Pular para o conteúdo principal

Lava Jato prende suspeito de ser 'homem da mala' de Geddel


Imagem: Pedro Ladeira / Folhapress


















A nova fase da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, deflagrada nesta
 quinta-feira (3), prendeu em Brasília um doleiro apontado por Lúcio Funaro 
como a pessoa que fez entrega de dinheiro ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), 
apurou a Folha de S. Paulo.


Essa suposta entrega de dinheiro está sendo investigada em um dos inquéritos em
 que o presidente Michel Temer é alvo no STF (Supremo Tribunal Federal).


Em outubro de 2017, o operador financeiro Lúcio Funaro disse à Procuradoria-Geral 
da República ter direcionado R$ 1 milhão a Geddel, dinheiro que teria recebido do
 advogado José Yunes, ex-assessor especial de Temer.

Segundo Funaro, o dinheiro foi enviado por meio de um doleiro sediado no Uruguai
 que prestava serviço para ele, chamado Tony. Esse doleiro teria feito o trabalho de 
"logística" –receber o dinheiro em São Paulo e entregá-lo em Salvador: 
"Ele [um funcionário do doleiro Tony, de nome "Júnior"] entregou no comitê do 
PMDB da Bahia para o próprio Geddel", disse Funaro.


Funaro disse também que não tinha a exata identificação de Júnior --o doleiro preso
 nesta quinta--, “pois tal pessoa era mencionada apenas dessa forma”.


Funaro entregou às autoridades anotações que, segundo ele, comprovam a entrega de 
R$ 1,2 milhão em Salvador no dia 3 de outubro de 2014, às vésperas das eleições 
daquele ano.


Ele disse que quase a totalidade da movimentação financeira com Geddel foi identificada 
pela PF, que rastreou movimentações diárias, abastecimento de aeronave e hangar em
 Salvador, além de hospedagem em hotel. Geddel afirma que a história não é verdadeira 
e que não conhece nenhuma pessoa chamada Junior no contexto referido por Funaro.

Folha Política

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eunício pede ao STF para que negue pedido de votação aberta na eleição do Senado

Eunício Oliveira acaba de enviar um ofício ao STF pedindo para que Marco Aurélio Mello não acate o pedido para que a votação para a presidência do Senado seja aberta.

O Antagonista

EUA reagem ao envio de bombardeiros russos à Venezuela

Autoridades dos Estados Unidos reagiram vigorosamente ao envio de bombardeiros estratégicos russos TU-160 para a Venezuela. Autoridades do Pentágono disseram que dois bombardeiros russos – o Tupolev TU-160 BlackJacks, que pode voar a velocidades supersônicas – estão na Venezuela, junto com todos equipamentos necessários para reabastecimento e manutenção. Mike Pompeo, secretário de Estado dos Estados Unidos, condenou a decisão de Moscou de enviar os bombardeiros nucleares para a Venezuela. Ele declarou:

Jornalistas da grande mídia celebram prêmio falso para repórter da Folha

Profissionais de veículos da grande mídia brasileira estão parabenizando uma jornalista da Folha por um prêmio falso divulgado por perfil paródia no Twitter. Tudo começou com um tuíte do usuário @monicabengamo no Twitter. O perfil aparenta ter viés humorístico, uma espécie de paródia com a jornalista da “Folha de S. Paulo“, Mônica Bergamo. A mensagem original foi publicada na sexta-feira (14) às 16h40 (horário de Brasília).  “A competente colega Patrícia Campos Mello acaba de ganhar o Prêmio Folha Brasileiro do Ano 2018. O Prêmio a reconheceu como “Guardiã da Verdade”, afirma o perfil.