Pular para o conteúdo principal

Com depressão, José Mayer descobre doença fatal e passa 30 dias internado


José Mayer (Foto: Reprodução)

A situação do ator José Mayer, um dos grandes galãs do passado na Globo, não é nada boa. Segundo o jornalista Leo Dias, ele está bastante abatido, com depressão, e nos últimos dias, descobriu que estava com uma doença rara e autoimune chamada Granulomatose de Wegener.
Agora, na manhã deste domingo (29), após trinta dias internado na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, o veterano teve alta. Aos 68 anos, Mayer sofre com a doença que atinge os vasos sanguíneos dos rins, pulmões e vias respiratórias, que pode ser fatal caso não diagnosticada precocemente.
Ele cumpriu todo o tratamento e passa bem, de acordo com uma nota divulgada pelo hospital ao UOL, que você confere a seguir:
“A Casa de Saúde São José informa que o ator José Mayer teve alta neste domingo, após um período de 30 dias de tratamento contra Granulomatose de Wegener, uma doença autoimune que atinge, principalmente, os vasos sanguíneos dos rins, pulmões e vias respiratórias e pode ser fatal caso não diagnosticada precocemente. José Mayer esteve sob os cuidados da equipe liderada pelo Dr. Marcelo Kalichsztein. O ator passa bem.”

BETTY FARIA SAI EM DEFESA DO AMIGO

Betty Faria saiu em defesa do amigo após a polêmica do ator com a figurinista Su Tonani, no ano passado. “É um super ator, que foi seriamente prejudicado. Acho que foi um carma espiritual pintar aquela piveta na vida dele, que acusou Mayer de assédio sexual, no ano passado”, iniciou ela.
Betty também revelou uma nova informação do caso: “Tem maquiadora da Globo que viu aquela moça pegar várias vezes a chave do carro da mão dele; tinha uma história ali de amizade, de companheirismo. Não sei o que aconteceu, que eles se desentenderam e ela resolveu tirar uma onda”, contou.
Betty em entrevista ao Universa. Foto – reprodução.

A veterana ainda se mostrou contra as atrizes que saíram contra o amigo.
“E as atrizes mais jovens, ingênuas, resolveram comprar a história dela. Depois do Wilker, ele foi o ator com quem mais trabalhei. E ele nunca fez assédio comigo e nunca vi fazer com ninguém. É um colega maravilhoso. Fiquei muito triste com o que aconteceu”, falou Betty em entrevista ao Universa, do UOL.

TV Foco

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tite se recusa a encontrar Jair Bolsonaro

Enquanto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tenta se aproximar de Jair Bolsonaro, o técnico Tite quer distância do presidente eleito. Ao ser questionado se aceitaria encontrar o presidente eleito Jair Bolsonaro em solenidade oficial antes ou depois da Copa América, o treinador foi direto. Segundo informações da “Folha“, Tite afirmou: Não. Eu continuo com a mesma opinião. A minha atividade não se mistura e eu não me sinto confortável em fazer essa mistura. Não. Curiosamente, em 2012, após vencer a taça Libertadores da América no comando do Corinthians, o técnico Tite não viu problemas em visitar o então presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva.

Viagem em jatinho pode ter tirado Magno Malta do ministério de Bolsonaro

Magno Malta parece ter saído da lista de ministeriáveis após Jair Bolsonaro receber informações de que ele viajou em aeronave sem informar a Justiça Eleitoral. O presidente eleito Jair Bolsonaro decidiu cortar da lista de possíveis ministros o senador Magno Malta (PR-ES) após receber informações de que o aliado fez viagens para aproximar o empresário Eraí Maggi da campanha do PSL. Malta também teria utilizado sua proximidade com Bolsonaro para defender nomes que poderiam compor um eventual governo. Chegou ao conhecimento do futuro chefe de Estado que o empresário Maggi teria colocado à disposição de Malta um jatinho particular para alguns deslocamentos e ainda aberto sua fazenda para encontro com ruralistas. Malta não registrou deslocamentos em jatinhos do empresário nas prestações de conta ao TSE.

Quem é o passageiro que Lewandowski mandou prender em voo

O passageiro levado pela Polícia Federal a mando de Ricardo Lewandowski durante voo da Gol é o advogado Cristiano Caiado Acioli, filho da subprocuradora Helenita Caiado – que chegou a presidir o CNMP.

Em vídeo que O Antagonista reproduziu mais cedo, Acioli chama Lewandowski e diz: “O Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês.”

Depois, em novo vídeo, protestou por ter seu direito de expressão cerceado.

Votou em Jair Bolsonaro. O Antagonista