Pular para o conteúdo principal

Operação Lava Jato Surpreende E Apresenta Novos Dados Que Podem Estremecer Um Quarto De Todo O Planeta.


A história que compreende a concretização da maior operação de combate a crimes relacionados à corrupção já implementada no Brasil e uma das maiores desencadeadas em todo o planeta, “salta aos olhos” de todos em face ao alcance de toda a operação e do volume de dinheiro público desviado que se encontra ainda em mãos criminosas ou que já se destina ao ressarcimento dos cofres do país.
Vale ressaltar que trata-se da Operação Lava Jato, que ramificou-se por todo o Brasil e atingiu a todas as esferas do poder público nacional, através de um trabalho árduo e consistente desenvolvido pela força-tarefa conduzida em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro.
O magistrado paranaense é o magistrado titular da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal paranaense, cuja sede em primeiro grau está localizada em Curitiba, capital do estado do Paraná. Entretanto, acaba de vir à tona uma nova revelação relacionada ao papel e a importância da Operação Lava Jato não somente para o Brasil, mas também para o mundo. Porém, um dos maiores “entraves” para que o Poder Judiciário, de fato, consiga atender às expectativas da sociedade civil organizada e a população brasileira como um todo, depende de que se diminua a leniência percebida pela mais alta instância da Justiça; o Supremo Tribunal Federal (STF)
Novos dados estarrecem o planeta
A Operação Lava Jato, que possui entre seus grandes expoentes, os juízes federais Sérgio Moro e Marcelo Bretas, apresentavam um novo dado que atestam a relevância de toda a necessidade da implementação da operação de combate à corrupção.
São dados reveladores que denotam que a Lava Jato se fará presente em aproximadamente um quarto de todo o planeta, alcançando, dessa forma, um nível global.
Trata-se de inúmeros pedidos de cooperação de caráter internacional, de modo que já se fez mobilizar 55 países e territórios autônomos espalhados por todo o planeta. Os dados impressionantes dão conta de que um quarto do mundo globalizado já foi atingido pelo maior escândalo de corrupção do Brasil que é investigado pela força-tarefa da Lava Jato.
Os dados apresentados pela força-tarefa da Lava Jato denotam que a cada três dias, uma solicitação de cooperação é feita, desde meados do mês de março de 2014, quando pela primeira vez, a Operação Lava Jato, sediada em Curitiba, saiu às ruas do país, o que se totaliza 570 solicitações de cooperação mundial. Entretanto, com o início de um dos “braços” da investigação no Rio de Janeiro; a “Operação Câmbio, desligo”, que se originou no propósito de se apurar uma rede de doleiros que teriam cometido desvios bilionários de dinheiro, por meio de operações financeiras fraudulentas e fictícias, cujas cifras que se dispõem são estimadas em uma movimentação ilegal de mais de US$ 1,6 bilhão, através de três mil empresas offshores que estão localizadas em 53 países.

Fonte NBO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

TSE suspende propaganda do PT que associa Bolsonaro à tortura

Luis Felipe Salomão, do TSE, suspendeu a propaganda eleitoral em que a coligação petista associa Jair Bolsonaro à ditadura e à tortura.

O ministro atendeu o pedido da defesa de Bolsonaro, que alegou que o programa veiculado viola a lei eleitoral, “uma vez que incute medo na população ao sugerir que se o candidato Jair Bolsonaro for eleito vai perseguir e torturar eventuais opositores políticos”.

“O tribunal tem feito um esforço no sentido de elevar o nível do debate para se evitar a disseminação desse clima de pânico que estão criando”, disse o advogado de Bolsonaro, Tiago Ayres, a O Antagonista.

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…