Pular para o conteúdo principal

Lula está implorando para sair da prisão. Petista desaba após derrota de recurso no STF




O ex-presidente Lula desabou após a derrota de seu mais importante recurso no Supremo Tribunal Federal confirmada pelo plenário virtual da Corte. É neste 'ambiente' que os ministros escolhem quais recursos serão analisados em plenário, por terem repercussão geral. Mais recentemente, a Corte decidiu transferir para o ambiente digital também o julgamento dos agravos regimentais e embargos de declaração em listas.

Lula depositava uma esperança adicional neste recurso, no qual pedia para ser solto, alegando que sua prisão só deveria ter ocorrido após a análise dos últimos embargos apresentados ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, em Porto Alegre.O ministro Luiz Edson Fachin havia liberado o julgamento do recurso para plenário virtual na Segunda Turma. composta pelos ministros Celso de Mello, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e o próprio Fachin.

A expectativa de Lula era a de que, em um julgamento 'virtual' onde os ministros não precisariam mostrar a cara sendo julgado pela Segunda Turma, composta por ministros 'simpáticos' ao PT, ele conseguiria se safar da prisão e disputar a eleição.

Todo o entusiasmo de Lula e de seus subordinados veio abaixo após o anúncio do voto de Gilmar Mendes, o terceiro a votar contra o recurso do petista. No início da noite desta quarta-feira, 09, o ministro Ricardo Lewandowski, quarto a votar, também negou o pedido de Lula. Foi a gota d'água para o condenado que começa a enfrentar um inverno rigoroso na prisão em Curitiba.

Lula tem implorado para se livrar da prisão não apenas para poder interferir no processo eleitoral, mas também para tentar conter a desmobilização total da militância. O acampamento em frente ao prédio da Polícia Federal está se dissolvendo, o petista perde cada vez mais espaço na imprensa e as chances do petista sair da cadeia são cada vez mais remotas. Para piorar, Lula não possuiu nenhum interlocutor respeitado pela sociedade para falar por ele.  Condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá, Lula vai continuar implorando para sair da prisão por muito tempo.

Abatido com a derrota, o ex-ministro do STF, Sepúlveda Pertence, advogado de defesa de Lula, reconheceu mais esta derrota. É uma realidade, não era uma defesa final. Vamos continuar a luta agora nos recursos especial e extraordinário, que permitirão ao Supremo um exame mais concreto e substancioso do processo”, comentou Sepúlveda, sem demonstrar muita esperança em livrar seu cliente da cadeia nos próximos meses.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eunício pede ao STF para que negue pedido de votação aberta na eleição do Senado

Eunício Oliveira acaba de enviar um ofício ao STF pedindo para que Marco Aurélio Mello não acate o pedido para que a votação para a presidência do Senado seja aberta.

O Antagonista

EUA reagem ao envio de bombardeiros russos à Venezuela

Autoridades dos Estados Unidos reagiram vigorosamente ao envio de bombardeiros estratégicos russos TU-160 para a Venezuela. Autoridades do Pentágono disseram que dois bombardeiros russos – o Tupolev TU-160 BlackJacks, que pode voar a velocidades supersônicas – estão na Venezuela, junto com todos equipamentos necessários para reabastecimento e manutenção. Mike Pompeo, secretário de Estado dos Estados Unidos, condenou a decisão de Moscou de enviar os bombardeiros nucleares para a Venezuela. Ele declarou:

Jornalistas da grande mídia celebram prêmio falso para repórter da Folha

Profissionais de veículos da grande mídia brasileira estão parabenizando uma jornalista da Folha por um prêmio falso divulgado por perfil paródia no Twitter. Tudo começou com um tuíte do usuário @monicabengamo no Twitter. O perfil aparenta ter viés humorístico, uma espécie de paródia com a jornalista da “Folha de S. Paulo“, Mônica Bergamo. A mensagem original foi publicada na sexta-feira (14) às 16h40 (horário de Brasília).  “A competente colega Patrícia Campos Mello acaba de ganhar o Prêmio Folha Brasileiro do Ano 2018. O Prêmio a reconheceu como “Guardiã da Verdade”, afirma o perfil.