Pular para o conteúdo principal

Tiroteio no Morro da Babilônia assusta moradores do Leme e bairros vizinhos

Relatos nas redes sociais dão conta de disparos de armas de vários calibres e barulho de explosões. UPP disse que traficantes se enfrentaram na região e o Bope faz uma operação na comunidade
Por O Dia

Morro da Babilônia, no Leme
Morro da Babilônia, no Leme - 
Rio - Um intenso tiroteio no Morro da Babilônia assustou moradores do Leme, na Zona Sul da cidade, no fim da madrugada desta terça-feira. De acordo com a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local, traficantes entraram em confronto na localidade conhecida como Mata. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) faz uma operação na comunidade e a Polícia Militar cerca a região.
Os disparos foram ouvidos até, pelo menos, o início da manhã. Não há informações sobre feridos. Em um vídeo divulgado pela página "Onde Tem Tiroteio-RJ. OTTRJ" é possível ouvir os tiros feitos na comunidade; assista!
Pelas redes sociais, moradores relataram terem ouvido disparos de armas de vários calibres e barulho de explosões. "Rajada de metralhadora. Um horror", comentou um morador. "Muito tiro. Todo tipo de arma. Surreal", disse outro. "Guerra braba no Leme. Tiros e granadas. Armas de grosso calibre", postou mais um. "Acordar com o som de bombas e intensa troca de tiros como se fosse do lado de fora da sua janela é no mínimo angustiante", lamentou um quarto.
Quem estava em bairros próximos também se assustou com o barulho. "Estou ouvindo aqui próximo à (Avenida) Princesa Isabel. Muitos tiros e bomba também", relatou um morador de Copacabana. "Até meu filho acordou. Estamos na Rua da Passagem. Muito tiro mesmo", disse outro, de Botafogo. "Acordei com as rajadas. Muitos tiros sendo ouvidos em Copacabana", postou mais um.
Em outros vídeos, também divulgados pelo "OTT RJ", moradores de Copacabana filmaram o que ouviram de suas residências; confira!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

Justiça condena Juca Kfouri a pagar R$ 30 mil a Bolsonaro

A 26ª Câmara Cível do Rio determinou que Juca Kfouri e a ESPN paguem indenização de R$ 30 mil, mais correção e juros, por dano moral a Jair Bolsonaro, informa a Veja.

O presidenciável, porém, terá de indenizar o jornalista em R$ 6.000.

O caso começou em 2016, quando Kfouri criticou o comportamento de dois torcedores do Fluminense, comparando-os a torturadores e dizendo que deviam ser apoiadores de Bolsonaro.



Em resposta, o deputado gravou um vídeo com a camisa do Fluminense em que dizia que o jornalista estava “merecendo levar uns tabefes pra aprender a ser homem”.

Em seguida, Bolsonaro entrou com a ação por dano moral, alegando que na vida militar jamais participou de tortura. Na defesa, Kfouri negou ofensa à honra do hoje presidenciável.

RedeTV retirou o púlpito vazio de Lula por exigência de Bolsonaro

O púlpito vazio de Lula foi retirado pela RedeTv, após protesto de Jair Bolsonaro, que ameaçou não participar do debate.

 A Emissora consultou os demais concorrentes que concordaram segundo Igor Gadelha, da Crusoé.

 Diante dessa situação constrangedora, Bolsoanro tem moral mesmo sem ser o presidente, mas pode ser ainda no primeiro turno.