá programa na TV para rebater “pastores homofóbicos” Youtuber Artur Vieira promete falar de cristianismo e homoafetividade todos os sábados


"Gay cristão" terá programa na TV para rebater "pastores homofóbicos"

É possível alguém se declarar cristão e homoafetivo ao mesmo tempo? O youtuber Artur Vieira, que apresenta o programa De Volta ao Reino na web, acredita que sim e levará o formato e seu discurso ideológico para a televisão.

Dia 12 de agosto estreia na Rede Brasil de Televisão – canal aberto em São Paulo e disponível em todas as operadoras de TV paga no resto do país.

Vieira é membro da igreja Cidade de Refúgio, a mais famosa comunidade inclusiva do país, liderada por Lana Holder. O jovem diz ser evangélico e defender ensinamentos bíblicos (como sexo só depois do casamento), mas justifica a homoafetividade como algo natural e defende os “direitos da comunidade LGBT”.

Sua chegada à TV vem sendo anunciada como uma resposta aos pastores que tradicionalmente compram horários nas grades e não raro condenam a homossexualidade. “E esses líderes religiosos acabam usando boa ou toda parte de seus programas para falarem mal de homossexuais, que Jesus os condena e que todos queimarão no fogo do inferno, mas não é assim”, reclama o youtuber.

Segundo o apresentador, seu desejo é conversar com os jovens que buscam entender a homossexualidade e ajuda-los a “se aceitar do jeito que são”, mas também tentar mostrar às famílias que esse estilo de vida seria aceitável a Deus.

O nome da atração, “De Volta ao Reino”, é o mesmo que Vieira usa em seu canal no Youtube e Facebook. Com duração de 15 minutos, irá ao ar nas manhãs de sábado.

Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janaína Paschoal disse: " Se essa dupla acontecer será pra revolucionar o país" na chapa com Bolsonaro

Disse janaína à rádio Eldorado, sobre a possibilidade de ser vice na chapa de Jair Bolsonaero.

E mais: "Se essa dupla não consegue mudar o Brasil, ninguém consegue. São duas pessoas de personalidade muito forte. Não conheço ninguém que ame mais o Brasil do que eu. Para o país , seria algo significativo."
Sequer conhece o Bolsonaro pessoalmente.

Segundo o Antagonista a decisão de topar ou não a vaga- se o convite acontecer de fato- é "séria demais" e demandaria "um longo diálogo com o candidato".
(Convite aceito)

Advogado desiste de defender Lula

Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um dos principais advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sepúlveda Pertence enviou uma carta ao petista, na sexta-feira passada, em que comunicou sua intenção de deixar a banca de defesa “com pesar”. Segundo dirigentes do PT, Pertence deixou claro que as divergências com outros advogados da causa motivaram a decisão. O manuscrito foi levado a Lula, preso em Curitiba desde 7 de abril, pelo filho de Pertence, Evandro.
Na quarta-feira, o advogado Sigmaringa Seixas se encontrou com Lula em Curitiba para falar que Pertence queria deixar a sua defesa. O ex-presidente foi reticente e disse que não aceitaria que o ex-ministro, seu amigo há 40 anos, saísse da causa.
Na sexta-feira, ao receber a carta de Evandro, Lula repetiu que era contra a renúncia de Pertence e não quis ler o documento, que ficou com ele. O petista e seu advogado devem conversar pessoalmente nos próximos dias para definirem se o medalhão permanecerá ou não na banc…

Com o bolso cheio e a moral esfacelada, Sepúlveda deixa a defesa de Lula

Lula não aceita e chamou Sepúlveda para conversar em Curitiba.
É oficial. O ex-ministro Sepúlveda Pertence não faz mais parte da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em carta, ele anunciou ‘com pesar’ sua intenção de deixar a banca de defesa. A missiva de Sepúlveda foi entregue ao presidiário por seu filho Evandro Pertence. O ex-ministro encerra assim um dos episódios mais tristes e vergonhosos de sua carreira. Sepúlveda enumera diversos episódios que teriam sido preponderantes para a sua decisão, mas o fato marcante foi sem dúvida a verdadeira humilhação a que foi submetido pelo advogado Cristiano Zanin. Segundo o jornal O Globo, Lula disse que não aceita a renúncia. Sepúlveda terá que comparecer a Curitiba para conversar com o petista. O encontro dever ocorrer no decorrer desta semana. Jornal da Cidade