Pular para o conteúdo principal

Gilmar Mendes diz que redução do foro privilegiado vai dar 'muito errado'


Imagem: Reprodução / Veja



















O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), disse nesta quarta-feira
(2) que é um "mau profeta" e que a redução do foro privilegiado para deputados federais
e senadores vai dar "muito errado". Ele ainda não votou no caso -- seu voto está previsto
para a sessão de quinta-feira (3).

"Estamos fazendo uma grande bagunça. Aquilo que estamos estabelecendo para os políticos
 estamos estabelecendo em linha geral para todos os ocupantes. Aqui não é um jogo de
 esperteza, é um jogo de sinceridade na interpretação da Constituição Federal. 
Se isso vale para deputado, valerá para comandante do Exército, por que não?", 
disse Gilmar, ressaltando que o entendimento a ser firmado para os parlamentares 
federais deverá ser estendido para outras autoridades da República.


"Como sustentar isso a qualquer outro ocupante de cargo que não esteja sendo acusado
 de algum crime que não tenha nada a ver com a função?", questionou Gilmar.


O julgamento sobre a redução do foro privilegiado foi retomado nesta quarta-feira, com
 a leitura de voto do ministro Dias Toffoli, mas ainda não foi concluído.


Para Gilmar, o Supremo, na prática, reduzirá o foro para todas as instituições, inclusive 
para os próprios ministros do STF, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), membros do
 Tribunal de Contas da União (TCU) e até para os próprios comandantes das Forças 
Armadas.


"Os senhores imaginam um oficial de Justiça de Cabrobó vindo aqui intimar o
 Comandante do Exército. É bom que se atente para isso. Como vamos tratar o 
Comandante do Exército, da Marinha, da Aeronáutica?", disse Gilmar.


"Sou um mau profeta, vai dar muito errado. São questões que temos de sinceramente,
 juridicamente tratar, é muito fácil enganar o povo", concluiu o ministro.

Folha Política

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eunício pede ao STF para que negue pedido de votação aberta na eleição do Senado

Eunício Oliveira acaba de enviar um ofício ao STF pedindo para que Marco Aurélio Mello não acate o pedido para que a votação para a presidência do Senado seja aberta.

O Antagonista

EUA reagem ao envio de bombardeiros russos à Venezuela

Autoridades dos Estados Unidos reagiram vigorosamente ao envio de bombardeiros estratégicos russos TU-160 para a Venezuela. Autoridades do Pentágono disseram que dois bombardeiros russos – o Tupolev TU-160 BlackJacks, que pode voar a velocidades supersônicas – estão na Venezuela, junto com todos equipamentos necessários para reabastecimento e manutenção. Mike Pompeo, secretário de Estado dos Estados Unidos, condenou a decisão de Moscou de enviar os bombardeiros nucleares para a Venezuela. Ele declarou:

Filha de João de Deus diz ter sido abusada pelo pai quando criança

Uma das filhas do médium João de Deus afirmou que sofreu abusos sexuais do pai dos 10 aos 14 anos. A afirmação foi feita em entrevista gravada em 2016 por uma rádio de Goiânia e exibida pelo “Jornal da Record” na noite desta terça-feira (11). “Ele é manipulador. Ele é mau. Ele é estranho, é diferente. Eu já pedi muito a Deus que ele se arrependesse do que fez e faz”, afirmou Dalva Teixeira no vídeo, segundo informações do “UOL“. Segundo ela, sua mãe havia tido um relacionamento breve com o médium e ela só conheceu o pai quando tinha 10 anos. “[Quando o conheci], ele tirou minha roupa toda, tirou a dele e ficou a noite inteira me molestando”, afirmou. De acordo com Dalva, os casos de abuso se repetiram por quatro anos. “Isso foi até os 14 anos, quando então eu me casei para sair de casa.”