Pular para o conteúdo principal

PF pede transferência de Lula com urgência


A militância petista vem causando transtornos a toda a região
Imagem: Eduardo Anizelli / Folhapress













A Superintendência da Polícia Federal de Curitiba 
pediu à Justiça a transferência de Lula para
 "um estabelecimento prisional adequado 
para o cumprimento da pena imposta".

Em ofício "urgente"endereçado à juíza Carolina 
Lebbos, da execução penal, os policiais afirmam 
que os transtornos causados pela presença 
do ex-presidente na carceragem da PF são inúmeros 
e os gastos para mantê-lo, muito altos.


De acordo com o documento, "tem-se uma 
perspectiva de gastos de aproximadamente
 R$ 300 mil" no mês com diárias de policiais, 
passagens e deslocamentos de pessoal 
de outras unidades para reforçar a 
segurança da superintendência.

Em cerca de quinze dias, já foram gastos
 R$ 150 mil. 

Os delegados afirmam ainda temer a proximidade 
do 1º de Maio, Dia do Trabalhador. 
"Diante da circunstância da prisão do 
ex-presidente da República, todos os movimentos 
sociais e de trabalhadores estão se organizando
 para trazer para Curitiba o evento principal do
 feriado. Em informações preliminares fala-se
 em uma concentração de até 50 mil pessoas".

Eles argumentam que "toda a região" em 
torno da Superintendência da PF "teve a 
sua rotina alterada, como profundas 
modificações na circulação de pessoas e
 veículos" já que apoiadores de Lula se 
reúnem diariamente perto do local.

Afirmam também que as instalações da PF 
não são adequadas para um preso nas 
condições de Lula e que a sala em que ele se 
encontra não é apropriada "para a longa 
permanência de pessoas alojadas", 
tendo sido improvisada.

"As dependências da custódia de presos da 
unidade são muito limitadas e não se
 destinam a execução de penas ou 
mesmo à permanência regular de presos", 
afirmam. "As instalações têm essencialmente 
a natureza de trânsito, ou seja, destinadas a
 presos em flagrante apresentados ao plantão da
 sede e à custódia de presos tutelares até que se
 tenha as vagas correspondentes para as 
transferências ao sistema carcerário estadual."

A Polícia Federal lembra ainda "a ausência de 
sala de Estado Maior para custódia de 
presos que possuem esta prerrogativa [caso de
 Lula] ou que tenha sido a eles deferida, 
gerando a adequação improvisada de
 espaço para atendimento de todos os 
parâmetros determinados pelo juiz
 competente". 

Afirmam ainda que o combinado era 
que Lula permanecesse por pouco tempo 
na PF.

"Em que pese a existência de planejamento 
prévio visando o atendimento das 
ocorrências das manifestações publicas, 
(...) a premissa sempre foi a de que a custódia
 do ex-presidente da Republica se daria no âmbito
 da Superintendência da PF em Curitiba apenas 
por alguns dias", afirmam.

Eles se referem ainda à "grande dificuldade de manter 
os serviços à população" e à "possibilidade de 
episódios de violência" nas cercanias da PF.

Reclamam também dos "reiterados pedidos de 
visitas" a Lula, o que alteram a rotina do
 órgão, dificultando o seu funcionamento.

Folha  Política 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zanin complica mais a situação de Lula e ganha “aula de direito” de Marcelo Odebrecht (Veja o Vídeo)

A situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é praticamente insanável, sem solução, ou, melhor dizendo, indefensável. Sepúlveda Pertence, quando entrou na causa, logo percebeu a enorme gravidade. Imediatamente começou a costurar um acordo no Supremo Tribunal Federal (STF), o acordo possível na época: Prisão domiciliar e Lula quieto, respeitando o Poder Judiciário, sem mais afrontas. Felizmente para a boa Justiça, Zanin existe e conseguiu estragar tudo. Continuou pregando a inocência do meliante petista, alimentado pelas sandices de Gleisi Hoffmann, Lindbergh Farias, Paulo Pimenta e Wadih Damous. Um idiota completo. Na sequência, destratou Sepúlveda e abriu crise na defesa do presidiário. Diante de tais fatos, o ex-ministro entendeu que já havia feito o serviço para o qual havia sido remunerado, não logrou êxito em função da interferência do abobalhado causídico, e assim caiu fora.
Zanin permaneceu na defesa de Lula, ao lado da esposa, uma pobre coitada, de parcos conheciment…

Miriam Leitão leva invertida ao vivo de Cristiana Lobo (Veja o Vídeo)

A jornalista Miriam Leitão parece que partiu para um processo de autodestruição. A credibilidade que ainda detinha está se esvaindo completamente. Elementar! Miriam agora faz um jornalismo que tem alvo. O alvo evidentemente é Jair Bolsonaro. Fica difícil opinar com coerência com o coração cheio de ódio. Nesse sentido, mesmo diante da vitória acachapante de Bolsonaro, a jornalista diuturnamente tenta desconstruir a imagem ou diminuir a força do presidente eleito. Sua última tática foi patética. Miriam tentou demonstrar uma suposta relevância do resultado obtido pelo PT na região Nordeste. Para tanto, mentiu, foi desmentida, tentou se corrigir, mas se deu muito mal. Veja o vídeo:

“Se tem um ser humano que eu desprezo, chama-se Gleisi Hoffmann”, diz Roberto Justus (Veja o Vídeo)

A senadora Gleisi Hoffmann é quase uma unanimidade. Ninguém a suporta. Impressionante como uma mulher consegue nutrir o dom de gerar tanto asco. Mesmo pessoas que não desenvolvem qualquer atividade político-partidária não suportam o jeito e o comportamento da petista, evidenciado por seu extremo e ilimitado mau-caratismo. Até no PT, Gleisi já angariou inúmeras antipatias. O próprio ex-presidenciável Fernando Haddad não a tolera. Não é pra menos, Gleisi trabalhou sorrateiramente contra a candidatura de Haddad e hoje é um obstáculo pesado para a sua sobrevivência política. O empresário Roberto Justus, uma pessoa isenta, totalmente sem ligações políticas, definiu a petista com extrema precisão. Veja o vídeo: Jornal da Cidade otto@jornaldacidadeonline