Pular para o conteúdo principal

Juiz indicia Cristina Kirchner e seus filhos por lavagem de dinheiro


Imagem: Reprodução / Redes Sociais




















Um juiz indiciou nesta segunda-feira, 14, a ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner 
(2007-2015) e seus filhos, Máximo e Florencia Kirchner, por lavagem de dinheiro e formação
 de quadrilha, em um caso de supostas irregularidades com empresários por meio da 
empresa familiar Hotesur.

Esse é o quinto indiciamento de Cristina, que tomou posse como senadora em dezembro.
 A investigação do Caso Hotesur apura se a família da ex-presidente recebeu 
pagamentos de empresários, ligados a projetos de obras públicas, por meio de aluguel de 
quartos de um hotel administrado por uma empresa de Cristina e seus dois filhos – a
 Hotesur –, na Patagônia. 

Uma das hipóteses investigadas é a de que Cristina e seu marido, Néstor Kirchner, 
ex-presidente que morreu em 2010, e seus filhos receberam dinheiro por meio do aluguel 
de quartos, em um negócio “aparentemente legítimo”. 

De acordo com o juiz, a renda desses aluguéis “ocultou sua verdadeira origem ilícita”.
 Segundo o jornal Clarín, as transferências incluiriam os US$ 4,6 milhões da filha de
 Cristina embargados há dois anos no Banco Galicia. 

Em março, Ercolini já havia determinado uma intervenção na companhia hoteleira.
 Na ocasião, ele afirmou que a Hotesur tinha sido uma das companhias por meio das 
quais a família Kirchner “teria recebido periodicamente dinheiro obtido mediante fraude
 contra o Estado nacional”.

Em novembro, Cristina prestou depoimento sobre o escândalo Hotesur. Diante dos 
investigadores, ela negou todas as acusações e afirmou que as atividades da
 empresa familiar eram legais. Segundo Cristina, as denúncias eram frutos
 de “perseguição” política. 

O processo começou em novembro de 2014, após uma denúncia da então deputada
 Margarita Stolbizer. De acordo com o juiz, tudo começou em razão da necessidade 
de Néstor e de Cristina de obter dinheiro “limpo” para “justificar a compra dos hotéis 
Alto Calafate e Las Dunas, na Província de Santa Cruz, reduto do casal. 

Em março, o mesmo juiz já havia determinado que Cristina será levada a julgamento oral
 pela acusação de formação de quadrilha em relação à concessão de obras públicas durante 
seu governo. Neste caso, também estão envolvidos o ex-ministro de Planejamento 
Julio de Vido e o empresário Lázaro Baez, amigo da família.

Cristina também foi indiciada – e com uma ordem de detenção que não foi executada
 em razão da imunidade parlamentar – pelo suposto acobertamento de funcionários do 
governo iraniano suspeitos de cometer um atentado contra uma associação judaica de
 Buenos Aires que deixou 85 mortos, em 1994.

Politica na Rede

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sumiço da Faca e o registro na Câmara: Adelio não agiu sozinho, alerta Alexandre Garcia (Veja o Vídeo)

Algo de muito podre ronda a Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados.

Após o golpe em Jair Bolsonaro, Adelio se livrou rapidamente da faca. Tudo indica que repassou para alguém, tanto é que a ‘arma branca’ foi encontrada numa barraca de ambulante, nas imediações. Alguém jogou esta faca onde foi achada. Parece óbvio. A questão do registro na Câmara também deve ser cuidadosamente examinada. Algo de muito podre ronda a Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados. O diretor do setor alega que um recepcionista registrou por engano a entrada de Adélio Bispo de Oliveira no local, no dia 6 de setembro, o dia do atentado contra Jair Bolsonaro. Ora, foram constatados os registros de duas entradas do criminoso. O tal servidor registrou por engano duas vezes? E o nome do servidor distraído agora é mantido sob sigilo? Parece óbvio que caso o atentado tivesse sido exitoso e no meio da multidão Adelio alcançasse a fuga, o álibi estaria pronto. Esse era o plano e isto parece bem claro. Veja o vídeo…

IMPRESSIONANTE: Marcha da Família com Bolsonaro, realizada em Recife, atrai milhares de pessoas; veja vídeo

Mesmo em segundo lugar nas intenções de voto em Pernambuco (17%), a campanha de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República ganhou reforço em caminhada de apoio ao candidato, que ocorreu na manhã deste domingo (23) na Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. O ato, mesmo sem a presença de Bolsonaro, que continua sua recuperação no hospital, contou com a presença de centenas de pessoas, inclusive muitas mulheres e líderes religiosos. Outro ponto que também chamou a atenção foi uma paródia da música 'Baile de Favela', que fazia críticas à esquerda, a outros presidenciáveis, ao feminismo e à Central única dos Trabalhadores (CUT).
Veja o vídeo: 




Vários líderes de movimentos da sociedade civil e representantes religiosos estiveram no local, que contou com um trio elétrico e um carro de som. Muitas pessoas estavam com a camisas que estampavam o rosto do candidato, da seleção brasileira e com cartazes de apoio ao presidenciável, onde um deles dizia 'Pela moral, os bons costum…

Alvaro Dias chama Bolsonaro de “vagabundo bandido” e “quase morto” e recebe resposta do senador Magno Malta

Sem saber que estava sendo gravado, Álvaro Dias aproveitou para destilar todo o seu veneno com comentários maldosos sobre Jair Bolsonaro. O candidato do Podemos afirmou que Bolsonaro é um “vagabundo bandido” e que ‘ta quase morto”. Ainda no mesmo trecho, Dias afirma que “se não fosse a facada eu estaria destruindo ele hoje.”
Alvaro Dias ataca Bolsonaro e recebe A RESPOSTA de Magno Malta