Pular para o conteúdo principal

Militantes Do MST Assassinaram Agricultor De 57 Anos

O agricultor Martiliano Avelino Dias, de 57 anos, conhecido como Martin da Garapa, foi assassinado neste domingo (29), a 14 km de Porto Nacional, sentido a Monte do Carmo, às margens da TO-255. Testemunhas disseram à Polícia Militar que o crime ocorreu após uma discussão envolvendo algumas pessoas que seriam integrantes do Movimento Sem-Terra.
Segundo testemunhas, o agricultor havia plantado feijão numa chácara e um grupo do movimento teria invadido a área e estaria destruindo a plantação.
A PM informou que, por volta das 17h, Dias foi ao local e procurou a líder do movimento. Ele estaria armado com um facão. Após uma discussão, um membro do MST teria disparado três vezes contra a vítima.
Mesmo ferido, Dias voltou para o carro na tentativa de sair do local, mas não resistiu. Os Bombeiros foram chamados, porém a vítima já estava sem vida. A PM disse que fez buscas no local, mas não encontrou nenhum suspeito.
Martin da Garapa era conhecido na cidade. Nos fins de semana, vendia os produtos agrícolas no mercado municipal.
Fonte: G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eunício pede ao STF para que negue pedido de votação aberta na eleição do Senado

Eunício Oliveira acaba de enviar um ofício ao STF pedindo para que Marco Aurélio Mello não acate o pedido para que a votação para a presidência do Senado seja aberta.

O Antagonista

EUA reagem ao envio de bombardeiros russos à Venezuela

Autoridades dos Estados Unidos reagiram vigorosamente ao envio de bombardeiros estratégicos russos TU-160 para a Venezuela. Autoridades do Pentágono disseram que dois bombardeiros russos – o Tupolev TU-160 BlackJacks, que pode voar a velocidades supersônicas – estão na Venezuela, junto com todos equipamentos necessários para reabastecimento e manutenção. Mike Pompeo, secretário de Estado dos Estados Unidos, condenou a decisão de Moscou de enviar os bombardeiros nucleares para a Venezuela. Ele declarou:

Filha de João de Deus diz ter sido abusada pelo pai quando criança

Uma das filhas do médium João de Deus afirmou que sofreu abusos sexuais do pai dos 10 aos 14 anos. A afirmação foi feita em entrevista gravada em 2016 por uma rádio de Goiânia e exibida pelo “Jornal da Record” na noite desta terça-feira (11). “Ele é manipulador. Ele é mau. Ele é estranho, é diferente. Eu já pedi muito a Deus que ele se arrependesse do que fez e faz”, afirmou Dalva Teixeira no vídeo, segundo informações do “UOL“. Segundo ela, sua mãe havia tido um relacionamento breve com o médium e ela só conheceu o pai quando tinha 10 anos. “[Quando o conheci], ele tirou minha roupa toda, tirou a dele e ficou a noite inteira me molestando”, afirmou. De acordo com Dalva, os casos de abuso se repetiram por quatro anos. “Isso foi até os 14 anos, quando então eu me casei para sair de casa.”