Pular para o conteúdo principal

URGENTE: Delação de Palocci 'explode' Lula e Dilma


Imagem: Reprodução / Redes Sociais


















Segundo o jornal O Globo, o ex-ministro Antonio Palocci concluiu as negociações e 
assinou um acordo de delação premiada com a Polícia Federal. O acordo agora 
aguarda homologação pelo Judiciário.


Embora o conteúdo do acordo ainda esteja em sigilo, o jornal lembra que Palocci disse
 ao juiz Sérgio Moro "que Lula havia firmado um 'pacto de sangue' com o empresário
 Emílio Odebrecht nos últimos meses de 2010, em uma conversa sigilosa no Palácio do 
Planalto".

A delação do ex-ministro deve ser catastrófica para o condenado Lula. Segundo o jornal, 
Palocci admite que Emílio Odebrecht, além de reformar o sítio de Atibaia, disponibilizou
 R$ 300 milhões em propina, que pagaram "palestras" de Lula e doações ao Instituto Lula, 
além de caixa 2 para as campanhas de Lula e Dilma.


Além de Lula, a delação também deve atingir a presidente deposta Dilma: "Ao falar da
 ex-presidente Dilma Rousseff, o ex-ministro disse que ela não apenas sabia do esquema
 corrupto entre PT e as empreiteiras, como teria sido beneficiária e mantenedora dos arranjos.
 Palocci deu exemplos de situações em que tais temas foram tratados na presença de Dilma
 ou dependeram de sua chancela. Em meados de 2010, segundo Palocci, ele participou de
 uma reunião com Lula, Dilma e o então presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli na
 biblioteca do Palácio da Alvorada. O assunto era os contratos de exploração do pré-sal.
 Lula, segundo o ex-ministro, teria falado abertamente do propósito de usar os projetos da
 estatal para financiar a campanha “dessa companheira aqui (Dilma), que eu quero ver
 eleita presidente do Brasil”, teria dito Lula, nas palavras de Palocci".

Folha Politica

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

Justiça condena Juca Kfouri a pagar R$ 30 mil a Bolsonaro

A 26ª Câmara Cível do Rio determinou que Juca Kfouri e a ESPN paguem indenização de R$ 30 mil, mais correção e juros, por dano moral a Jair Bolsonaro, informa a Veja.

O presidenciável, porém, terá de indenizar o jornalista em R$ 6.000.

O caso começou em 2016, quando Kfouri criticou o comportamento de dois torcedores do Fluminense, comparando-os a torturadores e dizendo que deviam ser apoiadores de Bolsonaro.



Em resposta, o deputado gravou um vídeo com a camisa do Fluminense em que dizia que o jornalista estava “merecendo levar uns tabefes pra aprender a ser homem”.

Em seguida, Bolsonaro entrou com a ação por dano moral, alegando que na vida militar jamais participou de tortura. Na defesa, Kfouri negou ofensa à honra do hoje presidenciável.

RedeTV retirou o púlpito vazio de Lula por exigência de Bolsonaro

O púlpito vazio de Lula foi retirado pela RedeTv, após protesto de Jair Bolsonaro, que ameaçou não participar do debate.

 A Emissora consultou os demais concorrentes que concordaram segundo Igor Gadelha, da Crusoé.

 Diante dessa situação constrangedora, Bolsoanro tem moral mesmo sem ser o presidente, mas pode ser ainda no primeiro turno.