Pular para o conteúdo principal

Convidada russa provoca polêmica com comentário no Encontro com Fátima No clima da Copa do Mundo, a jovem Elena compartilhou com os espectadores costumes da Rússia, comidinhas típicas do país europeu e outras curiosidades



Por Redação VEJA São Paulo



(Reprodução/TV Globo/Veja SP)
Fátima Bernardes recebeu uma convidada russa no Encontro desta quinta (14). No clima da Copa do Mundo, a jovem Elena compartilhou com os espectadores costumes da Rússia, comidinhas típicas do país europeu e outras curiosidades da sede do Mundial. Ao responder as perguntas da plateia, no entanto, ela dividiu opiniões ao falar sobre violência.
Uma mulher chamada Cássia quis saber sobre a violência na Rússia. “Se tem violência como aqui no Brasil?“, questionou Fátima Bernardes. “Não tem violência na rua e eu até não posso traduzir essa palavra para o russo. Existem palavras como criminal, criminoso, mas violência não existe. Então não existe esse tipo de violência“, respondeu Elena. A apresentadora, no entanto, insistiu: “Existem crimes?“. “Existem crimes como todo país tem, mas violência não“, rebateu a convidada — clique aqui para assistir ao momento.
O comentário dividiu opiniões na internet. Muitos acreditam que Elena “mentiu” ao falar sobre violência na Rússia. Outros, no entanto, acreditam que a convidada se expressou mal e que quis dizer, apenas, que a palavra não existe na língua russa. Confira a repercussão: 

O que eu entendi da russa falando sobre não existir violência foi sobre a palavra "violência". Não tem tradução dessa palavra para o russo. Mas existe crime e criminosos.


A russa falando que não existe violência na Rússia! A homofobia russa é super da paz né


Caraca, a menina falando que não existe a palavra violência na língua russa! Chocada




Essa mulher russa disse que NÃO EXISTE VIOLÊNCIA lá na Rússia. E eu implorando do outro lado da tela da tv: "Me leva, moça! Nunca te pedi nada!"


Moça no programa: Queria saber como é a violência na Rússia
Russa: Eu nem consigo traduzir essa palavra para o russo, porque tem crimes sim, mas violência não




a mulher russa falando na fatima bernardes que na Rússia nao existe violência


A russa falando que nao existe a palavra violencia na russia. POR ISSO O PESSOAL SAI NA PORRADA LA



a mulher russa no lacre com a bernardes falando que nao tem violencia na russia pic.twitter.com/e0SuYnISXZ
na russia nao tem violencia contanto que vc nao seja gay

e nem imigrante

e de preferencia se nao sair de casa em dia de jogo de futebol nacional tb




Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Convidada russa no Encontro: não existe violência na Rússia, não tem nem tradução dessa palavra. Mentiu na cara dura


"Não tem violência na Rússia e eu nem sei traduzir essa palavra pra russo". Não fala isso, moça. Assim quem vai ver os jogos vai querer ficar ilegal 🤷‍♀️


A moça russa acabou de dizer que não tem a palavra VIOLÊNCIA na Rússia, que lá não tem violência!! 😱😱😱 E a gente aqui com medo diário de andar na rua 😧.

Dê sua opinião: E você, o que achou da polêmica? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cid Moreira reaparece e comove o Brasil: ”Vivo minha fase final”

Apresentador que marcou a história do ‘Jornal Nacional’ fala sobre os 90 anos. Famoso durante muito tempo por dar o ‘boa noite’’ no ‘’Jornal Nacional’’, Cid Moreira agora é mais conhecido por ser a ‘’’voz de Deus’’ [VIDEO]. Aos 90 anos de idade, o jornalista investe o seu tempo nas narrações de textos bíblicos e comove milhares de cristãos. Cid Moreira recusou-se a fazer propaganda milionária ao lado de Fátima Bernardes Cid é casado com Fátima Moreira há 16 anos e deu uma entrevista ao portal de notícias UOL sobre o fato de estar completando 90 anos com a saúde em dia. “Vivo minha fase final”, afirmou. Entre os muitos fatos pitorescos de sua vida narrados na reportagem, Moreira revela que se recusou a receber R$ 2 milhões para fazer uma propaganda de carne ao lado de Fátima Bernardes. A celebridade, na época, teria recebido R$ 5 milhões para o comercial. O jornalista também chegou a injetar silicone líquido no rosto, o que o fez quase perder a visão de um dos olhos. Filho processa Ci…

Renan se recusa a receber notificação do STF sobre afastamento da presidência do Senado Oficial de Justiça não consegue entregar notificação na residência oficial

Renan se recusa a receber notificação do STF sobre afastamento da presidência do Senado Foto: Andre Coelho / Agência O Globo BRASÍLIA - O oficial do Supremo Tribunal Federal (STF) foi na noite desta segunda-feira à residência oficial do Senado para entregar ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL) a notificação da decisão do ministro Marco Aurelio Melo sobre o afastamento da presidência do Senado. Renan se recusou a receber o oficial. O peemedebista foi até a porta e voltou sem a notificação. O oficial saiu alguns minutos depois com os papéis na mão. Segundo o secretário geral da mesa Senado, Bandeira de Melo, Renan alegou que não se pode receber notificação judicial após as 18h, segundo a lei. Perguntado sobre como Renan reagiu à decisão do ministro do Supremo, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, disse que ele está tranquilo e que vai receber a notificação amanhã às 11h. - Normalíssimo, frio, traquilo. Marcou para receber a notificaçao amanhã às 11 horas. Há um entra e sai de ca…

Jair Bolsonaro revoga nomeações de Michel Temer

Bolsonaro revogou quatro nomeações do ex-presidente Michel Temer e nomeou seus novos diretores, que não precisarão de escrutínio dos senadores. Por meio de medida provisória publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro revogou a exigência de o Senado sabatinar os diretores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), registra o “Estadão“. A revogação da sabatina dos diretores está no art. 85, II, c, que revoga o art. 88, parágrafo único, da Lei 10.233. “Os diretores deverão ser brasileiros, ter idoneidade moral e reputação ilibada, formação universitária, experiência profissional compatível com os objetivos, atribuições e competências do DNIT e elevado conceito no campo de suas especialidades, e serão indicados pelo ministro de estado dos Transportes e nomeados pelo presidente da República”, diz o texto. Há apenas cinco meses no cargo, o diretor-geral José da Silva Tiago foi substituído pelo general Antônio Leit…